Rápida ascensão e estudioso: Gustavo Henrique chama atenção nos treinos e projeta estreia pelo Atlético

Foto: Flickr oficial Atlético

 

Ángel Baldo
13/06/2020 – 11h51
Clique e siga nosso Instagram
Clique e siga nosso Twitter
Clique e siga nosso YouTube

Clique e siga nosso Facebook

CLICA AQUI E SAIBA COMO GANHAR UMA CAMISA OFICIAL AUTOGRAFADA

Contratado em novembro de 2018 para a equipe sub-20 a pedido do diretor das categorias de base, Júnior Chávare, Gustavo Henrique teve rápida ascensão até chegar no elenco profissional. Em entrevista à TV Galo, o zagueiro de 20 anos falou sobre o seu momento no Galo.

“Para mim foi um pouco inesperada, apesar de acreditar nos meus princípios. Como eu já falei, sou bastante focado. Então, é inesperada, porém, Deus sabe de todas as coisas e eu coloco ele em primeiro lugar. Procuro trabalhar muito, como você falou, as coisas acontecem rápido demais, mas venho fazendo minha parte e batalhando para isso”.

O jovem defensor vai aproveitando o momento e buscando aprender com os grandes jogadores que o Atlético tem no elenco, em especial o trio Réver, Igor Rabello e Gabriel.

“Sempre tive eles como ídolos, o Réver em primeira mão por ser mais experiente, mas eu já tinha comentado com Rabello e com Gabriel, eles são zagueiros novos, porém possuem o reconhecimento nacional e mundial. Eu tenho ganhando experiência, o Réver vem me instruindo da melhor maneira possível, não só ele, como o Rabello, o Gabriel e até o Fábio Santos. Então sempre vou aprendendo com eles dia após dia. Isso é gratificante. ”

Gustavo Henrique vem chamando atenção da comissão técnica durante os treinos. E isso não é recente, o jovem defensor já havia ganhado elogios do ex técnico, Rafael Dudamel.

“Eu tenho que aceitar que uma hora a ficha tem que cair. Eu procuro aproveitar os treinos da melhor maneira possível. Professor Sampaoli tem uma metodologia incrível que eu nunca tinha visto. Então para mim, todo dia é dia de aprendizado. Graças a Deus eu estou aqui e espero ficar por mais tempo”.

Observador. Gustavo Henrique procura absorver o máximo possível dos ensinamentos de Jorge Sampaoli, inclusive, anota tudo para estudar depois, no alojamento da Cidade do Galo.

“Como são coisas novas para mim, eu tento absorver isso da melhor maneira possível. Aprendizado nunca é demais. Tudo que ele passa, eu tento memorizar e uma das maneiras para fazer isso é anotar tudo que ele vem passando. Eu me cobro muito. Busco aprimorar o que o professor passa. Como falei, a metodologia dele é diferente, então a gente tem que se adaptar”.

Logo após ser dispensado do Guarani-SP, o defensor teve oportunidade de estudar nos Estados Unidos, porém em duas oportunidades o visto foi negado. A negativa acabou desanimando o atleta momentaneamente, mas ele acabou se reerguendo e procurou focar nos estudos e conseguiu passar em Administração em Catanduvas, interior de São Paulo.

O zagueiro foi relacionado para o jogo contra o Cruzeiro, pelo Campeonato Mineiro e já projeta o momento da sua estreia pela equipe profissional.

“Passa muito pela minha cabeça. A torcida é gigantesca. Eu estive no jogo contra o Cruzeiro e tive uma noção de como as coisas seriam na minha estreia. Com essa torcida, com o apoio de todos, tanto dos jogadores quanto dos meus familiares, acredito que seria uma coisa inexplicável para minha vida. Quando eu cheguei lá (Mineirão) contra o Cruzeiro e vi toda aquela torcida, toda aquela coisa louca, fiquei admirado e não vejo a hora de fazer minha estreia pelo Atlético.”