Gastar errado, a sina do Atlético

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Angel Baldo
Do Fala Galo, em Uberlândia
01/10/2019 – 04h

Ao longo dos anos, o Clube Atlético Mineiro tem ficado marcado como um clube que gasta mal o seu dinheiro. E isso ficou evidente no mandato do atual presidente, Sérgio Sette Câmara.

Algumas escolhas com custos elevados não apresentam em campo tamanho investimento, seja por serem escalados de forma errada ou por não possuírem qualidade o suficiente.

Entre junho de 2018 e junho de 2019, o Atlético gastou quase 50 milhões de reais em três jogadores. Cifras altíssimas para pouca produtividade até aqui!

Das muitas perguntas que assombram a mente do atleticano, sem dúvida uma das mais difíceis de responder é: por que o Galo não aceitou pagar 6 milhões de reais em Felipe Jonathan, mas aceitou pagar 12 milhões em Lucas Hernández?

Incrível…

Afinal, o clube tinha negociação encaminhada com uma das principais revelações do Brasileirão deste ano, mas recuou na hora H. Meses depois pagou o dobro em um jogador uruguaio de 27 anos. SURREAL…

Recentemente em um debate no Twitter com o atleticano Mateus Soares, falávamos sobre os reforços que traríamos com tamanha quantia gasta até o momento.

O Santos investiu cerca de 4,2 milhões de reais para trazer o excelente todo-campista Carlos Sánchez, além do investimento de 6 milhões de reais no jovem e promissor Felipe Jonathan, que era pretendido pelo Atlético.

O Corinthians investiu 8 milhões de reais no meia Mateus Vital, que pelas boas atuações é hoje pretendido pela Roma. O Flamengo investiu 23 milhões de reais no Bruno Henrique, um dos melhores jogadores do futebol brasileiro na atualidade.

Tudo isso totaliza algo na casa dos 41 milhões de reais, quase 9 milhões a menos do que o Atlético gastou em três nomes gringos que até o momento não renderam o esperado. Podem render? Sim, claro que podem! Mas até aqui não renderam.

Alguns podem questionar o salário pago pelo Flamengo ao Bruno Henrique. Salário que aqui seria pago e ainda sobraria dinheiro, caso nomes como Nathan e Maicon Bolt não estivessem no elenco. Bruno ganha cerca de 720 mil reais mensais no Flamengo, mas a dupla atleticana ultrapassa esse valor. SURREALISMO, NÉ?

Escolhas mal planejadas tem sérias consequências. O Atlético não está na atual situação à toa, pelo contrário, tudo isso foi plantado e cultivado. E a lei do retorno é infalível meus amigos leitores.

Rui Costa tem um papel importante na estruturação do Atlético. Não digo reestruturação porque o Atlético nunca teve profissionais de qualidade em departamentos importantes, como na base e no marketing, e tais nomes (Júnior Chávare e Rafael Zanette) vieram por indicação de Rui Costa. Mas, sinceramente, no futebol o diretor está deixando a desejar…

O diretor chegou ao clube com um discurso interessante, mas até aqui nem 1/3 do que foi dito aconteceu. Sem falar que ele investiu errado o pouco dinheiro que tinha em mãos!

 

GOSTOU? Siga nossas redes sociais. Clique nos links abaixo e fique por dentro dos bastidores do Atlético.

Facebook: facebook.com.br/falagalo13
Instagram: instagram.com.br/falagalo13
YouTube: youtube.com.br/falagalo13
Twitter: twitter.com.br/falagalo13
Site: falagalo.com.br
Edição: Ruth Martins
Edição de imagem: André Cantini

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

15 comentários em “Gastar errado, a sina do Atlético

  • 1 de outubro de 2019 em 07:02
    Permalink

    Bom dia ótima reportagem
    A MT anos o Atlético gasta mt mal
    Contrata jogadores q não rede ativos para o clube isso tem q acabar
    Infelizmente cm a exesperiencia da atual diretoria isso acontece

    Assim não a patrocínio e nem cota de TV q cubra investimentos mau sucedidos

    Resposta
    • 1 de outubro de 2019 em 10:24
      Permalink

      Já falo isso há alguns anos. O Galo é o time que mais gasta errado do futebol brasileiro. Como contrata mal nosso clube. Acerta algumas pouquíssimas vezes. Pouquíssimas. Quando veio o Rui achei que poderia mudar essa realidade. Ledo engano. Ele consegue ser tão ruim quanto o Alexandre Gallo.

      Resposta
  • 1 de outubro de 2019 em 07:29
    Permalink

    Bom dia.
    O Galo é uma nau sem rumo. Diretoria prega austeridade, mas joga dinheiro no lixo com estas contratações e a manutenção no elenco de Elias, RO, F. Santos , Victor, Leo Silva. Isto sem falar nos salário absurdo de Bolt.

    Resposta
  • 1 de outubro de 2019 em 07:51
    Permalink

    Essa é a austeridade do senhor Sette camara um dos piores presidentes do Galo, nem Mineiro ele consegue ganhar péssimo dos péssimos.

    Resposta
  • 1 de outubro de 2019 em 07:58
    Permalink

    São todos mal intencionados explorando a paixão do futebol e ficando milionários.
    Não tem outra explicação, lavagem e apropriação de dinheiro.

    Resposta
  • 1 de outubro de 2019 em 08:00
    Permalink

    A gente que não vive do futebol sabe quem joga e quem é perna de pau ou mediano.
    Só podem estar mal intencionados.

    Resposta
  • 1 de outubro de 2019 em 08:25
    Permalink

    Bom dia!
    Infelizmente os repórtere, nas coletivas, parece que não tem coragem de fazer certas perguntas a essa péssima diretoria. Então ela não se sente pressionada e continua fazendo loucuras e burrices, jogando o dinheiro do Galo no lixo.

    Fora Sette!
    Fora Rui Costa!
    Fora Santana!
    Fora Bolt!
    Fora Elias!
    Fora Patric derrota!
    Fora Fábio Santos!
    Fora Zé Wellison!
    Fora todos os gringos!
    Fora Ricardo Oliveira!
    Fora Geovânio!
    Fora Vinaloka!!

    Dá-lhe Goiás!!!!!!

    Resposta
    • 1 de outubro de 2019 em 11:51
      Permalink

      Perfeito!
      Isso mesmo, repórter com medo de não poder entrar na cidade do galo, na sede sei la

      Resposta
  • 1 de outubro de 2019 em 09:19
    Permalink

    bom dia massa. está atual diretoria amadora é tão fraca,que faltam em austeridade e está devendo milhões a bunda de chumbo e com salários atrasados. parabéns diretoria pelas suas asteuridade.2 anos sem ganhar um título mísero título. vergonhaaaaaaa.

    Resposta
  • 1 de outubro de 2019 em 09:43
    Permalink

    Parabéns pela analise do galo, realmente estamos estruturando com análise analítica em desempenho, qualidade em estrutura, pessoal técnico e jogadores.Ter um modelo de time e jogo. Isso demora ser elaborado, como aqui se troca a cada 6 meses de treinador impossível ter uma análise tática e técnica no elenco, este é o ponto dos erros de anos que vem acontecendo. Tem gestão, agora prazo de maturação nos modelos. aqui é galo

    Resposta
  • 1 de outubro de 2019 em 09:59
    Permalink

    essas negociações são fruto de má fé, pois lógica não tem nenhuma. Triste sina de um clube poderoso, mas que está se apequenando cada vez mais. Afastando a torcida do clube. O galo tb precisa de uma investigação. Kd o MP? algum conselheiro tem coragem de denunciar o q ta acontecendo de safadeza la dentro? Torcida tem q fazer pressão, senão nada vai mudar. Não vemos no horizonte nada q nos console. Dívida aumentando, salários atrasados e por aí vai. Na Próxima eleição, o feudo q comanda o clube há tempos, vai colocar um novo fantoche como presidente e a sina vai continuar.
    ELEIÇÕES DIRETAS PRA PRESIDENTE E CONSELHO É O QUE QUEREMOS.

    Resposta
  • 1 de outubro de 2019 em 11:10
    Permalink

    Bom dia!
    Excelente colocação neste belo texto! Infelizmente o GALO tem tido péssimos dirigentes. Uma safra horrível de candidatos a Presidência que não entendem absolutamente nada de futebol. Uma verdadeira fortuna foi gasta e não tem retorno nenhum. Gasta-se milhões sem nenhum critério! Um absurdo!!! Hernandez e Rodriguez da vida são peladeiros. Não seriam titulares nem nos times do ruralito! Renato Gaúcho deu uma entrevista dizendo que o Grêmio gastou entre 8 e 10 milhões de reais para montar o time atual. Só com este foguete molhado do Chará o GALO gastou 25 milhões!!!!!!!!!! Bruno Henrique custou muito menos que isso para o Flamengo!!!! A incompetência é recorrente! Sai Alexandre Tadeu e entra o pé frio do Rui Costa que tentou afundar o Grêmio e mandaram ele embora antes…Infelizmente temos que aguentar….

    Resposta
  • 1 de outubro de 2019 em 19:53
    Permalink

    SIM . CONCORDO QUE O ATLÉTICO GASTA MUITO MAL .
    MAS , FALTOU AO COLUNISTA ANALISAR O PORQUÊ SE SE GASTA TÃO MAL.
    SERÁ POR INCOMPETÊNCIA.??
    SERÁ POR IRRESPONSABILIDADE.??
    SERÁ POR DESLEIXO.??
    SERÁ POR INTERFERÊNCIA DE EMPRESÁRIOS INESCRUPULOSOS , QUE USAM O GALO PARA DESVIAR DINHEIRO.??

    PORTANTO , DESCOBRIR PORQUE FAZEM ISSO É O PRINCIPAL , PARA A PARTIR DAÍ , TOMAR AS PROVIDÊNCIAS CABÍVEIS.
    O QUE NÃO PODE É CONTINUAR CONTRATANDO DESSE JEITO. CONTRATAÇÕES QUE SÓ DÃO PREJUÍZO AO C.A.M. E AFUNDAM O TIME NO DESCRÉDITO.

    Resposta
    • 1 de outubro de 2019 em 20:46
      Permalink

      Desleixo, covardia, desinteresse, incapacidade e omissão do presidente 7C.
      O homem do anus alargado.
      O homem mais covarde da história de MG.
      Sem tirar o demerito de seu vice, Lasaro lata de bosta.

      Resposta
  • 1 de outubro de 2019 em 21:35
    Permalink

    Perfeito o artigo, tocou na ferida. Praticamente só apostas equivocadas. Esse lateral esquerdo é uma vergonha, péssímo tecnicamente, um grosso. Sombra pro Fábio Santos, nem pra minha vovozinha.
    Também tive esperança neste Rui Costa, um cara articulado, polido, mas na ação trouxe esta barca
    furada, este monte de cacareco, de refugo desqualificados, igual ao Alexandre Gallo que é igual ao anterior diretor de esportes e assim sucessivamente… Infelizmente, racionalmente, só nos resta uma rersposta: RÔLO, RÔLO DOS GROSSO, negociatas obscuras. Mas que merda, me desculpem o desabafo, a gente não vê luz no fundo do túnel.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *