Com baixa no setor, volante da base vive expectativa por uma oportunidade no profissional

 

 

Angel Baldo e Ruth Martins
Do Fala Galo, em Uberlândia
23/10/2019 – 06h

Na atual temporada a posição que mais tem dado dor de cabeça para o torcedor atleticano é, sem duvidas, a de volante. Com a lesão de Jair, as coisas “desandaram” literalmente e o curioso é que Jair era peça fora do baralho antes da parada para a Copa América.

Com a aposentadoria precoce de Adílson, Blanco fora de combate e a péssima fase vivida por Zé Welison, que havia feito um segundo semestre de 2018 muito bom, a “volancia” virou um filme de terror para o torcedor.

Nos últimos jogos, sob o comando do ex técnico Rodrigo Santana, o meia Nathan foi improvisado no setor e ofensivamente rendeu, porém, defensivamente ele pouco contribuiu. Já com o atual comandante, Vagner Mancini, quem tem atuado ali é o zagueiro e capitão Réver.

Guilherme Castilho marcou contra o Vasco – Foto: Pedro Souza

Em meio a tantas incertezas sobre a posição, na base o jovem Guilherme Castilho, de 20 anos, segue chamando a atenção, pois é um volante que marca e ataca, além de ser o dono das bolas paradas da equipe sub-20. Mesmo com poucos jogos, Castilho é um dos maiores ladrões de bola da equipe sub-20 na temporada e já marcou 7 gols.

Castilho chegou ao Atlético já com experiência profissional. Pelo Mirassol o atleta disputou dois Campeonatos Paulistas, um Campeonato Brasileiro da Série D e duas Copas Paulista.

Em entrevista exclusiva para o Fala Galo na Rádio da Massa, Guilherme Castilho falou sobre a expectativa e a ansiedade em receber uma oportunidade na equipe profissional: “Eu já joguei como profissional. Você sente um frio na barriga quando entra em campo. Se você não sentir isso vendo o Mineirão lotado, o Independência lotado, você pode parar de jogador bola. É preciso ter a cabeça no lugar. Eu me preparei a vida toda pra isso, é tudo isso que a gente quer e é estar preparado, entrar lá e fazer o melhor.”

Para o jogo contra o São Paulo, o capitão Réver, que está atuando como volante, é dúvida, já que foi diagnosticado com um edema no músculo posterior da coxa esquerda. O Capitão já está em tratamento na fisioterapia.

Enquanto o elenco segue com incertezas na posição, Guilherme Castilho segue na expectativa e se preparando para o jogo de ida contra o Vasco pelas quartas de final do Campeonato Brasileiro Sub-20, partida que acontece hoje, às 16h, no SESC Venda Nova.

 

 

 

GOSTOU? Siga nossas redes sociais. Clique nos links abaixo e fique por dentro dos bastidores do Atlético.

Facebook: facebook.com.br/falagalo13
Instagram: instagram.com.br/falagalo13
YouTube: youtube.com.br/falagalo13
Twitter: twitter.com.br/falagalo13
Site: falagalo.com.br
Edição: Ruth Martins
Edição de imagem: André Cantini