Números do Atlético na temporada – Por Stéfano Bruno

Spread the love

Seis jogos, três vitórias, dois empates e uma derrota. 14 gols marcados, quatro sofridos e 61,1% de aproveitamento. Estes são os números gerais do Atlético em 2019. Na última terça-feira (5) o Galo estreou na Copa Libertadores e o empate com o Danubio/URU deixou uma sensação que o resultado poderia ter sido diferente.

Neste texto vamos analisar o Atlético numericamente. Primeiro, em um contexto geral, posteriormente traremos dados individuais.

O grande teste

Apesar de já ter entrado em campo em um clássico, o primeiro grande desafio do Atlético na temporada foi a partida contra o Danubio/URU, pela segunda fase da Copa Libertadores. E os números foram positivos, alguns até acima dos já alcançados pelo time alvinegro no ano.

Para ter-se ideia, foi a partida em que o Atlético teve o maior número de finalizações certas neste ano. Com 13 chutes que atingiram a meta do Danúbio/URU, a equipe alvinegra viu o goleiro Cristóforo ter grande atuação e evitar um resultado melhor em favor do Galo.

A segunda partida em que o Atlético acertou mais finalizações foi contra o Boa Esporte, quando acertou 11, na primeira rodada do Campeonato Mineiro – duelo que o Galo venceu por 5 a 0.

Em média o Atlético tem acertado seis finalizações por partida e errado outras seis. Contra o Danúbio/URU o time alvinegro finalizou 20 vezes, sendo 13 certas e sete erradas.

Se por um lado o Atlético finalizou mais, por outro o time não conseguiu atingir a média que vinha conquistando ao longo da temporada em alguns aspectos. Na posse de bola, por exemplo, o Galo tem uma média de 54% no Campeonato Mineiro. Contra o Danúbio o time alvinegro ficou com a pelota em 51% do tempo.

Na partida contra o Danúbio/URU o Atlético teve exatamente a mesma posse de bola que vinha alcançando na temporada: 29% e 23%, respectivamente. No meio-campo, entretanto, a pelota ficou menos com os jogadores alvinegros: 49% (no Mineiro) contra 48% (na estreia na Libertadores).

Os passes mostraram dados inferiores. No Mineiro o Atlético vinha alcançando uma média de 449 passes certos e 31 errados. No duelo contra o Danúbio/URU o Galo trocou 411 passes e errou 37.

Números individuais

Quem tem crescido de produção desde que o técnico Levir Culpi assumiu o Atlético é o meia Cazares. O jogador tem aparecido mais para o jogo, tanto que lidera o ranking de passes recebidos do time nesta temporada. O equatoriano já recebeu a bola 255 vezes neste ano.

Cazares lidera os rankings de assistências para finalização, cruzamentos certos e dribles certos, além de ser o segundo jogador que mais acertou lançamentos (atrás somente do Victor), e também o segundo que mais acertou finalizações.
Outro jogador que também merece destaque neste início de temporada é o Ricardo Oliveira, autor de sete gols em 2019 até então. Os tentos foram marcados na 12 finalizações certas do atacante neste ano, ou seja, um aproveitamento de 58%.

Abaixo faremos um top 5 dos jogadores do Atlético em cada dado analisado pelo Fala Galo:

Minutos em campo

1- Victor: 450
2- Igor Rabello: 369
3- Fábio Santos: 360
4- Luan: 360
5- Cazares: 352

Assistências para gol

1- Luan: 3
2- Cazares: 3
3- Chará: 1
4- Guga: 1
5- Carlos César: 1
6- Maicon: 1

Assistências para finalização

1- Cazares: 15
2- Luan: 6
3- Ricardo Oliveira: 6
4- Chará: 5
5- Fábio Santos: 5

Cruzamentos certos

1- Cazares: 13
2- Guga: 3
3- Fábio Santos: 2
4- Terans: 2

Cruzamentos errados

1- Cazares: 28
2- Leandrinho: 9
3- Terans: 9
4- Fábio Santos: 7
5- Maicon: 6

Desarmes certos

1- Fábio Santos: 14
2- Igor Rabello: 8
3- Luan: 8
4- Chará: 7
5- Elias: 7

Desarmes errados

1- Neto: 3
2- Igor Rabello: 2
3- Patric: 2
4- Chará: 1
5- Guga: 1
6- José Welison: 1
7- Nathan: 1

Dribles certos

1- Cazares: 3
2- Luan: 3
3- Fábio Santos: 2
4- Jair: 2
5- Patric: 2
6- Réver: 2

Dribles errados

1- Cazares: 2
2- Alessandro Vinícius: 1
3- Bruninho: 1
4- Chará: 1
5- Patric: 1
6- Ricardo Oliveira: 1
7- Terans: 1

Faltas recebidas

1- Patric: 7
2- Alerrandro: 5
3- Cazares: 5
4- Chará: 5
5- Luan: 5

Faltas cometidas

1- Patric: 10
2- Adilson: 8
3- Igor Rabello: 8
4- Luan: 8
5- Carlos César: 6
6- Elias: 6
7- Fábio Santos: 6

Finalizações certas

1- Ricardo Oliveira: 12
2- Cazares: 7
3- Elias: 3
4- Fábio Santos: 3

Finalizações erradas

1- Luan: 8
2- Cazares: 7
3- Ricardo Oliveira: 3
4- Alerrandro: 2
5- Chará: 2
6- Daniel Penha: 2
7- Elias: 2
8- Vinicius: 2

Impedimentos

1- Ricardo Oliveira: 5
2- Alerrandro: 3
3- Daniel Penha: 3
4- Chará: 2
5- Fábio Santos: 2

Interceptações certas

1- Adilson: 3
2- Fábio Santos: 3
3- Patric: 3
4- Guga: 2
5- Iago Maidana: 2
6- Luan: 2
7- Matheus Mancini: 2

Interceptações erradas

1- Alerrandro: 1
2- Igor Rabello: 1
3- José Welison: 1

Lançamentos certos

1- Victor: 18
2- Cazares: 6
3- Luan: 5
4- Patric: 5
5- Elias: 4
6- Réver: 4

Lançamentos errados

1- Victor: 19
2- Cazares: 15
3- Fábio Santos: 9
4- Iago Maidana: 8
5- Cleiton: 7
6- Patric: 7
7- Réver: 7

Passes certos

1- Fábio Santos: 286
2- Elias: 246
3- Patric: 212
4- Cazares: 201
5- Luan: 185

Passes errados

1- Luan: 23
2- Cazares: 22
3- Fábio Santos: 19
4- Chará: 17
5- Patric: 12

Passes recebidos

1- Cazares: 255
2- Fábio Santos: 248
3- Elias: 237
4- Luan: 218
5- Patric: 189

Perda da posse de bola

1- Cazares: 21
2- Patric: 19
3- Luan: 14
4- Ricardo Oliveira: 14
5- Chará: 11

Rebatidas

1- Igor Rabello: 24
2- Réver: 23
3- Fábio Santos: 15
4- Iago Maidana: 13
5- Matheus Mancini: 11

13 comentários em “Números do Atlético na temporada – Por Stéfano Bruno

  • 7 de fevereiro de 2019 em 08:02
    Permalink

    Bom dia Stéfano e amigos do NOSSO GALO. Infelizmente o jogo contra o Danúbio confirmou o que a torcida já sabia, que apesar da pré-temporada e de algumas boas contratações, o CAM não está preparado para disputar a Libertadores. Porque a nossa diretoria insiste em manter no elenco jogadores como Patrick(não basta se esforçado), Fábio Santos(a nova avenida do Galo) e Elias(imagem da má vontade em campo)? Com estes jogadores não ganharemos nem o Mineiro e 2019, na melhor das hipóteses, se repetirá o pífio desempenho de 2018.
    De que adianta termos dois bons zagueiros como Rever e Ygor Rabelo se os laterais comprometem todo sistema defensivo? E voce Levir, que é um bom técnico, o que está esperando para fazer as mudanças que tem obrigação de fazer? Vai esperar a torcida te chamar de burro? Inaceitável escalar o Patrick de titular e deixar o Guga como reserva. Injustificável manter o Fábio Santos no time, improvise alguém na lateral esquerda, imponha-se com a diretoria pela contratação de um lateral, mas pelo amor de Deus, livre-nos do pior jogador do Galo.
    Quanto ao inegociável Elias(?), pelo que tem jogado faz jus a uma vaga na reserva. Aliás, alguém consegue explicar porque nossa diretoria não embarcou este cara para Porto Alegre?

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2019 em 08:50
    Permalink

    Bom dia!
    Os números dizem muitas coisas, é verdade, mas esse negócio de passes certos, podia-se contar os realmente efetivos, separando-os dos passes para os lados e para trás.
    Deve ser por causa desses números que o senhor Levir não saca do time os inúteis Fábio Santos, Elias e Patric. Enquanto essas merdas estiverem vestindo a camisa do Galo vamos penando, ou…sendo depenados.
    Enquanto o promissor Blanco se machuca gravemente duas vezes seguidas essas merdas desses jogadores que eu citei continuam desfilando o seu péssimo futebol e justamente pelo Galo. O nosso treinador é um burro com sorte porque já ganhou muito dinheiro sendo chamado de burro, enquanto nós torcedores somos os “azarados” por ter que suportar esses medíocres jogadores.

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2019 em 09:09
    Permalink

    Bom dia, li no UOL que o lateral Geferson com G mesmo foi oferecido ao GALO e esta na Bulgária. Pelo amor de Deus esse cara é ridiculo, se gastar com esse lateral sera dinheiro jogado fora. Se querem resolver voltem a carga no Felipe Jonatan, jovem que pode render grana como no caso do Emerson. Se for mesmo R$ 6.000.000,00 vale a pena. Se não for investir, então tente o Lucas Candido nessa posição pra botar pressão no Fábio Santos ou mesmo para mostrar se pode jogar ali. Quanto a LD, temos o titular no Grupo mas como o Levi adora fazer pirraça e ser chamado de Burro aposto que vai insistir até o fim com Patric em detrimento ao Guga, espero estar redondamente enganado. Quanto a Elias, José Wellisson, e no caso do Luan, Jair teriamos um meio mais forte na marcação e o Cazares jogando mais solto e ainda tem o Vinicius. Com umas 3 contratações da pra fazer um time competitivo e até com mudança de jogadores também, com a palavra nosso técnico. Agora uma noticia triste, coisa chata a contusão do Blanco. Que tenha força nesse momento.

    Resposta
    • 7 de fevereiro de 2019 em 11:17
      Permalink

      O Galo perdeu pro Raja, porque o Cuca inventou de por lucas candido na lateral, foi um desastre, jogador limitadissimo, apenas chuta forte.

      Resposta
  • 7 de fevereiro de 2019 em 09:09
    Permalink

    Bom dia Stefano.
    TEMOS para o meio de campo , ADÍLSON , J. WELLISON , JAIR , NETO , CAZARES , LUAN , todos em condições de titularidade . Portanto não justifica a escalação do PÉSSIMO ELIAS.
    Para a lateral direita temos GUGA , o que não justifica a escalação de PATRIC.
    Então , precisamos com urgência de um lateral esquerdo e mais um atacante.
    PORQUE , TIME COM PATRIC , ELIAS NÃO CHEGA A LUGAR NENHUM.

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2019 em 09:17
    Permalink

    Bom dia!

    Concordo plenamente com o comentário do Ricardo de Divinópolis. Apesar das estatísticas, os números até aqui, refletem apenas fracas partidas do campeonato mineiro e um jogo pela libertadores que mostrou os mesmos problemas do ano passado, as laterais! Não podemos nos iludir, o galo ainda não tem time para ganhar a libertadores. É lamentável ter um lateral como o Patric no elenco, e outro em fim de carreira como o Fabio Santos como titulares. O que eu mais temia quando o Levir chegou, era que ele novamente ressuscitaria o Patric, e não deu outra. E, se é para o bem do galo, que o Levir vá embora e leve o Patric junto! É quase unanimidade entre comentaristas e torcedores as carências e problemas no elenco atleticano, porem, ao que me parece, somente a diretoria e a comissão técnica não enxerga desta forma. Sendo assim, até aqui neste momento a única situação que vislumbro, é repetirmos o fraco desempenho de 2018.

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2019 em 09:25
    Permalink

    Bom dia a todos!
    É quase uma unanimidade as deficiências do galo, então porque tanta dificuldade e intolerância de diretores e comissão técnica em tomar providencias?

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2019 em 11:24
    Permalink

    Salve massa!

    Ao contrário da era Alexandre Já Deu, os novos contratados estão correspondendo nossas expectativas, tanto é que alguns já estão sendo reivindicados a titularidade ( Guga, Bolt, Jair e Igor Rabelo). Quem está enterrando a equipe são justamente as figurinhas carimbadas do ano passado, que infelizmente continuam fazendo parte não só de nosso elenco, mas pior ainda, sendo titulares (Elias, Patrc, F. santos). Até quando vamos carregar estas carroças? E para piorar o Blanco perna de cristal machucou de novo! Como pode o Pastor com 39 anos jogar todos os jogos e ele com 24 ficar fora de todos?

    Té +

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2019 em 11:39
    Permalink

    Bom dia,

    Agora certamente o Elias vai ficar mais tranquilo e sua renovação deverá ser adiantada, infelizmente a nova contusão do G. Blanco é mais grave do que a anterior.
    Ainda bem que aquele setor este ano foi bem reforçado com o Jair e o Neto.
    Se analisarmos os números do Patric veremos 0 quanto ele é inútil e perigoso para o nosso time, diferentemente do que alguns acharam que os números são bons: “Os top’s 5”
    Vejamos ele é lateral e não deu assistência para gol (cruzamento é assistência desde que seja certo), nem assistência para finalização, nem cruzamento certo ou errado, ou seja, um zero no ataque.
    Fez 2 desarmes errados, e cometeu 10 faltas que provavelmente foram 10 cruzamentos na nossa área, recebeu 212 bolas e voltou 189 certas, errando 12, a de se dizer que todos os passes recebidos e dados não ultrapassam a 4 metros de distância, fez 5 lançamentos certos e 7 errados, viradas de bola na defesa porque se fosse no ataque poderia ser considerado cruzamento ou assistência, ou seja, é um perigo para a nossa defesa, desarma pouco, faz muita falta e ainda coloca a defesa em risco com as bolas atravessadas erradas.
    Bom, não precisa mais falar nada sobre ele e sobre o burrinho que interpreta os seus números e o mantem de titular.
    Concordo com todos que nossa lateral esquerda necessita de reforço, porém, discordo quando dizem que este reforço deverá ser um bom reserva, vejo a necessidade de um reforço para chegar e ser titular, a dois anos o F. Santos é um dos jogadores que menos machucam e o que mais joga na temporada.
    Sou enfático em dizer que Guga, Jair e Maycon deveram ser titulares o mais rápido possível.
    Já estou me sentindo arrependido por não querer a saída do Luan, está assumindo a posição de vagalume do Cazares, está jogando numa má vontade imensa.
    E o Ricardo Oliveira precisa de uma sombra, sim, mas, recebendo as assistência, mesmo errando será um dos maiores artilheiros do Brasil em 2019, que por sinal já é hoje o maior em atividade, isto nem os mimizeiros não podem negar, são números.

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2019 em 12:04
    Permalink

    Hoje estou aliviado porque se a gente pega o Talheres que ontem ganhou do são paulo de 2 X 0, a gente tava é frito.
    Papai do céu ajudou o Galo.

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2019 em 13:07
    Permalink

    Caros,
    Essa noite tive um sonho, tive uma alucinação…
    Ano passado, contra as mariolas no 1º jg, cansamos de desperdiçar “assistências” e fomos punidos por mandrake. Já tivemos várias chances de devolver a vergonha de 7 lagoas, em 2013, qnd colocamos as serelepes na roda e saímos do Horto comemorando 3×0.
    Foi um jg ou foi um massacre?
    https://www.youtube.com/watch?v=_9zND2Lugdc&t=4s
    No 2º jg corremos riscos…FUTEBOL É OBJETIVO, muito mais q números…devemos ter sempre na mente uma das metas de nossas vidas: devolver o placar 7 Lagoas. Se o Galo ñ tiver esse objetivo tb, fecha as portas…mas o q quero dizer mesmo tem a ver com o uruguaio após o jg em Montevidéu, no min 3:24 :https://www.youtube.com/watch?v=Cs6Kxk-yH4I – pergunta q os JABAZEIROS disfarçados de jornalistas daqui ñ ousam formular. Ou seja, nosso time jogou contra um “amontoado”. Teve uma hr q pensei q era o Mixto, de Mato Grosso, q tava em campo. É isso q preocupa, essa cara de Patrique misturada com Pastor e Fabíola…”esforçada”,”amontoada” tb, “sofrido”, “engraçada” e seja o q Deus quiser? Só tomara q ñ seja o q quiser do deu$ falcatrua do PIPOQUEIRO.
    QUEREMOS O BR19, vamos LUTAR, GALO!
    GALO SEMPRE!

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2019 em 13:52
    Permalink

    Nunca vi LUAN jogar com tanta má vontade como nos últimos jogos. Será CORPO MOLE por não ter se transferido para o Corinthians.???

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2019 em 15:41
    Permalink

    Realmente algo acontece com Luan … se quer sair, que vá logo, jogador insatisfeito prejudica , todos sabem. Agora Patrick e Fábio Santos não tem a menor condição . Elias também poderia sair, quem sabe pelo pottker ou Nico Lopes .

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *