Jair vence a desconfiança e ganha status de insubstituível no Atlético

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Angel Baldo
Do Fala Galo, em  Uberlândia
14/08/2019 – 4h

Quando o volante Jair foi anunciado pelo Atlético, no início da atual temporada, muitos torcedores se manifestaram contra a contratação dele nas redes sociais. Os discursos eram sempre os mesmos: “jogador de time pequeno, que caiu para a segunda divisão”.

Disputado por Atlético, São Paulo, Santos e Cruzeiro, Jair viveu momentos distintos com a camisa do Galo. Após um início promissor no Campeonato Mineiro, o atleta caiu de produção, assim como toda a equipe, e quase foi emprestado para o Sport Recife, seu antigo clube.

Hoje atuando mais “recuado” como primeiro volante, o atleta de 24 anos é peça fundamental no esquema do técnico Rodrigo Santana.

PRIMEIRO OU SEGUNDO VOLANTE?

Muitos ficaram impressionados com a facilidade do jogador em atuar como primeiro volante, porém, isso não é uma novidade para o camisa 88. Por mais que, ao longo da sua carreira, o atleta tenha jogado na maioria das vezes como segundo volante, posição em que sai mais para o jogo, Jair atuou em vários momentos como um “protetor” da zaga.

Jair comemorando o do Vina contra o Botafogo

Atuando pelo Veranópolis, no Gauchão da temporada passada, Jair já se mostrava um volante versátil, que jogava em ambas as posições na equipe comandada pelo técnico Julinho Camargo. Justamente por essa versatilidade, aliada à qualidade técnica, é que o jogador foi contratado pelo Juventude e, consequentemente, pelo Sport Recife.

Questionado sobre a “nova” posição no Atlético, Jair foi bastante sensato: “Eu sempre atuei aqui como segundo volante, porém, não é um problema jogar como primeiro. Conversei bastante com o Rodrigo Santana e disse que não seria um problema. Gosto de sair para o jogo e o Elias é um jogador muito inteligente. Quando eu avanço ele fica, e vice-versa. Sempre procurei trabalhar firme para jogar. Sequência de jogos e confiança são pilares importantes para um jogador. E essa sequência que venho tendo gera um ambiente propício para melhorar ainda mais no decorrer dos jogos. ”

Contra o Cruzeiro, Jair fez uma das melhores partidas pelo Atlético

Em decorrência de um desconforto muscular, Jair não atuou na última rodada contra o Fluminense. O jogador também não deverá atuar no próximo final de semana, contra o Athletico Paranaense pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, uma vez que a prioridade será a partida de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana, que acontece na terça-feira (20) da próxima semana, quando o Galo enfrentará o La Equidad.

 

Revisado por Ruth Martins
Edição de artes: André Cantini

Siga nossas redes sociais, estamos no YouTube, no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

5 comentários em “Jair vence a desconfiança e ganha status de insubstituível no Atlético

  • 14 de agosto de 2019 em 09:18
    Permalink

    VENHO AQUI PARA DIZER QUE QUEBREI A CARA,PELO MENOS POR ENQUANTO,COM O JAIR.MAS COMO JÀ POSTEI,EU ADORO QUEBRAR A CARA NESTAS CONDIÇÔES:O IMPORTANTE È O GALO!JOGOU BEM E MOSTROU COMPROMETIMENTO,PODEM ME XINGAR A VONTADE!SÒ NÂO CONCORDO È COM ESTA FESTA COM O PASTOR:PARA MIM ELE NÂO SERVE PARA NADA!E COM ELE EU NÂO QUEIMO A LINGUA.

    Resposta
  • 14 de agosto de 2019 em 09:50
    Permalink

    Grata surpresa de fato,mas dizer que é “insubstituível”, ninguém o é, tanto que na última partida a atuação do substituto, sua presença não foi tão sentida dentro de campo. Quando um time tem um padrão de jogo ainda que um mínimo,qualquer peça por mais comum que seja,se encaixa nele. Neste atual elenco do Atlético ninguém é insubstituível e que assim continue! SAN

    Resposta
  • 14 de agosto de 2019 em 10:44
    Permalink

    Bom dia amigos do Galo. O Jair tem se destacado, porque tem a característica essencial para jogar no NOSSO GALO: raça . Quanto a escalação de um time “reserva” para enfrentar o Athetico no Paraná, acho arriscado e desnecessário.

    Resposta
  • 14 de agosto de 2019 em 19:03
    Permalink

    MAS , O QUE JÁ ERA ESPERADO ACONTECEU :
    JAIR JOGOU SOBRECARREGADO E MACHUCOU , ESTAFOU FISICAMENTE , JÁ QUE JOGAR AO LADO DO PREGUIÇOSO E COME DORME ELIAS É NORMAL. ADÍLSON G. BLANCO , J.WELLISSON E AGORA JAIR , TODOS ESSES TIVERAM ESTAFA FÍSICA.
    ELIAS MATA O SEU COMPANHEIRO , E NUNCA MACHUCA , NEM MESMO TOMA CARTÃO , POIS FOGE DO JOGO.
    SÓ NÃO VÊ QUEM NÃO QUER.

    Resposta
  • 14 de agosto de 2019 em 21:13
    Permalink

    boa noite massa. Jair estava indo muito bem mas foi jogar ao lado péssimo Elias e contundiu. sera que Rodrigo Santana não enxerga quem joga ao lado do Elias tem que jogar para 2.porque não joga o gringo ao lado do jair. e por favor nada de poupar ninguém contra o atlepr. vai galooo.

    Resposta

Deixe uma resposta para Ricardo Divinópolis Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *