Hey, Santana, a base pede passagem!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Ángel Baldo
Do Fala Galo, em Uberlândia
05/10/2019 – 6h

“Não pode subir os jogadores em fases ruins. Assim serão queimados!”

Essa é uma fala muito comum entre os torcedores do Galo nas redes sociais quando o assunto é “atletas da base”.

Talvez  o Atlético seja único time do Brasil que tem dificuldades para lançar jovens das categorias de base.
Enquanto isso vemos outras equipes, com cobrança e pressão até maior, lançando três a quatro jogadores por temporada.

Na última semana o técnico do Athetico Paranaense, Tiago Nunes, no programa Bola da Vez da ESPN, foi perfeito no seu comentário sobre jogadores de base: “é preciso ter coragem para usar a base”. E é essa coragem que parece faltar ao comandante do Atlético.

Na temporada passada tivemos a disputa da final da Taça BH Sub-17, entre Atlético x Fluminense, e o Atlético venceu por 3 a 1. E foi campeão. No time das Laranjeiras, dois jovens promissores: Marcos Paulo e João Pedro. Já no Atlético tínhamos Rubens, Thiago Juan e Guilherme Santos, o trio atleticano que destoou na competição e jogou muita bola.

Um ano depois o trio do Galo segue preso na base, enquanto a dupla tricolor tem atuações constantes no profissional. João Pedro, inclusive, já foi vendido para o Watford, da Inglaterra!

Mas, por que nossos garotos ainda estão presos na base? Falta de qualidade? Não mesmo! Quem viu esse trio jogar sabe que a qualidade é grande. Infelizmente, na visão de alguns, não é possível aproveitá-los no time principal porque “etapas” seriam queimadas.

ESTÃO DE SACANAGEM…

Outros exemplos são o todo-campista Neto e o zagueiro Matheus Stöckl. Ambos foram promovidos para a equipe profissional no início desta temporada, porém, inexplicavelmente foram “rebaixados”, após a demissão do técnico Levir Culpi, e sem nenhuma satisfação. Para piorar, Neto foi direto para o sub-17.

O Atlético hoje vive uma crise técnica absurda, seja com jogadores de qualidade, mas que pouco devolvem em campo, seja com jogadores sem nenhuma condição técnica que, mesmo assim, compõem o elenco profissional.

A “volancia” talvez seja a posição mais carente do elenco atualmente. Prova disso é a necessidade de improvisar o meia Nathan, já que Zé Welison “apanha” da bola constantemente e estamos com outros três jogadores lesionados: Jair, Martínez e Blanco.

Enquanto isso, na base, temos um volante que está pedindo passagem, o Guilherme Castilho, de 20 anos. Com nível de atuações absurdo, Castilho vem se destacando, jogo após jogo, com desarmes, assistências e gols. Em qualquer outro time Guilherme Castilho já teria conquistado sua chance, mas no Atlético isso não é possível, já que pode “queimar etapas”.

LAMENTÁVEL…

Outro jogador que vem se destacando positivamente é o meia Marquinhos. Como está jogando bola o moleque! É ousado, habilidoso, veloz e não fixa posição. Se o jogo se fecha pelo centro, ele abre pelos lados. Se a bola não chega, ele volta nos volantes para buscá-la. ABSURDO COMO TEM JOGADO E COMO É DECISIVO! Já são 12 gols e 12 assistências na temporada!

E não para por aí. Outros nomes vêm com bom nível de atuações. O zagueiro Léo Griggio, de 20 anos, tem um senso de posicionamento absurdo, sem contar a predição no “bote” e a tranquilidade. Parece um veterano.

O volante Adriano Jr, de 20 anos, é um verdadeiro cão de guarda. Incansável, leal e sempre firme na marcação.

Mateus Santos e Bruno Michel, dois pontas habilidosos e velozes, partem para cima e buscam o jogo constantemente. ALGO QUE FALTA HOJE NO ELENCO PROFISSIONAL!

Giovani Albuquerque, finalizador, busca o jogo, não fica preso esperando a bola chegar e sabe fazer bem o “um-dois”.

Posso mencionar nomes como Thales Quadros, Bruno Silva, Luciano Souza e Wesley Hudson, que poderiam facilmente serem utilizados na equipe profissional.

Como falei no início, talvez o Atlético seja o único clube do Brasil que tem tamanha burocracia para lançar os garotos. Depois chega outro clube, oferece um PLANO DE CARREIRA para o atleta, a renovação é amarrada e o Atlético, por pura incompetência, perde um talento.

Hey, Rodrigo Santana, A BASE PEDE PASSAGEM… Bora lá?

 

*O texto foi escrito antes do anúncio sobre a convocação do meia Marquinhos para o jogo contra o Palmeiras.

 

GOSTOU? Siga nossas redes sociais. Clique nos links abaixo e fique por dentro dos bastidores do Atlético.

Facebook: facebook.com.br/falagalo13
Instagram: instagram.com.br/falagalo13
YouTube: youtube.com.br/falagalo13
Twitter: twitter.com.br/falagalo13
Site: falagalo.com.br
Edição: Ruth Martins
Edição de imagem: André Cantini 

 

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

9 comentários em “Hey, Santana, a base pede passagem!

  • 5 de outubro de 2019 em 08:47
    Permalink

    INFELIZMENTE , OS FATOS , CONTRADIZEM O TEXTO É PROVA EXATAMENTE O CONTRÁRIO.
    HÁ ANOS A BASE DO GALO NÃO REVELA NINGUÉM E DE LÁ SÓ SAEM PERNAS DE PAU.
    A ÚLTIMA GRANDE
    REVELAÇÃO DE CRAQUES NO ATLÉTICO ACONTECEU HÁ DÉCADAS ATRÁS , E FOI JUSTAMENTE A EXCEPCIONAL E EXTRAORDINÁRIA GERAÇÃO
    ” REINALDO – TONINHO CEREZO” ESSES SIM PODEM SER CHAMADOS DE CRAQUES..
    DE LÁ PARA CÁ SÓ SAÍRAM NO MÁXIMO JOGADORES MEDIANOS.
    O QUE OCORRE É QUE A BASE DO GALO SE TRANSFORMOU EM UM NEGÓCIO E FOI DOMINADA POR EMPRESÁRIOS INESCRUPULOSOS , QUE MANDAM E DESMANDAM E FAZEM O QUE BEM ENTENDEM POR LÁ. SÓ NEGOCIATAS E MAIS NEGOCIATAS.
    “” ESSA É A NOSSA TRISTE REALIDADE.

    Resposta
    • 5 de outubro de 2019 em 16:33
      Permalink

      Paulo Roberto,
      Havia muitos craques no Galo, naquele tempo, mas, o Reinaldo era muito mais do que craque. Era gênio!!!

      Resposta
  • 5 de outubro de 2019 em 08:49
    Permalink

    bom dia massa. já passou a hora de correr estes peladeiros reformado e por os meninos da base. tenho quase a certeza que devem jogar mais que estes amontoados de exjogadores. mas o problema que Rodrigo Santana é outro pau mandado desta diretoria e empresários que põe ok querem. amanhã se não levar um caminhão de gols já é milagre. diretoria amadora nos levou para lama. vergonhaaaaaaa.

    Resposta
    • 5 de outubro de 2019 em 09:04
      Permalink

      Muitos jogadores da base citados, faltou o Alessandro Vinícius que em uma partida do mineiro deste ano deixou ótima impressão. Falta coragem e ousadia para lançar os meninos. Vemos isso no paranaense, grêmio, Inter, mas no galo só em último caso.

      Resposta
  • 5 de outubro de 2019 em 12:43
    Permalink

    Boa tarde amigos do Galo. Temos sim jogadores da base com capacidade e qualidade técnica, para entrar neste time, o que falta é um técnico com coragem de barrar os figurões.

    Resposta
  • 5 de outubro de 2019 em 13:50
    Permalink

    FALTA È CORAGEM DESTE ENTREGADOR DE CAMISAS EM PEITAR OS MEDALHOES E SEUS EMPRESARIOS QUE MANDAM E DESMANDAM NOTIME.NA ÙLTIMA PARTIDA DO NETO EU E MUITOS AMIGOS(JOGAMOS BOLA NA ÈPOCA DE OURO DA VÀRZEA) ACREDITAMOS QUE ESTAVA NASCENDO UM VOLANTE DE QUALIDADE.NO OUTRO DIA FOI REBAIXADO!JÀ TENHO MUITOS AMIGOS QUE DESISTIRAM DESTE TIME-INCLUSIVE EU- POR NAO ACREDITAR QUE HAVERA MUDANÇAS.SE NA BASE NAO TIVER DOIS LATERAIS MELHORES QUE OS TITULARES,UM MEIA MELHOR QUE CAZARES(PARA MIM NUNCA FOI CRAQUE) E ATACANTES NO NIVEL DOS QUE TEMOS,PODE FECHAR A BASE E ABRIR UM SACOLAO.O QUE REALMENTE TÀ FALTANDO SÂO DIRIGENTES QUE ENTENDEM UM POUCO DE FUTEBOL E SEJAM ATLETICANOS POIS OS QUE COMANDAM O GALO COM CERTEZA NÂO SÂO!

    Resposta
  • 5 de outubro de 2019 em 15:11
    Permalink

    Vi alguns jogos do sub-20 e o trio de ataque, Marquinhos, bruno e Giovani, foi muito bem. Jogadores que partem pra cima e têm qualidade. Os três poderiam ser aproveitados no profissional, sem dúvidas.
    O zagueirao griggio é bom tecnicamente, mas o tempo de bola aérea dos dois zagueiros do sub-20 ainda é falho. São altos porém ruíns na bola aérea.

    Resposta
  • 5 de outubro de 2019 em 16:51
    Permalink

    Bem, pelo visto, o Atlético tem um time inteiro na base, e pelo que tenho visto, devem jogar mais que esses pseudo-jogadores que aqui estão, faturando sem produzir. Tá na hora de mudança, ou seja, já passou da hora. Se não tem dinheiro e nem atletas competentes nos mercado, vamos dar oportunidade para quem merece ter.

    Resposta
  • 5 de outubro de 2019 em 21:18
    Permalink

    Acho que a falta de ousadia do jovem treinador é pelo simples fato de o Galo, infelizmente estar nas mãos de uma quadrilha de empresários que domina todos os departamentos do Galo. Não adianta chorar, fazer manifestações…a solução para o Galo está no MP, na Lava Jato…Caso de polícia!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *