Galo vence Patrocinense – Por Jessica Silva

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Com os pés no Campeonato Mineiro e a cabeça na Copa Libertadores, o Galo entrou em campo, contra o Patrocinense, na tarde de ontem com Chará, Adilson e Zé Welison dentre os titulares. Léo Silva, suspenso, não foi à campo e Mancini assumiu a posição. O objetivo era manter a liderança da competição com um bom resultado, mesmo jogando fora de casa e com o time B.

Durante o primeiro tempo, tivemos um jogo muito equilibrado, já que o Patrocinense deu tanto trabalho quanto recebeu e teve as mesmas chances que o Galo. Com dificuldades para segurar a bola no chão e criar jogadas mais elaboradas, o time atleticano poderia ter apostado em chutes de fora da área, principalmente com Vinícius, como alternativa para abrir o placar.

O Atlético não foi muito criativo, os donos da casa seguiram o exemplo e o resultado foi uma primeira etapa não muito movimentada e sem gols.

Com Adilson suspenso pela Libertadores, muito provavelmente Zé Welison estará entre os titulares na terça-feira. Sendo assim, Levir o substituiu por Nathan no segundo tempo, promovendo uma alteração que poderia não fazer o Galo se comportar melhor em campo, levando em consideração as últimas atuações do camisa 23. Porém, ao contrário do esperado, Nathan não comprometeu. Na verdade, foi importante em um lance decisivo.

Na etapa complementar o Atlético teve até um maior domínio na partida, mas faltou objetividade para converter a posse de bola em gols. Guga fez bom cruzamento para Alerrandro que balançou as redes, mas teve seu gol anulado corretamente, já que o lateral estava adiantado ao cruzar. Mais tarde, Terans teve boa chance, mas não converteu.
A postura tranquila do Galo após perder grandes oportunidades dava a entender que o time de Levir Culpi estava satisfeito com o empate, mesmo colocando em risco a liderança do campeonato. É claro que a prioridade do Galo no momento é a Copa Libertadores, porém, manter o bom aproveitamento no Mineiro também é importante, principalmente para valorizar o bom trabalho feito pelos reservas até então. A verdade é que não importa muito se quem está jogando são os reservas ou os titulares, o torcedor quer ver entrega em campo, independente de qual seja o objetivo.

O Patrocinense ainda teve uma boa chance no finalzinho, com Felipe, mas à exemplo do Galo, não foi preciso o bastante para decidir o jogo e ainda contou com grande defesa de Cleiton no lance para acabar de vez com suas chances de abrir o marcador.

O 0x0 teimava em permanecer no placar e quando já parecia não haver tempo para mais nada, o Galo fez o que devia ter feito há muito tempo: o gol! Nathan lançou para Guga, que deu um presente para Alerrandro cruzando a bola na medida para que o jovem atacante marcasse o único gol do jogo, na bacia das almas, aos 45 minutos do 2° tempo.
Alerrandro chegou ao seu 5° gol na temporada, se igualou à Ricardo Oliveira e vem mostrando mais confiança e, consequentemente, melhor aproveitamento das chances que tem no time alvinegro.

Guga, mais uma vez, mostrou se entender bem com a bola e merecer a titularidade. Ao sair do campo, disse deixar a decisão nas mãos de Levir sobre sua permanência ou não no banco de reservas, dando uma dor de cabeça ao professor. Humildade, já que fica cada vez mais claro que escolher entre Patric e Guga não é nada difícil. No lance do gol, imagino qual seria a postura de Patric: muito provavelmente, chutaria a bola em cima do goleiro e a essa altura não havia tento para ser comemorado. Guga é o nome certo para assumir a lateral direita do Galo e amenizar o grande problema que temos nos lados do campo.

Melhor time do interior na competição, o Patrocinense deu trabalho ao Galo, talvez mais até que qualquer outra equipe neste Campeonato Mineiro. O CAP não perdia em Patrocínio há 22 partidas e o Galo, mesmo não tendo feito um jogo brilhante, conseguiu cumprir sua obrigação e vencer mais uma vez.

No fim das contas não foi um bom jogo, mas analisando o desempenho dos suplentes como um todo, ainda temos o melhor ataque, a melhor defesa e estamos na liderança do campeonato com um bom aproveitamento.

O time B do Atlético vem dando conta do recado e sobrando no estadual, mesmo tendo dificuldades como as que teve hoje. Vencendo a próxima partida, contra o América, o Galo já garante a primeira colocação do campeonato.

Com a missão cumprida no Mineiro, as atenções agora estão voltadas para a Libertadores. Como o Atlético perdeu jogando em seus domínios na primeira rodada, o peso do jogo contra o Nacional ficou muito maior. O time uruguaio não vem bem no campeonato nacional, mas venceu o Zamora pela própria Copa Libertadores, fora de casa.

A certeza de que não terá vida fácil pode fazer com que o Galo entre em campo com mais sangue nos olhos, sabendo da obrigação que tem de conseguir um resultado positivo. Considerando a derrota da última quarta-feira, nem mesmo um empate seria bom o bastante em Montevidéu, somente a vitória é que compensaria o revés sofrido em casa. Sendo assim, que o Galo assuma o controle do jogo atuando como uma equipe que almeja vencer. Dessa maneira, o triunfo dificilmente não virá.

Por fim, para o jogo de terça-feira e para tantos outros que virão, nunca é demais dizer: Guga titular!

Sigam o Fala Galo nas redes:
falagalo.com.br
@falagalo13

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

9 comentários em “Galo vence Patrocinense – Por Jessica Silva

  • 10 de março de 2019 em 08:16
    Permalink

    Bom dia!
    Se Levir não estivesse “mal intencionado” pra terça, ele não iria deixar Guga e Chara jogando o tempo todo. Iria poupá-los pelo menos uma parte do jogo, como ele fez com Zé Welison. Não se iludam senhores. Na terça teremos os 3 volantes, entre eles Elias, além de Patric e Fabio Santos.

    Resposta
  • 10 de março de 2019 em 08:24
    Permalink

    Um time que tem Fábio Santos, Patrick, Adilson, Elias e Ricardo Oliveira, olha lá se ganha o mineiro. E ainda tem o técnico sem sorte.

    Resposta
  • 10 de março de 2019 em 08:31
    Permalink

    Bom dia massa. Simplesmente a diretoria teve coragem de pagar quase 30 milhões a este peladeiro do chara, as freguesas com menos contratou um camisa 10 que resolve jogos. Ontem para mim foi o pior jogo dos reservas. Vinícius.Leandrinho. therans. Mancini.ruk.etc.deveria ser proibidos de usar a camisa do galo simplismente peladeiros. Adilson está numa pessima faze. Alguém acredita que vamos vencer no Uruguai ?eu não. Vai galooooooo.

    Resposta
  • 10 de março de 2019 em 09:01
    Permalink

    Bom dia, discordando de alguns ontem os tao criticados que jogam no time titular na minha opiniao foram bem no segundo tempo. A pergunta porque Chara e Adilson jogam tao mal no time titular mas no reserva se saem bem? e outra, muitos criticando o chara ele joga pela esquerda e onde ele estava no jogo contra o Cerro? na direita e o Luan na esquerda, nao teria de ser o contrario? Quanto ao Guga o Levi vai teimar, teimar e teimar e manter Patrick, F.Santos esse nao tem outro, Elias e Pastor. E o garoto Alerrandro ta pedindo passagem, precisa ser menos fominha, mas ta mostrando faro de gol. Na minha opiniao empate la nao e o pior dos mundos, mas uma derrota complica de vez o GALO.

    Resposta
  • 10 de março de 2019 em 09:16
    Permalink

    Analisando a tabela da libertadores e se não estou errado o Nacional já faturou 3 na Venezuela e na última rodada recebe o Zamora em casa , ou seja, se tivermos que torcer contra o Nacional na última rodada, já era. Bom mesmo é fazer nossa parte na terça porque se a fizermos e o Cerro tropeçar, imagino que vamos ao Paraguai decidir uma das vagas contra quem nos venceu na 1a. rodada e aí é esperar que o burro lance 5 volantes… é duro!

    Resposta
  • 10 de março de 2019 em 12:39
    Permalink

    Caros,
    Se ñ temos time muito menos plantel, habemus Comédia. Ontem, no final da entrevista concedida: “vcs viram no último jg, se jogássemos o q o adversário jgou a gente ia ser criticado, blá blá blá, mas eles ganharam o jg. A gente tem q tá preparados prá essas decepções tb…” https://www.youtube.com/watch?v=qH9typFbykg
    É mesmo, é? Temos q estar preparados prá decepções? O Comédia é treinador, psicólogo ou adivinho?
    Muitos torcedores gostam de enganação, tem apreço por esse pseudo “psicólogo”, disfarçado de comediante. Nós ñ temos time, pró mata-mata é suicídio, se passar. O burro comediante, agora profeta do acontecido, deveria era ter trabalhado, montado TIME minimamente competitivo. Ñ teve tempo? …Mas o q q ele fez ou faz prá melhorar o plantel? NADA! E sempre tem um bobo achando graça desse preguiçoso…
    ACORDA, LEVIR!
    Queremos o Br19! Tá passando da hr.
    GALO SEMPRE!

    Resposta
  • 10 de março de 2019 em 16:19
    Permalink

    Levir FDP Burro, que negócio é este de estar preparado para “decepções”?
    A maior decepção que estamos tendo é com sua contratação, deixa de ser covarde, tem que jogar para vencer, vencer, vencer ….!!!!@!!!!!!

    Resposta
  • 10 de março de 2019 em 23:33
    Permalink

    Nem vai dar pra esperar mais nada de Ricardo Oliveira. Coitado. Vão cair de pau nele novamente pq os gols tornarão a ser escassos, afinal o burro inventor parece que não abre mão desse esquema ridículo de 3 volantes. Não haverá jogadas de linha de fundo pois nossos laterais são horrorosos e não teremos atacantes pelas pontas pra municiar o centroavante.
    Ô sujeitinho teimoso! Será que ele não percebeu que isso não deu certo naquele empate amargo contra o Defensor e na derrota em casa contra o Cerro?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *