Ainda sem definição. Jorge Jesus pede prazo a direção do Atlético para se decidir

Por: Hugo Fralodeo e Betinho Marques, do Fala Galo, em Belo Horizonte

Em busca de um novo nome para o comando técnico desde a saída de Cuca, na última semana de 2021 e tendo o português Jorge Jesus como principal alvo, a direção do Atlético segue sem a definição do novo treinador, mas já trabalha em outras frentes.

Conforme antecipado pelo Fala Galo na noite de ontem (terça-feira), o ‘Mister’ pediu um tempo para pensar e estipulou o prazo de 10 dias para se decidir e dar a resposta a diretoria do Atlético, que continua de olho em outras opções.

Carlos Carvalhal, uma das possibilidades comentada nos últimos dias, é nome que ganha força entre a diretoria e as negociações se iniciam. A ideia de treinar o Atlético teria agradado ao português, mas o alto valor da multa rescisória estipulado em contrato com seu atual clube, o Braga, é um empecilho para um eventual acerto. De acordo com informações dos jornalistas Henrique André e Cláudio Rezende, da rádio Itatiaia, Carvalhal já estaria conversando com o Braga, na tentativa de negociar uma redução da multa, que seria de 2,5 milhões de euros (cerca de R$ 16 milhões), ainda de acordo com a reportagem da Itatiaia.

Vítor Pereira, também português, que se desligou do Fenerbahçe há 15 dias, é outro nome citado pela imprensa portuguesa.

LEIA TAMBÉM:

Novo capítulo: Entre Galo e Edenílson tudo certo, Inter segue com jogo duro

Atlético encaminha venda de Junior Alonso ao Krasnodar, da Rússia

Na mira do Galo, presidente do Grêmio afirma que Douglas Costa quer permanecer no Sul

Reviravolta: Nathan acerta com o Fluminense

Atlético tem Digo Godín e Felipe como principais alvos

Segundo presidente do Ceará, Atlético tentou contratar atacante