Teria sido melhor ver o filme do Pelé

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Por Carol Castilho / Revisado por Jéssica Silva

O Atlético e a sua incrível mania de levantar quem está praticamente “morto”. A diretoria sempre deixou bem claro que essa parada para a Copa América seria fundamental para se organizar, efetivou Rodrigo Santana, trouxe reforços e etc. Enquanto isso, no outro lado da Lagoa da Pampulha, o clube celeste só se complicava com denúncias de lavagem de dinheiro, a diretoria se desfazendo e claro, o time não vencia há nove jogos. Tudo estava contra.

Se você for colocar no papel, a situação era totalmente favorável ao Atlético, mas futebol se resolve nas quatro linhas. A noite desta quarta-feira (11/07) provou isso. Mesmo com uma bagunça nos bastidores, o time celeste conseguiu fazer o dever de casa e vencer o Atlético no Mineirão, praticamente garantindo a sua vaga na próxima fase da Copa do Brasil.

Vamos fazer uma análise tecnicamente feminina? O ‘Arquibancada Feminina’ de hoje conta com a participação das atleticanas Cecília Oliveira, Tâmara Santos e Cris Bastos, que estava no jogo. Elas farão uma análise da partida e nos contarão quais são suas expectativas para o próximo jogo.

Curta mais uma edição da
ARQUIBANCADA FEMININA! CONFIRA!

A professora Cecília Oliveira, de 33 anos, faz uma pequena análise do primeiro tempo: “O time do Galo ontem iniciou o jogo bem, fazendo marcação alta e pressionando o adversário na saída de bola. Conseguiu até algumas roubadas por causa disso. Fez certa pressão. Não havia deixado o Cruzeiro jogar, nem chegar ao gol do Victor. Porém, num belo chute o rival abriu o placar e parece que, para o time, a motivação para jogar acabou ali. Rodrigo Santana disse na coletiva que o gol aos 12 minutos acabou com o planejamento do time para o jogo. Como assim?! Vamos lembrar que o time ganhou do Santos, em São Paulo, de virada. Aliás, jogou melhor depois que tomou o gol. Em um clássico isso deveria ser muito mais verdadeiro. Deveríamos ter visto um time com mais pegada, vontade nas disputas e indo para cima do adversário, mas foi exatamente o contrário. O segundo gol é o exemplo mais claro disso. Erro grotesco do Réver, com um passe horroroso, e falta de análise do jogo do Zé que quando viu que não chegaria na bola deveria ter ido direto no corpo do adversário pra fazer a falta e não ter tentado disputar a mesma. Depois desse gol então, o time realmente jogou a toalha. O cúmulo do absurdo”.

Houve um apagão ou o time nunca brilhou?
Cecília: “Esse time do Galo não tem brio, os jogadores não têm personalidade o suficiente para entender o que está em jogo quando se joga contra o time do outro lado da lagoa. Parece que ninguém tem hombridade para bater no peito, colocar a bola debaixo do braço e chamar a responsabilidade do jogo. O time foi um amontoado de jogadores que não estavam nem aí para o que estava acontecendo em campo. Time sem vibração, frio, sem alma e que não sente a derrota. Não ficam incomodados com isso e isso dói tanto ou mais no torcedor do que a derrota em si. Lembro que naquele episódio do 6×1 você via raiva, indignação no rosto dos jogadores na saída do campo, ontem o semblante era calmo, tranquilo, como se nada tivesse acontecido. O time é um belo reflexo do seu presidente, apático, bobo, que tenta impressionar com frases bonitas e de efeito, mas na realidade não tem nada daquilo que fala”.

MELHORES E PIORES EM CAMPO:
“Não tem como eleger o melhor em campo pelo Galo, mas os menos piores foram o Igor Rabello e o Alerrandro, que coitado, não recebeu uma bola dentro da área para finalizar. O resto foi horrível, sofrível. Réver e Victor tiveram uma noite para esquecer. Erraram tudo o que fizeram. Victor falhou feio no 1º e no 3º gol. Réver errou tudo, TUDO que ele fez. E convenhamos, não temos lateral. A fase do Fábio Santos é horrível, mas a maioria das jogadas acontecem pela esquerda porque do outro lado está o Patric, que é até esforçado, mas total e completamente limitado e fraco. Não temos um camisa 10 de verdade, temos um vagalume que é até talentoso, mas só brilha quando lhe convém. O Luan não pode ser titular nesse time, a torcida tem que acordar. Ele é bom jogador, mas não para ser titular e alguém precisa desesperadamente o mandar parar de tentar gol de fora da área, já que é um chute pior que o outro. Elias é bom jogador, mas ontem, assim como os demais, foi péssimo”, completa Cecília.

A engenheira ambiental Tâmara Santos faz uma pequena análise do segundo tempo: “Ao meu ver, o time melhorou um pouco no segundo tempo, mas não foi o suficiente pra dar esperanças a ninguém. É irritante a postura desse time, sempre espera o pior pra poder esboçar alguma reação ao invés de ser efetivo quando tem a chance. É inadmissível estarmos em julho e a defesa ainda sofrer com os apagões que sofreu nesse jogo. É inadmissível também que o time não seja efetivo. O Atlético mal conseguiu incomodar o Fábio e quando o fez, foi totalmente sem objetividade. Foi um jogo para se apagar da memória”.

MELHORES E PIORES EM CAMPO:
“O melhor, ao meu ver, foi o Geuvânio e, ainda assim, não concordo com a substituição, pois o Cazares era a alma criativa do time. Victor, Réver, Luan, Elias e Fábio Santos foram os piores, mas isso não isenta a culpa do restante do grupo. A bola não chegou ao Alerrandro que também não conseguiu buscá-la, Chará completamente nulo, Rabello e Patric não foram suficientes, enfim, um verdadeiro desastre”.

A torcedora Cris Bastos, de 39 anos, faz um desabafo sobre o clássico mineiro, válido pela Copa do Brasil: “O problema do Atlético é muito maior que culpar um, dois ou três jogadores. É um elenco que foi desclassificado da Libertadores que não se reforçou. Não podemos achar que a crise do lado de lá ganharia o jogo pra gente. Além de um elenco mais forte, a vontade foi maior, até porque parece que o Galo não teve vontade de vencer. Este foi mais um capítulo que demonstra a nossa falta de ambição por vitórias. Avaliando alguns números, vi que tivemos uma posse de bola muito superior, mas não soubemos usar isso de forma eficiente. Ficamos com a bola, mas não criamos com ela. Rodrigo Santana foi taticamente surpreendido pelo técnico adversário”, disse a enfermeira.

A torcedora conta a experiência desagradável que sofreu no Mineirão:

“Fui embora antes de o jogo acabar, até por uma questão de segurança. Em quase 30 anos de estádio, tive uma experiência negativa que jamais tinha visto: fui para o estádio sozinha. Com a proibição de estacionar no Mineirinho, acabei parando meu carro muito próximo a torcida adversária e não valeria a pena o risco ao fim do jogo. A entrada já foi bastante dramática, preferi evitar, uma vez que o que meus olhos viam em campo não valeria tal risco”.

ARQUIBANCADA FEMININA

Existe algum culpado ou alguma justificativa para o desastre desta noite?
Cecília: “Eu poderia continuar a enumerar as falhas uma por uma, buscando alguma coisa que justificasse o que vimos no Mineirão, mas a verdade é que não existe justificativa. São todos culpados, desde o presidente, o técnico, os jogadores e até nós torcedores, que passamos pano pra jogadores medianos e para uma diretoria medíocre. Gritamos o nome do Patric no campo, pois ele é guerreiro, grita ‘Galo’ nos corredores e comemora muito. Exaltamos o Cazares por fazer um jogaço contra um CSA da vida. Ignoramos as falhas do Victor e falamos que ele não pode ser criticado por causa dos pênaltis defendidos na Copa Libertadores de 2013. Falamos que com o Galo SEMPRE precisa ser sofrido.
Muita coisa precisa mudar, e essa mudança tem que começar na arquibancada. Que a verdadeira alma da Massa volte e paremos de aceitar qualquer migalha que nos é atirada. Que aqueles que forem na semana que vem, cobrem o jogo todo, que fiquem indignados com o que verem independente do resultado. Que falem mal de todos que merecem serem xingados, TODOS. A verdade é que precisamos resgatar o nosso Galo, e isso é urgente, antes que o mal feito pelo Sette Câmara seja irreparável.”

Vocês acreditam na virada, ou já entregaram os pontos?
Tâmara: “Futebol pode ser repleto de surpresas, nunca vou pensar que é uma missão impossível, mas nem por isso estou otimista. Espero pelo menos uma postura diferente dentro do Horto, que o time ao menos demonstre a mínima vontade.”

Cris: “Entregar? JAMAIS. Semana que vem estarei lá. Embora seja um resultado difícil de ser revertido, sou atleticana e jamais fugi da luta.
Vou cantar até o apito final. Bora pro Horto!”

Quero agradecer a colaboração das torcedoras Cecília Oliveira, Tâmara Santos e Cris Bastos. Muito obrigada pelo tempo reservado análises feitas.
Então, torcedora, curtiu a participação? Você também pode participar da nossa ARQUIBANCADA FEMININA, basta entrar em contato pelas redes sociais do Fala Galo.

 

WILDER MARCOS E BETINHO MARQUES CRITICARAM DURAMENTE A POSTURA COVARDE DO ATLÉTICO NO CLÁSSICO

 

 

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS E FIQUE POR DENTRO DOS BASTIDORES DO ATLÉTICO
Instagram: instagram.com.br/falagalo13
Facebook: facebook.com.br/falagalo13
Twitter: twitter.com.br/falagalo13
Youtube: youtube.com.br/falagalo13

Angel Baldo

Mineiro de nascença, Paulista de criação! Fanático pelo Galo e pelo Fala Galo! Apaixonado pela minha família e Deus, o resto é mimimi!

8 comentários em “Teria sido melhor ver o filme do Pelé

  • 13 de julho de 2019 em 09:40
    Permalink

    Vamos analisar friamente a partida apesar dos erros do Rodrigo Santana como colocar o Luan de camisa 10 o Galo começou bem o jogo, estava melhor que o rival e bem postado em campo.
    No primeiro gol o time estava bem postado e fechadinho com duas linhas uma de 5 e outra de 4 mas o senhor Elias não acompanhou o Pedro Rocha o deixando livre quando correu para marca-lo tomou um drible bizonho, mesmo assim a defesa estava bem postada e tinha cobertura a única saída era chutar, foi isso que ele fez pegando o Victor super mal colocado pois estava adiantado sem precisão pois a defesa estava bem postada, o chute foi de longe e goleiro bom não pode tomar um gol desses.
    Esse gol desmantelou todo o planejamento e era tudo que o Mano queria pois recuaram e ficaram na retranca só esperando os erros individuais bizonhos como o Réver no segundo gol e o Elias de novo no terceiro gol.
    Enquanto ficarmos dependendo dos exterminadores de técnicos e PIPOQUEIROS ELIAS, FÁBIO SANTOS E CAZARES não vamos arrumar nada, depois que esses 3 inúteis chegaram no Galo só ganhamos um mísero Mineiro de 2017 e só passamos raiva.
    Para o jogo de volta vai ser muito difícil uma virada mas é necessário coragem e mudanças no time.
    Guga, Lucas Hernadez, e Ramon Martinez tem que serem titulares nos lugares de Patric, Fábio Santos e Elias.
    Cazares pipoqueiro tem que voltar para camisa 10 pois não tem outro, Luan tem que ser o segundo volante, coloca o Geovânio aberto de um lado e o Otero aberto do outro lado. monta o time intenso em um 4-1-4-1
    Guga- Réver, Igor Rabelo, Lucas Hernadez (4)
    Ramon matirnez (1)
    Geovânio, Luan, Cazares, Otero (4)
    Alerrandro (1)
    Para o segundo tempo temos o Chará e o Ricardo Oliveira.
    Da mesma forma que o Mano provocou algo diferente nesse primeiro clássico o Rodrigo Santana tem que ter coragem e tirar Patric, Fábio Santos e Elias do time, a hora é agora.
    Com essas mudanças acredito em um Galo muito melhor, se vai conseguir ou não a virada eu não sei mas é time para ganhar com certeza.

    Resposta
  • 13 de julho de 2019 em 10:01
    Permalink

    Só um complemento eu teria contratado um técnico com mais culhão, deixaria o Rodrigo Santana como auxiliar de um grande técnico.
    Mas preferiram efetiva-lo e ele é o menos culpado por enquanto.
    O time estava bem postado no inicio do jogo mas por causa de um exterminador de técnico como o Elias tudo foi por água baixo.
    Se ele cair nos mesmos erros dos técnicos anteriores e manter Elias, Fábio santos e Cazares no time ele vai ser culpado sim pois é ele que escala.
    O Cazares é um caso a parte pois só tem ele de camisa 10, mas ele tem que ser escalado para armar o time e não ser escalado na esquerda.
    Mas Elias e Fábio Santos tem que sair imediatamente do time, só assim o Rodrigo vai conseguir engrenar o time.
    Tomara que esses novos contratados sejam reforços né, se não adianta nada.

    Resposta
    • 13 de julho de 2019 em 14:10
      Permalink

      O PRINCINPAL CULPADO POR TUDO DE RUIM QUE ACONTECE NO ATLÉTICO TEM NOME :
      SETTE CÂMARA , E TODA A DIRETORIA. SÃO IMCOMPETENTES , IRRESPONSÁVEIS E OMISSOS.
      AUSTERIDADE , ISSO É MENTIRA POIS A DÍVIDA SÓ AUMENTA.
      VENDERAM O SHOPPING.
      CADÊ O ESTÁDIO.?? OUTRA MENTIRA , POIS O TERRENO NÃO PRESTA E FOI INTERDITADO PELA JUSTIÇA.
      JÁ DENTRO DE CAMPO , UM TIME QUE TEM PATRIC , ELIAS E F.SANTOS VAI GANHAR O QUÊ ?? NADA.
      À BEIRA DO GRAMADO UM APRENDIZ DE TREINADOR.
      PORTANTO ESTÃO DESTRUINDO O NOSSO GALO.
      DA COPA DO BRASIL JÁ ESTAMOS DESCLASSIFICADOS.
      O QUE NOS RESTA NESSE ANO.??

      Resposta
  • 13 de julho de 2019 em 14:12
    Permalink

    ELIAS , O EXTERMINADOR DE TÉCNICOS.

    Resposta
  • 13 de julho de 2019 em 16:00
    Permalink

    Diretoria (inclusive o arrogante Presidente que não entende de futebol) , Comissão Técnica, time titular, time reserva, aqueles que só estão para compor elenco etc… todos são fadados ao fracasso porque no CAM atual não têm cobrança, não têm união, não têm comprometimento, não têm um pra dar um murro na mesa e chamar a todos na responsa… um bando de babacas, metidos, arrogantes, canalhas, frouxos… não sobra um!!!!!!!!!!!!!

    OBS.: 7C, pucha a fila e some do GALO seu FDP!!!!!!!!!!!!

    Resposta
  • 13 de julho de 2019 em 18:33
    Permalink

    boa noite massa. eu particularmente espero que acaba 2019 e ficamos livre do rebaixamento. este timeco não me apresenta estou muito iludido com estes peladeiros. não espero nada deste time que parece mais que um azilo com todo respeito aos idosos. não temos nada ok resta somos nós esta torcida que desde 2014 sonhamos com títulos. simplismente viramos uma chacota de outros clubes. o 7 câmera simplesmente está se tornando um dos piores presidente do galo. repito não acredito em nada desta equipe comandado por amadores e incompetentes.quero nosso galo de volta. acorda diretoria.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *