Em jogo morno, Galo e Coimbra empatam no Independência - FalaGalo

Em jogo morno, Galo e Coimbra empatam no Independência

 

Jéssica Silva
30/01/2020 – 00h22
Clique e siga nosso Instagram
Clique e siga nosso Twitter
Clique e siga nosso YouTube

Em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Mineiro, Atlético e Coimbra não saíram do zero a zero. No que foi uma partida apática na maior parte do tempo, o time de Diogo Giacomini soube segurar o Galo, que não ameaçou muito, e manteve o placar intacto.

O mandante era o Coimbra, mas o jogo foi disputado na Arena Independência. Apesar de ser o “dono da casa”, o time de Giacomini foi ao Horto para impedir o Atlético de jogar e com o objetivo de somar pontos de qualquer maneira. Rafael Dudamel escalou mais uma vez o time atleticano com três volantes, a fim de povoar o meio-campo. Porém, o Coimbra não se deixou vulnerável e disputou espaços com o Galo durante os 90 minutos.

Apesar de trazer segurança para a equipe e já ter funcionado recentemente, o esquema com três volantes acentua a falta que um meia de criação faz ao Atlético. Não vimos os comandados de Dudamel criando grandes oportunidades durante o jogo e a bola quase não chegou lá na frente. O Galo vem se reforçando bem até então, mas uma cabeça pensante para o meio-campo com certeza agregaria muita qualidade ao time alvinegro, já que Cazares está cada vez mais distante da Cidade do Galo.

Diferente do que aconteceu no último domingo, o jogo foi pouco movimentado. A partida foi apática não só pela falta de gols, mas também pela carência de grandes oportunidades ou lances emocionantes. Partidas assim são de praxe em um campeonato de nível tão baixo quanto o mineiro, mas isso não diminui a responsabilidade do Atlético. Independente do quão bem treinado veio o time de Contagem, o grande time do confronto era o Galo, portanto, deveria ter alcançado mais que um zero a zero.

O ataque inoperante do Atlético nesta noite foi o que nos custou o resultado. É verdade que a bola pouco chega na linha de frente agora que já não temos um jogador como Cazares no meio-campo, mas nas pouquíssimas investidas alvinegras o aproveitamento foi muito abaixo do esperado.

A proposta de jogo do Coimbra era anular as ações do Atlético e o objetivo foi alcançado, muito disso porque o time de Rafael Dudamel não conseguiu produzir. Falhas na marcação, pouca criação e pontaria nada certeira foram as marcas do Galo durante a partida contra o time de Diogo Giacomini, que vem apresentando um bom trabalho no comando de sua equipe, e conseguiu dar um nó tático no Atlético em pleno Independência.

A próxima partida do Galo será contra a Tombense, domingo, também no Horto. Será a chance de a equipe atleticana voltar aos trilhos e render melhor, já que no dia seis de fevereiro Dudamel e seus comandados farão sua estreia na Copa Sul-Americana, fora de casa, contra o Unión de Santa Fe. Uma ou outra partida disputada em um nível inferior é aceitável, já que o início do ano é o momento ideal para ajustar a equipe e torná-la o mais competitiva possível, a fim de deixá-la pronta para os grandes desafios da temporada. Porém, o que não pode ser aceito pela torcida é que um jogo como o de ontem se torne rotina para o Galo.

Coimbra x Atlético-MG

Motivo: 3ª rodada do Campeonato Mineiro 2020
Local: Independência, em Belo Horizonte
Data: 29 de janeiro de 2020 (quarta-feira)
Horário: às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Marco Aurélio Fazekas
Assistentes: Fernanda Nadrea Gomes Antunes e Magno Arantes Lira

Cartão amarelo: Zé Welison, Jair (Atlético-MG)

Coimbra
Glaycon; Alex Silva, Breno, Carciano e Lucas Hipólito; Thomás, Gustavo Crecci e Paranhos; João Vitor (Kauê), Thalis (Allan Dias) e Bruno Rocha (Daniel Penha).
Técnico: Diogo Giacomini.

Atlético-MG
Michael; Mailton, Gabriel, Réver e Fábio Santos; Zé Welison, Jair (Adriano) e Allan (Bruninho); Hyoran, Edinho (Marquinhos) e Franco Di Santo.
Técnico: Rafael Dudamel

2 comentários em “Em jogo morno, Galo e Coimbra empatam no Independência

  • 30 de janeiro de 2020 em 08:28
    Permalink

    bom dia massa. ontem mostrou que não temos time para nada. foi jogar com uma equipe bem armada e não jogaram nada.1 chute no gol do adversário em 95 minutos. Dudamel tem enxergar que jogar com 3 volantes é pedir para não ganhar e contra um equipe poderosa coimbra. porque o peladeiro do José welison não saiu do jogo?péssimo resultado e pessimo jogo. já falei aqui e repito se não contratar um camisa 10.9 para serem titulares nem copa Itatiaia ganhamos. fabio Santos Peladeiro seus dias estão contantado na lateral esquerda,i arana chegou.

    Resposta
  • 30 de janeiro de 2020 em 12:51
    Permalink

    Não gosto de 3 volantes. Aceitaria o esquema se fossem 3 volantes bons e ofensivos, mas tendo o Zé Wellison é foda… Mesmo o Alan e o Jair sendo ótimos jogadores. Espero que o Dudamel não seja só um técnico retranqueiro e não esqueça da história ofensiva do Galo. Caso contrário, cai na terceira rodada do Brasileiro.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *