Os sete do Sette de 2019! – Por Angel

Spread the love

 

 

 

Os sete do Sette de 2019!

O número é cabalístico e combina com o sobrenome do mandatário atleticano. Mas o que esses atletas podem agregar taticamente ao elenco do técnico Levir Culpi para a temporada 2019 do Galo?

1 – Réver – Réver Humberto Alves Araújo

Posição: zagueiro esquerdo

Idade: 34 anos

*Características positivas:

Forte no jogo aéreo (defensivo e ofensivo) e qualidade no passe (aproveitamento de 89% de passes certos no BR18), baixo índice de faltas cometidas (tomou apenas um cartão amarelo em todo BR18), boa colocação e força no um-contra-um (foi driblado apenas 15 vezes e tem média de 6,3 interceptações/cortes por jogo).

*Características negativas:

Idade pode pesar. Sempre foi lento e, contra times que tenham como ponto forte os contra-ataques velozes, precisará de forte cobertura.

Análise: Réver poderá ser peça crucial caso Levir Culpi adote um estilo onde o jogo comece a ser construído da defesa, sem “rifar” a bola. Precisará que os laterais recomponham rapidamente e os volantes não deixem o meio de campo descoberto para evitar contra-ataques velozes.

2 – Igor Rabello – Igor Rabello da Costa -:

Posição: zagueiro esquerdo

Idade : 23 anos

*Características positivas:

Forte no jogo aéreo (defensivo e ofensivo), com 2 gols marcados no Brasileirão e 7 chances em jogadas aéreas desperdiçadas. Tem boa qualidade no passe (aproveitamento de 82% de passes certos no BR18). A qualidade nos passes permitiu lançamentos precisos, criando 4 chances reais de gols no último BR18. Forte no um-contra-um (sofreu apenas 11 dribles em toda competição e foi um dos líderes, junto com Réver, de interceptações/cortes). É o mais veloz entre seus companheiros de zaga no Atlético, mas velocidade também não é seu forte. Foi um dos principais zagueiros do BR18.

*Características negativas:

Assim como seu parceiro Rever, é lento e tem dificuldades contra times de ataques velozes. Terá de buscar logo um entrosamento não somente com seus companheiros de zaga, mas com todo o elenco e o estilo de jogo do Levir e do Galo. Torcida deverá entender e apoiar o início de sua temporada no Galo.

Análise: Rabello tem tudo para cair nas graças da Torcida. Seu estilo “Xerifão” já começou a atiçar parte da torcida que não consegue se livrar de velhos ídolos (seu apelido é General). Assim como Réver, o estilo de sair jogando, construindo as jogadas desde a defesa, sem “rifar” a bola, poderá lhe ser de ótima valia. Também precisará que os laterais recomponham rapidamente e os volantes não deixem o meio de campo descoberto para evitar contra-ataques velozes.

3 – Guga – Cláudio Rodrigues Gomes

Posição: lateral direito

Idade: 20 anos

*Características positivas:

Eleito o melhor lateral direito da última série B pelo Avaí. Se destacou pela criação de jogadas, mas engana-se quem acha que por ser bom no apoio, ele “marca” pouco. Na série B18, teve 72 desarmes (52 deles no campo defensivo) e uma média de 1,9 interceptações por jogo. Tem também um bom passe (1.137 passes certos). Ofensivamente Guga apoia muito (além dos 3 gols feitos, teve 3 cruzamentos certos para gols. Ao todo foram 66 cruzamentos certos e 11 assistências para finalizações).

*Características negativas: Jovem. O vigor físico pode compensar a inexperiência e a estreia na elite do futebol brasileiro. Mas precisa ser bem orientado, sobretudo em jogos internacionais ou em disputas mais acirradas contra adversários históricos do Galo.

Análise: Guga também tem tudo para cair nas graças da Torcida. Jovem, comunica-se relativamente bem com a imprensa e, com a precisão de seus passes, será mais uma opção para uma equipe que busca construir o jogo partindo de trás. Vale destacar que Guga (principalmente no segundo turno jogando pelo Avaí em 2018) atuou mais como um ala em um esquema de 3-5-2.

4 – Jair – Jair Rodrigues Júnior

Posição: volante

Idade: 24 anos

*Características positivas:

Famoso jogador box-to-box. Atua tanto como primeiro, quanto como segundo volante. Se destaca em suas funções defensivas, pela rápida saída de jogo e o bom passe. Consegue chegar com rapidez no ataque e tem forte presença na área para finalizações. Em 15 partidas na Série B (ainda pelo Juventude), teve uma média de 2,8 desarmes certos por partida (42 no total) e 2,2 interceptações (33 no total). Com velocidade e passadas largas, Jair acertou 477 passes, errando apenas 12. Pelo Sport Recife, Jair fez 13 jogos, marcou 2 gols, desarmou 27 vezes e distribuiu 13 assistências para finalizações.

Mais uma vez, chama a atenção a quantidade de passes errados, apenas 11, acertando 431 (em uma equipe ruim, que acabou caindo).

*Características negativas:

Poderá sentir o peso de vestir uma camisa como a do Galo. Torcida precisa apoiar e, para falar a verdade, achamos que não será muito difícil de ele agradar a todos. Mas esta boa expectativa sobre ele pode acabar atrapalhando. Levir tem a serenidade necessária para poder dosar isto tudo. É o que se espera.

Análise: Jair pode ser uma grata surpresa não somente para a torcida do Galo, mas para o restante do Brasil. Outro jogador jovem com precisão nos passes e forte característica de marcação. Mais uma opção para uma equipe que busca construir o jogo partindo de trás

5 – Vinícius – Vinicius Goes Barbosa de Souza

Posição: meia-central

Idade: 27 anos

*Características positivas:

Excelente passador (média de 84% de passes certos por jogo), considerado um dos maiores “garçons” do BR18. Disputou 60 jogos em 2018, marcou 13 gols, distribuiu 11 assistências e deixou seus companheiros em condições de finalizar outras 37 vezes. Tem bom arremate de média distância e no BR18 teve média de 3 finalizações certas por jogo, a maioria delas próximo à entrada da área. Também ajuda na marcação (média de 2,5 desarmes por jogo).

*Características negativas:

Em 10 anos de profissional, já atuou em 12 clubes, todos de menor expressão que o Galo. Sabe que veio para ser reserva de Cazares e isto pode influenciar em sua adaptação ao clube.

Análise: Vinícius é um meia central de estilo de jogo do futebol moderno. Bom passador, tem habilidade e finaliza bem, principalmente de fora da área. Ótimo em assistências, poderá ajudar muito ao Galo, mesmo sendo inicialmente considerado o reserva imediato do Cazares. Lançamentos precisos poderão ser um fator diferencial deste meia destro, para acionar os atacantes de velocidade como Chará e Bolt. Boas expectativas, mas veio para compor.

6 – Maicon Bolt – Maicon Marques Bitencourt

Posição: Meia-atacante

Idade: 27 anos

*Características positivas:

Velocista e driblador. Melhores participações jogando pela esquerda, mas em sua última equipe, atuou como meia-direito. Em sua última temporada no Antalyaspor fez 46 jogos, marcou 6 gols, distribuindo 3 assistências para gols e 5 assistências para finalizações.

*Características negativas:

Vem de atuações não muito convincentes em seu último clube. Sua readaptação ao futebol brasileiro pode levar algum tempo. Mesmo em sua melhor fase no Fluminense, ele oscilava entre boas e más apresentações. Gênio forte.

Análise: Muito veloz e com dribles capazes de quebrar o sistema defensivo adversário, Maicon chega para surprir uma das carências do elenco (atacante veloz) e foi exigido pelo técnico Levir Culpi. Vale destacar que Maicon poderá ser fundamental nas partidas fora de casa, onde o Atlético poderá explorar os contra-ataques em velocidade.

7 – Rafael Papagaio – Rafael Elias da Silva

Posição: centroavante

Idade: 19 anos

* Ainda não foi anunciado, mas já realizou exames médicos. Aguarda a renovação com o Palmeiras. O clube paulista enviou o novo contrato para o Chile, para ser assinado e assim ser anunciado pelo Atlético.

*Características positivas:

Faro apurado de gol, foi artilheiro de várias competições nas categorias de base do Palmeiras. Excelente mobilidade, boa finalização, sai da área para buscar jogo e é muito oportunista.

*Características negativas:

Jovem, com pouquíssimas chances jogando entre os profissionais. Talvez a maior aposta do futebol brasileiro este ano. Vem com passe fixado, mas os valores podem inviabilizar sua aquisição pelo Galo, que receberá taxa de vitrine maior que a média.

Análise: O atleta é visto como um Diamante pelo Palmeiras, com pinta de matador na base, Rafael Papagaio chega ao Atlético em um primeiro momento, para ser a sombra de Ricardo Oliveira. Poderá ser uma boa opção principalmente em jogos em casa, com o apoio da torcida, para que ganhe mais confiança e possa mostrar todo o seu potencial.

ANÁLISE FINAL:

Seguindo o estilo da austeridade financeira da atual gestão Sette Câmara e sob a batuta de nosso atual diretor de futebol Marques (Calango), o Galo foi ao mercado em busca de soluções que não onerassem ainda mais o já combalido caixa do clube.

Antes de qualquer crítica que se possa fazer, há de se enaltecer a vontade de se manter o clube sob rigoroso controle de suas finanças. Gestões anteriores não tiveram a mesma responsabilidade e, nos dias de hoje, vemos o clube em situação delicada financeiramente, com várias dívidas sendo cobradas inclusive na FIFA. A era dos times caloteiros está muito prestes a acabar e o Galo, neste sentido, vem fazendo a coisa certa.

Mas é notório que, sem um nome de peso a ser anunciado, grande parte da torcida acaba ficando frustrada e com perspectivas baixas em relação a mais um ano de disputas de competições importantes como o brasileiro (fixação do atual presidente), Copa do Brasil e Libertadores. O time ainda carece de reforços em pelo menos três outras posições, como a lateral esquerda, meia atacante de lado e um centroavante de mais experiência.

Com estas ressalvas, podemos dizer que, pelas características da maioria dos atletas adquiridos, nota-se que são atletas com qualidade e alto índice de aproveitamento no passe. Há também uma característica interessante a se ressaltar, que é a que pela primeira vez em muitos anos, vemos uma lógica mais clara no perfil das contratações e em comparação com as contratações para a temporada passada, nos dão maiores expectativas de acertos, embora em sua grande maioria, ainda sejam apostas. Até mesmo os não tão jovens.

Levir Culpi, pela montagem do elenco de 2019 e com as peças que agora tem como reposição ou opção de titularidade (Rever e Rabello em especial), parece ter identificado muito bem as carências do time de 2018 e busca agora implantar seu próprio estilo de jogo. Com o plantel remanescente e a chegada destes reforços, Levir Culpi pode optar por um estilo onde o jogo é pensado desde o sistema defensivo, mas com dois velocistas de lado de campo e meias que abasteçam não somente estes atacantes, mas consigam fazer a bola chegar em condições de finalização a gol com maior frequência nos jogos. Principalmente em jogos fora de casa, com as opções de Maicon e Chará, podem nos propiciar grandes oportunidades de contra-ataques fulminantes.

Uma nota de merecimento ao trabalho do Marques como diretor de futebol. Se ainda não temos condições de buscar grandes reforços e nomes de peso para nossa equipe, Marques demonstrou conhecimento, frieza, caráter e determinação na busca por reforços que possam de fato ajudar nosso clube. Além disto, fez a maior parte deste trabalho na “surdina” lembrando muitas vezes o estilo do saudoso Maluf, que escondia o jogo até que o atleta já estivesse chegando em BH para fechar contrato. Se ainda falta muita coisa para que a torcida volte a aplaudir entusiasticamente as contratações e nosso time, ao menos este estilo de trabalho do Marques nos traz novo alento e esperança de dias melhores em breve.

*Números/dados retirados do Footstas, Transfermarket, SofaScore.

@Angelbaldo13

@FalaGalo13

Sigam o Fala Galo nas redes sociais:

@FalaGalo13 e falagalo.com.br

22 comentários em “Os sete do Sette de 2019! – Por Angel

  • 19 de janeiro de 2019 em 09:49
    Permalink

    Bom dia!
    Parabéns, pelo texto e por essas preciosas informações sobre as contratações e desempenho da diretoria. Tomara que dê certo! Marques surpreendendo positivamente.
    Ainda espero que Marques consiga e queira vender Elias, ou então, que com essas novas contratações ele (Elias) realmente estreie pelo Galo, pois até hoje não mostrou absolutamente nada!
    Quanto à lateral esquerda, é questão de URGÊNCIA uma boa contratação para aquele setor.
    Saudades do meu Galão! Amanhã ele começa sua jornada rumo ao mundial 2019. Yo creo!

    Resposta
    • 19 de janeiro de 2019 em 23:13
      Permalink

      Boa noite Galo Roberto, satisfação tê-lo aqui

      Sim, precisamos de algumas peças de qualidade para agregarem. Inclusive, estou finalizando um texto sobre isso, sobre as deficiências que temos.

      Obrigado pela moral, TMJ.

      Resposta
  • 19 de janeiro de 2019 em 10:25
    Permalink

    Excelente análise. Parece que a diretoria aprendeu um pouco com os erros do ano passado ✌️👏👏👏👏

    Resposta
    • 19 de janeiro de 2019 em 23:17
      Permalink

      Valeu pela moral Tineco, TMJ!

      Resposta
  • 19 de janeiro de 2019 em 10:25
    Permalink

    Bom dia!
    Excelente comentário e análises precisas.
    Como a maioria dos Atleticanos, continuo pessimista em relação às contratações (exceção Igor Rabelo) e também com o desempenho do time em futuras competições.
    Acho que a Diretoria insiste em contratar apostas e vejo só a barca encher.
    Tomara que eu esteja errado e que o técnico Levir consiga dar um encaixe ao time com as peças que dispõe.
    Saudações Atleticanas,

    Resposta
    • 20 de janeiro de 2019 em 20:41
      Permalink

      Valeu Jandir pela moral!

      Resposta
  • 19 de janeiro de 2019 em 10:33
    Permalink

    Como atleticano que sou,co.ungo um pouco o pensamento do Dr.Serggio Sette Câmara.
    O momento é sanear o clube sim, mas reconheço também a nossa dificuldade de torcedor em ter que torcer por um time igual foi o time do galo em 2018.
    Time sem brio sem alma parecia às vezes time de pelada.
    Esse ano parece que vai ser diferente, até o jeito de contratar mudou.
    Avante galo forte e vingador.

    Resposta
  • 19 de janeiro de 2019 em 12:36
    Permalink

    Caros,
    A importância da crônica de hj foi falar sobre o time, e falar do Papagaio. Até agora esse nosso FALA GALO falou de tudo e muito bem, falou da verdadeira atleticanidade, dos avanços do nosso estádio no papel, da importância do marketing forte da austeridade, falou de como funciona um “sócio modelo” na Europa, etc. E hj falou do time e falou do Papagaio…Vamos ser direto: a torcida num aguenta mais o Pastor FALASTRÃO Pipoqueiro, tanto q a ‘austeridade’ trouxe logo foi um PAPAGAIO, a verdade é essa. Vejam o q diz nosso escriba: “O time ainda carece de reforços em pelo menos três outras posições, como a lateral esquerda, meia atacante de lado e um centroavante de mais experiência.” Me ajuda aí. Centroavante mais experiente, isso é piada? Ói o burrinho aí já fazendo escola…Eu, nós, a torcida queremos é um centroavante MATADOR, artilheiro, q faça gols decisivos e ñ de vez em quando qnd o jg tá resolvido. Chega de FALASTRÃO bonzim (Vá plantar bananeira na PQP)! Q fale o PAPAGAIO!
    Obs.: e o absurdo da renovação com o eterno pé frio e sobretudo perna de pau Patrick LALAU…Quem banca essa porra aí? Q tipo de negócio é esse? Interessa a quem? Só pode ser MARIA. Leleu pelo menos foi campeão da LA. Mas esse LALAU aí é macumba de crÿzërënsë…N tem explicação…
    No mais, assino embaixo….
    GALO SEMPRE!

    Resposta
  • 19 de janeiro de 2019 em 13:54
    Permalink

    O futebol brasileiro na atualidade NÃO tem craques.
    Portanto , com um lateral esquerdo e um centro avante seremos um time competitivo.
    QUAL craque tem o Palmeiras ??? Nenhum. Ganhou porque Felipão assim que assumiu botou o time prá correr.
    TEMOS OBRIGAÇÃO DE GANHAR DOIS TÍTULOS IMPORTANTES ESSE ANO.
    PREPARO FÍSICO , APLICAÇÃO TÁTICA , MUITA PEGADA É RAÇA , ESSA É A RECEITA. É SÓ LEVIR COPIAR FELIPÃO DO PALMEIRAS. BOTAR OS CARAS PRÁ CORRER , MARCAR MUITO E SAIR RÁPIDO PARA O ATAQUE.
    PARA ISSO TEMOS COM URGÊNCIA DE NOS LIVRAR DO COME – DORME ELIAS.
    VENDA LOGO. COM ELIAS , NÃO DÁ.
    FORA ELIAS.

    Resposta
    • 20 de janeiro de 2019 em 20:42
      Permalink

      Perfeito Paulo, perfeito! 👏🏼👏🏼👏🏼

      Resposta
  • 19 de janeiro de 2019 em 14:26
    Permalink

    Precisamos de um time rápido com boa transição para o ataque como em 2014. Volantes que saibam levar o time para o ataque e atacantes com poder de decisão . O time precisa ser vertical , por isso Fabio Santos , Elias e Ricardo Oliveira não se encaixam . Creio levir saiba disso, a torcida inteira sabe. Talvez por longo contrato e dificuldade em negociá-los sejam aproveitados , eis o equívoco . Está na hora de uma gestão mais profissional , que os erros tenham servido para algo.

    Resposta
  • 19 de janeiro de 2019 em 16:47
    Permalink

    Vou continuar avisando :
    NÃO ADIANTA INSISTIR COM ELIAS. AFUNDOU O TIME EM 2018 E VAI AFUNDAR EM 2019.
    Sem ELIAS o time é outro.
    Temos um bom elenco. Se o time CORRER , MARCAR COM PEGADA E RAÇA , vai dar liga.
    Queremos dois títulos em 2019. No mínimo.
    AQUI É GALO.
    LUTAR , LUTAR ,LUTAR , COM RAÇA. ESSE SEMPRE FOI O NOSSO DNA.

    Resposta
  • 19 de janeiro de 2019 em 18:05
    Permalink

    Ainda falta um lateral esquerdo, (ou então chega o tal do Hulk no canto e diz pro moleque: é a sua chance! Ou joga e demonstra ao menos vontade e personalidade ou procura outra profissão!), um centroavante, um atacante veloz, e um meia de ligação, rápido e criativo. Depender dos lampejos do Casares não dá mais. Estão falando em jogadores do Palmeiras. Se for o Moisés e o Veiga, pode trazer sem medo de errar. Vão ajudar o nosso Galo. Galo sempre!!!

    Resposta
    • 20 de janeiro de 2019 em 20:43
      Permalink

      Concordo demais Marcelo, inclusive estou finalizando um texto sobre carências. Valeu pela moral

      Resposta
  • 19 de janeiro de 2019 em 20:12
    Permalink

    Excelente texto, muito técnico como todos os outros.
    A qualidade e em consequência a expectativa é boa.
    São poucos os jogos para realmente dar um tom final nesta preparação, espero que dê liga bem rápido.
    Em fim, amanhã acaba nossa abstinência de ver o galo em campo.
    Bom domingo para todos os atleticanos.

    Resposta
    • 20 de janeiro de 2019 em 20:45
      Permalink

      Obrigado Wellington, pela moral! Primeiro passo foi dado, que continuem evoluindo para fazer bonito nos grandes jogos.

      Resposta
  • 19 de janeiro de 2019 em 21:06
    Permalink

    Boa noite amigos do Fala Galo . Parabéns pelos textos, bastante elucidativos, lamento entretanto que fiquemos restritos a leitura, pois os comentários somem assim como acontecia no Canto do Galo.

    Resposta
    • 19 de janeiro de 2019 em 23:43
      Permalink

      Boa noite Ricardo, iremos corrigir isso, os cometários não aparecem logo que você envia, uma media de 5 minutos para aparecer, mas já estamos verificando isso para melhorar nossa comunicação, obrigado!

      Resposta
    • 20 de janeiro de 2019 em 20:46
      Permalink

      Boa noite Ricardo, obrigado pela moral.

      Os comentários estão sumindo? Bom, vou falar com o Rafael, nosso responsável para ver o que está acontecendo.

      Obrigado pelo retorno.

      Resposta
  • 19 de janeiro de 2019 em 22:10
    Permalink

    O maior diferencial deste ano está fora de campo: diretor de futebol e técnico, que não tínhamos ano passado. Agora vai!

    Resposta
  • 20 de janeiro de 2019 em 09:04
    Permalink

    Que texto espetacular !
    Que bom ver mais um integrante da equipe com essa desenvoltura!
    E para hoje que o Galo nos traga alegria , alegria entre tantos reforços !!
    Vamos que vamos!!
    Forte abraço Angel !

    Resposta
    • 20 de janeiro de 2019 em 20:47
      Permalink

      Valeu demais Marci, de coração.

      TMJ 🤜🏼🤛🏼

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *