Galo vence o Villa Nova – Por Jéssica Silva

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Copa Libertadores é obsessão, tanto é que Levir Culpi deixa o que há de melhor (com algumas ressalvas) para a competição continental, escalando os reservas para as partidas do Campeonato Mineiro. Ontem, no Independência, não foi diferente.

Os suplentes vêm dando conta do recado, já que mesmo disputando a melhor colocação com times titulares de outros clubes ainda se mantém na liderança até com certa facilidade.

Contra o Villa Nova, o Galo fez o que era esperado nos primeiros minutos: mandou na partida, sufocando o adversário. Aos 02 minutos, Alerrandro – que vem se mostrando mais seguro nos últimos jogos, abriu o placar e fez explodir o Independência logo cedo. A vantagem começou a ser construída bem rápido, o que daria mais tranquilidade ao time para consolidar a vitória. Alerrandro ainda teve uma nova chance pouco tempo após o tento, mas desperdiçou.

Aos 18 minutos, Bolt sentiu e precisou ser substituído por Alessandro. Após a substituição o Leão começou a gostar do jogo e procurou empatar a partida. Pelo lado atleticano, as oportunidades eram criadas incessantemente, principalmente com Alerrandro. Sempre muito bem posicionado e querendo jogo, o garoto chegava à área com frequência.

Na defesa, o Galo teve trabalho com o atacante Elias que incomodou muito, mas não o bastante para alcançar o empate no primeiro tempo, já que o Atlético era o mais organizado em campo e foi aos vestiários merecendo até um placar maior.

Na etapa final, Levir sacou Carlos César do time e trouxe Hulk. Lateral direito improvisado na esquerda, o camisa 26 não fez um bom primeiro tempo, na verdade, jogou até muito mal e fez o treinador repensar o improviso que vinha fazendo.

Antes dos 10 minutos, o Villa teve grande chance de empatar a partida, mas a bola ficou com Cleiton. Aos 12, o Galo fez com que a missão de igualar o marcador ficasse ainda mais difícil para o Leão. Alessandro Vinícius chutou cruzado de fora da área, o goleiro Georgemy pegou mas largou e adivinha quem estava lá? Alerrandro! Fazendo o que faz um bom atacante, o garoto deixou seu segundo no Horto. A evolução do jovem atleticano é muito grande. Cria da base do Galo, o moleque vem aproveitando cada oportunidade dada a ele por Levir Culpi e mostra serviço quando necessário. De quebra, a insegurança que fazia parte de suas apresentações pouco se vê atualmente.

O que já estava ruim para o Villa Nova ficou ainda pior porque aos 15 minutos Hulk, que acabara de recuperar a lateral esquerda, tocou boa bola para Terans marcar o terceiro gol atleticano na partida. Virou passeio e o Leão já não tinha tanta força assim para buscar algo mais no jogo. No decorrer do segundo tempo, o Galo ainda teve outras chances, mas optou por valorizar a posse de bola enquanto o time visitante apenas tentava dificultar a vida dos jogadores atleticanos se segurando em sua defesa.

Aos 41 minutos, o árbitro marcou pênalti para o Villa Nova e o centroavante Elias foi para a cobrança. Cleiton, que já havia feito boas defesas no jogo, não segurou, mas o juíz mandou voltar alegando a boa e velha “paradinha” do atacante. Na nova cobrança o desfecho foi o mesmo: Leão marcando seu gol de honra, mas nada que mudasse o rumo da partida. Galo 3×1 e os reservas, mais uma vez, deram conta do recado.

Além de nos garantir como o melhor time do Campeonato Mineiro, jogos como este, disputados pelos suplentes, deixam claro que o volante Jair foi uma baita aquisição, que Zé Welison é raçudo e não tem medo de jogar, do jeito que a Massa gosta, que Alerrandro vem evoluindo positivamente e que enquanto esperamos a boa vontade da diretoria para trazer um novo lateral esquerdo, poderíamos pedir a Deus que Hulk se destacasse na posição para ser ao menos uma sombra para Fábio Santos, que vem deixando a desejar e todo mundo sabe.

O melhor time do Campeonato Mineiro hoje é o time B do Atlético e isso, meus amigos, incomoda muita gente. Missão no estadual cumprida e todas as nossas atenções se voltam novamente para a Libertadores. A busca por uma vaga na competição continental continua na próxima quarta-feira e cabe ao Galo titular se aproveitar da vantagem construída no Uruguai, contra o Defensor, e não sofrer para se classificar.

Pelo Campeonato Mineiro, voltamos à campo no dia 09 de Março, contra o Patrocinense, para defender a liderança.

Sigam o Fala Galo nas redes:
falagalo.com.br
@falagalo13

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

15 comentários em “Galo vence o Villa Nova – Por Jéssica Silva

  • 25 de fevereiro de 2019 em 07:40
    Permalink

    Bom dia massa.nunca ia pensar um dia que ia elogiar alerrando. Parabéns alerrando você está sendo um goleador nato. Continua assim com vontade de jogar com raça. Com uma equipe de reservas que esta ganhado seus jogos. Todos nós sabemos que José welison. Jair e Guga deveria ser titulares mais o Levir ainda não enxerga. Vai galoooo.

    Resposta
  • 25 de fevereiro de 2019 em 08:02
    Permalink

    Bom dia amigos do Galo. O time alternativo jogou muito, demonstrou raça e amor a camisa. Achou que o Levir está mais uma vez testando a paciência do torcedor, é evidente que o Guga joga muito mais que Patric, que o Jair é bem melhor e mais útil que o Elias e que o Fábio Santos não tem lugar no time principal.

    Resposta
  • 25 de fevereiro de 2019 em 08:10
    Permalink

    Excelente texto. Parabéns pela facilidade de descrever o ocorrido na partida contra o Villa

    Resposta
  • 25 de fevereiro de 2019 em 08:43
    Permalink

    Bom dia!
    Alguns de nós, chegamos a pedir a escalação de Alerrandro no time principal, na temporada passada, porque o dono da camisa 9 não estava correspondendo dentro de campo. Quando o jovem promissor foi acionado, percebemos que ele se colocava bem mas era afoito nas finalizações, o que não deixa de ser natural pra quem está começando no time profissional. Já no final da temporada, alguns, inclusive eu, queríamos que Alerrandro e o 9 titular fossem pra bem longe da cidade do Galo por não estarem correspondendo à altura das nossas expectativas. Mas o fato é que o time todo estava mal.
    Esse ano tem sido bem diferente. O time quase todo, tanto o titular quando o alternativo, tem mostrado muito e bom serviço.
    Que Papagaio “dê o pé” logo (dá o pé loro!), senão os nossos “9” vão deixar o do parmera fora!
    Como é bom assistir a um jogo do Galo quando o goleiro mostra segurança, inclusive nas perigosas cobranças de falta, quando você vê um lateral direito de verdade, dois volantes que não se omitem na partida e que tanto desarmam, quando saem com muita qualidade pra o jogo (bem diferentes dos dois titulares).
    ah…e que grata surpresa o garoto Alessandro! Já o considero como uma forte sombra ao Chara, além do Bolt.

    Que na quarta, o Galão passe por cima do Defensor, da arbitragem e do tapetão. O que quero dizer com isso é que o Galo não economize nos gols. de 5 pra lá, para que o Defensor sinta até vergonha de pleitear alguma coisa na justiça desportiva. Para que isso aconteça, é necessário que:
    1) Patric não patrique
    2) Elias encolha a bunda e corra pra valer
    3) Que Fábio Santos pare de querer mostrar aquelas perninhas de pardal tatuadas e pare de fingir que marca.
    4) Que Chara deixe de ser tão feio no trato com a bola.
    5) Ou então que Levir já resolva isso tudo colocando outras peças melhores, pois com certeza temos.

    Resposta
  • 25 de fevereiro de 2019 em 08:44
    Permalink

    Parabéns ao Levir pela iniciativa de dar moral ao time “B” do Galo . Parabéns ao Levir por acreditar no Alerrandro (eu não tinha tanta certeza… ) . Agora , Sr. Levir , dá uma chance igual a do Alerrandro para o garoto Hulk !!!! De resto , posso dizer que estamos no caminho certo . Mas falta muito para falarmos que somos candidatos ao titulo da Libertadores . Mas como diria um grande homem de negócios aqui de Belo Horizonte , Dr. Paulo Vivas Guimarães , “Nada Resiste a força do Trabalho !!! ” . Vai “Pra” Cima deles Galo !!!

    Resposta
  • 25 de fevereiro de 2019 em 09:29
    Permalink

    Bom dia a todos.
    Esses jogos dos reservas além de nos ajudar no campeonato serve para despertar alguns jogadores que tem cadeira cativa no time titular. Eles vão ter que jogar bola para manter a posição ou a pressão vindo das arquibancadas vai ser muito grande e Levir não vai aguentar. Pra mim Hulk ja ta pronto, pior que o Fabio Santos não tem como ser. Acho que no jogo de Ontem ele já fez mais que o finge que joga fez ate agora no ano, alias ninguém joga menos que ele. Mais uma vez repito, Fabio Santos não marca, não apoia, não acerta cruzamento e nem pênalti mais ta batendo. Um a menos. Quem sabe agora ele resolve a jogar né…

    Resposta
  • 25 de fevereiro de 2019 em 10:29
    Permalink

    Bom Dia,

    O jogo mostrou algumas coisas muito importantes, entre elas no geral foi colocar dúvida na cabeça dos torcedores de qual time está jogando melhor, se o “A” ou o “B”.
    Na verdade o time titular deveria ser uma mescla do que há de melhor no elenco, mas, como isto depende do treinador, então vemos nosso time partido em dois, meio reserva(escalados pelo nome) como titulares e meio titulares (por competência e merecimento) escalados como reservas.
    Esta formula de jogar com duas equipes é um fator determinante para poder se dar bem em campeonatos longos igual ao Brasileiro, assim deixaremos todos os jogadores afiados e com a auto estima alta, isto é um fator preponderante no nível de rendimento de um atleta.
    Jogadores da base são questionados devido ao rendimento baixo quando chegam ao profissional, porém, esta formula de colocá-los em finais de jogos ou na fogueira como aconteceu no ano passado com o Alerrandro no jogo contra o Flamengo não dá certo. Todos precisam de sequencia e isto está cada vez mais claro, já estão virando realidade o Alerrandro, o Alessandro Vinícius, Cleyton, Maidana e até o Terans, e quem sabe o Hulk com um pouco mais de oportunidade.
    Imagino o time escalado da seguinte forma, Victor, Guga, Rever, Igor Rabello, José Welison, Jair, Cazares, Maycon Bolt, Luan, R. Oliveira.

    Resposta
  • 25 de fevereiro de 2019 em 10:32
    Permalink

    KKKK Faltou o lateral esquerdo de propósito. É porque não sei se é melhor com ele ou sem ele mesmo, e como ainda não temos reserva a altura, deixo a lacuna mesmo.

    Resposta
  • 25 de fevereiro de 2019 em 13:49
    Permalink

    Boa tarde!
    Jair, José Wellison e Guga pedem passagem no time profissional. Penso que dois, ou mesmos os três, deixariam o time mais encorpado. Jair no lugar do Elias, já que no inicio da carreira jogava como armador e tem mostrado um bom futebol. José Wellison revezando com o Adilson, que até aqui não tem comprometido, e o Guga por razões óbvias. Penso que em outro lugar estas alterações ocorreriam naturalmente, mas em se tratando do Levir tenho cá minhas duvidas. Talvez o acaso no ajude e esta formação venha a ocorrer em breve.
    abs

    Resposta
  • 25 de fevereiro de 2019 em 17:18
    Permalink

    Seus artigos são bem informativos, vendo que muitas pessoas buscam informações relevantes, muito bom quando encontramos conteúdo de qualidade como esse, parabéns.

    Resposta
  • 25 de fevereiro de 2019 em 17:56
    Permalink

    Boa Tarde.acho que estamos sendo muito injustos com o Adilson pois ele tem como companheiro de meio o bum bum de chumbo que nao faz nada em campo e por isto tem que correr e marcar por dois.tem mais probabilidades para errar pois è sempre ele que se apresenta para marcar,sair jogando e por ai vai.para mim o meio deve ser Adilson e Wellison.Patrik,Fàbio Santos eu nem comento mais.quanto ao Charà gostaria de ve-lo jogando sem a obrigaçao de marcar tanto.

    Resposta
    • 26 de fevereiro de 2019 em 19:00
      Permalink

      Bem lembrado Rogério, Chará virou secretário do Fábio Santos. Se arrumar um lateral que marque de verdade, o Chará vai jogar mais solto. Também inverteria ele de lado com o Luan.

      Saudações Atleticanas!

      Resposta
  • 25 de fevereiro de 2019 em 17:59
    Permalink

    Boa tarde Jéssica e amigos, ainda em tempo né. Só uma coisa, pra que continuar gastando dinheiro com Nathan, não vai vingar é tempo perdido.Cade o Neto que deveria tá nesse time B pelo menos no Banco.

    Resposta
  • 25 de fevereiro de 2019 em 19:43
    Permalink

    Caros,
    Ontem quem viu o jg no première pôde perceber, por volta do 40 min do 1º tempo, a JABAJISSE pro Pratricquree. Os “comentarista” exaltando o merecimento, o bom mocismo do pseudo jogador ‘grupo’, o pai de família, o esforçado, onunseioquê, um sem fim de me engana q eu gosto…Nosso jornalismo esportivo perdeu a VERGONHA NA CARA.
    Se esse Guga aí ficar esperando oportunidade, ñ exigir a camisa, brigar por ela, continuar na reserva de um autêntico perna de pau, um pseudo jogador, pode pedir o boné. Vai ficar marcado na carreira por esse vacilo, ninguém vai respeitar. Nosso plantel ainda ñ foi testado, nem o titular nem o reserva…O Mineiro ñ vale nada, desde q vc seja o VENCEDOR!
    Alêrrando marcou dois gols fáceis, até o velho Pastor Pipoca faria aqueles tb. Na bola q veio mais envenenada, um lançamento no meio da zaga, em direção ao gol, ele vacilou no domínio e condução em velocidade, faltou técnica. Foi esse Alejandro q eu vi…Ainda ñ senti a FOME DE GOL nele.
    O Gigante Leo Silva dá toda estabilidade a esse time reserva, é o melhor, a verdade é essa.
    GALO SEMPRE!

    Resposta
    • 25 de fevereiro de 2019 em 21:44
      Permalink

      ETA choradeira se perde chora,se ganha chora,o que fazer? Galo doido.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *