Vexame: Galo é eliminado nos pênaltis e se despede da Copa Sul-Americana

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Jéssica Silva
Do Fala Galo, em Montes Claros
27/09/2019 – 01h14

A péssima fase do Atlético fez com que o jogo contra o Colón, valendo vaga na final da Copa Sul-Americana, fosse motivo de preocupação para a torcida durante toda a semana. No Mineirão, os comandados de Rodrigo Santana controlaram boa parte do jogo, abriram vantagem, mas recuaram na etapa complementar e viram o Colón levar a decisão para os pênaltis e se classificar para a final da competição continental.

No primeiro tempo a surpresa foi boa. O time atleticano, que há tanto tempo não mostrava sangue nos olhos, fez uma partida segura e mostrou desde o início estar interessado apenas na vitória. O Galo dominou o Colón, que tinha como objetivo apenas se defender, e chegou com perigo à área dos argentinos.

Com a volta de Jair e Luan ao meio campo e uma boa apresentação de Cazares, a equipe alvinegra se movimentou bem, chutou a gol e conseguiu trabalhar bem a bola. Os visitantes, por sua vez, não conseguiram colocar a redonda no chão para tentar uma chegada mais perigosa, pois era grande o domínio do Atlético.

Aos 39 minutos, Di Santo abriu o placar no Mineirão e fez valer toda a superioridade do Atlético. O fato de o time atleticano ter sido o comandante das ações em todo o primeiro tempo fez com que o placar de um a zero fosse lucro para o Colón.
Jair, que havia acabado de voltar ao time, sentiu no finalzinho da primeira etapa e não voltou para o segundo tempo. Como alternativa, Rodrigo Santana acionou Zé Welison.

Jogadores comemoram o gol de Di Santos / Foto: Cantini

A saída daquele que atualmente é o principal nome do time anunciava um desfecho infeliz para o Atlético, mas não era possível perceber, principalmente porque o Galo ampliou o placar com Chará, após bela arrancada de Cazares. Com a vantagem de dois a zero, o time atleticano recuou e deixou suas limitações técnicas ficarem acima da vontade de fazer um placar ainda maior. A covardia foi cobrada com juros e correção.

O Galo não tem um time qualificado, nem mesmo consegue ser superior a muitas equipes hoje em dia, mas ontem estava frente a frente com um adversário também limitado tecnicamente, portanto, tinha o dever de alcançar a classificação. A vaga na final da Copa Sul-Americana estava nas mãos do Atlético, mas como fizeram durante toda a temporada, os jogadores atleticanos deram adeus a qualquer possibilidade de sucesso em questão de minutos.

O pênalti infantil cometido por Elias, o que nos rendeu um caminho mais difícil, poderia ter sido evitado, mas o destino parecia ter como objetivo nos fazer sofrer. Pior que isso só o desfecho sem alegria, sem compensação, apenas uma multidão de frustrados mais uma vez.

Na disputa de pênaltis, Cleiton nos deu esperança logo no início ao fazer uma defesa importante. Minutos mais tarde, Réver e Cazares desperdiçaram suas cobranças e viram o Colón comemorar uma vaga que deveria ser nossa.

Cazares é consolado pelos jogadores após errar o último pênalti / Foto: Cantini

Mineirão lotado, competição continental, disputa de pênaltis. O cenário lembrava dias felizes em que o Atlético era um time em quem se podia confiar. Mesmo com tantas semelhanças, o final da história não poderia ser o mesmo. Não temos mais a diretoria de outros tempos, comissão técnica, tampouco os jogadores. Mas o principal problema é que não temos a organização, o comprometimento, o interesse em se manter no topo até o fim.

A partida feita pelo Atlético não foi ruim, principalmente no primeiro tempo. A questão é que um coletivo que não funciona, uma equipe que recua e chama o adversário e um plantel cujas alterações nunca acrescentam muito ao jogo não é o conjunto de coisas que fazem um time campeão.

Em poucos minutos o Galo jogou fora dinheiro, prestígio, possibilidade de título e classificações importantes, representando bem o que vem sendo o dia a dia do clube, desde a diretoria até os atletas. O Atlético do primeiro tempo merecia ser finalista, mas o que se apresentou após o intervalo agiu como se já houvesse feito o bastante.

Talvez não fosse mesmo justo que uma equipe sem planejamento, critérios ou comprometimento chegasse a um título, mas para quem veste a camisa alvinegra derrota após derrota, sem abaixar a cabeça, vencer a Sul-Americana seria um alento e tanto para esse ano tão difícil, mas não foi. O torcedor paga caro pelos erros de sua diretoria, que desencadeiam uma série de outros erros, sejam do comando técnico ou do grupo de atletas. O fim da história é frustrante e doloroso, mas não surpreendente, pois a bola pune.

Não foi dessa vez, Galo. Mais uma vez não foi.

 

FICHA TÉCNICA: ATLÉTICO (3) 2 X 1 (4) COLÓN-ARG

Atlético
Cleiton; Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; Jair (Zé Welison, no intervalo) e Elias (Geuvânio, aos 39’ do 2ºT); Luan (Vinicius, aos 27’ do 2ºT), Cazares e Chará; Di Santo
Técnico: Rodrigo Santana

Colón-ARG
Burián; Vigo, Ortiz, Olivera e Escobar (Esparza, aos 17’ do 2ºT); Zuqui, Lértora, Aliendro (Bernardi, aos 9’ do 2ºT) e Estigarribia (Chancalay, aos 48’ do 2T); ‘Pulga’ Rodríguez e Morelo
Técnico: Pablo Lavallén

Gols: Franco Di Santo, aos 39’ do 1ºT, e Chará, aos 5’ do 2ºT (ATL); ‘Pulga’ Rodríguez, aos 36’ do 2ºT (COL)
Cartões amarelos: Patric, aos 30’, Cleiton, aos 32’, e Vinicius, aos 46’ do 2T (ATL); Olivera, aos 16’, e Burián, aos 49’ do 2ºT (COL)

Motivo: partida de volta da semifinal da Copa Sul-Americana
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Data e horário: quinta-feira, 26 de setembro de 2019, às 21h30

Público: 45.560 torcedores
Renda: R$ 1.706.915,00

Árbitro: Andrés Rojas (COL)
Assistentes: Alexander Guzmán e Dionísio Ruiz (COL)
VAR: Esteban Ostojich (URU)

 

GOSTOU? Siga nossas redes sociais. Clique nos links abaixo e fique por dentro dos bastidores do Atlético.

Facebook: facebook.com.br/falagalo13
Instagram: instagram.com.br/falagalo13
YouTube: youtube.com.br/falagalo13
Twitter: twitter.com.br/falagalo13
Site: falagalo.com.br
Edição: Jéssica Silva
Edição de imagem: André Cantini 

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

14 comentários em “Vexame: Galo é eliminado nos pênaltis e se despede da Copa Sul-Americana

  • 27 de setembro de 2019 em 07:02
    Permalink

    Caros Atleticanos.
    Nada mais diferente do que a tragédia previamente anunciada. Time que faz cera com 2×0 precisando fazer o terceiro para matar de vez a partida, não merecia outra sorte. O primeiro tempo foi consistente com o que se espera de um time do Atlético, mas o segundo tempo, tenham paciência, entregaram o ouro para o bandido. Time limitado, diretoria incompetente e treinador (Zé das camisas), distribuidor de uniformes, somente poderia dar no que deu. No mais, a galera atleticana não merece a diretoria, técnico e vários jogadores (com algumas exceções), que se encontram no comando do Galo. Agora é rezar para que não aconteça uma catástrofe maior que seria a eliminação do Brasileiro. Como diz a música do Gilberto Gil: andar com fé eu vou, com fé não costuma falhar! É viver para ver. Saudações atleticanas.

    Resposta
  • 27 de setembro de 2019 em 07:04
    Permalink

    frustação?se esta diretoria tivesse tomates renuciavam todos dos cargos do comando do galo. ok sinto é vergonha destes incompetentes que esta afundando o galo na lamba. e porque não demitiu o estagiário e burro está esperando ok.senhor 7 câmera está se tornando o pior presidente da história do galo. aonde está a torcida organizada para correr com estes amontoados de peladeiros e diretoria. vergonhaaaaaaaaaaa.

    Resposta
    • 27 de setembro de 2019 em 08:54
      Permalink

      O filme se repete. Nada inesperado. Dois a zero, recuou aí invés de matar o jogo. Não há desculpas que justifiquem. Como disse anteriormente o RS não percebeu até agora que o cavalo passou atrelado, está jogando fora a oportunidade. Em caso de demissão já temos o interino preparado, Leandro Zago, técnico do sub 20, poupou jogadores no jogo contra o Flamengo no brasileiro sub 20, derrota.Si promovem o cara, ele fica dando oportunidades a estes bondes do profissional e não dá uma oportunidade para atletas que ele treinou na base. 2029 perdido e, ainda tem a zona da degola se aproximando

      Resposta
  • 27 de setembro de 2019 em 07:56
    Permalink

    FORA SETTE CÂMARA.
    FORA SETTE CÂMARA.
    FORA SETTE CÂMARA.
    E LEVE JUNTO COM VOCÊ , RODRIGO “FALA MANSA” SANTANA E RUIM “COMISSÃO ” COSTA.
    DEIXEM O GALO ANTES QUE ACONTEÇA MAIS UMA TRAGÉDIA QUE É O REBAIXAMENTO NO BRASILEIRÃO.
    ELIAS.
    F.SANTOS.
    R.OLIVEIRA.
    ESSES TRÊS SÃO OS PRINCIPAIS CULPADOS PELO NOSSO FRACASSO. DESDE QUE AQUI CHEGARAM ESSES TRÊS SUJEITOS SÓ TEM AFUNDADO O GALO.

    Resposta
  • 27 de setembro de 2019 em 08:10
    Permalink

    Mais uma vergonha para o torcedor atleticano. Uma diretoria incompetente, uma equipe técnica de aprendizes e um time de peladeiros. Com raríssima exceção, poucos com capacidade para representar um time com a grandeza do Atlético. Agora é rezar para não ser rebaixado no campeonato brasileiro com esse time medíocre!

    Resposta
  • 27 de setembro de 2019 em 08:26
    Permalink

    Pela1002° vez:Troquem de treinador(o atual è entregador de camisas) que ainda dà tempo!Como pode um treinador dizer que o time recuou sem motivo”se ele è quem comanda o time”?como das vàrias outras vezes mostra que nâo tem o comando do time e nem do elenco.o Geuvanio deveria entrar mais cedo para evitar o avanço do meio de campo do colon,pois com o elias em campo o Galo toma contra ataque em todos os jogos.E MAIS UMA VEZ UM VOLANTE SAI CONTUNDIDO E DESTA VEZ ATÈ O LUAN CANSOU.e ainda fez um penalti desnecessario.e a diretoria ainda quer renovar com este cara.e o vagabundo do cazares perdeu o penalti.em 55 anos seguindo o Galo nunca fiquei tâo revoltado como estou agora.

    Resposta
  • 27 de setembro de 2019 em 08:28
    Permalink

    Bom dia! Alias pessimo dia! adianta criticar diretoria e comando tecnico? tem que fazer campanha para publico zero nos jogos do Galo!

    Resposta
  • 27 de setembro de 2019 em 08:55
    Permalink

    O que me deixa com mais raiva é a chance que perdemos de salvar o ano com o título da Sul Americana.
    Uma Sul Americana fácil, pegamos uma chave fácil, Esse Colón é fraco, o Del Valle é fraco tínhamos tudo para ser campeões e fomos eliminados por causa dessa diretoria ridícula, o pênalti cometido pelo zero a esquerda do Elias é o retrato do time INÚTIL E INCOMPETENTE!!!!!
    Triste, decepcionado, machucado, LUTO, LUTO, LUTO, acabaram com o Galo, que decepção!!!

    Resposta
  • 27 de setembro de 2019 em 09:02
    Permalink

    Bom dia, uma noite de galo jogando como time no primeiro tempo, e jogando como elenco desbalanceado no segundo tempo, faltou o algo a mais de um time vencedor, acreditar em sua força, galooooo

    Resposta
  • 27 de setembro de 2019 em 09:39
    Permalink

    Não é que o time recuou. O problema foi que saíram os dois melhores do Galo. O Jair e o Luan, que esse imbecil treinador tentou jogar na lata de lixo, e, pra piorar, ele entra com Zé Wellison, o mesmo que fez lambanças no jogo de ida, além de entrar com vinaloka (o que esse cara fez pra ter tanta oportunidade no time?).
    E logicamente não podia deixar de comentar sobre mais uma “explêndida atuação” de Elias, o exterminador de volantes, entregador de rapadura, fazedor de pênaltis, o jogador mais caro da história do Galo (mais caro por não valer um centavo do muito que recebe). O Rui Bosta quer mesmo renovar com esse lixo de jogador?

    Resposta
  • 27 de setembro de 2019 em 10:58
    Permalink

    O ATLÉTICO É UM TIME DE ENORME POTENCIAL , TEMOS UMA IMENSA E APAIXONADA TORCIDA , MAS PARECE QUE SOMOS COMANDADOS POR UMA “MÁFIA ” . O QUE ESSES SUJEITOS DA DIRETORIA FAZEM COM O C.A.M. É UM CRIME. SÃO IRRESPONSÁVEIS , IMCOMPETENTES , USAM O GALO EXCLUSIVAMENTE PARA SE PROMOVEREM. E O RESULTADO É ESSE QUE AÍ ESTÁ.
    NEM TORCIDA ORGANIZADA TEMOS MAIS , POIS AS QUE TÍNHAMOS FORAM COOPTADAS PELA DIRETORIA , EM TROCA SABE-SE LÁ DE QUÊ.
    ENQUANTO ESSE BANDO DO KALIL ESTIVER NO COMANDO , O QUE TEREMOS É ISSO AÍ. O TIME DESCENDO RUMO À UM BURACO SEM FUNDO.
    UM TIME QUE CONTRATA DOIS PSEUDO DIRETORES DE FUTEBOL DA MARCA DE ALEXANDRE gallo E RUIM “COMISSÃO ” COSTA , QUE SÓ PENSAM EM TORRAR E “VENDER ” O PATRIMÔNIO DO CLUBE , VAI CHEGAR ONDE.??
    ESSA DIRETORIA DA TURMA DE KALIL ESTÃO TRANSFORMANDO O GALO EM UM TIME PEQUENO. ISSO É UM CRIME E DEVERIAM SER RESPONSABILIZADOS POR ISSO.

    Resposta
  • 27 de setembro de 2019 em 12:15
    Permalink

    Esse filme é repetido. Franga eliminada, titulo que escapa, classificação que não chega. Minas Gerais tem dois times grandes: Um é o Cruzeirão, meio América e meio franga.

    Resposta
    • 27 de setembro de 2019 em 14:05
      Permalink

      Maria loka estremecida, endividada e caloteira por aqui?

      Resposta
  • 27 de setembro de 2019 em 13:59
    Permalink

    50 jogadores ou mais, se um machucar já era.
    Manda estas merdas embora e contrata homens que tenham pelomenos vergonha na cara.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *