No Beira-Rio, Galo se despede do Brasileirão com derrota

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

Jéssica Silva
Do Fala Galo, em Montes Claros
08/12/2019 – 21h16
Clique e siga nosso Instagram
Clique e siga nosso Twitter
Clique e siga nosso YouTube

Com uma escalação alternativa e o goleiro Victor de volta, o Atlético visitou o Internacional em Porto Alegre. O time de Vagner Mancini chegou a sair na frente, com Otero, mas viu o Colorado virar a partida no segundo tempo com Guerrero e Víctor Cuesta. Com o resultado, o Galo ficou na 13 posição da tabela, com 48 pontos e se despediu da competição nacional com derrota.

O Galo abriu o placar cedo no Beira Rio. Aos cinco minutos, Otero marcou um belo gol e colocou o Atlético na frente. Apesar da formação do time quase sem titulares, o time atleticano foi quem comandou as ações do jogo no primeiro tempo, já que o Internacional tinha pouquíssima criatividade para criar.

Voltando ao time titular após um longo período fora dos gramados, o goleiro Victor se mostrou seguro e confiante, exatamente como estamos acostumados a vê-lo. Em lances de perigo do Internacional, o Santo foi firme e impediu o que seriam chegadas perigosas do Colorado. Apesar das boas atuações de Cleiton e de termos visto o Galo bem servido em sua meta, é bom ver o maior goleiro da história do Atlético de volta.

Na volta do intervalo o Galo já não conseguia controlar os donos da casa, assim o Inter foi adquirindo intensidade e igualando as ações na partida, apostando principalmente no jogo aéreo. Aos 36 minutos, Guerrero igualou o marcador em lance polêmico. Apesar da demorada revisão do VAR, o gol foi validado, o que não é surpresa.

Aos 52, Víctor Cuesta ampliou e sacramentou a derrota alvinegra.

O Galo poderia ter segurado o bom resultado que construiu no início do jogo, mas deixou o Internacional gostar do jogo e alcançar a virada. O time de Vagner Mancini se despede do Campeonato Brasileiro 2019 com derrota, mas isso não muda a situação do time. Livre do rebaixamento e classificado para a Copa Sul-Americana 2020, o ano do Galo foi repleto de problemas e a gestão do clube precisa urgentemente de uma reviravolta para que possamos almejar algo melhor nas próximas temporadas. No entanto, há quem esteja pior por aí.

INTERNACIONAL 2 X 1 ATLÉTICO-MG

Competição: Campeonato Brasileiro (38ª rodada)
Data: 08/12/2019
Hora: 16h (de Brasília)
Local: Estádio Beira Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade e José Reinaldo Nascimento Júnior (ambos do DF)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Público e renda: 18.616 pagantes e R$ 491.335,00 de renda
Gols: Otero (Atlético-MG), aos 5′ do 1º tempo; Guerrero (Inter), aos 36′, e Cuesta (Inter), aos 52′ do segundo tempo
Cartões amarelos: Neilton e D’Alessandro (Internacional); Otero (Atlético-MG)

Internacional: Marcelo Lomba; Heitor (Nonato), Bruno Fuchs, Victor Cuesta e Natanael; Rodrigo Lindoso, Edenílson, Neilton (Wellington Silva), D’Alessandro e Sarrafiore (Rafael Sobis); Paolo Guerrero. Técnico: Zé Ricardo

Atlético-MG: Victor; Guga, Leonardo Silva, Igor Maidana e Lucas Hernández (Hulk); Ramón Martínez (Bruninho); José Welison, Otero (Terans), Vinícius e Maicon; Di Santo. Técnico: Vagner Mancini

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

6 comentários em “No Beira-Rio, Galo se despede do Brasileirão com derrota

  • 8 de dezembro de 2019 em 23:31
    Permalink

    Assistindo esse time, pensei na minha escalação com os piores jogadores que eu já vi jogar no galo: Carine, Patric, Marcos Peito de Pombo, Werlei, Thiago Feltri, Rafael Miranda, Zé Welison, Tucho, Hyuri, Bolt e Márcio Mexerica. Começo a achar que esse no foi um treinamento para cair ano que vem…

    Resposta
  • 9 de dezembro de 2019 em 00:11
    Permalink

    Não há o que comemorar .
    A nossa situação só não é exatamente igual a das Marias , porque não fomos rebaixados.
    A nossa administração é similar à do Cruzeiro , ou seja péssima.
    A diferença é que a Diretoria do Cruzeiro renunciou , e a nossa insiste em ficar , afundando cada vez mais o time na lama , com campanhas ridículas.
    O Cruzeiro anuncia uma revolução , uma reformulação completa . E o GALO.??? O que fará?? Até o momento nada se anunciou , apesar do CAOS em que nos encontramos.
    Quem contrata :
    Hernandes.
    Teranz.
    Bolt.
    Martinez.
    Natan .
    Di Santo.
    Verdadeiros PERNAS DE PAU , cabeças de Bagre , que mal sabem chutar uma bola , não tem competência para administrar um time da grandeza do glorioso C.A.M.
    Portanto , MUDANÇAS PROFUNDAS E URGENTES SÃO NECESSÁRIAS E INADIÁVEIS.

    Resposta
  • 9 de dezembro de 2019 em 01:15
    Permalink

    realmente se nâo houver uma mudança geral corremos o risco de imitar o caBuloso.pelas atuaçôes do time este ano acho que nâo caimos de sorte!

    Resposta
  • 9 de dezembro de 2019 em 08:15
    Permalink

    Pra “coroar” o péssimo ano, o senhor Mancini tinha que entrar com esses gringos pernas de pau, além de Bolt. Acho que fez isso pra irritar a torcida mesmo. Só pode. Não era hora de voltar com Victor, freguês do Inter. Além disso, o ultrapassado e velho Léo, juntamente com o novo mas péssimo Maidana nessa defesa que é uma mãe, ampliando a coleção de gols levados em mais uma temporada. Quando surgirá um treinador que conserte essa peneira?
    Ridícula a temporada e o encerramento de temporada pro Galo mal gerido e mal treinado.
    Fora Sette!
    Fora Rui Costa!
    Fora Mancini horroroso e ridículo!!!!

    Resposta
  • 9 de dezembro de 2019 em 08:18
    Permalink

    Até me esqueci de comentar sobre a bruxa loira, que gosta de pagode com Sassá. Essa merda que atende por Vina loka. Lixo de jogador! Some do Galo, coisa ruim!!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *