Fábio Santos fala sobre vantagem contra o Botafogo e crescente da equipe

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Por Maria Luíza Precioso 

Na tarde de hoje, na Cidade do Galo, o lateral-esquerdo, Fábio Santos, concedeu uma entrevista coletiva curtinha, mas com alguns pontos interessantes. Confira tudo que foi abordado! 

Vantagem contra o Botafogo 

É claro que um dos tópicos seria a decisão contra o Botafogo, na quarta-feira (31), na Arena Independência. Fábio se mostra confiante, mas também prudente. Nas palavras dele, o Galo tem que se manter atento para não cair na armadilha que é entrar em um jogo com vantagem, principalmente do gol fora, mas o grupo está confiante na classificação. Ele ainda sinalizou que será titular, além de contra o time carioca (Hernández não está inscrito na Copa Sul-americana), contra o Cruzeiro, no domingo. 

Imagem: Conmebol

Trabalho em crescente

Mesmo tendo empatado três jogos nos últimos 5, na opinião do lateral-esquerdo o Galo vive uma crescente. Segundo ele, o time não tem falhado em produzir chances para o gol, e sim no arremate. Ele destaca que em jogos como o do último final de semana contra o Goiás é normal empatar e finalizar pouco, quando perguntado sobre porque de nenhuma finalização do Atlético ter ido na direção do gol. 

Equilíbrio

Por fim, Fábio Santos deu uma das declarações mais bizarras do futebol brasileiro. Segundo o atleta, o elenco não deve manter o mesmo futebol jogado na vitória por 2 x 0 sobre o rival celeste (um dos únicos jogos do ano que deixou a torcida satisfeita. “São jogos atípicos. Se conseguíssemos manter essa intensidade todos os jogos bateríamos campeão em todas as competições. Temos que mostrar o equilíbrio”. 

E eu pergunto, equilíbrio de quê, meu querido lateral? Tem que medir por baixo, igual suas atuações medíocres em três anos de clube? Ou tem que acostumar a perder, porque nunca vamos ter mais vitórias que derrotas? Uma péssima declaração de um jogador que, mesmo após tanto tempo no Atlético, ainda não conseguiu uma sequência de boas atuações. Bom, vai ver é porque ele tem que manter o “equilíbrio” negativo. 

O único que apareceu na sala de coletivas foi o Fábio Santos, e essas foram os principais tópicos. Ele ainda descreveu a semana decisiva do Galo como “bacana”, porque ele gosta. Ainda, disse que jogaria todos os jogos da temporada se pudesse, mas entende o rodízio que Rodrigo Santana faz. 

Isso é tudo que foi trabalhado na coletiva do dia 29 de julho de 2019. Ficou alguma dúvida? Não deixe de interagir com o Fala Galo nas redes sociais! Estamos no Facebook, Twitter, Instagram, YouTube e no nosso blog

 

DE CARONA COM O FALA GALO #14

 

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *