Vitória com V, de Vinícius

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Por Ruth Martins / Edição de arte André Cantini

Torcedor atleticano tem que ter muito estômago para assistir ao clássico Atlético x Cruzeiro. A gente fica sem saber se assiste, corneta, torce ou reclama do VAR. É sempre assim. E quando a vitória vem, todo o resto deixa de ser importante. Esquecemos dos erros do VAR, dos passes errados, dos gols perdidos, da fatura do cartão de crédito, da volta às aulas… A gente acorda em plena segunda-feira com ares de “sextou”. E como é bom vencer o clássico!

Imagem: Bruno Cantini

O confronto contra o Cruzeiro nos deixa a seguinte lição: jogador que não se esconde do jogo se destaca. Digo isso porque vimos o Vinícius Goes brilhar em campo exatamente porque chamou o jogo o tempo todo e ainda fez um golaço. Foi obstinado, acreditou em todas as jogadas, criou muito. Que a atitude do Vinicius em campo sirva de exemplo para os outros jogadores.

O Galo fez um jogo inteligente. No primeiro tempo o time teve menos posse de bola e, consequentemente, trocou menos passes, contudo, chegava com perigo ao gol e saiu para o intervalo vencendo por 1×0. A aposta do técnico Rodrigo Santana na dupla Cazares e Vinicius deu certo, apesar de Cazares não ter feito um jogo espetacular. Jair novamente foi bem na volância. Desarmou bem no meio campo e mandou neste setor. Quem não se comportou nada bem foi o Elias. Errou muitos passes, alguns até bobos, e fez uma partida muito insegura.

Imagem: Teobaldo

A defesa foi muito eficiente. Cleiton novamente foi muito confiante, saiu bem nas bolas difíceis, esteve atento nos contra-ataques do Cruzeiro e teve boa reposição de bola. O crescimento do Igor Rabelo na zaga é bem nítido. Fez uma partidaça. Réver também fez um jogo tranquilo. Patric já vem bem há alguns jogos. Sempre muito obediente ao esquema do Rodrigo Santana e muito forte fisicamente. Ajudou muito na marcação e chegou algumas vezes no ataque. Lá na frente Ricardo Oliveira esteve bem apagado. Não foi dessa vez que o Pastor conseguiu espantar a má fase.

No segundo tempo o Galo entrou meio desligado e mais lento que o de costume logo no início. Mas a entrada do Geuvânio na vaga do Cazares deu mais velocidade ao time, que passou a jogar no contra-ataque. Aliás, uma pena aquela bola do Geuvânio ter parado na trave. Mais uma vez ele merecia um gol. Natan e Papagaio entraram nas vagas de Vinicius e Ricardo Oliveira quase no final da partida. Já nos acréscimos, em uma bela jogada de contra-ataque iniciada com o goleiro Cleiton, Natan liquidou a fatura fazendo 2×0.

Imagem: UOL

O próximo confronto no Campeonato Brasileiro será contra o Fluminense, no Horto. É hora de o time se consolidar entre os primeiros colocados e mostrar realmente a que veio. O Galo tem que entrar ligado, já que o Fluminense também vem de uma vitória e está brigando na parte de baixo da tabela. Chega de perder pontos em casa.

Um abraço, Massa!

 

CAIU NO HORTO, TÁ MORTO! COMENTÁRIO PÓS-JOGO: ATLÉTICO 2 X 0 CRUZEIRO

 

Siga nossas redes sociais, estamos no FacebookTwitterInstagram YouTube!

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

Um comentário em “Vitória com V, de Vinícius

  • 5 de agosto de 2019 em 17:45
    Permalink

    Bom tarde amigos do Galo. O Vinicius é um jogador humilde, raçudo e que se sente honrado em vestir a camisa do CAM, acho que vai crescer como referencia em campo. Pelo futebol apresentado nos poucos minutos que tem ficado em campo, acho que o Papagaio merece entrar jogando, tem técnica e pode ser uma grata surpresa para todos.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *