No Chile, Galo perde para o Unión La Calera

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Por: Jéssica Silva (@jeatleticana)

Assista ao nosso pós-jogo: www.youtube.com/watch?v=Ir2LrUsduGM

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS
Instagram: instagram.com.br/falagalo13
Facebook: facebook.com.br/falagalo13
Twitter: twitter.com.br/falagalo13
Youtube: youtube.com.br/falagalo13

 

Informação sobre Miguel Trauco: www.youtube.com/watch?v=iTnfbtF7HHA

 

A Copa Sul-Americana é uma competição internacional, vale uma boa quantia em dinheiro e ainda dá ao campeão uma vaga direta na Libertadores do ano que vem. Levando em consideração as limitações do Atlético e as dificuldades do Brasileirão e da Copa do Brasil, priorizar a competição continental é o melhor caminho para o Galo hoje, sem sombra de dúvidas.

Contra o Unión La Calera, time pouco conhecido por aqui e de pouca expressão, o Atlético fez um jogo um tanto quanto parado, sem demonstrar muito interesse pela partida e acabou derrotado.

É verdade que a formação para o jogo da primeira partida na Sul-Americana não é a habitual, mas todo e qualquer jogador que vista a camisa alvinegra deve demonstrar no mínimo vontade, porém, o que vimos ontem foi algo muito diferente disso.

Uma das alternativas para o Galo ameaçar o adversário é o contra-ataque, mas durante o primeiro tempo o time não conseguiu se aproveitar disso. Na verdade, o aproveitamento atleticano como um todo foi pífio.

O La Calera dominou o meio de campo, mas os problemas do Galo foram muito maiores que isso, já que defensivamente o time também não soube se comportar. A marcação do Galo é feita a distância, na base da observação. Os defensores atleticanos não disputam bola e assim fica fácil para qualquer adversário chegar com perigo, por mais limitado que seja.

No segundo tempo o La Calera voltou melhor para a partida. Mesmo com um time inferior tecnicamente, os donos da casa buscavam o gol, queriam jogo e assim conseguiram sair na frente, graças às corriqueiras falhas defensivas as quais estamos acostumados.

Além das falhas defensivas, a falta de criatividade no meio de campo interfere diretamente no desempenho do homem de referência e, consequentemente, também interfere no resultado. Alerrandro, isolado, simplesmente não viu a bola chegar, dessa forma ficou praticamente impossível para o garoto ao menos tentar balançar as redes.

A cada minuto de jogo ficava mais clara a dificuldade do Galo em colocar a bola no chão, trocar passes e avançar rumo à área adversária. Essa tal dificuldade com certeza veio da falta de interesse de quem estava em campo, porque dar trabalho é uma coisa que um time como o La Calera jamais faria ao Atlético, mesmo escalado com alguns jogadores reservas, bastaria a equipe atleticana levar a partida a sério.

O futebol ruim apresentado pelo Galo ontem, a falta de interesse e a displicência que ficou visível em cada lance se deve ao fato que os jogadores não compraram a ideia do que significa a Sul-Americana neste momento, ou talvez acreditem que tenham chances no Campeonato Brasileiro – o que nem de longe pode ser considerado.

Sette Câmara já desprezou a Copa Sul-Americana antes e parece claramente ter interferido na escalação para a partida. É claro que é importante seguir pontuando no Campeonato Brasileiro, mas a única chance real de título hoje é a Copa Sul-Americana, sem contar que se trata de um caneco que a Massa gostaria de ver o time levantando, principalmente pelo que vem junto com a conquista.

Mesmo com alguns jogadores titulares o Galo não conseguiu ser superior ao La Calera em nenhum momento, talvez tenha chegado perto disso após tomar o gol, mas já era um pouco tarde para acordar e buscar o jogo.

Nathan pela esquerda e Vinícius centralizado deveriam aproveitar suas oportunidades e ao menos demonstrar vontade, mas fizeram uma partida pífia. Ambos não conseguiram criar, erraram passes bobos e contribuíram para a péssima atuação atleticana. Igor Rabello, tão aclamado pelo seu bom futebol no Botafogo, ainda não mostrou a que veio e não age como o zagueiro qualificado que sabemos que ele é. Maicon Bolt dispensa comentários, já que sua lerdeza, ironizando o apelido, não vem de hoje.

Se em meio a uma série de apresentações ruins alguém pode se salvar, esse alguém é Cleiton. O jovem goleiro se mostrou muito seguro durante a partida, mesmo jogando ao lado de tanta gente preguiçosa. Sendo assim, fica ao menos o ponto positivo de termos um bom goleiro na reserva.

Conseguir uma vitória por dois gols de diferença no Horto não é tarefa difícil, isso se cada jogador do Atlético souber se comportar dentro da camisa pesada que representa em campo. O Galo tem sim suas dificuldades, mas é óbvio que jogando com vontade pode superar o La Calera “com os pés nas costas”, pois o time chileno é pra lá de limitado.

Se o time de hoje tivesse demonstrado 1% da raça que vimos contra o Flamengo no último sábado, teríamos trago um resultado positivo para casa, levando em consideração a falta de qualidade e representatividade do adversário da partida de ontem.

Que no jogo da volta Rodrigo Santana trabalhe com o que tem de melhor no elenco, escalando um time ofensivo que construa o resultado necessário, mas claro, tomando todo o cuidado para não ficar vulnerável e sofrer mais gols.
O objetivo é permanecer na disputa pela Sul-Americana e futuramente conquistá-la para tentar salvar a temporada e isso é o mínimo que se espera de um time do tamanho do Atlético.

 

Ficha técnica:

UNIÓN LA CALERA-CHI 1 X 0 ATLÉTICO

Unión La Calera-CHI
Batalla; Andía, Vilches, Alvarado e Wienberg; Laba, Zuñiga (Navarrete, aos 32/2°T), Leiva e Lobos; Walter Bou (Leyton, aos 45/2°T) e Larrondo
Técnico: Francisco Meneghini

Atlético
Cleiton; Guga, Leonardo Silva, Igor Rabello e Patric; Adílson; Chará, Jair (Terans, aos 39/2°T), Vinicius e Nathan (Bruninho, aos 21/2°T); Alerrandro (Maicon Bolt, aos 28/2°T)
Técnico: Rodrigo Santana

Gol: Lobos, aos 18/2°T
Cartões amarelos: Walter Bou, aos 45/1°T; Igor Rabello, aos 26/2°T; Leiva, aos 42/2°T

Motivo: Jogo de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana
Estádio: Nicolás Chahuán Nazar, em La Calera, no Chile
Data e horário: terça-feira, 20 de maio, às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Roddy Zambrano (EQU)
Assistentes: Luis Vera e Edwin Bravo (EQU)
Transmissão: DAZN

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

16 comentários em “No Chile, Galo perde para o Unión La Calera

  • 22 de maio de 2019 em 08:21
    Permalink

    bom dia massa.ok esperar de uma equipe que o estagiário simplesmente tem a lata de dizer que perdemos por cauda do gramado. ok espero é que estamos no mesmo caminho de 2018 vamos ser chacota no Brasil com este amontoados de peladeiros e estágio de treinador. estes peladeiros não me iluda por esta em 2 lugar no brasileirão. querias eu saber qual irresponsável que teve coragem de contratar estes refugos Vinícius e bolt tartaruga se na base não tiver jogadores melhor que fecha a porta. aliás o Rodrigo Santana é outro pau mandado desta diretoria e empresários que escalam os jogadores só pode ser ou é cego.7 câmera você está se saindo um dos piores presidente do galo. alguém duvida que estes peladeiros ressuscitam o grêmio eu não. repito se não chegar um treinador que põe a casa em ordem e não ouvi diretoria e empresários esquece vamos continuar ser a chacota no Brasil. alguns iludidos ainda acredita que temos time para ser campeão brasileiro e eliminar o Santos na copa do Brasil. chega. acorda diretoria.vai galoooooo.

    Resposta
  • 22 de maio de 2019 em 08:58
    Permalink

    Pior que é exatamente o mesmo cenário do ano passado:
    Técnico interino de novo, vive tomando não de treinadores, desprezo total a Sulamericana, a mesma panelinha de sempre, bom inicio no Brasileiro e perdemos a primeira partida da Sulamericana 1×0 fora de casa.
    Essa diretoria amadora e incompetente nunca aprende com os erros aí fica difícil!!! essa diretoria soberba acha que nosso time é o melhor do mundo e vamos ganhar tudo, um pouco mais de humildade não faz mal a ninguém.
    O mínimo que essa diretoria pífia tem que fazer é baixar o preço dos ingressos para lotar o Independência.
    Tomara que não passemos a vergonha de sermos eliminados em casa de novo e jogar o ano no lixo.
    Não tem como plantar batata e colher banana se essa diretoria não mudar suas atitudes os resultados vão ser sempre os mesmos.
    *Precisamos de uma reformulação no elenco, dispensar uns 13 inúteis.
    *Contratar uns 4 jogadores top a conta é a seguinte a cada 3 inúteis dispensados da para contratar um jogador top sem onerar o clube.
    *Dar mais oportunidades aos meninos da base Cleiton, Matheus Stock, Neto, Bruninho, Alessandro Vinícius, Alerrandro.
    É muito melhor dar oportunidade ao Bruninho do que essa Vina.
    É muito melhor dar oportunidade ao Alessandro Vinicius do que esse Maicon lesma.
    O Galo virou um paraíso para jogadores meia boca e inúteis, virou um spa de luxo pois eles ficam lá chupando manga e mamando mesmo sem jogar e quando jogam é para nos fazer raiva pois não tem a menor condição de jogar no Atlético.
    Já passou da hora desse diretor começar a trabalhar cadê a contratações cadê a reformulação que esse elenco precisa, cadê a oportunidade aos garotos?
    A maior parte da torcida se cansou e está super desmotivada pois todo ano é os mesmo erros de sempre, até quando isso???
    Saudações!!

    Resposta
  • 22 de maio de 2019 em 08:59
    Permalink

    Bom Dia!O Joaquim està coberto de razâo.este interino è outro pau mandado.pela escalaçâo jà prevìamos um resultado ruim.manter este vina no time o tempo todo è sinal de que a ordem era nâo ganhar.sò nâo consigo entender o porque.e as alteraçôes aumentaram as suspeitas.por isto nâo contrataram tècnico.tem que ter o perfil de ser pau mandado.o pau mandado alterou atè o posicionamento de alguns jogadores numa demonstraçâo clara da intençâo de nâo ganhar!gostaria de termos um diretor de futebol por que assim ele iria na Alemanha buscar o Douglas Santos,no Oriente Mèdio o Roger Guedes,um treinador de personalidade e ganharìamos um tìtulo pelo menos este ano.mas minhas esperanças,a pouca que restou,se foram ontem.sò o amor pelo Galo ficou.

    Resposta
    • 22 de maio de 2019 em 10:00
      Permalink

      Concordo com vocês, Rogério e Joaquim. Técnico pau mandado, e já não gostava quando escalava o luan de armador. Agora me deixa esse vina errando exatamente tudo que tentou. Era melhor ter entrado com Nathan de armador( posição dele), e ter entrado com um jogador de lado de campo. Jair tem muita disposição e algumas qualidades, como as passadas largas, mas erra demais, muito mesmo. Guga apesar de também ter qualidades, tá parecendo uma criança jogando no meio dos adultos.
      Precisamos de um técnico que tire os come-dorme, e que exija contratações. Que dia que esse Rodrigo vai ter peito pra fazer isso??

      Resposta
      • 22 de maio de 2019 em 11:03
        Permalink

        Não vamos nos classificar, Jéssica e amiGalos, pois o nosso presidente imbecil e a cambada de asnos que o rodeia vão mandar o time misto de novo contra o La Calera (sim, o presidente, pois o técnico pelo jeito não manda em nada).

        Infelizmente vamos brigar pra não cair pra segundona. O Galo esse ano só jogou bem contra times pequenos no campeonato mineiro. Não me lembro de uma única partida convincente do Galo contra times de expressão e em torneios relevantes. Passamos aperto pra ganhar de Danubio, Defensor, Zamora, Avaí, Ceará e Vasco, vocês acham que esse time vai chegar aonde desse jeito? Nem a Chapecoense, que está na porta da zona de rebaixamento, conseguiu perder pro LaCalera, mas o Galo consegue.

        A única chance de levantarmos algum troféu esse ano é a Sulamericana, mas o burro do presidente acha que vamos ganhar o brasileiro com esse elenco horrível. O burro do presidente acha que temos time pra eliminar equipes como o Palmeiras, o Grêmio, o Cruzeiro, o Internacional, sendo que nem do Santos conseguimos ganhar. Esse cara é um iludido que está afundando o Galo. Muitos dizem que ele só não é pior que o Ziza Valadares. O Ziza pelo menos ganhou um mineiro. O sergim 171 até agora só nós deu raiva e vergonha.

        Faltam 33 pontos.
        Saudações Atleticanas.

        Resposta
      • 22 de maio de 2019 em 13:00
        Permalink

        Pedro,è por isto que nâo contratam um tècnico.e o medo dele tirar o trio maldito?li que o sampaoli disse que nâo foi procurado pelo Galo.mais uma mentira do milico-ditador.

        Resposta
  • 22 de maio de 2019 em 10:44
    Permalink

    Precisa fazer uma limpa no elenco do Atlético dispensar essas inúteis: Martin Rea, Leandrinho, Nathan, Maicon lesma, Fábio Santos, Elias, Ricardo Oliveira, Vina, Adilson tartaruga, Terans, Carlos Cesar, Lucas Cândido só nessa lista são 12 jogadores come e dorme no spa de luxo do Galo.
    A conta é simples a cada 3 inúteis dispensados da para contratar um jogador top ou seja dispensa 12 inúteis e contrata 4 jogadores top para serem titulares. que dia esse diretor vai começar a trabalhar e reformular esse elenco???

    Resposta
    • 22 de maio de 2019 em 11:05
      Permalink

      Rui Costa pelo jeito veio passear em BH.

      Resposta
  • 22 de maio de 2019 em 11:42
    Permalink

    Ta virando uma ladainha. Ganha, alguns enaltecem, perde é as mesmas reclamações. Os principais jogadores do time não tem condições fisicas de disputar duas competições em jogos seguidos (ponto).
    O Plantel é limitadissimo (Ponto). Então não adianta ficar falando as mesmas coisas e considerações e ainda querendo culpar um treinador que esta começando agora. A unica coisa que fico a perguntar é porque esse tal de Vinicius é incluido como primeira opção de banco? Que ele é horrivel todo mundo sabe e ainda tem sangue de barata, mas porque estão insistindo com ele? Pressão externa ou será que Bruninho ou outro da base consegue ser pior do que ele? E se assim for, estão fazendo oque no plantel.
    Ontem, pelas circunstancias e pelo que se viu, o resultado foi é bom demais. E ao treinador cabe orientar ao Guga que vem sofrendo com bolas alçadas sobre ele e na qual vai perder sempre pela estatura, se não souber se antecipar ou escorar o atacante, isso cabe ao treinador e aos treinamentos. ja que reposição melhor não temos.

    Resposta
    • 22 de maio de 2019 em 15:05
      Permalink

      Pois é Luciano, o time precisando ganhar, deixam esse Vina horroroso em campo e o Papagaio lá no banco. Será que ele é tão ruim que não pode jogar nem contra o La Calera? Esse Papagaio vai ser o novo Martin Rea, veio só pra enfeitar o banco de reservas.

      Resposta
  • 22 de maio de 2019 em 12:22
    Permalink

    Nada de novo. O GALO ontem voltou a ser o GALO de sempre….

    Resposta
  • 22 de maio de 2019 em 12:37
    Permalink

    Bom dia! Por coincidência, ontem durante o dia, estive pensando a respeito do que vários pedem à diretoria do clube; Efetivar o Rodrigo Santana. Quem pede? Os mesmos de sempre, os acomodados e alienados jogadores de futebol do clube, Rever em destaque, os picaretas da imprensa caípira de BH, em destaque aquele narrador chato e tosco do premiere JJ e com certeza os membros da diretoria; tudo que querem é aquele treinador bonzinho, fala macia, fugitivo de quaisquer polêmica ou que jamais irá fazer algum contraditório não se indispor a alguém. Na mesma conduta, estão o olê Marquês e Eder Aleixo, dois calangos na diretoria.
    Minha conclusão: não existe e nunca existiu treinador competente e vitorioso bonzinho, meia fala, tom leve, etc. Basta relembrarmos de todos que conhecemos, inclusive os treinadores dos grandes clubes europeus, Rodrigo Santana não é o cara definitivamente. Além do mais, precisamos de alguém que fuja dos vínculos com medalhões, setores da imprensa rural daqui, cartolas e até torcedores pragmáticos

    Resposta
    • 22 de maio de 2019 em 14:52
      Permalink

      Marcelo Oliveira é de fala mansa e foi bi campeão brasileiro e ganhou a copa do Brasil. Levi é brincalhão e tambem ganhou a copa do Brasil. Carille é tranquilo e foi campeão Brasileiro. Adilson Batista é estourado e nunca ganhou nada. Isso é super relativo. O que tem em comum com todos os treinadores que voce pensou ai e que ganharam alguma coisa é que eles tinham um bom plantel e grandes jogadores.

      Resposta
  • 22 de maio de 2019 em 15:51
    Permalink

    O título da Sula não é muito importante mesmo. Mas a grana que vem dela é super-importante. Mas, os jogadores não estão nem aí. Ninguém pensa nisto. Mas, no final de cada mês todos querem receber os seus salários. Há muitos anos o Galo não tem um elenco tão fraco e tão sem caráter.

    Resposta
  • 22 de maio de 2019 em 17:58
    Permalink

    Boa tarde, o que essa diretoria do Galo está pensando? Que temos time para ganhar o brasileirão? Na única chance de título que temos com esse elenco limitado o time joga com reservas, com essa desculpa estapafúrdia de poupar jogadores, estamos em Maio, os caras tem quatro meses de trabalho e já não estão aguentando? Pensei que depois do Nepomuceno não teríamos um presidente tão ruim por muito tempo, ledo engano, esse Sette Câmara é bem pior.

    Resposta
  • 23 de maio de 2019 em 00:16
    Permalink

    Você que de vez em quando vem aqui e pede a contratação de Dorival JR ou mesmo de Luxemburgo, sem querer te ofender, mas o que eu posso dizer é que você é um retardado! Quando esses ultrapassados vieram treinar o Galo e só fizeram merda onde você estava? Então, se você não tem uma ideia melhor, ou melhor, se você não tem ideia, com toda a educação eu lhe digo: Cala essa sua boca, Ofelha!

    É verdade que o Galo contratou um diretor de futebol que atende por Rui Costa, ou isso é fake news?

    Ô Rodrigo Santana! Onde você estava quando o burro insistia em escalar Terans? Cê tá de sacanagem ou algum empresário maldito te obrigou a escalar essa bosta ontem de novo?

    O Galo tá mesmo pensando em renovar com o velho e ultrapassado Elias e também com o novo e sem futuro Nathan? Se isso acontecer é porque definitivamente nós não temos ninguém sério no comando do Galo.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *