Eu quero é raça, do time todo – Por Cris Bastos

O futebol se faz com muitos elementos. São regras, estruturas físicas, objetos, símbolos e pessoas, que juntos fazem acontecer uma das maiores paixões do mundo. Um elemento importante desse mundo é o atleta. Sem ele, certamente não existiria o futebol. Seja ele amador ou profissional, na pelada ou na Copa do Mundo, os jogadores serão sempre os protagonistas.

Em nossos 110 anos, muitos atletas tiveram a honra de vestir o nosso manto. Está em nossa história um perfil de atleta que transforma todo aquele que veste essa camisa em verdadeiros guerreiros. Atletas com habilidades para engajar-se em um combate.

Em uma sociedade, que exista uma classe guerreira especializada, códigos específicos de comportamento são instituídos. Códigos de guerreiros têm frequentemente características comuns e usualmente valorizam a lealdade, coragem e honra. É o que o torcedor idealiza em seus guerreiros em todos os jogos. Não queremos apenas atletas, nós queremos guerreiros.

Eu quero é raça, do time todo!

Essa frase é a cara do Atlético, uma torcida de massa que é capaz de criar um ídolo não somente por gols, mas por um carrinho, um chute pro mato, porque o jogo é sempre de campeonato.

Ser jogador de futebol é o sonho de muitos, sendo uma das profissões mais populares no mundo do esporte. Seja goleiro ou centroavante, jogar na direita ou na esquerda, no ataque ou na defesa, no Galo é preciso ser guerreiro. Postura de capitão, bruxo, general ou pitbull.

Na história, muitos guerreiros vestiram nossa camisa com respeito, raça e garra. Não ousarei citar nomes em destaque da nossa trajetória, pois poderia ser injusta deixando de citar nomes de grandes guerreiros.
Nesta temporada, Levir tem utilizado grande parte do elenco, mesclando atletas nas competições em disputa. No Mineiro ou na Libertadores, quando faltar técnica, que não falte raça. Queremos sangue nos olhos e o coração na chuteira.

Dos 40 atletas que fazem parte da nossa história de 2019, destaco a garra de Ricardo Oliveira, prestes a completar 39 anos de idade, voa em campo e é o artilheiro do Brasil na temporada com 9 gols em apenas 5 partidas. Esbanjando um excelente vigor físico, Ricardo Oliveira se destaca graças a sua disciplina e seu profissionalismo.
É um guerreiro também fora de campo com determinação, disciplina e escolhas na vida pessoal em respeito a sua vida profissional.

Este texto não é para falar especialmente do Ricardo Oliveira ou de qualquer outro atleta. Além de registrar a importância de um guerreiro em campo para se fazer do futebol um espetáculo, que este texto não nos deixe esquecer a essência do Clube Atlético Mineiro, um time de raça.

Cris Bastos
Sigam o Fala Galo nas redes:
falagalo.com.br
@falagalo13

16 comentários em “Eu quero é raça, do time todo – Por Cris Bastos

  • 15 de fevereiro de 2019 em 08:31
    Permalink

    Bom dia, pra começar a pedir raça do time todo tem que sumir do time, Patric, Elias. Contratar um LE pra chegar e brigar com F. Santos pela posição. Contratar um camisa 10 pra botar pressão e fazer o Cazares jogar no 220 V. Que nosso burro com sorte escale melhor e tenha variações táticas. No futebol Brasileiro atual se o time tiver um esquema definido e condição fisica se sobrepõe aos times badalados atuais. Alguém viu ontem o limitado mas bem treinado time do Flor? Viram o que fez o F. Diniz trocando peças no segundo tempo? É isso que faz um time vencedor e campeão atualmente, viram como o dançarino ganhou as CB em 2017/18? Primeiro treinamento, definição, esquema e fisico, ai se nao der com esses ingredientes podemos pedir raça do Time Todo.

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2019 em 10:19
    Permalink

    Bom dia a todos os atleticanos e atleticanas de todos os matizes!
    Eu quero técnica do time todo!
    Eu quero comprometimento do time todo!
    Eu quero inteligência de toda comissão técnica!
    Eu quero um técnico inteligente, e não um “burro com sorte!”
    Eu quero competência de toda a diretoria, e não um presidente que não entende de futebol!
    Eu quero uma diretoria atuante, não um clube comandado por empresários!
    Eu quero um clube vencedor , não um que vive chorando por causa da arbitragem!
    EU NÃO QUERO O VÍDEO TAPE DE 2018!
    Torcer sempre sem nunca perder a capacidade de julgar!

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2019 em 10:23
    Permalink

    Bom dia massa,eu também quero raça pegada e futebol. O problema que já não temos desde 2013.2014.Não me iludo com levir burro e os peladeiros da equipe. Elias e Fábio Santos. Patrick estes são os principais podres da equipe,o problema que o burro sem sorte não enxerga. Vejo que estamos no mesmo patamar dos vexames de 2017.2018.eu quero é raça,vitorias e títulos. Vai galoooooooo.

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2019 em 10:31
    Permalink

    Caros,
    O q pega ñ é falta de raça, de se doar em campo, dar carrinho e caneladas. Ñ vamos confundir alhos e baralhos. Patrick, O cerca cerca Fabíola Santa e o próprio Pastor Pipoqueio são esforçados e muito. Ninguém reclama disso. Na missa então, dedicação total (). Todos são bons pais de família, ñ vão a boates nem frequentam puteiro…esses caras casavam com minha filha e eu ficava muitíssimo preocupado…assim, mais q igrejeiros, são santinhos, bonzinhos (o jogado do Danúbio, lá, pensei q ía passar a mão na bunda da Fabíola e pedir bis).
    O problema é a bola, é o Pastor PIPOCA marcar em jgs DECISIVOS, é o Patiqrão compreender o q se passa em campo, o q faz ali, é Fabíola marcar o adversário no corpo e ñ se acovardar…
    O Pastor Pipoca é engana trouxa (sempre foi paneleiro e desagregador por onde passou). Mais problema q Elias (só de ter faturado as marias, já dou mais crédito pro Elias – ñ sou advogado dele) . Com o pipoca o Galo ñ ganha nada, nem campeonato mineiro. O cara tem 40 anos. Vcs querem o q? Qnd esse vagal vai decidir? No AnoQVem? Queremos gols em jgs q vale alguma coisa, desde ontem, desde já. É pedir muito?…o cara enche o balaio da URT, do Boa, do Danubio…quem decidia ano passado era Roger Guedes, depois foi o q vimos. Ñ ACREDITO nesse paçoqueiro engomado!
    Obs.: Tomara q o PAPAGAIO tenha personalidade e engula esse PIPOCA.
    A crônica de hj tentou tabelar com Patrick e a Pipoca, soou como uma ode à mediocridade!
    QUEREMOS O BR19!
    GALO SEMPRE!

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2019 em 10:49
    Permalink

    Bom dia!
    Raça ninguém duvida que o Patric tem. Um dos mais raçudos do time, mas e daí?
    Fui contra a demissão de Levir e gostei muito da volta dele, mas…mas…ele é IRRITANTE! Como pode ser tão teimoso e tão pirracento? O time pra pegar o Tupi amanhã já tem Guga na LD, isso significa que Patric estará em campo contra o Defensor no Uruguai. Um jogo que vai ser bem mais difícil que o jogo contra o Danúbio. Como pode uma coisa dessas? Se eu que de certa forma apoio Levir, estou me desgastando com ele e com a sua burrice, imagina os torcedores que não foram a favor da contratação dele! E pensar que tem uma pendência judicial na Fifa, onde o Galo foi acionado por um time da Turquia por causa de Patric. Quando é que vamos nos livrar desse encosto?
    E o Marques, vai esperar a vaca ir pro brejo pra correr atrás de um LE? Não enxerga que Fábio Santos não serve?
    Acorda diretoria!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Fora Elias!
    Fora Fábio Santos!
    Fora Patric!

    Resposta
    • 15 de fevereiro de 2019 em 14:16
      Permalink

      Galo Roberto de Oliveira também fui contra a demissão do Levir na época do Nepomuceno,mas o Levir voltou com uma burrice e teimosia sem fim.só imaginar que ele barrou o r10 e outros. E até agora não enxerga que estes 3 peladeiros só atrapalhar a equipe. Vai galooo.

      Resposta
    • 15 de fevereiro de 2019 em 16:10
      Permalink

      Botar quem no lugar do F. Santos?

      Resposta
  • 15 de fevereiro de 2019 em 12:41
    Permalink

    Salve massa!

    Há 02 anos a torcida vem pedindo raça ao bunda de bigorna, e que ele dá em troca? Preguiça, má vontade, papai reclamão , boca maldita e otras cositas más. Vá pro inferno meu caro, e leve contigo os seus dois comparsas da lateral, pois não sei o porque até hoje vcs ainda estão vestindo nosso manto!!!!!

    Té + e FORA triunvirato ELIAS, FÁBIO SANTOS E PATRICK!!!!

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2019 em 14:26
    Permalink

    COM PATRIC, ELIAS E F. SANTOS não temos condições de ganhar nada esse ano.
    NÃO SE GANHA TÍTULOS SEM RAÇA E PEGADA , MAS PRECISA TAMBÉM JOGAR FUTEBOL.
    RAÇA , PEGADA E FUTEBOL É O QUE EXIGIMOS.

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2019 em 16:46
    Permalink

    Com Patrick, Fábio Santos e Elias em campo,esqueçam… 19 repetirá 18. Infelizmente. Como este técnico é teimoso!!! É hora da torcida fazer pressão pra substituir estes 3, porque se depender dele Guga será reserva ad eternum.
    E pelo time que treinou para enfrentar o Tupi, chegamos a conclusão que estes 3 serão titulares contra o Defensor. Oremos. O pênalti do Patrick não foi suficiente? Os deuses tentaram ajudar com os amarelos, corrigindo o time nas substituições, mas está difícil.
    Aí depois da lambança não vem com papo furado, a torcida há tempos vem avisando. Acorda Marques! Acorda Eder! Acorda Sette!

    Resposta
    • 15 de fevereiro de 2019 em 18:46
      Permalink

      É, andrade! O problema é a torcida fazer pressão. Todo jogo no indepa a torcida aplaude o bundudo do Elias, e até canta que Patric é seleção. Desse jeito não vamos a lugar nenhum.

      Resposta
  • 15 de fevereiro de 2019 em 18:47
    Permalink

    Só espero não ver Nathan e Leandrinho em campo amanhã. Já basta ter que ver Terans.

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2019 em 18:50
    Permalink

    Precisamos de um lateral esquerdo pra ONTEM!!!! Acorda diretoria! Até quando vai ficar nessa novelinha com o lateral do Ceará? Paga logo o que o vozão tá querendo porque nós precisamos urgentemente tirar Fábio Santos que não marca, não ataca, não passa e não cabeceia!

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2019 em 19:47
    Permalink

    Boa tarde amigos do Galo. Difícil ter que engolir jogos decisivos da Libertadores com Fabio Santos, Patric e Elias no time titular. Acredito que o Levir, que é um bom técnico de futebol, já tenha enxergado que estes três estão prontos para entregar a rapadura a qualquer instante, mas não sei o porque os mantem como titular. Porque não deixaram o Elias ir de graça para o Internacional? Porque não fizeram o ótimo negocio de vender o Patric para o São Paulo? Porque o Fabio Santo ainda está no NOSSO GALO?
    Infelizmente meus amigos, com este trio em campo teremos sempre que contar com a sorte para ganhar alguma coisa.

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2019 em 21:27
    Permalink

    Boa noite camaradas. O interessante é que se vc lê os comentários de atleticanos em qualquer blog ou em conversas pelos bares da vida a opinião é a mesma….Patrick e Elias são unanimidades, Fábio Santos e Chara vem logo atrás, então pergunto, se todos vêem as mesmas coisas, pq a diretoria e o treinador teimam em insistir com o que todos já sabem ser o ponto fraco. Elias e Patrícia então é um caso pra Freud, pois todos os técnicos que aqui passaram, mantiveram os dois, principalmente Elias que virou até inegociável…como entender isso?

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2019 em 22:58
    Permalink

    Luciano , é por essa burrice e teimosia dos técnicos que não ganhamos nada a mais de 3 anos.
    FORA PATRIC , ELIAS E F. SANTOS.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *