Eu acredito que posso voar!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Por Carol Castilho, com participações de Bruna Vargas e Samira Silva / Revisado por Jéssica Silva

Eu sou um ser humano movido a música e isso não é segredo para ninguém. Em algumas das minhas postagens, sempre faço uma citação ou referência de alguma canção que combina com o momento em que vivo com o Galo e hoje não será diferente!

Eu não sei que tipo de música você ouve, qual é o seu estilo musical favorito, mas a vitória do Galo em cima da Chapecoense foi ótima para levantar o nosso astral, que estava meio baixo depois da derrota pela Copa do Brasil. Eu tenho certeza que você já ouviu um trecho de “I Believe I Can Fly’, que em português quer dizer “Eu acredito que posso voar! ”. Essa música é do rapper R.Kelly, a mensagem é de alguém que acredita que as coisas possam dar certo. Se ele consegue ver isso, ele consegue acreditar nisso e nada poderá o impedir. Me identifiquei, pois eu acredito fortemente que, apesar das dificuldades, possamos “voar” no Brasileirão 2019. Querendo ou não, é nisso que pensamos todas as noites.

Vamos saber o que as mulheres do Galo têm a dizer depois dessa reviravolta no placar em Chapecó?! O ‘Arquibancada Feminina’ de hoje vai contar com a participação das torcedoras Samira Silva e Aline Cristina, que fazem uma análise da partida que deixou o alvinegro no G4.

Curta mais uma edição da ARQUIBANCADA FEMININA! CONFIRA!

Samira Silva

A torcedora Samira Silva, de 19 anos, faz uma pequena análise do primeiro tempo: “O primeiro tempo foi dentro do que diziam as expectativas, até pela escalação, um jogo mais morno. Apesar disso, tomar o gol tão cedo (25 segundos) acabou mudando um pouco a postura do time e obrigando a buscar mais o protagonismo em campo. Mas até aí, pouca efetividade e poucas jogadas bem trabalhadas. Faltava algo mais, a Chape estava confortável na partida”.

A jovem fez uma análise da equipe reserva que entrou em campo: “Apesar do vacilo no início, a equipe lutou, buscou e dentro das adversidades e limitações, se saíram como o esperado. Uma atuação morna, mas ok, e que no final, depois de seguidas tentativas, acabamos sendo coroados com o gol da virada. Uma virada que deu três pontos importantíssimos para nós no campeonato, dados todos os contextos. Para se valorizar”.

MELHORES EM CAMPO: “Apesar de o herói da noite ter sido nosso querido Vina, com o gol da virada no fim, destaco as atuações do Maidana e do Otero, ambos muito bem na partida hoje. O zagueiro mostrando serviço e abraçando a chance, e o venezuelano mostrando que pode até entrar com titular e ser uma boa alternativa para o Santana em alguns jogos”.

PIOR EM CAMPO: “Não consigo ver algum nome individualmente tão a baixo assim, não. Foi uma partida na qual as falhas e momentos abaixo foram muito conjuntos da equipe”.

A torcedora Aline Cristina, de 35 anos, faz uma pequena análise do segundo tempo: “O Atlético fez um segundo tempo um pouco (pouco mesmo) melhor do que o primeiro. O gol no início desestabilizou a equipe, sentiram o golpe e só no intervalo o time conseguiu se acertar e encarar a Chapecoense que se retraiu, confiante no resultado de 1 a 0”.

Aline Cristina

A administradora fala sobre a má fase de Ricardo Oliveira: “O Galo ainda teve um pênalti perdido por Ricardo Oliveira, na minha análise, muito mal batido. Diria até que de forma displicente. Ricardo é uma incógnita nesse time de 2019, a fase é ruim, os gols não aparecem, mas com ele em campo, tenho a impressão que o time joga um pouco melhor. Aguardando ansiosa o fim do jejum, espero que seja na quarta! ”.

Carol Castilho: “Qual é a nota, de 1 a 10, para as atuações de Otero, Vinicius e Papagaio?”

Otero (nota 6): “Todos sabemos que chuta bem demais, mas não precisa ser necessariamente o tempo todo”.

Vina (nota 7): “Jogador com a cara do Galo, o que falta em técnica, sobra em raça e vontade. O que talvez tenha faltado no jogo do Copa do Brasil”.

Papagaio (nota 5): “Jogou poucos minutos, mas demonstrou ao técnico que deveria ter mais oportunidades”.

ARQUIBANCADA FEMININA

Carol Castilho: “Dos jogadores que atuaram com o time reserva em Chapecó, qual daria para encaixar no time titular no jogo da Copa do Brasil?”

“Maidana entrando no lugar do Réver podia até fazer uma boa dupla com Rabello. Uma alternativa a se tentar. O Otero, com tudo que oferece tecnicamente, sem falar da potência nas bolas paradas, seria uma grande novidade, quem sabe até para esse jogo de quarta-feira. Faço uma pequena menção ao Vina também que, desde o início da temporada, tem entrado em momentos importantes e se esforçado para corresponder. Uma boa peça vinda do banco”.

Carol Castilho

Carol Castilho: “O Galo é o time da virada, o Galo é o time do amor. Com essa vitória de hoje dá para acreditar na virada em cima do rival, pela Copa do Brasil?”

Aline Cristina: “Difícil avaliar o impacto da vitória de hoje para o jogo de quarta-feira, mas serve para levantar o astral dos jogadores e da torcida. Dos reservas, daria tranquilamente o jogo contra o Cruzeiro para Martínez (excelente jogador), Hernandez e Otero. E com certeza voltaria com Guga para a lateral direita. São dois dias de treino antes da decisão, resta saber se o técnico irá fazer mudanças tão profundas na equipe.”

Carol Castilho: “Vamos, Galo! Eu acredito, e você?”

Samira Silva: “Sem dúvida a animação fica em alta para quarta-feira. Uma vitória importante como a de hoje nos faz seguir acreditando que em momentos adversos sempre lutamos e conseguimos o objetivo. Afinal, o Galo é isso, nossa história nos faz pensar assim. Então com certeza a motivação para quarta segue alta para conseguirmos essa remontada.”

Quero agradecer a colaboração das torcedoras Samira Silva e Aline Cristina. Muito obrigada por colaborarem com a coluna, pelo tempo reservado e por suas análises.

 

ATLÉTICO VAI AO MERCADO EM BUSCA POR UM VOLANTE:

 

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS E FIQUE POR DENTRO DOS BASTIDORES DO ATLÉTICO
Instagram: instagram.com.br/falagalo13
Facebook: facebook.com.br/falagalo13
Twitter: twitter.com.br/falagalo13
Youtube: youtube.com.br/falagalo13

 

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

6 comentários em “Eu acredito que posso voar!

  • 15 de julho de 2019 em 11:40
    Permalink

    Galo vai passar o babão nas Mariposas! rsrsrs

    Resposta
  • 15 de julho de 2019 em 12:41
    Permalink

    Viva as mulheres , pois são fundamentais em todos os aspectos e também no futebol.
    Mas me desculpe Jéssica. Acho que deveria ser escolhido algumas mulheres que entendessem um pouco mais de futebol , pois elogiar esses PERNAS DE PAU que vestem a camisa do GALO hoje é demais e chega a prejudicar o elenco , que pode se achar no direito de ficar fazendo as suas pixotadas em campo.
    O GALO não merece alguns desses pseudo jogadores.

    Resposta
    • 16 de julho de 2019 em 07:16
      Permalink

      O Galo tem que virar uma águia pra cima do Cruzeiro.
      O time precisa acreditar e não errar.

      Boa análise, vamos voar!!

      Resposta
    • 16 de julho de 2019 em 09:25
      Permalink

      Vamos meninas, junto com essa massa, ganhando, perdendo, somos à primeira maravilha deste mundo, somos pura emoção, lutar sempre, desistir nunca.Que Deus nos abençoe.

      Resposta
  • 15 de julho de 2019 em 13:47
    Permalink

    O que dizer?As mulheres cada vez mais tomando conta do mundo e no futebol não poderia ser diferente. Olhando as fotos de voces, diria que Carol é a simpatia em pessoa, Aline uma Gata, agora Samira, deve ter tirado essa foto depois da nossa derrota frente as Garças, ta com cara de entediada. Mas voltando ao futebol, concordo que Otero e Maidana podem ser aproveitados entre os titulares, gostei também do Lateral esquerdo Uruguaio, agora o Vinicius, Raçudo?? Ontem foi o melhor jogo dele desde que aqui chegou, mas ainda não disse a que veio. Ja Papagaio é algo mal explicado. Confiante pra quarta, que possamos jogar o que não jogamos no outro jogo e que a sorte esteja do nosso lado, como esteve com eles em dois gols nada comuns que fizeram.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *