112 Curiosidades da Arena MRV - FalaGalo

112 Curiosidades da Arena MRV

Foto: Twitter Arena MRV

 

Betinho Marques
14/04/2020 – 12h55
Clique e siga nosso Instagram
Clique e siga nosso Twitter
Clique e siga nosso YouTube

Clique e siga nosso Facebook

GRUPO DE NOTÍCIAS DO FALA GALO, CLIQUE AQUI:

Colecione, arquive, dê os créditos, se possível! Feito para a MASSA!

Com intuito de interagir de forma pontual e prática, o Fala Galo separou em quatro partes 112 curiosidades sobre a Arena MRV. Escrevemos de forma direta dados interessantes para você guardar com carinho. A seguir, a parte 1 – 28 itens relevantes que o torcedor precisa saber.

Parte 1 – Números Importantes – Curiosidades 1 a 28

 

Números importantes

1 – Estádio projetado para 46.000 pessoas (com variações). Vale observar que a proposta inicial na aprovação do conselho do Atlético previa uma capacidade para 41.800 torcedores.

2 – Distribuição proporcional aproximada dos setores: cerca de 3000 vagas na área dos camarotes, 16.500 cadeiras no anel inferior e 26.500 no anel superior

3 – Terreno de 130.820,83 m²

4 – Área construída de 176.882 m²

5 – 9 Pavimentos

6 – Tempo de obra – 26 a 30 meses – Após iniciar a terraplenagem

7 – Esplanada com cerca de 19.000 m² + 15.000 m² de áreas de acesso = 34.000 m² no perímetro

8 – 68 Camarotes

9 – 4 lounges

10 – 40 Bares

11 – cerca de 2.400 Vagas de garagem

12 – Dois vestiários na Arena –  Atlético é privilegiado – cerca de 560 m² – Campo de aquecimento para últimos testes, arquibancada de 70 lugares para ações de marketing do programa de sócios. O local de preparo do adversário terá aproximadamente 400 m².

13 –  A Arena MRV destinará 1,5% da receita líquida para o Instituto Galo que fará ações sociais e de inserção cultural na região

14 –  A venda parcial de 50,1% do Diamond para a Multiplan foi finalizada em janeiro de 2020 no valor de R$296,8 milhões

15 – A obra estima-se chegar ao custo de R$540 milhões de acordo com apuração do Fala Galo, distribuídos da seguinte forma: R$410 milhões (orçamento antigo) + R$80 milhões (compensações e intervenções no trânsito) + R$50 milhões (inflação) = aproximadamente R$540 milhões. Variação de R$ 130 milhões acima

16 – Custo obra/ cadeira = 540 Mi / 46.000 = R$11.739,13 custo da construção/cadeira – lembrando que recursos do estádio serão do estádio – SPE – vida separada da rotina do clube.

Observação: O gestores e idealizadores do estádio afirmam que os recursos excedentes da Arena serão obtidos no equipamento e não interferem nos cofres do clube.

17 – O Tempo de naming rights acordado para cessão à MRV é de dez (10) anos por R$60 milhões com possibilidade de renovação após por mais cinco (5) por mais R$30 milhões.

18 – O custo estimado para venda das cadeiras à torcida está previsto num intervalo de valor entre R$25.000,00 e R$30.000,00, segundo apurações com os responsáveis pelo empreendimento. As formas de parcelamento e os valores finais ainda carecem de confirmações em função do mercado e COVID-19

19 – No período de pico (muitas atividades simultâneas) devem ser gerados cerca de 700 empregos gerados pela obra – Dados informados em documentos do processo de licenciamento

20 – A obra deve gerar ainda cerca de 5.800 postos indiretos com o advento do estádio conforme estimativas e documentos do processo de licenciamento

21 – Custo de operação do estádio na concepção (na aprovação da venda pelo Conselho do clube) foi calculada R$1,599 milhão/mês ou R$19,195 milhões/ano

22 – A Projeção de lucro no primeiro ano de operação de acordo com perspectivas iniciais foi calculado em R$27.183.200,00 milhões

23 – A Arena manterá uma reserva particular ecológica com 26.500 m² para a preservação do córrego do Tejuco.

24 – Serão utilizados cerca de 46.000 m³ de concreto pré-moldado in loco;

25 – Estimadas 4.000 Toneladas de estrutura metálica

26 –  O contrato com a Multiplan de arrendamento inicial que ia até 2026, foi por acordo contratual, após a conclusão da venda parcial de 50,1% estendido por mais 4 anos até 2030.

27 – O Atlético manterá até 2024 os 15% de faturamento bruto, após acordo, o que garante aos cofres do clube cerca de R$10 milhões anuais. Após este período, o percentual entre 2024 e 2026 cairá para 7,485% até novembro de 2030

28 – O custo do ticket médio calculado na viabilidade do negócio foi de R$43,16 numa projeção feita com base no ticket em 2016 para a aprovação da venda parcial em 2017 pelo Conselho do Galo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *