Galo Futebol Feminino: Atlético se reforça para o restante da temporada

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Angel Baldo
Do Fala Galo, Uberlândia
19/08/2019 – 10h

A eliminação do Galo no Brasileirão Feminino A-2 em abril não foi vista com bons olhos pelo presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara. Como informamos na época, a diretoria procurou o coordenador da Seleção Feminina de Futebol, Marco Aurélio Cunha, e pediu sugestões de boas jogadoras para uma eventual contratação.

Da derrota para o Grêmio até hoje, o Atlético foi ativo no mercado. Mesmo com a indefinição sobre o Campeonato Mineiro, 11 atletas foram contratadas.

Chegaram ao Galo Futebol Feminino as goleiras Taluane e Amanda Souza, as laterais Thalita Santos e Rayssa, as zagueiras Jiselle Lacerda e Isabela Dias, as meio-campistas Bruna Emília, Aline Guedes e Jane Tavares, e as atacantes Jéssica Beiral e Isadora Rossa.

Aline “Guedes” estava no Flamengo

O PRIMEIRO TÍTULO:

Menos de sete meses após a formação da equipe, o primeiro título veio e ao melhor estilo Atlético de ser, com sofrimento na final. Após uma campanha perfeita com 9 vitórias, 1 empate, 45 gols marcados e apenas 7 gols sofridos, as Vingadoras Alvinegras enfrentaram o Paraíso na final na Copa BH.

Após abrirem 3 a 0, as Vingadoras Alvinegras viram o Paraíso reagir e diminuir para 3 a 2, porém, já era tarde e o Galo Futebol Feminino conquistou de forma invicta o título da Copa BH de Futebol Feminino 2019.

OLHO NA BASE:

Mesmo ficando em segundo lugar na fase de grupos e eliminadas do Campeonato Brasileiro Feminino sub-18, que aconteceu em julho na cidade de Caçador-SC, as atletas Emily Cristina, Dudinha, Vitoria, Alice Martins e Andreza tiveram grande destaque individual na competição e são boas opções para sequência da temporada.

 

FUTEBOL FEMININO NA CIDADE DO GALO:

No final de julho, o Atlético anunciou que a equipe de futebol feminino passará a utilizar a Cidade do Galo para treinamentos e preparação.

Nina Abreu, coordenadora do futebol feminino do Atlético, falou sobre a importância do passo dado pelo clube: “Vamos aos poucos. No nosso estado, futebol feminino ainda não tem mercado que se banque. Por isso o aspecto colaborativo, compartilhando estrutura com o masculino. E isso nossa diretoria já entendeu e nos levou para perto da estrutura que podemos usufruir juntos”, declarou.

Anteriormente, o futebol feminino do Galo utilizava campos de grama sintética em BH. Agora, a principal categoria da modalidade irá treinar na Cidade do Galo, considerado o melhor CT da América Latina, que conta com hotéis, e oito campos de tamanho oficial, campo de grama sintética, auditório, quadra de areia, academia e departamento médico de última geração.

Siga nossas redes sociais e fique por dentro dos bastidores do Atlético.

Facebook: facebook.com.br/falagalo13
Instagram: instagram.com.br/falagalo13
YouTube: youtube.com.br/falagalo13
Twitter: twitter.com.br/falagalo13
Site: falagalo.com.br

Edição: Ruth Martins
Edição de imagem: André Cantini

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

Um comentário em “Galo Futebol Feminino: Atlético se reforça para o restante da temporada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *