Libertadores: Galo vence fora de casa – Por Jéssica Silva

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em seu segundo jogo contra o Defensor Sporting na história, o Galo tinha como objetivo a vitória para trazer uma vantagem para Belo Horizonte e encaminhar sua vaga na fase de grupos da Libertadores.

Conhecido ironicamente por não se defender muito bem, o Defensor estava em busca de sua primeira vitória na temporada jogando em casa, um presságio de que o Galo poderia alcançar o triunfo.

Apesar de jogar fora de casa, o ideal para o time alvinegro seria abrir o placar o quanto antes, tanto para ter um placar favorável a ser administrado, quanto para mostrar a que veio. A disparidade técnica entre as equipes era enorme, portanto, cabia ao Galo propor o jogo. Para a nossa alegria, o placar foi aberto no Luis Franzini por um guerreiro atleticano: Rever. Aos 11 minutos, Cazares cobrou falta com precisão e o Capitão América marcou seu primeiro gol com a camisa alvinegra após seu retorno ao Atlético. Mesmo com a vantagem o Galo se manteve no ataque, o que foi muito positivo. Muitas foram as ocasiões em que o time atleticano relaxou após construir alguma vantagem, mas durante este primeiro tempo contra o time uruguaio, a equipe de Levir não se deu por satisfeita com o tento marcado ainda no início.

As ações ofensivas do Defensor quase não existiam, e vendo algumas bobeiras dos donos da casa ficava cada vez mais claro o porquê de nenhum adversário ter sido derrotado pelo time do treinador Jorge da Silva no Luis Franzini.
Mesmo com um melhor aproveitamento e com mais chances durante os primeiros 45 minutos, o máximo feito pelo Galo foi abrir o marcador e o Defensor se aproveitou disso no segundo tempo.

Empatar a partida: esse era o objetivo do anfitrião em Montevidéu. Com o placar mínimo para ser revertido, o time uruguaio adiantou suas linhas e buscou pressionar o Galo, equilibrando as ações do jogo.

Quem está acostumado a ver o Atlético dificultar coisas simples e facilitar a vida difícil dos adversários não teve sossego quando viu que o Defensor tinha agora a intenção de dar trabalho. Ceder um empate, ou de repente uma virada a um time tão desqualificado seria vergonhoso, porém, não surpreendente. Para nossa sorte, o último toque na bola não era dado com capricho pelos uruguaios e a falta de objetividade do Defensor foi maior que a distração do Galo em determinados lances.

Levir Culpi optou por sacar Ricardo Oliveira do time e trazer Zé Welison para “fechar a casinha”. Francamente! Seria mais fácil atravessar o campo e dizer ao treinador adversário que ele poderia vir com tudo para cima, já que o Galo iria se acovardar. Definitivamente não concordo em segurar as pontas com uma vantagem tão frágil, contra um adversário mais frágil ainda.

O coro do “Guga titular” ecoa pela arquibancada, pelos bares e pela internet também e não há quem discorde – além de Levir Culpi, mas hoje o destaque para Patric é positivo. O lateral não fez uma partida impecável (seria pedir muito), mas foi dele que veio o belo cruzamento para o gol do alívio, marcado por Cazares na etapa final. Falando no equatoriano, com um gol e uma assistência, o meia colocou em evidência mais uma vez a boa fase que vive e o quanto vem sendo fundamental para os nossos triunfos.

Outro jogador que vem se destacando positivamente é Ricardo Oliveira, com um ótimo aproveitamento cara a cara com o gol. Hoje desperdiçou uma grande chance de marcar seu décimo tento na temporada, mas nada que não possa ser perdoado. Nada de memória curta.

Na ponta esquerda, o destaque foi negativo e ficou por conta de Chará, que além de ter nos tirado boas chances de gol, vem destoando do restante da equipe. Infelizmente, nem me recordo da última vez em que ele tenha feito uma partida digna de elogios.

Resumidamente, o Galo fez o dever de “fora de casa”. Criou grandes oportunidades, sofreu em alguns momentos contando com Victor, Rever e Luan para impedir gols adversários e até teve a chance de marcar o terceiro em contra-ataque puxado por Cazares, nos últimos minutos, mas não obteve sucesso. Mesmo assim, trazer uma vitória por dois gols de diferença para Minas Gerais nos deixa com um pé no grupo E da Copa Libertadores da América, na companhia de Nacional-URU, Cerro Porteno-PAR e Zamora-VEN.

Tirando como lição a experiência contra o Danubio no desafio anterior, nada está ganho. O esperado é que o Galo se imponha jogando em casa (durante os 90 minutos) e não dê ao Defensor sequer a chance de gostar do jogo.
A partida será disputada no Independência, às 21:30 da próxima quarta-feira. Que ao final de tudo possamos comemorar nossa volta à competição continental de forma oficial e aí sim começar a disputar uma guerra em busca da tão sonhada conquista da América.

Sigam o Fala Galo nas redes:
falagalo.com.br
@falagalo13

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

34 comentários em “Libertadores: Galo vence fora de casa – Por Jéssica Silva

  • 21 de fevereiro de 2019 em 07:14
    Permalink

    Bom dia Atleticanos, ontem o time reduziu a péssima impressão que deixou nas partidas contra o “poderoso” Danúbio. Houve melhora de desempenho e mais concentração do que nas partidas anteriores. O enredo para o Atlético este ano é jogar com a alma para reduzir suas deficiências. Os times brasileiros e sulamericanos não dispõem de nenhum craque e, salvo raras exceções tem um elenco equilibrado. Portanto, vontade e espirito vencedor pode nivelar a inferioridade técnica e ser o diferencial para busca de bons resultados este ano, pois a qualidade técnica dos adversários não está tão acentuada e distante do que o time do Atlético tem capacidade de produzir. No entanto, nosso elenco não é equilibrado e, por isso, ainda são necessários reforços. Saudações Atleticanas

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 07:36
    Permalink

    Concordo. Feliz pela vitória, claro, perdemos muitos gols e batemos cabeça algumas vezes. Além das peças que citou o Adilson para mim, no segundo tempo abriu o bico e errou bastante. Levir podia ter mudado alí ou ter tirado Elias que embora tivesse participado do segundo gol, apareceu muito pouco.

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 07:56
    Permalink

    Salve massa!

    O que vale é a vitória certo? Errado. Diante de um adversário extremamente fraco, conseguimos novamente sofrer, e porquê? Já não basta o futebol ridículo de Elias, a deficiência na marcação de F. santos, as entregadas de Patric, e o futebol ridículo de Adilson; ainda temos que aguentar as bizarrices do distribuidor de camisas, burro com sorte. E ontem mais uma vez ele provou porque detém este apelido. Ao tirar RO para colocar J. Wellerson, passou um atestado de burrice tamanho, e só não foi castigado porque Cazares salvou a cara dele. Aliás, a recuperação de Juanito é uma das poucas coisas boas de se ver nos jogos do Galo. Mas ficaram algumas perguntas a responder: Porque o time morre no segundo tempo? Porque Adilson ainda é titular? Porque Elias continua enterrando o time e ainda está no elenco? A té quando o finge que marca vai continuar sendo o ponto de referência para nossos adversários? Com a resposta o Burro com sortes.

    Té + e FORA triunvirato ELIAS, FÁBIO SANTOS E PATRICK!!!!

    Resposta
    • 21 de fevereiro de 2019 em 11:18
      Permalink

      Bom dia. Nem vou comentar muito JB porque voce ja falou por mim. Na verdade eu mesmo ja cansei porque ta muito repetitivo e eu nunca vou entender o que se passa na verdade. Entra treinador e sai treinador e la esta Elias…e voce vai nos jogos, assiste os jogos e quem voce menos ver participando é Elias, como segundo volante então…sem comentarios. Patrick foi bem, mas não contribui nada para evitar confusão, o cara tenta dominar uma bola alta dentro da área como se fosse o Cazares que domina e deixa ela junto ao pé…mas é Patrick. Fabio Santos sai do jogo como se tivesse feito uma corridinha, marca a 10 metros de distancia e só sobe na boa e até agora nada de um lateral…Chara a maior contratação e o cara de 10 passes erra 09…não da pra entender. Valeu pela vitoria.

      Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 08:20
    Permalink

    O resultado foi maravilhoso, porém o Galo, na minha opinião, fez um jogo fraco, principalmente no segundo tempo. Ontem só não tomamos a virada no segundo tempo porque esse tal Defensor é muito, mas muito fraco.

    No primeiro tempo o time foi bem, criou muitas chances, mas por falta de capricho perdeu várias. A marcação também foi boa.

    No segundo tempo o time parece que apagou completamente. A marcação frouxa no meio campo e a falta de atenção em alguns lances deram taquicardia em quem assistia o jogo. Pareceia até que o Galo estava implorando pra levar o gol. Como disse, demos sorte do Defensor ser muito ruim nas finalizações.

    Tirar o Ricardo Oliveira, único jogador que incomodava a defesa adversária, pra entrar com mais um volante foi o fim da picada. Seria muito melhor tirar o Chará (que foi um completo inútil no segundo tempo) e entrar logo com o Maicon Bolt. Ou então entrar com o Zé, mas tirar ou o Adilson (que errou tudo no segundo tempo) ou Elias (que estava amarelado e desapareceu do jogo).

    Pra não dizer que eu só reclamo, é preciso destacar a ótima fase do Cazares. Parece que ele assumiu de vez a responsabilidade de ser nosso 10, e praticamente resolveu o jogo ontem. A dupla de zaga, apesar de bater cabeça em certos lances, também me agradou muito. O ataque está entrosando e evoluindo, apesar de ainda perder muitos gols. Pelo menos é sinal de que as jogadas estão sendo criadas, diferente do ano passado.

    O Galo já está com um pé na fase de grupos, mas precisa melhorar muito. Nacional e Cerro são adversários bem mais fortes, e não vão dar a moleza que o Defensor deu hoje.

    Saudações Atleticanas!

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 08:21
    Permalink

    Bom dia Jéssica e amigos do Galo. Desculpe mas discordo de voce quanto ao Patric, acho que ontem ele fez mais uma partida de Patric, limitadíssimo, quase “patricou” e entregou o jogo outra vez em um lance em que o Vitor salvou encima da linha, acertou o primeiro cruzamento deste ano e demonstrou a insegurança de sempre quando acionado. Reitero minha opinião de que manter Patric e Fábio Santos no time principal é inconsequência e irresponsabilidade do nosso técnico. Já o Elias, continua jogando sem vida, sem garra, sem presença no jogo. Estes três jogadores estão COMPROMETENDO TODO ESQUEMA DO NOSSO GALO, sobrecarregando outros jogadores e colocando em risco a sequencia do NOSSO GALO na Libertadores.
    Na minha opinião ontem o Luan fez a melhor partida dele desde que chegou ao NOSSO GALO. Parabéns ” Menino Maluquinho”.

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 08:31
    Permalink

    Bom dia!
    Feliz com o resultado e a quase classificação, mas o burro abusou da sorte ontem. Patric, embora tenha acertado seu primeiro cruzamento nos 10 anos de Galo (exagero…eu acho…rs), não deixou de dar suas patricadas, e numa delas quase a vaca foi pro brejo.
    Elias esteve até bem, se compararmos com todas as partidas que já jogou pelo Galo, mas teve um momento que ele driblou uns dois jogadores pelo lado esquerdo do ataque, perdeu a bola e simplesmente parou de correr, propiciando um contra ataque quase mortal.
    O futebol do Chará é bem mais feio que ele! Vai ser ruim assim, lá na Colômbia! E o pior é que o treinador não consegue ou não quer enxergar isso. Será que é por causa da grana que foi rasgada na contratação desse filhote de cruz credo? Se Levir queria fechar a casinha, porque não colocou Zé Wellison no lugar de Chará ou mesmo de Elias? Tinha que sair Ricardo Oliveira, que estava dando canseira na defesa adversária?
    E o Fábio Santos, hein…o cara consegue errar um gol na cara e ainda toma um contra ataque perigoso.
    Até quando vamos ter que tolerar esses pernas de pau (Fábio Santos, Patric, Elias e Chará), além das burrices do Levir? Nem precisam responder, pois a resposta é: “ENQUANTO O BURRO TIVER SORTE!”

    Resposta
    • 21 de fevereiro de 2019 em 11:38
      Permalink

      Desculpa discordar, mas acho que a critica ao Chará está exagerada. O cara não é ruim – nem craque, mas ele tem bom domínio de bola, tem raça, sabe driblar e tocar. Penso que está mal “alocado” no time, não encaixou, um pouco de azar da fase ruim… Não se esconde do jogo e seus erros aparecem (ao contrário do Elias, por exemplo).

      Assim como Cazares, que teve uma fase horrivel, mas superou, acho que o Chará pode dar a volta por cima.

      Concordo com todos que o time ainda precisa encaixar uma marcação melhor, os volantes e os laterais devem ser o foco do treinador.

      Saudações atleticanas.

      Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 08:47
    Permalink

    Bom dia, ontem pra minha surpresa os renegados deram até um sanguinho. Lógico que erros acontecem e erraram, mas diante das últimas partidas deles até que jogaram bem. Todo mundo falando de jogar futebol vistoso e bonito, acho que não estão assistindo os jogos aqui da América do Sul. Se estiverem falando principalmente da Inglaterra, Premiere League ai sim, mas por aqui é isso ai atenção, disputa e vontade nisso não podemos negar que o time ontem demonstrou. Ontem o poderosissimo Palestino empatou com o Talleres que eliminou o São Paulo que todo mundo por aqui dizia que estavam contratando bem e queriam Hudson, Nenê etc.etc.etc. e era o exemplo daquilo que o GALO deveria fazer antes de começar a temporada. Continuemos exigindo sim, raça, vontade e que o Burro com Sorte escale bem o time. Digo e repito, não temos um time tão ruim assim como muitos pintam, mas raça, vontade e esquema tático é primordial.

    Resposta
    • 21 de fevereiro de 2019 em 11:41
      Permalink

      Concordo, no geral temos um bom elenco , mas com Patric e Fábio Santos não vamos ganhar nada. São jogadores para times da série B, Patric é esforçado, gosta do Galo, é um cara que tem carisma, mas muito limitado tecnicamente. Fábio Santos, finge que marca, recua e sempre deixa o adversário concluir. É uma via expressa na nossa esquerda, muito ruim mesmo.

      Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 08:51
    Permalink

    Bom dia. Muito bom resultado. Mas olhando para disputar título ainda temos que evoluir muito. Agora ontem, pra mim, o Elias jogou muito, colocou a bola no chão, marcou, fez os outros meias jogarem, cadenciou o jogo, chegou na frente…pra mim jogou muito. Levir coloca o Igor Rabelo pra jogar, o cara está sem tempo de bola, não acha ninguém em campo, tem que dar ritmo a ele, coloca ele pra jogar o mineiro também ou volta o Leo. Cazares tbm jogou bem ontem…Se o Chará fosse bom de bola, desequilibrasse…Saudações.

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 08:58
    Permalink

    Bom dia a todos.
    A Vitoria veio mais não podemos ignorar algumas deficiências.
    1º: Fabio Santos: Esse cara hj é o mal maior do Galo. Ele tem mania de fechar no meio, marca a distância o adversário que cai do lado dele. Isso é um erro grotesco, porque quando vai dar o combate o cara já ta com bola dominada e de frente para o lance, geralmente ele é driblado ou tenta somente cercar. Ontem errou um gol que Carlos Cesar improvisado com a perna direita não erraria. Deu um passe ao Defensor e quase levamos gol. Pior jogador ontem.
    2º: Patric erra mais não é omisso. Tem disposição e se entrega, acredito que vai perder a posição de titular. Hoje teve um erro num domínio de bola e quase entrega a paçoca, mais conseguiu ser melhor que muitos. Não podemos tirar o mérito no jogo de hoje.
    3º: Xará ta jogando com nome e o pelo valor que foi comprado mais não mostrou a que veio. Ontem só não foi pior que o finge que joga Fabio Santos.
    4º: Jose Welison não pode ficar fora desse time, marca muito e tem um bom passe. Torço para que ocupe lugar de Elias. Sempre que entra da uma segurança a mais no time.
    5º: Adilson no segundo tempo parecia que a bola queimava nos pé dele, errando muito passe, acredito que com Elias que não marca ninguém ele é sacrificado, porque tem que cobrir os 2 lados, e parece fora de forma.
    6º: Juan e Luan, essa dupla de Ontem jogou muito. Ricardo Oliveira foi bem e não merecia ter saído. Levir é muito burro, como tira o único cara que tava segurando o time deles para colocar um volante?? Chamou o time deles pra cima e se fossem melhor ia complicar.
    7º: Como é bom ser GALOOOOOOO.

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 09:10
    Permalink

    Acho este Adílson pior até que o Fábio Santos.

    Resposta
    • 21 de fevereiro de 2019 em 10:06
      Permalink

      Olá,Genival.o problema é que como joga sozinho no meio todo volante do Galo cansa no segundo tempo.preste atenção,só os volantes se machucam com mais frequência no time.o Elias não ajuda em nada e sobrecarrega o volante.e ele nunca se desloca para receber um passe.

      Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 09:11
    Permalink

    Queria saber pq o Galo tem essa mania tosca de recuar ganhando de 1 a 0 de um adversário super fraco. Poderia ter matado o jogo no primeiro tempo.

    Lembrem-se: a bola pune. Não dá pra ficar brincando de 1 a 0 em fase de grupo!

    Agora é que o Levir não tira o Patric mesmo. Misericórdia viu

    Resposta
    • 21 de fevereiro de 2019 em 13:49
      Permalink

      Diego, se mesmo cometendo aquele pênalti imbecil o Patric continuou no time, depois da assistência de ontem ele vai ser titular até acabar o contrato dele. Vou rezar pra ele ser amarelado no próximo jogo, só assim pro Guga jogar nesse time.

      Saudações Atleticanas!

      Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 10:18
    Permalink

    Bom dia a todos. Bom futebol apresentado no primeiro tempo e péssimo no segundo tempo. Os mesmos defeitos defensivos são repetidos a cada jogo. O GALO não se acerta defensivamente. Já está ficando chato repetir isso toda semana! Elias e Adilson marcam muito mal, assim como Patric e Fábio Santos. Já estamos na fase de grupos, praticamente, mas os próximos adversários(Cerro-PAR e Nacional-URU) são equipes chatas do futebol sulamericano. O GALO vai ter que se explicar para enfrentar estes dois times em seus campos. Quanto a Chará nem merece comentário. Futebol fraquíssimo deste jogador de 20.000.000,00. Este Bolt também não disse a que veio(muito fraco também). Destaque para Luan(incansável) e Ricardo Oliveira(excelente fase). Cazares é o mesmo de sempre, apesar do belo GOL. Patric agora é absoluto para Levir. O mesmo Levir demonstrou ontem a BURRICE COM SORTE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 11:00
    Permalink

    Bom dia.
    Cazares mesmo de sempre apesar do Gol??
    Ele deu assistência, fez gol, deixou Fabio na cara do Gol, mandou bola trave e ainda tava dando combate no meio.
    Jogou muito!!!!

    Resposta
    • 21 de fevereiro de 2019 em 11:39
      Permalink

      Cazares tá jogando muito!!!!!!

      Resposta
    • 21 de fevereiro de 2019 em 13:51
      Permalink

      Cazares hoje é o melhor jogador do Galo!

      Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 11:21
    Permalink

    Bom dia, o Galo precisa urgente de alguem para o lugar do Elias e do Chara, estes dois nao tem condiçoes de vestir a camisa do Atletico!

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 11:45
    Permalink

    Se jogar muito é alguns lampejos durante o jogo então o Cazares realmente tá arrebentando!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 11:52
    Permalink

    Caros,
    Nosso time, sincero, time mesmo, conjunto, sistema de jg, técnica, catimba, enfim, time de verdade prá VENCER, é fraco…As laterais…são fracas tecnicamente e alopradas (o tal Patickre é muito, mas muito esforçado, esforçado, esforçado demais…a ruindade vem em progressão geométrica). É a prova cabal q esforço sem talento… Ontem ñ teve nada de positivo na atuação do medíocre, pelo contrário, tamo fudido. Um acerto de cruzamento?…E a comemoração? Quem ñ visse o jg ou visse pelos olhos do só “amor incondicional” pensaria q o gol foi do perna, tal a euforia ofuscando Cazares. E uns imbecis achando q o entregador ñ é omisso. Ali a omissão é de futebol…. É mole? O cara forçando a barra prá aparecer q é “de grupo”. É brincadeira? Com esse estátua, já tô apelando pro “Eu Acredito” Q Deus tenha piedade de nós.
    Obs.: o Defensor é fraquíssimo, amador (ainda assim deu trabalho), só ñ tomou mais na sacola pq hj ñ temos um GALO FORTE E VINGADOR, incisivo.
    Obs.: O comediante japonês acertou ao tirar o Pastor Pipoca (q pipoca sem sal, hein? Diabos! Precisamos de um matado sujo, catimbeiro!), mas o time ñ tem capacidade de reorganização nas partidas. Qualquer alteração piora, parece q todo mundo japonês em campo começa a jogar grego no Paquistão…
    Obs.: por incrível q pareça ELIAS cabe nesse time…por incrivel q pareça no meio campo atual cabe Elias, Cazares e até o frágil Luan. O miolo de zaga é disparado nosso melhor setor…temos muito a melhorar…
    Obs.: presidente 7 tá prometendo reforços. VIVA 7, esse é o Presida!
    GALO SEMPRE!

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 12:58
    Permalink

    Patrickao da massa foi um dos melhores ontem, tem muita personalidade, pois a maioria o crítica injustamente, quando sempre tem outros jogadores que jogam bem pior do que ele e os críticos do Patrick não falam nada, só enxergam os erro do nosso lateral direito. Se os laterais que estão no Atlético fossem melhor que o escalado ,por que todos os técnicos o deixam como titular, tenho certeza que os técnicos de futebol entendem muito mais de futebol do que os que criticam o nosso lateral , pois a quase totalidade destes críticos nunca chutaram uma bola.Parabens , Patrick você tem muita personalidade senão não estaria a 8 anos no Atlético e sempre sendo criticado injustamente.

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 13:14
    Permalink

    Boa Tarde,

    Lê um post que se intitulava assim: “Patric deu sua primeira assistência no ano”, pura mentira, se aquela entregada não foi assistência foi então o que, deveriam escrever assistência para jogadores do mesmo time do que o dele, a única coisa que deu errado foi que ele não combinou direitinho com o Victor. Foi o mesmo Patric de sempre, pessoa esforçada e futebol horroroso.
    O finge que marca também esteve como sempre, agora o Adílson está caindo a qualidade do seu futebol em quase tudo, pode ser a sobrecarga para jogar pelo Elias, acredito.
    O Chará também esta deixando a desejar, só cisca sempre sem objetividade.
    O resultado foi excelente e assim a torcida merecia que o jogo de volta seja no Mineirão, dando assim ao elenco do galo um certo gosto de sentir em casa jogando lá, não se pode esquecer que poderá ter que jogar nas quartas e na final por lá, se chegar. “Eu acredito”

    Resposta
    • 21 de fevereiro de 2019 em 14:33
      Permalink

      Boa tarde WELLINGTON SOUZA e amigos do NOSSO GALO. Não tenho dúvida que o pior jogador do NOSSO GALO é o Fábio Santos. Patric é ruim, mas é sincero, é esforçado, mas é ruim.

      Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 14:01
    Permalink

    Lendo os comentários “lúcidos” por aqui tenho a impressão que vi o jogo errado. Parece que quem tomou um vareio de bola foi o Galo.

    Gente, o time uruguaio pode levantar as mãos pro céu, porque 2 a 0 ficou barato. Não fosse a falta de capricho nas conclusões a goleada seria histórica.

    Francamente, tem uma turma aí que consegue ser pior que o próprio chato no saco, a chamada pediculose pubiana.

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 14:46
    Permalink

    procurem no youtoube o Mauro Cesar Pereira da ESPN Brasil falando, após o jogo de ontem, sobre o estilo do Levir Culpi, que mais parece briga de rua. Todo mundo vai para cima, forte para o ataque e a defesa não tem consistência ou qualquer organização. Ele sempre foi assim. Em 2014, na épica conquista da Copa do Brasil, foi assim. So que, a meu ver, o time de 2104 era mais equilibrado que o de hoje. A verdade é que o Levir nao mudará suas convicções. Ele bnão sabe arrumar defesa. Então, sinceramente, não acredito em titulos neste ano. Se ele jogar assim, Galo nao aguenta times mais qualificados como Grêmio, Palmeiras, Boca Juniors, River Plate e etc.

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 15:59
    Permalink

    O fato é que Patrick e Fábio Santos não tem condições de titularidade. Patrick é muito limitado tecnicamente, ontem quase entregou (mais uma vez) e o técnico insiste no erro e não vai mudar. Oremos. Somente se os deuses ajudarem Guga ganhará a posição.
    Fábio Santos faz hora extra. Não marca, só olha. Não tem combatividade, a facilidade em que é vencido nas disputas individuais é muito preocupante. Será que não aprenderam com os erros de 18?
    Por fim, Elias é caso perdido. Ontem em pelo menos três lances, estava andando em campo, voltando lentamente para marcar, deixando todo o trabalho para o Adilson, aí não tem preparo físico que resista.
    Alô Presidente, alô Marques, pelo menos 3 reforços. Um LE urgente, um atacante de lado e um volante (Blanco machucou).
    Com relação a Conmebol, parece claro o erro da CBF. Por isso a entidade se mantém calada. Se errou, assume o erro e faz como a federação chilena. Ficar procrastinando deixa a situação ainda mais feia.

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 16:25
    Permalink

    Boa tarde!

    Lendo os comentários aqui, parecem mensagens repetidas: Fora Patric, fora Elias e fora Elias. Será que estamos todos errados? Não sei se a percepção é a mesma, não sei se vocês concordam, mas vocês ja perceberam que quando o Levir vai dar entrevista, ele parece dar uma viajada, tipo: do quê mesmo que a gente tá falando…? Sendo assim, faz sentido nossos apelos não ecoarem aos ouvidos do treinador.
    Sobre o jogo, foi fraco diante de um time mais ainda, porem credito isto às peças que nunca perdem a titularidade, mesmo com o apelo quase irrestrito da massa.
    abs

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 17:32
    Permalink

    Boa tarde massa. Foi ótimo Vitória. Poderia ser de 5 mas Luan. Xará. Ricardo Oliveira éo péssimo Fábio Santos cansaram de perder gols. Está nos jornais esportivos que o galo pode ser punido na libertadores .eo defensor ja prepara para acionar a Conmebol. Já começo a preocupar. Vai galooooooo.

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2019 em 18:06
    Permalink

    Gostaria de ressaltar a “assistência”do Patric.ele levantou a bola para uma área que tinha dois jogadores ,altos,do time adversário e apenas um,pequeno,do Galo.não houve a tão falada precisão do lançamento e sim uma falha clamorosa dos beques.o Cazares nem teve o trabalho de pular muito.Patric,Elias e Fábio Santos continuam os mesmos,salvos por vitórias,ótimas claro!,como a de ontem.mas a minha preocupação é que a partir do Defensor os times serão muito,mas muito melhores.e o Levir continua sem ter esquema de jogo.chamou o Defensor para cima da gente e se não fosse a baixa qualidade técnica deles estaríamos em maus lencóis.e ele não tem vontade de vencer.tem medo de perder.

    Resposta

Deixe uma resposta para lucianocadalora Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *