Orçamento invertido: Atlético investe cerca de R$ 130 milhões e novos reforços vão chegar

 

 

Betinho Marques
07/07/2020 – 06:06 (atualizado 08:28)
Clique e siga nosso Instagram
Clique e siga nosso Twitter
Clique e siga nosso YouTube

Clique e siga nosso Facebook

INSCREVA-SE NA TV GALO (clique aqui)

Resumo:

  • Atlético busca camisa “9” e pode ultrapassar R$ 150 milhões no elenco 2020
  • Mariano pode chegar
  • Inversão total no orçamento
  • Camisa 10 ou meio-campista
  • Congelando o mercado

 

NÃO É PRIORIDADE, MAS MARIANO PODE CHEGAR

O Atlético não tem mais orçamento para contratar. O Fala Galo apurou que todas as forças do clube estão canalizadas para trazer o “fazedor de gols”. O centroavante é prioridade.  A lista dos jogadores que atendem às necessidades de Sampaoli, consta ainda com pelo menos seis nomes, e até alguns, não muito ventilados podem ser opções para resolver o problema do “homem-gol”.

CLICA AQUI E SAIBA COMO GANHAR UMA CAMISA OFICIAL AUTOGRAFADA

Entretanto, além do artilheiro, o Atlético acena a possibilidade de trazer Mariano, lateral-direito de 34 anos, que teria aprovação de Sampaoli por sua versatilidade, podendo inclusive, fazer a composição no meio-campo e “calçaria” o clube numa possibilidade de transferência, por exemplo, de algum atleta da posição. Mariano tem contrato até 26 de julho próximo com o Galatasaray e ficará livre, o que facilita a negociação.

 

INVERSÃO TOTAL NO ORÇAMENTO DO GALO

Além de todo o cenário inóspito da pandemia, o Atlético em dezembro de 2020 previa investir R$ 20 milhões na aquisição de direitos econômicos (contratações) e ter como receita R$ 100 milhões com a transferência de atletas. Ocorreu exatamente o contrário.

Cientes da necessidade de ter um time condizente com uma equipe que se projeta para um estádio novo, a eliminação trágica na Copa do Brasil para o Afogados fez todo cenário mudar, foi o estralo para repaginar e mudar quase tudo. As aquisições de sete atletas no período de pandemia (Bueno, Júnior Alonso, Léo Sena, Alan Franco, Marrony e Keno + Nathan – que estava no clube por empréstimo) chegaram à casa dos R$ 90 milhões. Foram cerca de R$ 130 milhões em 15 atletas, considerando todos os investimentos para a temporada 2020. Desta forma, a vinda de um centroavante com a mobilidade e encaixe pedido por Sampaoli, certamente, o Galo ultrapassará as cifras de R$ 150 de milhões de reais. Ou seja, quem ia ter um time de R$ 20 milhões em contratações (orçamento do clube 2020) num ano quase sem receitas, ultrapassa números impensáveis para a temporada 2020. Mais do que nunca é preciso vender.

 

E O CAMISA 10?

Como dito em algumas oportunidades, o técnico argentino, prioriza o jogo posicional. Não há espaço para centralizar o jogo em um “personagem”. Desta forma, “tienes que saber jugar”. Ou seja, quem não for versátil ou não souber se adaptar, não jogará.  Ter jogadores técnicos é premissa para o argentino, requisito mínimo para estar no elenco, mas não garantirá cadeira cativa. Será preciso comprometer-se.

Sendo assim, “Sampa” não terá o “10” cadenciado, à moda antiga, que lança e ainda tem tempo de mandar “flores”. O time do Atlético formará meio-campistas que possam dar amplitude ao jogo, aproximar linhas quando necessário para se defender e proporcionar intensidade com passe bom e velocidade nas transições. Caso haja uma oportunidade de mercado, Mattos e os investidores poderão rechear ainda mais o elenco, mas por ora, não há desespero ou corrida para a posição. Tudo com sobriedade!

 

ESFRIANDO O MERCADO PARA O “9”

Diante de todo o exposto, entramos em contato com Andrés Fassi, presidente do Talleres, que relatou que o Atlético não aumentou a proposta para ter Nahuel Bustos que chegava a cerca de 4,2 milhões de dólares e que foi recusada pelo dirigente. Segundo Fassi, Bustos deve ir para a Europa pelo que tudo se desenha.

Na suposta lista, Adolfo Gaich, Eduardo Vargas e Silvio Romero são constantemente citados. Porém, sem desespero o Atlético trabalha para anunciar em breve o atacante e tem uma ideia base, mas não radical ou absoluta: adquirir atletas de até 27 anos para investimento e em último caso, tentar empréstimo, se possível, em atletas com idades superiores a 30 anos.  Por fim, um jogador mencionado nos últimos dias e que rendeu bem é Eduardo Sasha (28), atleta do Santos e que tem contrato com o time praiano até dezembro de 2022.

O Galo conversa, conversa e conversa. Esfria os ânimos, mas sabe que precisa do “goleador”. Ninguém está dentro, ninguém está fora. Mas o “9” vem! O orçamento está invertido e ainda não acabou.