Faltam 42: Galo vence o Avaí.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

Por: Jéssica Silva

Após tantos resultados ruins e tanta displicência no comando do Atlético, iniciar a disputa do Campeonato Brasileiro não é muito animador.

A principal competição brasileira geralmente é conquistada por equipes que têm um plantel bem montado, com mais de uma alternativa para cada posição e um comandante que transmita em campo o estilo de jogo buscado por sua diretoria. O Galo, nós já estamos cansados de saber, não tem nada disso.

A estreia contra o Avaí, equipe fraca em termos de técnica, pode ser considerada um presente, pois conquistar os três pontos logo de cara nos faz pensar que só faltam 42 para espantar as chances de rebaixamento. Sim, rebaixamento é o nosso primeiro pensamento para o Brasileirão, graças a nossa diretoria.

Contra o Avaí o Galo teve suas dificuldades, é triste dizer, mas não surpreendente. Em determinados momentos do jogo, a equipe atleticana era quem recuava, temendo o ataque adversário. Se o time catarinense fosse um pouco mais qualificado, talvez não se estaria falando de vitória agora.

Luan, como era de se esperar, foi um dos pontos positivos do time atleticano. É verdade que ele não é um primor de técnica, às vezes corre desenfreadamente atrás da bola sem finalidade alguma, mas em tempos de preguiça e omissão, um jogador que se esforça, dá seu sangue e se preocupa com o time deve ser valorizado.
Luan se incomoda com o rumo que o Galo vem tomando, assim como nós, e talvez seja um dos únicos.

Geuvânio, melhor contratação para a temporada até então, também demonstra se importar com o Galo.
Já havia se apresentado com raça e boas ações táticas em outras oportunidades, ontem não foi diferente. O camisa 49 foi aquele que pegou a bola no meio de campo e trouxe ao ataque tentando sufocar o Avaí durante a partida, peitou a marcação e proporcionou alguma criatividade ao Atlético, mesmo quando já estava cansado. É claro, trabalhando sozinho fica mais difícil, mas a iniciativa em tentar realmente jogar futebol é algo raro dentre os jogadores atleticanos e quem quer que faça isso merece reconhecimento.

O placar final foi favorável ao Atlético, já que o que seria o gol de empate do Avaí foi anulado pelo VAR, corretamente, diga-se de passagem. A questão é que mesmo que os três pontos tenham sido alcançados, o Galo não apresentou uma evolução. Permitir que um adversário fraco como a equipe avaiana goste do jogo e ofereça perigo, chegando até mesmo a balançar as redes, mostra que a nossa preocupação no Campeonato Brasileiro será tão grande quanto foi na Libertadores, isso se não for maior.

Ao contrário do que dizem algumas manchetes por aí, a vitória na primeira rodada do Brasileirão não ameniza a crise que vivemos. O adversário da noite de ontem é um sério candidato ao rebaixamento, mesmo assim fez frente ao Atlético, o que não é normal.

Nosso comando segue sendo o mesmo, Sette Câmara e sua arrogância ainda estão no poder. Os medalhões ainda estão em campo, agindo como se uma vantagem mínima jogando em casa contra uma equipe muito inferior, fosse grande coisa. O técnico interino, ou tapa-buracos, ainda está à beira do campo, sem um projeto definido pela diretoria que pode ou não buscar um novo treinador.

Ver o Galo recuando para não ser surpreendido por uma equipe como o Avaí não é diferente do que se esperava, dadas as circunstâncias em que nos encontramos, mas incomoda muito.
Este era o tipo de jogo onde o Atlético passaria por cima, sem dificuldades, caso nosso cenário fosse outro. Com diretoria, comissão técnica e jogadores que temos, já ter três pontos é lucro, por mais medíocre que pareça ser.

Como já foi dito e repetido, a mudança no Galo deve começar de cima. Se há um coração atleticano pulsando no peito do Sr. Sérgio Sette Câmara, renunciar ao cargo seria seu maior ato em prol do Atlético. Caso isso não aconteça, o que é bem provável, cabe a nós esperar que o presidente defina de uma vez por todas um projeto, traga um comandante que tenha um perfil correspondente a ele e o dê reforços para podermos sonhar pelo menos com dias melhores nas próximas temporadas.

Acima de tudo, que Sette Câmara e companhia dêem ao novo comandante, seja ele Rodrigo Santana ou não, tempo para trabalhar. Coisas grandes em um time de futebol vêm de confiança da diretoria para com o seu treinador e segurança para bancar seu escolhido em tempos ruins, visando um futuro melhor.

O Clube Atlético Mineiro é patrimônio único e exclusivo de sua torcida. Nossos avisos, cobranças e reclamações devem ser levados em consideração, porque nós, acima de qualquer diretor, técnico, ou atleta, visamos o bem do Galo, porque isso resulta no nosso próprio bem. Mais respeito, empenho e dias melhores é o que esperamos, mesmo durante essa fase ruim.

Por fim, faço das palavras do destaque da partida de ontem, Geuvânio, as minhas: os profissionais hoje vinculados ao Atlético devem agir como homens, dando a cara para bater e assumindo sua série de erros, para só assim começar a tão necessária mudança.
No mais, quem quiser sair que saia!

Que venham os 45 pontos!

Ficha técnica: Atlético 2 x 1 Avaí

Motivo: 1ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 27 de abril de 2019 (sábado)
Horário: às 19h (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa/PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (Fifa/PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)

Cartão amarelo: Betão (Avaí)

Gols: Fábio Santos – 46’/1ºT (1-0); Brizuela – 1’/2ºT (1-1); Ricardo Oliveira – 7’/2ºT (2-1)

Atlético
Victor; Guga, Léo Silva, Iago Maidana e Fábio Santos; Adilson, Elias (Vinícius), Geuvânio, Chará (Jair) e Luan; Ricardo Oliveira (Zé Welison).
Técnico: Rodrigo Santana (interino).

Avaí
Vladimir; Iury, Marquinhos Silva, Betão e Paulinho; Mosquera (André Moritz), Pedro Castro, Matheus Barbosa e Gegê (Jones Carioca); João Paulo e Getúlio (Brizuela).
Técnico: Geninho

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

19 comentários em “Faltam 42: Galo vence o Avaí.

  • 28 de abril de 2019 em 10:33
    Permalink

    SEGUNDO BOB FARIA , ELIAS ONTEM FEZ UMA PARTIDA PERFEITA , FOI O MELHOR EM CAMPO E É UM VERDADEIRO MARADONA , O TÉCNICO RODRIGO SANTANA ESTÁ EVOLUINDO RAPIDAMENTE E SERÁ O NOVO GUARDIOLA , ESTÁ AJUSTANDO OS CRAQUES DO TIME QUE EM BREVE ESTARÁ JOGANDO COMO UM BARCELONA.
    OU ISSO É UMA CONSPIRAÇÃO CONTRA O TIME E A TORCIDA , OU UMA PILHÉRIA E MAIS UMA CHACOTA COM A TORCIDA ATLETICANA.
    PORTANTO ALGUNS COMENTARISTAS ESPORTIVOS , AO FAZEREM ELOGIOS AO TIME QUE NÃO CORRESPONDEM COM A REALIDADE, TAMBÉM SÃO CULPADOS PELA CALAMIDADE QUE É A SITUAÇÃO ATUAL DO GALO.

    Resposta
    • 28 de abril de 2019 em 10:43
      Permalink

      Além dos comentaristas na hora do jogo, há as manchetes dos blogs esportivos, dizendo que a crise foi amenizada após a vitória contra o “poderoso Avaí” kkkkkk
      Tá difícil, amigo!

      Resposta
      • 28 de abril de 2019 em 11:22
        Permalink

        Isso só pode ser uma Conspiração. Querem afundar o time ainda mais na lama.
        Essa imprensa esportiva mineira é uma vergonha.

        Resposta
    • 28 de abril de 2019 em 12:56
      Permalink

      Paulo, Elias foi bem sim, tanto é que depois que ele saiu o time caiu muito de produção. Mas você e a Jéssica estão certos, a crise está longe de acabar. O time está mais organizado que o time do Levir, mas ainda comete muitas falhas defensivas e foi acuado em vários momentos do segundo tempo, quando o Avaí começou a jogar com mais vontade.

      O Galo precisa muito de um armador, Luan e Elias não são armadores, Vina não mostrou a que veio, e o Cazares pirilampo só quer saber de farra. Geuvânio é o melhor jogador do Galo hoje, tem que ser titular todo jogo. Respeito muito o Luan, mas ele só é destaque porque nosso time tá mal. Ele erra muito passe, não acerta um lançamento e mesmo assim não recebe nem metade da cobrança que os outros recebem.

      Além do armador, tem que trazer um lateral esquerdo, um meia atacante, um centroavante e um TÉCNICO. De preferência o Beccacece.

      Se esse time perder pro Zamora na Venezuela, aí que a crise de verdade vai começar.

      Saudações Atleticanas!

      Resposta
      • 28 de abril de 2019 em 14:12
        Permalink

        Perfeito!
        Saudações atleticanas!

        Resposta
      • 28 de abril de 2019 em 16:02
        Permalink

        Caro Daniel . ELIAS saiu no momento que o time estava pior em campo e acuado pelo Avaí. Foi no momento do gol anulado pelo VAR. A partir da substituição houve uma pequena melhora. Mas , enfim , todo o time está mal , ,e é por isto que estamos nessa situação de chacota e penúria.

        Resposta
  • 28 de abril de 2019 em 11:38
    Permalink

    O Gilbert, da 98, disse que o Ricardo Oliveira é importante demais pro time, pra nós termos juízo e parar de pedir que ele saia. Disse que ele foi decisivo no lance do pênalti. Seria cômico, se não fosse trágico.

    Resposta
    • 28 de abril de 2019 em 14:43
      Permalink

      Edson, amigão, aqueles caras da 98 são palhaços do esporte. Credibilidade ZERO. Devemos continuar vigilantes, sem deixar os aproveitadores de plantão nos enganar. E na próxima terça-feira, reunião do conselho para o xeque-mate: vender o Shopping, ou o que resta dele.

      Resposta
      • 28 de abril de 2019 em 16:34
        Permalink

        É verdade. Falam coisas incríveis.

        Resposta
  • 28 de abril de 2019 em 12:40
    Permalink

    Bom dia amigos do Galo. Nada mudou, porque esperar resultado diferente? O NOSSO GALO continua apresentando um futebol de time que vai lutar para não ser rebaixado. Rodrigo Santana é mais um que não tem coragem ou autonomia para afastar figurões do time.

    Resposta
  • 28 de abril de 2019 em 16:39
    Permalink

    #fora7c

    Gestão desastrosa e medíocre… time fadado ao fracasso até final de 2020 quando vamos nos livrar desse pateta!!!!!!!!

    Resposta
  • 28 de abril de 2019 em 16:40
    Permalink

    É verdade, Teobaldo. Mas, parece estranho se autoentitularem atleticanos e agirem assim.

    Resposta
  • 28 de abril de 2019 em 17:13
    Permalink

    https://twitter.com/ogloboesporte/status/1122332168733245441?s=19
    VERGONHA , VERGONHA , VERGONHA………..
    VEJAM NO QUE ESSA ADMINISTRAÇÃO TRANSFORMOU O C.A.M.
    NEYMAR DISSE QUE AGREDIU UM RAPAZ PORQUE FOI HUMILHADO .
    “” O RAPAZ DISSE QUE NEYMAR IA TERMINAR A CARREIRA NO ATLÉTICO – MG OU NO BOTAFOGO.””
    NEYMAR SE IRRITOU E AGREDIU O TORCEDOR.
    TRANSFORMARAM O NOSSO GALO EM CHACOTA INTERNACIONAL.
    ATÉ O VAGABUNDO DO NEYMAR.

    Resposta
    • 28 de abril de 2019 em 18:50
      Permalink

      É fake Paulo, aquele não é o Twitter do Globo esporte. Deve ser alguma Maria ou mulambo querendo tumultuar.

      Resposta
  • 28 de abril de 2019 em 17:15
    Permalink

    NEYMAR CONSIDEROU OFENSA DIZER QUE ELE IA JOGAR NO GALO.

    Resposta
  • 28 de abril de 2019 em 17:25
    Permalink

    como nao fico entusiasmado com esta estrondosa vitòria sobre o poderoso Avai e nem para os comentàrios destes cronistas que recebem algum desta diretoria para elogiar o time,venho escrever o que estou vendo na tv.o athletico paranaense,treinado pelo treinador que poderia vir, jogando muito bem,bem treinado e ràpido tem com titular,elogiado pelo comentarista paranaense e correndo,armando e lançando:THOMAZ ANDRADE,QUE QUANDO ESTAVA AQUI FOI JOGADO EM TODAS AS POSIÇOES DO ATAQUE,MENOS A QUE MUITOS DE NÒS QUERÌAMOS:CENTRALIZADO.e o time colocou vàrios juniores durante o estadual e que agora estâo jogando no principal no campeonato brasileiro.isto mostra que os ùltimos arremedos de treinadores,contratados por esta quadrilha que manda no cube nâo sabem nada de futebol.e o cara estava aqui!

    Resposta
  • 28 de abril de 2019 em 19:38
    Permalink

    Bom noite dia Atleticanos. Quem viu o jogo de ontem pela TV teve a nítida impressão da grande qualidade técnica do Time de 7C: simplesmente excepcional, uma vitória maiúscula contra o poderoso Avaí, um dos sérios candidatos a campeão mundial, que está assustando o Barcelona da Espanha e os melhores times do futebol europeu. Como pontos positivos da apresentação do Time de 7C rotulo:
    a) o meio de campo – que suportou a grande qualidade técnica de craques do time adversário, dos quais quatro figuram entre os seis melhores jogadores da temporada no futebol internacional;
    b) a defesa que levou apenas dois gols do adversário, sendo que um deles foi anulado pelo estrábico VAR ;
    c) o ataque – que perfeição, conseguiu vencer, por duas vezes, uma defesa incrivelmente intransponível que vem assombrando o mundo diante de sua qualidade e fortaleza, uma vez que dificilmente sofre gols do adversário;
    d) o técnico que enxergou como poucos a necessidade de alterações na equipe , para segurar o resultado, pois o time adversário, com seu amplo favoritismo e qualidade descaradamente superior ao Time de 7C, partiu para cima, buscando reverter o resultado, até então inacreditável – perder uma partida na qual era destacadamente favorito e cujas apostas apontavam ser de 1.000.000 por 1 a vitória do poderoso Avai;
    e) os jogadores do Time de de 7C que conseguiram um feito histórico – vencer o melhor time disparado da atualidade no futebol mundial, com uma apresentação impecável;
    f) a diretoria que soube reagir no momento certo, reformulando a comissão técnica que vem conseguindo excelentes resultados , pois conseguiu perder o campeonato mineiro sem dar vexame de levar goleadas do rival e de ter perdido de apenas um a zero para o grande e aterrorizante time do Nacional do Uruguai, um dos candidatos ao título de melhor das Américas este ano.

    Agora falando sério, para não continuar com as pesadas criticas, só mesmo com ironia até que a faxina radical na direção e no elenco aconteçam. O atual elenco não merece ser rotulado de time do Atlético, pelos tantos motivos já expostos pelos torcedores. Por um Atlético saudável, forte, vingador, protagonista e vencedor, vamos continuar protestando. Saudações Atleticanas.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *