O que esperar do Nacional? – Por Alex Renê

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Fala, Massa Atleticana! Estamos aqui para falar do adversário de hoje na Copa Libertadores. Se trata do Nacional – URU. O “Rey de Copas”, como é conhecido, já possui 3 Copas Libertadores em seu histórico de conquistas: 1971, 1980 e o seu último título em 1988. Diferente dos times uruguaios que enfrentamos nas fases preliminares, o Nacional é um time de torcida em massa , que deverá lotar o estádio Gran Parque Central com capacidade de aproximadamente 40 mil torcedores.

O Nacional é uma das grandes equipes do futebol sul-americano, apesar de não viver um bom momento, devemos respeitá-lo (até o apito inicial). Após isso, é guerra. O clube uruguaio vive um momento financeiro semelhante ao nosso, sem muitos investimentos, apostou em jogadores consagrados no cenário futebolístico, e em jovens promissores, visando um retorno financeiro futuramente.

Falando das características de plano de jogo do Nacional, o time treinado por Eduardo Domingues atua no 4-2-2-2, sem volante de marcação. Como sua zaga fica desprotegida, o time joga dando a bola para o adversário e saindo em velocidade para os contra-ataques.

Um dos seus principais jogadores é Esteban Conde, goleiro experiente de 36 anos, que se posiciona muito bem debaixo da baliza. Outro importante jogador é o lateral esquerdo Álvaro Pereira, ex Seleção Uruguaia e com passagem pelo São Paulo, em 2014. Na zaga, o Argentino Marcos Angelleri ex-Málaga da Espanha. Este pode ser um ponto positivo para o Atlético, pois nas jogadas áreas ele se posiciona bem, mas pelo chão é um zagueiro lento. Então, Levir, nada de três volantes!

Continuando com os destaques do Nacional – URU, no meio campo há Gustavo Lorenzetti, meia habilidoso que chegou a ser cogitado no Galo, anos atrás. Um meia que busca municiar o ataque com bolas enfiadas e tabelas com o Gonzalo Bergessio, atacante de 34 anos com passagens em vários clubes médios da Europa. Atenção redobrada com este jogador, que inclusive foi o autor do gol da vitória contra o Zamora.

Você deve estar se perguntando: “esse time só tem jogadores experientes? Pode ser uma presa fácil!”. Não se engane, existem bons jogadores jovens, que dão gás ao time, como o meia Felipe Carballo, de 22 anos.

NÚMEROS DO NACIONAL NO CAMPEONATO URUGUAIO:

Pontos: 3 (11º colocado)
Jogos: 4
Vitórias: 0
Empates: 3
Derrotas: 1
Gols marcados: 5
Gols sofridos: 8
Aproveitamento: 25,0%

NÚMEROS COMO MANDANTE:

Pontos: 1 (12º melhor mandante)
Jogos: 2
Vitórias: 0
Empates: 1
Derrotas: 1
Gols marcados: 3
Gols sofridos: 6
Aproveitamento: 16,7%

NÚMEROS COMO VISITANTE:

Pontos: 2 (11º melhor visitante)
Jogos: 2
Vitórias: 0
Empates: 2
Derrotas: 0
Gols marcados: 2
Gols sofridos: 2
Aproveitamento: 33,3%

Nas considerações finais, um recado para Levir Culpi: três volantes, NÃO! Pelo amor de Deus. Espero que tenhamos um espírito aguerrido, digno de Libertadores. Quando faltar técnica, que não falte raça. Que Levir escale um time com velocidade e boa recomposição na defesa, pois este time pode render mais, e é isso o que esperamos. No mais, que os três pontos venham a ser nossos, para recuperamos os pontos que perdemos contra o Cerro Porteño.

Que Deus abençoe o nosso amado Clube Atlético Mineiro e que a recuperação seja nessa terça-feira a partir das 21h30, horário de Brasília.

“Vamos, Galo! Ganhar a Libertadores!“.

Por: Alex Renê
Acessem: www.falagalo.com.br

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

8 comentários em “O que esperar do Nacional? – Por Alex Renê

  • 12 de março de 2019 em 05:23
    Permalink

    Bom dia massa. Ok esperar do Nacional um time com gana de vencer,Ok esperar do galo o burro sem sorte entrar com 3 volantes e acabar de afundar na libertadores. Se entrar com 3 volantes e se perder para o Nacional que o burro sem sorte seja demitido e leva com ele Elias. Fábio Santos e patrick. Se o Guga e chara jogou de titulares no sábado significa que Elias e patrick são titulares hoje. Teimosa e burrice tem limites ea do Levir ja passou da conta.se trazer 1 ponto do Uruguai já é milagre e se perder adeus libertadores. Vai galoooooo.

    Resposta
  • 12 de março de 2019 em 07:09
    Permalink

    Bom dia Atleticanos, hoje apenas manifesto no sentido de que esse time do Galo não presenteie a torcida com mais um vexame e enfim jogue alguma coisa, pois até aqui estão defendo e muito. Saudações Atleticanas

    Resposta
  • 12 de março de 2019 em 07:55
    Permalink

    Assim q acabar as chances de classificacao na libertadores mandan essa merda de treinador embora .ai ja e tarde. O direção incompetente.

    Resposta
  • 12 de março de 2019 em 08:04
    Permalink

    Salve massa!

    “O que esperar do Nacional?”, desculpe nobre escriba, mas a pergunta que se há de fazer é: O que esperar do Galo? Sim porque entra jogo, sai jogo, e o que vemos até agora é um time sem padrão de jogo, sem raça e principalmente sem nenhuma perspectiva de melhora enquanto, Elias, F. Santos e Patric estiverem na titularidade. Pessimismo? Não, realismo, até porque o nosso entregador de camisas Burro com Sorte teima em contribuir com a situação ao fazer escalações erradas, agravadas com substituições piores ainda.
    Mas temos no nosso DNA apoio o time, principalmente quando as coisas estão mais complicadas possível, e hoje a noite não será diferente. Mas ajudaria muito se O piadista Burro com Sorte e seus comandados ajudassem um pouco e fizessem sua parte.

    Té + e FORA triunvirato ELIAS, FÁBIO SANTOS E PATRIC!!!!

    Resposta
  • 12 de março de 2019 em 08:27
    Permalink

    O que esperar do Nacional eu não sei, mas do Galo já começamos com 10 com esse esquema de “3 volantes”.
    O Elias não é volante, não é meia, não é atacante, sei lá o que essa porcaria é, burro é o Levir que escala.

    Resposta
  • 12 de março de 2019 em 08:52
    Permalink

    Bom dia!
    Vamos torcer como sempre, independentemente de quem for escalado, mas não dá pra ter boas expectativas com esse sistema ridículo que o burro inventou e, principalmente com Elias, Fábio Santos e Patric em campo.
    Tiago Larghi era analista de desempenho e não conseguiu identificar o péssimo desempenho desse trio maldito. Ou ele não viu isso ou foi impedido por forças ocultas de ver.
    Agora vem o senhor Levir, que muitos de nós queria de volta justamente pra peitar essas porcarias e colocá-los fora do time, mas ou ele foi enfeitiçado ou está amarrado e se beneficiando de coisas escusas e de forças ocultas e um poder paralelo que domina o Galo anos a fio.

    Meu time pra hoje seria:
    Cleiton, Guga, Rever, Rabelo e alguém; J Welison, Jair e Cazares; Luan (pela direita), Ricardo Oliveira e Chara (PELA ESQUERDAAAAAAA).

    Resposta
  • 12 de março de 2019 em 09:11
    Permalink

    Bom dia.
    Com Guga, sem Guga, com Patrick, sem Patric, Com Elias, sem Elias, não importa. Sou mais Galo. 2×0 pra nós.
    GALOOOOOOOO

    Resposta
  • 12 de março de 2019 em 09:27
    Permalink

    Bom dia Alex e amigos do Galo. O que esperar do Galo ? Que jogue para vencer. Que o Levir tenha um dia de lucidez e seja honesto com o Guga. Que o Patric não dê uma das suas constantes Pratricadas. Que o Fábio Santos deixe de fingir que marca, que o Elias tenha garra já que futebol ele esqueceu como se joga faz tempo. Que o Galo volte a jogar como NOSSO GALO jogava, com raça, para vencer.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *