Vergonha: Galo dá vexame na Libertadores.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Por Jéssica Silva.

 

Há muito tempo o coro da torcida atleticana é o mesmo: o time de Levir Culpi não tem padrão de jogo. O problema, no entanto, vai muito além disso. Ao ver os jogadores do Atlético em campo, é unanimidade que a equipe parece nem treinar. Ontem, contra o Cerro Porteño, não foi diferente.

A vitória “heróica” contra o Zamora na semana passada não enganou. O time venezuelano era muito inferior, tecnicamente falando, e já deu muito trabalho ao Galo, por isso pegar o líder do grupo não seria tão simples.

O Atlético conseguiu sair na frente com Ricardo Oliveira, mas quando sofreu o gol de empate foi como se dissesse ao adversário que dali para frente poderia fazer o que quisesse, e ele fez.

Os destaques individuais foram pra lá de negativos. Fábio Santos errou como sempre e participou de gols do Cerro como se fosse a mais nova contratação do adversário. Victor, tão seguro em outra época, vem sendo um goleiro muito facilmente superado, um jogador que parece ir à Cidade do Galo para passear, já que não há nenhum indício nas atuações do camisa 1 de que ele treina. Cazares desapareceu mais uma vez, Igor Rabello se mostrou contaminado pelo péssimo futebol do time atleticano e não joga nem a metade do que jogava no Botafogo.

Estamos em abril e até hoje a escalação do Galo não se repete por mais de três vezes. A dificuldade enorme na saída de bola é o claro reflexo de que não ter uma dupla de volantes definida para a titularidade faz com que o time seja facilmente batido, por qualquer um, em qualquer lugar. Falando em dupla de volantes, a titular no jogo de ontem protagonizou falhas bisonhas ao lado da zaga e do arqueiro, o que nos leva ao de sempre: o Atlético tem uma defesa tão vulnerável que chega a ser uma mãe para os adversários, e isso não é de hoje. Há várias temporadas o setor defensivo atleticano é responsável por acabar com qualquer ambição da torcida e nada é feito para mudar este cenário.

Com as contratações de Rever e Igor Rabello esperava-se que a situação mudasse, mas não adianta trazer jogador algum se este não for treinar para adquirir um padrão de jogo e se não tiver a devida cobertura dos laterais e dos volantes para que desempenhe seu trabalho corretamente.

O Galo foi dominado do início ao fim no Paraguai, jogava como se estivesse com a vida ganha. Uma equipe lenta, que dava a impressão de que o Cerro Porteño era um time profissional jogando contra uma equipe de amadores, amigos que saíram para jogar uma pelada no fim da noite, sem qualquer compromisso.

No papel o time do Galo não é tão ruim, mas na prática a situação consegue ser muito pior. Não esperem respeito da parte de qualquer adversário que venha a enfrentar o Atlético, todo mundo sabe que a equipe é mal treinada – se é que treina, e que o seu comandante não está interessado em fazer nada que mude tal situação.

Há muito tempo Levir Culpi age como se as consequências de suas escolhas não importassem tanto, se pergunta onde errou durante as coletivas pós-jogos, mas seria mais fácil apontar onde ele não errou, já que o número de falhas é imenso.

O caminho para a classificação do Galo na Libertadores só viria de um verdadeiro milagre, mas o tempo do “Eu Acredito” já passou. Ver o time sofrer contra equipes qualificadas é uma coisa, ter dificuldades inimagináveis contra equipes medianas é outra. Dá vergonha a quem acompanha e nos tira o direito de nutrir qualquer esperança.

O grupo E parecia um dos caminhos mais fáceis para as oitavas de final da Copa Libertadores, mas o Galo conseguiu a proeza de ser o saco de pancadas do grupo. Aceitar o domínio dos adversários, errar nas escalações e insistir no erro esperando por um milagre vem sendo a especialidade de Levir Culpi, que parece ter como objetivo nos levar para o buraco. Sem uma gestão decente e sem pulso firme da parte da diretoria, treinador e jogadores se mostram cada vez mais acomodados com a situação do time na temporada e o final disso tudo não pode ser bom.

Um grupo consideravelmente fraco na Libertadores e um campeonato estadual explanaram as dificuldades do Atlético e isso é só o começo. Brasileirão, Copa do Brasil e jogos contra adversários qualificados vão chegar em breve e não dá para ter fé que teremos sucesso em qualquer disputa. Um time preguiçoso, um treinador sem ambição e uma diretoria omissa estão tirando toda esperança e otimismo de uma torcida acostumada a ver o jogo virar a seu favor na raça, no grito, nas palmas. Falta aquela presença no vestiário que diga à Levir e companhia que eles vem sendo pagos para trabalhar, não para assistir aos jogos dos adversários de camarote.

É inadmissível que a torcida faça sua parte apoiando o que ninguém mais apoiaria pelo simples fato de ter na instituição Clube Atlético Mineiro a coisa mais importante de sua vida e ganhe como recompensa apenas tristeza, frustração e vergonha.

A próxima preocupação é a final do Campeonato Mineiro, que não será jogo fácil. As dificuldades que o Atlético enfrentou durante toda a competição só foram superadas porque o time suplente assumiu a bronca. Fica claro que a situação é vergonhosa quando um time B, formado por jovens jogadores, se sobressai pelo simples fato de ter VONTADE, coisa que o time titular não tem.

Acreditar em vitórias nos dois últimos jogos da fase de grupos da competição continental já ultrapassa os limites do otimismo, é inocência demais. É mais inteligente aceitar o fato de que a Libertadores acabou. Levir Culpi continuará escalando um time como se fosse jogar uma pelada valendo uma caixa de cerveja, os jogadores permanecerão cometendo erros individuais que inacreditavelmente contagiam todo o restante da equipe, e nós continuaremos sem o direito de ter qualquer ambição com relação à temporada 2019.

O jogo de ontem talvez tenha sido um retrato perfeito do que foi o Galo na Libertadores. Saiu na frente no início do jogo nos dando alguma esperança, como foi a vitória contra o Zamora, mas foi atropelado logo em seguida, para deixar bem claro que time que não treina, diretoria que não investe e técnico que não se esforça são os ingredientes perfeitos para construir nada mais que vexame atrás de vexame.

O ponto alto da falta de sucesso do Atlético é seu comandante. Levir Culpi deixou para trás aquele treinador criativo, que fazia muito com poucas opções, e deu lugar a um senhor teimoso, que não tem maturidade o suficiente para admitir seus erros e só assim encontrar o caminho para corrigir suas falhas. É claro que se cogita a queda do “Burro com Sorte”, mesmo que todos saibam que trocar de treinador como se troca de roupa não é futuro para ninguém, mas pensar nas opções disponíveis no mercado não diminui a preocupação.

Um sonho praticamente já acabou, eles nos vêm sendo tirados há anos.
A pergunta é: até quando o Atlético será um mero coadjuvante em qualquer competição que participe, comemorando apenas classificações sofridas para o torneio continental da temporada seguinte que sempre acaba sendo uma vergonha para todos nós?
Saber a resposta é tão difícil quanto ver o Galo nas oitavas de final da Libertadores 2019.

Ficha técnica: CERRO PORTEÑO 4×1 ATLÉTICO

Estádio: General Pablo Rojas – Assunção (PAR)
Data-hora: 10 de abril de 2019, às 19h15
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Assistentes: Alexander Guzman (COL) e Dionísio Ruiz (COL)
Gols: Ricardo Oliveira, aos 18′-1ºT(0-1), Acosta, aos 30′-1T(1-1), Carrizo, aos 33′-1ºT(2-1), Victor Cáceres, aos 36′-1ºT(3-1), Larrivey, aos 43′-1ºT(4-1)
Cartões Amarelos: Espínola, Aguilar(CER), Maicon Bolt(ATL)
Cartões Vermelhos:

CERRO PORTEÑO-PAR: Muñoz; Escobar, Amorebieta(Espínola-intervalo), Cáceres,; Acosta(Saiz, aos 17′-2ºT), Aguilar, Victor Cáceres, Villasanti, Fede Carrizo,Nelson Valdez e Larrivey(Churin, aos 28′-2ºT). Técnico: Fernando Jubero

ATLÉTICO: Victor; Guga, Igor Rabello, Leonardo Silva e Fábio Santos; Adílson, Elias(Nathan, aos 29′-2ºT); Luan(Chará, aos 14′-2ºT) e Cazares (Vinicius, aos 16′-2ºT). Maicon Bolt e Ricardo Oliveira.

Técnico: Levir Culpi

 

MEDÍOCRE E VERGONHOSO: www.youtube.com/watch?v=zB_OORRsUoU

ALGUNS TORCEDORES PROTESTARAM CONTRA OS JOGADORES HOJE PELA MADRUGADA EM CONFINS: https://twitter.com/Falagalo13/status/1116269551707197440

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

40 comentários em “Vergonha: Galo dá vexame na Libertadores.

  • 11 de abril de 2019 em 07:45
    Permalink

    Bom dia amigos. Nada vai mudar, o NOSSO GALO está a deriva, um timeco, refúgio de jogadores velhos e um ex tecnico que recebem ótimos salários e não respeitam a instituição CAM.
    Nada vai acontecer, o Técnico vai continuar a dar entrevistas desconexas com cara de paisagem, Fábio Santos continuará a ser titular e o presidente vai declarar que ele é um bom jogador, Elias aparecerá dando entrevista como destaque da equipe e vai ter seu contrato renovado. Estão apequenando NOSSO GALO.

    Resposta
    • 11 de abril de 2019 em 10:06
      Permalink

      Aiiiin ontem eu fui mijar (sentada) e tava 0x1. Quando voltei tava 4×1. Ainda bem que não caguei. Galoooo

      Resposta
      • 11 de abril de 2019 em 12:54
        Permalink

        Vai cuidar do seu time, Maria caloteira!

        Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 08:04
    Permalink

    Esse arremedo de treinador se auto proclama um “burro com sorte”, o problema é que quando a sorte acaba só fica o burro. Falta vergonha na cara e comprometimento para esse junta junta de salafrários. Até quando o Galo vai esperar que Cazares jogue bola? Esse sujeito não deu mostras suficientes que não é jogador profissional? E que não passa de um peladeiro? E que nunca via mudar?

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 08:09
    Permalink

    Bom dia Jessica e Atleticanos, na espera de mudanças imediatas e radicais no Clube Atletico Mineiro.
    A tragédia de ontem vem sendo anunciada há tempos pelas pífias apresentações desse bando que alguns tentam rotular de time de futebol. A ruindade é tanta que contamina quem chega. Além de ruindade, tem a indolência estampada exemplarmente no tal de Cazares. A verdade é que no Atlético, Direção não existe desde 2015, bem como Comissão Técnica. O futebol desse bando é tão ruim e recheado de falhas bisonhas, que me atrevo a dizer que nem meu time de pelada de final de semana leva gols tão idiotas como o Atlético tem levado. Vejam os gols sofridos ontem: parecia ser um filme de comédia pastelão. O futebol desse bando associa-se a um show de horrores que está afastando o torcedor e levando ao desinteresse e desalento grande parte da torcida.
    A Comissão Técnica é tão capacitada que coloca um bando desorganizado em campo , que parece nunca ter treinado e assim não apresenta nenhum padrão de jogo.
    A Diretoria, em sua falta de transparência administrativa e opções temerárias e erradas nas contratações de jogadores, revela sua capacidade míope e ineficiente na gestão do Clube.
    Agora engrosso a campanha de protesto para por fora o atual Elenco, Comissão Técnica e Diretoria. O Atlético precisa de mudar tudo e começaria afastando quase todo elenco; jogaria a final com a base como protesto de desqualificação e dispensa desse bando que forma o elenco principal. O melhor resultado que pode acontecer hoje para o Atlético é se livrar desse elenco, Comissão Técnica e Diretoria. Tem que começar do zero, pois aquilo que está arruinado não tem chance de melhorar. Saudações Atleticanas

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 08:18
    Permalink

    Nosso maior problema é a administração nota zero do 7c que se cercou de peças mais inexperientes e amadoras que ele próprio. alexandre tadeu, marques (onde se encontra, o que faz?), técnicos e com um elenco desse era de se esperar o quê?!

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 08:22
    Permalink

    Enquanto não passarem a tratar Sette Camara, Lásaro, Gropen e o obeso Domenico como INIMIGOS DA INSTITUIÇÃO que tem que ser SUMARIAMENTE ELIMINADOS vai ser isto aí.
    Estes trastes se apossaram da instituição. Cabe à torcida tirar eles, nem que seja na base do quebra-quebra.
    O FalaGalo não pode se acovardar diante do que está acontecendo.

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 08:26
    Permalink

    Bom dia!
    Confesso que eu queria o Levir de volta, pois eu achava que ele iria peitar Fábio Santos, Elias e todos os demais jogadores que, segundo ele, não apresentam números. Mas o que vimos até aqui é um Levir ultrapassado, complacente e conivente com um bando de jogadores horríveis. E o maluco ainda vem dizer na coletiva que não viu falhas no sistema defensivo…ah pára!

    Aí eu abro as páginas sobre o Galo esperando alguma novidade, e esse senhor ainda não foi demitido?
    OLê Marquês! Quanto você ganha pra não fazer porcaria nenhuma? Demite logo esse piadista de mal gosto pois ele fez da Massa uma piada internacional! E cadê o lateral esquerdo? Ou você vai deixar a avenida FS livre pra mariada passar no domingo?

    Victor….pode parar com isso! Chega desse frangueiro! O cara não sabe armar uma barreira. Toda falta contra o Galo nas proximidades da área é como se fosse um pênalti. Só que o goleiro não é mais o que defendeu contra o Tijuana.

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 08:28
    Permalink

    Se no Galo não tem um LE que possa entrar no lugar desse péssimo FS, então manda embora juntamente com esse ex jogador. Ou será que o Marques está estudando uma proposta pra renovar contrato com essa turma!?

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 08:30
    Permalink

    A solução seria Celso Roth,acorda diretoria?

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 08:50
    Permalink

    Uai! Há menos de uma semana pegaram o pobre Boa Esporte enfiaram uma goleada e já tinha gente na torcida falando que o time é muito bom e 3 dias depois tudo mudou? Vcs decidam, o time é bom ou não presta? Por essas e outras que continuarão a ser a segunda ou terceira força do estado, enquanto isso o lado azul dá show de organização, buscando títulos a todo momento, a torcida crescendo assustadoramente e o clube sendo respeitado no Brasil e no mundo.

    Resposta
    • 11 de abril de 2019 em 10:43
      Permalink

      entao vc deveria falar m… no espaco do seu time.

      Resposta
    • 11 de abril de 2019 em 11:17
      Permalink

      O que não da pra respeitar é alguém que além de Maria, chama Afoncio. Olha o seu nome cara, nome de trouxa.

      Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 08:56
    Permalink

    Fábio Santos, Elias e Cazares já exterminaram 6 técnicos será que o Levir vai ser o próximo?? o que o Galo ganhou depois que esses três chegaram?? será que 7 técnicos não conseguir dar um padrão ao time a culpa é dos técnicos?? se mandar o Levir embora não vai adiantar nada, Fábio Santos, Elias são laranjas podres eu afastaria do time, e o Cazares com sorte conseguimos uma boa venda dele.ACORDEM DEPOIS DE 7 TÉCNICOS E NADA TÁ NA CARA QUE OS MAIORES CULPADOS SÃO OS JOGADORES PRINCIPALMENTE FÁBIO SANTOS, ELIAS E CAZARES.

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 09:01
    Permalink

    FORA LEVIR!
    FORA MARQUES!
    FORA SETTE CÂMARA!
    FORA FÁBIO SANTOS!

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 09:09
    Permalink

    A raiva é gigantesca. Mandaram um técnico jovem embora devido ao fraco rendimento pós copa do mundo, entretanto, ninguém fala que o time ficou sem 9 jogadores do time titular (vendidos e machucados), o que acabou prejudicando o time. Ai trouxeram o Levir, deu no que deu.

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 09:19
    Permalink

    Um detalhe me chama a atenção: Como a imprensa de Minas é frouxa! Se fosse a imprensa do eixo, já teriam descascado esse burro ultrapassado e esse arremedo de time a muito tempo. Um ou outro ainda se arrisca a fazer perguntas mais contundentes, mas a maioria continua com as mesmas perguntinhas banais nas entrevistas, dando trela pras piadinhas do burro comediante, fazendo matérias enaltecendo jogadores ridículos e passando pano pra essa diretoria MEDÍOCRE! Até quando vamos ter que aguentar essa omissão da grande mídia?

    Ps: Libertadores já era! Sulamericana é lucro! Eu acredito? Hahahahahahahaha! Pois eu DUVIDO! Esse time pra ser ruim tem que melhorar muito ainda.

    Ps2: Levir vai cair, é só questão de tempo.

    Ps3: Pelo jeito vamos passar vergonha no brasileirão. De novo.

    Saudações Atleticanas!

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 09:40
    Permalink

    Bom dia massa. Vergonha ok sinto desta diretoria amadora e destes amontoados de peladeiros. Não adianta mandar só o Levir gagá embora.precisa fazer uma varredura neste timeco que a diretoria amontou. Começar com Victor frangueiro e acabar em o burro sem sorte. Chega de aplaudir ex jogadores.fora 7 câmera. Marques. Levir. Victor. Patrick. Elias. Ricardo Oliveira. Cachazares. Fábio Santos. Cone 2.aposentar leo Silva. É outras barcas. Se continuar com ex jogadores e peladeiros vamos brigar para não cair no brasileirão. Que vexame e vergonha que este amontoados de peladeiros nos faz passar. Adeus libertadores. Vamos ser massacrados pelas Marias alguém duvida eu não. Chega.

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 09:49
    Permalink

    Já era, o negócio é avaliar quem vai ficar em quem vai sair, planejando 2020. Porque com esse junta junta aí não sai nada de bom em 2019. Já era.

    E se eu fosse o 7Camara já demitia o Levir hoje, colocava o Largui de interino pras finais do mineiro, e dava orientação expressa pra ele montar um time feio, com 3 volantes e o Luan recuado, fazer aquele jogo feio pra não perder, jogar por uma bola. Se deixar o Levir e seu “esquema tático” pra domingo, o galo corre sério risco de levar outra goleada. Sério mesmo.

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 10:11
    Permalink

    O maior absurdo de hoje é que LEVIR CULPI , ELIAS , F. SANTOS E CAZARES AINDA NÃO FORAM MULTADOS POR CORPO MOLE E SUMARIAMENTE DEMITIDOS .
    ESSES VERMES ESTÃO AFUNDANDO O TIME NA LAMA.
    E SETTE CÂMARA está imobilizado ,sem tomar nenhuma providência diante do vexame de ontem.
    DOMINGO SEREMOS GOLEADOS E HUMILHADOS PELAS MARIAS.

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 10:20
    Permalink

    Peraí. A torcida há pouco tempo atrás dizia que Patrick era o maior culpado. Guga entrou e se mostrou muito pior. Um garotinho sem corpo pra divididas, sem futebol para apresentar.
    Igor Rabelo não joga o que jogava no Botafogo? Duvido que a blogueira tenha assistido um único jogo do Botafofogo. Chará é péssimo.
    Segundo nosso ex presidente o Galo não compra só recupera jogadores. E nessa balela a torcida vai dando cabeçadas.
    Esse time não marca. Volantes não marcam, laterais não marcam, meios pelos lados não marcam. Nesse caso nem atacam. As opções de reservas são horrorosas.
    Estamos perdidos, iludidos com um passado recente mais de sorte que de competência. Me despeço hoje do futebol.

    Resposta
    • 11 de abril de 2019 em 12:07
      Permalink

      Acho que Guga é um lateral com potencial, de bola no pé da de mil no Patric, mas realmente não tem estrutura física de jogador profissional, precisa dar uma encorpada para jogar no profissional. Acho também que ele sentiu a pressão nesses últimos jogos, o que é até normal para a idade. A verdade é que deveria ter sido contratado para ser lapidado e engrado no time aos poucos. Mas quando a outra opção é o Patric, esse tempo não existe.

      Acho o Chará muito bom jogador, ontem em 5 minutos em campo, em dois domínios de bola ele já tinha mostrado que está em outro patamar, se comparado a Bolt, por exemplo. Mas aí entra a função do técnico, que não temos, montar uma estrutura para que o jogador renda, para tirar o melhor de cada jogador. Para mim o caso do chará é claro, o treinador não conseguiu encontrar uma forma de jogo para o time, e para o jogador. Ainda acho que na mão de um bom treinador pode render.

      Também acho Igor Rabelo um bom zagueiro, tem falhado mesmo, tem muito a melhorar no galo, mas tem condições para isso. Novamente, com um treinador que realmente treine a equipe, e tire o melhor de cada atleta.

      Sobre o restante que escreveu, concordo com tudo. O time não marca, e o time não cria, não ataca. É um verdadeiro bando sem nenhuma organização ou espírito de vitória. Não passa a menor impressão de que busca a vitória.

      Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 10:24
    Permalink

    Eita irmã linda 😘 e profissional 😍

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 10:43
    Permalink

    Recado pro Levir Culpi… vai pra PQP seu FDP!!!!!!!!!!!

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 10:48
    Permalink

    Se mandar o Cazares ,Elias,Fabio Santos,o Presidente o pipoqueiro do Marques o Pé frio do Eder,e o animal burro do Levir embora e implorar para o Kalil pelo menos passar na cidade do Galo depois de uns resultados desse,ai talvez melhora

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 10:52
    Permalink

    Planejamento do Galo: segurar as pontas com essas mambaias que contrataram, par não ser em rebaixado em 2019 e 2020. Torcer pro Kalil não conseguir se reeleger pra PBH. Ele reassumir a diretoria do Galo. Simples.

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 11:17
    Permalink

    NÃO TÃO CURTO, PORÉM GROSSO. A GÊNESE DO VEXAME

    O Atlético é o clube dos paradoxos. A semana começou leve em razão da goleada aplicada sobre o Boa Esporte que garantiu ao Glorioso disputar a 13.a final consecutiva do campeonato mineiro.

    E ficou ainda mais feliz com a excelente notícia de que o volante Gustavo Blanco passou a fazer corridas sob gravidade zero, graças a um aparelho de última geração recém importado pelo clube, o que vai adiantar em três meses a sua recuperação.

    Dizem que alegria de pobre dura pouco. E, nesses últimos tempos, a massa atleticana vem sendo realmente muito pobre em esperança e felicidade.

    Tem hora de criticar e tem hora de elogiar. Se em relação à Cidade do Galo os comandantes alvinegros dos últimos tempos merecem todos os aplausos, no que se refere ao trato do futebol, à gestão da dívida, aos cuidados com a marca do clube e a maximização da receita, eles são merecedores de críticas e reprovações veementes.

    Já tenho mais de sessenta anos e aprendi que as coincidências. existem. Mas, aprendi também a não confiar nelas.

    Em meio às loas e às comemorações da goleada imposta ao Boa Esporte e, diga-se de passagem, com uma atuação positiva, começaram a surgir, aqui e ali, algumas notícias com poder de demolição e clara intenção de desestabilizar o time.

    Primeiro, vem a informação de que o Atletico estaria contratando um novo diretor de futebol e que, Marques, seria rebaixado para a função de gerente de futebol. Desnecessário dizer que, no recheio dessa notícia, o Xodó da Massa não foi poupado de pesadas críticas sobre a sua atuação à frente do futebol atleticano.

    Quase que simultaneamente vaza também a informação de que o Glorioso estaria há alguns dias negociando com o técnico Enderson Moreira que, por sinal, já trabalhou na base do clube anos atrás, para, claro, substituir o já desgastado Levir Culpi. Nitroglicerina pura.

    E não é só. Na véspera do jogo decisivo contra o Cerro Portenho surge no twitter um questionamento sobre as AtleticoCoin ou as GaloCoin, moedas virtuais lançadas pelo Atlético com certa pompa e expectativa de grande retorno para o clube.

    Se já está ruim, por que não piorar? Exatamente no mesmo dia do confronto contra a equipe paraguaia, surge uma notícia plantada em um jornal paulista, segundo a qual Levir não seria mais unanimidade entre os jogadores. Ainda nesta matéria é reportado que os jogadores mais experientes do time estariam descontentes com os treinamentos ministrados pelo treinador por considera-los improdutivos e exaustivos.

    Se vc acha que, no Paraguai, a delegação estava blindada e alheia a tudo isso, vc está completamente enganado. Além disso, Luan, que tem sido o motor e a alma do time, desceu do avião em Assunção sentindo-se mal, diagnosticado com virose, e passou a ser dúvida para a decisão diante do Cerro do Paraguai.

    Ao tomar conhecimento da virose de Luan lembrei-me de que Ricardo Oliveira que começou a temporada voando e marcando muitos gols, a ponto de tornar-se o maior artilheiro do país neste início de ano, também foi abatido por uma misteriosa virose que o tirou do time por dois jogos consecutivos. Depois disso ele nunca mais foi o mesmo.

    Ah! Essas viroses certamente já estão na lista daquelas coisas que só acontecem com o Atletico. Coincidências??? Sei lá. Teorias da conspiração à parte, a história do Atletico é prenhe de fakenews, notícias plantadas, bombas desestabilizadoras, contusões inesperadas e viroses que surgem do nada, sempre que o time atravessa momentos decisivos e delicados.

    Ainda que a contratação de um novo diretor de futebol, obviamente experiente e competente, seja uma necessidade urgente para o clube, resta claro que a divulgação dessa notícia na forma e no momento em que foi plantada, teve a clara intenção de desestabilizar o time e precipitar a eliminação do Atlético na Libertadores.

    O mesmo pode se dizer das outras informações, ainda que seja absolutamente claro que o clube passa por problemas internos e de vestiário bastante sérios, que Levir perdeu a mão no comando da equipe, que o time está muito mal treinado, que, dia após dia, o treinador vem ficando sem clima para continuar à frente do Glorioso e que Marques, merecedor de respeito e carinho, está queimando etapas como dirigente, mesmo porque o modelo centralizador de gestão do Atletico castra-lhe a autoridade necessária para o exercício de suas atuais funções.

    É mister reconhecer, também, que é induvidoso o direito do torcedor questionar e ser informado sobre as moedas virtuais do clube. A absoluta falta de transparência e o fato de ser um dos clubes mais fechados do país, favorece a toda sorte de especulações, da mesma forma que a irritante e crônica suscetibilidade do clube às recorrentes práticas desestabilizadoras daqueles que sempre jogam contra o Glorioso, por razões que não precisam ser explicadas, está na geratriz de vários fracassos colhidos pelo Galo dentro e fora dos campos.

    Que Levir esgotou seus recursos e se mostra cada vez mais inapto para continuar a exercer o comando do time é líquido e certo. Ainda assim, qualquer especulação extemporânea sobre nomes para substitui-lo, tem efeito explosivo no elenco, pois provoca reações disformes entre os jogadores, alguns simpáticos à permanência do treinador, outros desejosos de vê-lo pelas costas.

    Sobre Enderson Moreira não vou emitir nenhum juízo de valor. Lamento, entretanto, já ver nas redes sociais reações virulentas e passionais em relação ao seu nome. É que, se sua contratação for de fato efetivada, ele já chegará sob uma chuva de pedras e obrigado a desenvolver o seu trabalho em um campo minado. Só o Atletico perde com isso.

    Quem acha que eu estou tentando justificar o vexame de Assunção está totalmente equivocado.

    Ainda que reconheça que essas especulações contribuíram para derrubar ainda mais o moral dos nossos jogadores, já muito machucado nessa temporada, é preciso, a bem da verdade e da justiça, apontar as responsabilidades, os erros e as escolhas equivocadas do comando central e do treinador, o péssimo planejamento de elenco, a má gestão do clube e das dívidas, a crônica incapacidade de blindagem da instituição e de seus profissionais em relação às ações de agentes externos, a inexistência de uma estrutura profissional no futebol do Atletico, de uma filosofia e de um projeto de clube vencedor e campeão.

    Portanto, além de não desprezar as recorrentes e intermináveis ações externas que visam desestabilizar o clube, não se pode deixar de reconhecer as debilidades internas que vêm solapando a história, a respeitabilidade e as estruturas do Atleticoe, por óbvio, minando o futebol do time.p

    Em apenas 7 dias o Atletico experimentou momentos diametralmente opostos, algo esquizofrênico e muito perturbador. Na quarta-feira anterior, time e torcida foram do inferno ao céu e, muitos torcedores como eu, deixaram o Gigante da Pampulha com a sensação de que estava mergulhado no purgatório e que lá ficaria por um bom tempo ainda.

    No domingo seguinte, a caravana atleticana fez um passeio no paraíso. E ontem, bastaram cerca de 10 minutos no último terço do primeiro tempo, para o atleticano experimentar mais uma vez uma frustração dolorida e angustiante.

    Se é verdade que as ações externas e as cobranças geralmente insanas da torcida têm um efeito demolidor no time e no trabalho como Levir apontou em sua coletiva, é também fato inquestionável que o clube, em todos os níveis e, em vários aspectos, desde o presidente até toda a comissão técnica, vem falhando grosseiramente na condução do clube e do time.

    Em sua caquética entrevista coletiva Levir foi patético, trocou alhos por bugalhos e tentou, sem convencer, mostrar que existe um trabalho em evolução. Existe na verdade um trabalho em ebulição.

    Ao chamar o Cerro de Penharol em duas oportunidades e dizer que o Atlético havia chegado em vantagem na final do campeonato gaúcho, Levir evidenciou que não está bem. E seus comandados dentro de campo apenas conseguem refletir a desordem que reina não clube e os desequilíbrios emocionais decorrentes.

    Os inimigos agradecem e nadam de braçada.

    Fazer qualquer análise tática do time, relativa ao vexame de ontem, é perda tempo. A pane ou o apagão acontecido nos últimos quinze minutos do primeiro tempo não se dissocia da atuação ruim de todo o jogo.

    Foi apenas o corolário da tragédia atual do Atletico, ou seja, o resultante de todos os erros e equívocos que vêm sendo apontados e que, por incúria absoluta, nunca foram objeto de cuidados, trabalho e ações corretivas por parte do comando e do próprio treinador em sua área específica de atuação.

    As falhas bisonhas de alguns jogadores, a insegurança e as cabeças ruins, evidenciando ou desequilíbrios emocionais mal trabalhados ou nunca trabalhados, ou a existência de problemas de foro pessoal graves igualmente mal conduzidos, a elevada idade de alguns atletas, a restritiva condição físico atlética e a inadaptabilidade de alguns jogadores, em razão de suas características pessoais, para exercerem funções a eles confiadas pelo treinador, o péssimo planejamento do elenco, a timidez de alguns atletas, a falta de ritmo de jogo e/ou o desconforto de jogadores que ainda se sentem estranhos no ninho, são os reflexos da inexistência de um projeto de time vencedor e campeão e de uma estrutura de futebol com este fim.

    Citar nomes e criticar este ou aquele jogador agora é promover caça às bruxas exatamente em um segmento mais vítima do que culpado e deixar de cobrar de quem efetivamente deve ser cobrado por ser quem tem o poder de comandar e decidir.

    Não tenho ilusões. O Atlético já está eliminado da Libertadores. Se der sorte vai, por ironia, disputar a sul-americana, competição ridicularmente desdenhada por Sette Câmara ano passado.

    Levir colheu o que semeou e Sette Câmara foi premiado pela incúria, pela incompetência, pela arrogância, pela empáfia, pelo desconhecimento do futebol, pelas escolhas erradas que fez e pela inapetência no trato do futebol.

    Resposta
    • 11 de abril de 2019 em 16:36
      Permalink

      PARABENS.ISTO E QUE E UMA ANALISE COERENTE.OTIMA.

      Resposta
    • 11 de abril de 2019 em 20:58
      Permalink

      Parei de ler quando você chamou garnizé fracassado de glorioso kkkkkkk
      Glorioso que nunca ganhou nada ?
      Kkkkkk esses atleticanos são mais hilários que seu timinho fracassado.

      Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 11:19
    Permalink

    Caros,
    Parte da torcida abandonou o clube qnd jogaram na mesma panela a ideia de gestão austera misturada com baciada de bonde caro e com construção de estádio. Vê se isso ñ é incrível e disparatado. Como pôde a torcida cair no conto, passado o boom das construtoras e do crédito estável? Ñ importa ñ, vamos ter paciência e VENDER,VENDER, VENDER. Qnd o tal estádio subir será a REDENÇÃO. Qnt ao time dentro de campo, paciência. O importante é o estádio e VENDER!
    Obs.: Levir > esse comediante prá burro ñ deveria tá aqui. JAMAIS fez um trabalho decente de MONTAGEM DE ELENCO, tendo abandonado o clube na RETOMADA 2007. Em todas as passagens saiu escorraçado pelo torcedor. Se HONESTO, pedia a conta pelo q nunca fez. Mas o comediante é SOBRETUDO um DESONESTO espertalhão e ñ vai abrir mão da alta rescisória.
    Obs.: um clube de 1ª linha ñ pode ter Luan como principal jogador. Falo com todo merecido respeito aos remanescentes das conquistas, mas expõe muito toda a fragilidade de todo nosso elenco.
    Obs.: se SETTE & Asseclas ñ REFORMULAREM no peito e na raça esse plantel, o CAM vai sofrer. São fracos tecnicamente e frouxos no combate. Tem jogador medroso, FRESCO, no time, só ñ ver quem ñ quer…isso ñ é GALO desde 2017.
    Obs.: as goleadas começaram. DETENHAM essa palhaçada. SOS CAM!
    GALO SEMPRE

    Resposta
    • 11 de abril de 2019 em 11:28
      Permalink

      Tem que lembrar ao presidente que o objetivo do NOSSO GALO é vencer, vencer, vencer, estádio a Portuguesa tem desde 1.950 e hoje acabou como time profissional.

      Resposta
    • 11 de abril de 2019 em 12:27
      Permalink

      Concordo 100%
      Falou tudo que penso do levir é da diretoria.
      Levir é um palhaço descompromissado e incompetente. Desde que chegou não fez o time jogar, em momento nenhum.
      Diretoria amadora e arrogante, fazendo m.. atrás de m..
      plantel fraco tecnicamente, com jogadores em fim de carreira e outros sem condições de jogarem pelo Galo.
      Luan é bom jogador, tem jogado muito bem esse ano, com exceção de ontem, mas não pode ser referência técnica do time, isso realmente mostra o quão limitado é o plantel

      Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 11:41
    Permalink

    A verdade é que o galo tá sem técnico já tem muito tempo. O levir é uma piada, ou melhor, um palhaço.
    Largui também não era técnico de verdade.
    O maior erro dessa gestão do presidente bunda mole foi ter feito birra e não trazido o cuca.
    Independente de qualquer coisa, o cuca sabe montar e treinar times. Não tenho a menor dúvida que estaríamos em outra situação.

    O palhaço do presidente sabe das limitações do elenco, diz que não tem dinheiro, mas quanto da o salário do Patric + Fábio Santos + Léo Silva+ Carlos César+ Terans+Elias, por exemplo? Aonde está a economia nisso?
    Só pela saída precoce da libertadores quanto deixaremos de faturar?
    Esse babaca desse presidente arrogante tem que descer do troninho de m… dele. Baixar o nariz empinado, e entender que tudo que ele fez até hoje só foi m….

    A folha salarial é de 9 milhões, a do cerro não chega a 3. E me vem o palhaço do treinador falar que hoje o futebol está muito igual.
    Então o problema do presidente é que além de incompetente ele está lesado. Tomou um vareio de bola de um time que só o salário do Elias paga o salário de uns 10 jogadores.

    Falando em Elias, e a oportunidade que tiveram de negociá-lo, 1 ano antes do fim do contrato, ou seja, na última oportunidade de negócio? O cara pode já ter sido um ótimo jogador, mas a verdade é que no galo nunca jogou nada. Ontem no segundo gol ele simplesmente para no um dois, não acompanha o jogador dele, que chuta livre( frango do Victor também , bola totalmente defensável). Típica jogada de jogador descompromissado, que não se importa com muito além de seu salário. Além de Elias, tinha também: Fábio Santos, que por incrível que pareça ainda TINHA mercado no Brasil, poderia ser importante como moeda de troca, e há no mínimo dois anos tem conseguido a proeza de ser pior para o time do que o próprio Patric. Falha praticamente todo jogo. Também deveria ser negociado.
    E por último, Patric. Alguém ia fazer a insanidade de PAGAR para tirar o Patric do galo. A diretoria não só recusou, como renovou e aumentou o valor do salário.

    Concluindo, para mim já chega, já deu. Para mim o tal do 7 já poderia renunciar, ou ser tirado de lá mesmo. Está apequenando o clubes está fazendo do galo um balcão de revenda. Está fazendo o barato que sai caro desde o início do mandato, e não tem humildade para mudar, assim como o babaca do técnico que acha que tudo é brincadeira.

    Sem mudanças, eu não acredito em nada pra esse ano. Plantel velho, fraco tecnicamente e descompromissado. Diretoria amadora e arrogante. Comissão técnica ultrapassada, arrogante e descompromissada.

    Obs: eu traria agora mesmo ou o Osório, ou o bauza ou tentaria o Sabella( não sei onde está) Eles têm estilos muito diferentes, porém são TÉCNICOS, montam times. Acho que os treinadores o Brasil ou estão empregados, ou são ultrapassados e/ou incompententes.

    Resposta
    • 11 de abril de 2019 em 11:50
      Permalink

      Exato.
      O Galo parece que está voltando pra fase em que só comprava jogador de nível 2ª divisão. As goleadas sofridas já voltaram…

      Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 13:21
    Permalink

    LEVIR ACABA DE SER DEMITIDO.

    SE DISPENSAR AINDA HOJE ELIAS , F. SANTOS E CAZARES AINDA RESTA ALGUMA ESPERANÇA PARA O ANO.

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 16:18
    Permalink

    Os vexames continuarão. Não tem time nem pra empatar contra o Cruzeiro. Vão ser duas “sapatadas” de perder o rumo…..Esse time do GALO lembra o time de 2005….

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 17:06
    Permalink

    Ainda acho que o Galo tem um bom elenco, precisa de reforços, precisa dispensar de cara o Elias(parece que o Inter ainda está interessado) e o Fabio Santos. Espero por um técnico com coragem para bancar jogadores da base e que ouça um pouco a voz do torcedor .
    Lamento que o Marques não tenha agarrado mais esta oportunidade.

    Resposta
  • 11 de abril de 2019 em 19:27
    Permalink

    Esse clube envergonha Minas Gerais !

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *