O peso da caneta alvinegra - FalaGalo

O peso da caneta alvinegra

 

 

Léo Siqueira
03/03/2020 – 07h10
Clique e siga nosso Instagram
Clique e siga nosso Twitter
Clique e siga nosso YouTube

Clique e siga nosso Facebook

Desde criança a gente sempre escuta um velho e bom ditado que diz: “o peso da caneta é mais leve que o da enxada”. E de fato é, porém, o mal uso da caneta faz pesar toneladas, pesa dor, tristeza e também muitas dívidas. A caneta alvinegra vem tendo um peso enorme e a culpa é dela? Não, logicamente.

Amigos atleticanos, vocês daí e eu daqui. O Silas de lá, o Fael Lima, o Dudu “Galo Doido”, o Senhor Gonzaga lá de Solidão no Nordeste, a Marceli lá de Curitiba, o Victor lá na Irlanda… Enfim, todos nós atleticanos temos nossas escolhas, nossas preferências para treinador, diretor de futebol e jogadores, porém, nós não temos o peso da caneta em nossas mãos. Por isso nós podemos errar em pedidos nas redes sociais, comentários, opiniões de boteco, seja onde for, pois nós somos apenas torcedores e não compete a nós a assinatura, o aval que muitas vezes beira a loucura e leva ao caos.

A caneta alvinegra, que tem peso de milhões e milhões de atleticanos espalhados pelo Brasil e pelo mundo, convive em mãos erradas, mãos que deveriam ter um norte, deveriam saber o que é um planejamento e ser convicto nele. Mãos que elegem uma pessoa para ser o dono da caneta também não podem ser esquecidas, essas erram, somem e só voltam para assinar novamente, dando confirmação para todos os balanços financeiros do clube, sem ao menos questionar o que deveria ser questionado. A caneta principal fica nas mãos de quem tem o privilégio de comandar tudo dentro do clube e que, por vezes, assina e traz seus diretores como Alexandre Gallo, que acabam trazendo nomes como Denílson, Terans, Martin Rea e tantos mais. Mãos que também assinam com Marques, que em velocidade alta trazem o Maicon que não é Bolt, com dois ou três anos de contrato, que seja, mas Maicon? Por qual motivo, Olê Marques?

E essas mãos que são cegas, sem rumo, trazem um Rui Costa, com Di Santo, Lucas Hernández e Ramón Martínez e a famosa oportunidade de mercado, a austeridade que paga 100 mil euros a um jogador que veio como velocista, mas nem mesmo isso conseguiu entregar em campo. Essas mãos não sabem por qual motivos trazem o treinador X, o demitem após quatro meses e põem um interino, o efetiva, manda embora após dois meses e traz outro para fechar o ano e iniciar o outro. Assim os erros são repetidos.

Quem tem a caneta em mãos precisa saber bem como a usar, se cercar de quem saiba o que deve ser feito, pois do contrário, parafraseando o Muricy, mesmo que não seja bola e sim uma caneta, ela pune e pune alto. Então, amigo atleticano, não fique chateado se você confiava em Chará, se você viu vídeos do Terans e o achou um grande jogador, se você chegou a acreditar que o Di Santo não seria pior do que vinha sendo o Ricardo Oliveira, pois o peso da caneta e a necessidade de um enorme conhecimento para tal não é seu, não é nosso.

Sampaoli chegou, mas continuem cobrando firmemente de quem tem essa caneta alvinegra em mãos, desde conselheiros até o mandatário, cobrem, pois nós somos o Atlético. Questionem, mesmo que por alguns momentos não sejam ouvidos, mas lutem pelo Galo como podem, pressionem e exijam transparência, mesmo que seja difícil acreditar que teremos essa abertura do clube.

 

Clique e siga nosso Instagram
Clique e siga nosso Twitter
Clique e siga nosso YouTube

Clique e siga nosso Facebook

4 comentários em “O peso da caneta alvinegra

  • 3 de março de 2020 em 07:35
    Permalink

    Bom dia!
    Eu não entendo porque Marques foi contratado, e porque demorou tanto pra ser demitido! Ficou parecendo conivência!!
    De qualquer forma nunca me darei por satisfeito enquanto esse sujeito, o Marques, não for preso. Foi caso de polícia o que esse “elemento” fez com os cofres do Galo. Bandido!!
    Espero também que o MP, a lavajato, a PF, o exército, intervenham nos clubes brasileiros, além de punir todos os idealizadores dessas arenas espalhadas pelo Brasil em função da Copa do mundo da vergonha!!!

    Resposta
  • 3 de março de 2020 em 08:01
    Permalink

    Bom dia Amigalos
    Enfim uma boa notícia. Sim, habemus técnico. Mas sem jogadores ele não pode fazer muita coisa. Acompanho o nosso Galo desde 1965, quando ia ao Mineirão a pé, desde o Conjunto do IAPI. Precisamos de renovar a espinha dorsal de qualquer time ganhador. Com a lei Pelé ficou mais difícil, eu sei. Os “profissionais” jogam por dinheiro apenas. Mas com um canhoto no meio, armando , um xerife na zaga e um goleador ( goleiro temos o Vitor) acho que podemos sonhar. Um abraço a todos os, até agora, iludidos esperançosos.

    Resposta
  • 3 de março de 2020 em 09:22
    Permalink

    O trio A. Gallo – Marques – Rui Costa deveriam ser Presos , por GESTÃO TEMERÁRIA.
    As contratações feitas por esses três elementos são tenebrosas e de Má Fé.
    Só podem ter sido propositais e com o único intuito de dar prejuízo ao clube.
    São três SUJEITOS NEFASTOS que passaram pela administração do GALO.

    Resposta
  • 3 de março de 2020 em 10:48
    Permalink

    Trazer Sampaoli mostra apenas desespero.Vai depenar o Galo para quem sabe classificar para uma libertadores.Com o dinheiro dele e de sua comissão técnica daria para trazer um bom tecnico e tres jogadores de ponta. O Sampaoli é apenas razoável, autotitário e vai ganhar 5 vezes mais que o maior salario do elenco.Receita perfeita para dar errado mais uma vez.Só que neste caso a multa é quase impagável.Probre Galo.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *