Estádio, premiação e lateral oferecido: o resumo da semana

Copa Libertadores

Na última terça-feira (11) o Atlético venceu o Danubio/URU por 3 a 2 e classificou-se para a terceira fase da Copa Libertadores. Com a classificação o Galo assegurou uma premiação de cerca de R$ 2 milhões da Conmebol.

Na terceira fase da Copa Libertadores o Atlético enfrentará o Defensor/URU. A primeira partida será na quarta-feira (20), em Montevidéu, no Uruguai. Já o duelo de volta será no dia 27 de fevereiro (quarta-feira). Ambos os jogos serão às 21h30 (horário de Brasília).

Estádio

O CEO da Arena, Bruno Muzzi, ponderou: “Lá na prefeitura o processo tem andado muito bem, estou otimista. Ainda sem prazos para as análises, mas não vejo mais obstáculos intransponíveis, somente adequações técnicas.”
O Fala Galo ainda apurou que o COMAM (Conselho Municipal do Meio Ambiente), já se reuniu em fevereiro e a Arena MRV não foi pauta. Há pendências relacionadas ao trânsito (circulação) e meio ambiente, e provavelmente, não dará tempo de fazê-lo ainda em março.

Conforme informado durante a semana pelo Betinho Marques, o DAIA (Documento Autorizativo de Intervenção Ambiental) está em análise ainda no Instituto Estadual de Florestas.

Embora sem prazo para o parecer, o processo do DAIA caminha mais rápido que o normal. Portanto, os dois “rounds” avançam em paralelo, mas não há data estabelecida para o processo findar.

Nota-se pelos caminhos e documentos que o primeiro semestre é uma meta possível. O sonhado início da obra, contudo, ninguém quer “chutar” datas.

EcoGalo

Na última quarta-feira (13) o Atlético lançou um projeto pioneiro no Brasil. Em parceria com a EcoCidades, o clube iniciou a ideia de se tornar o primeiro centro de treinamento 100% sustentável do Brasil e buscar a homologação com selos de ecossustentabilidade.

“É uma tendência mundial e, mais do que isso, uma necessidade mundial”, afirmou o CEO da EcoCidades, Alexandre Torres, em entrevista ao site oficial do Atlético.

Temos uma preocupação com a formação dos nossos atletas e levar esse conceito de sustentabilidade para eles e para os nossos funcionários é bastante significativo para a gente. É um processo simples, que pode ser muito bem compreendido por todos, e a nossa expectativa é que isso seja divulgado de uma forma correta para que todos possam entender esse processo e, amanhã, quem sabe, a gente fazer, de fato, dentro do mercado, a diferença, em ser o primeiro clube a lançar um projeto como esse”, destaca Plínio Signorini, diretor de Administração e Controle do Atlético.

“Além do aspecto financeiro, existe um conceito por trás desse projeto, é uma questão ambiental. Dentro da nossa usina, por exemplo, utilizamos pisos feitos a partir de resíduos de mineração, o que demonstra, também, que existem soluções para os diversos problemas ambientais que existem, como tivemos, recentemente, as tragédias ocorridas em Brumadinho e Mariana. O Atlético está mostrando que existe solução. A gente precisa ter vontade de fazer e muita força para construir aquilo que a gente acha que é o futuro. E o que achamos ser o futuro é algo muito sustentável, em tudo que estamos fazendo no Clube, tanto nesse projeto, nas relações. Tudo que, hoje, a gente constrói dentro do Atlético é com o conceito de sustentabilidade”, acrescenta Plínio Signorini.

“A Ecocidades está trazendo uma inovação, que é transformar todos os resíduos do Atlético em sustentabilidade. Ou seja, resíduos orgânicos estão sendo transformados em um adubo organomineral, de primeira qualidade. Está sendo implantada uma horta orgânica, dentro do CT, com todas as variedades de alimentos. Estamos colocando dentro do Atlético uma central de triagem e reciclagem e, com isso, o Atlético passa a ser uma referência nacional. É o primeiro clube de futebol a cumprir uma lei federal, que é o plano nacional de resíduos sólidos. É com muito orgulho que fazemos essa parceria com o Atlético, pelo pioneirismo, pela inovação, de um setor muito importante para a sociedade que é o meio ambiente”, ressaltou Alexandre Torres.

“Isso é uma inovação, assim como os veículos elétricos que serão utilizados nesse processo, com energia 100% renovável, carregados com placas fotovoltaicas e emissão zero de gás carbônico, nenhum poluente. A própria usina de reciclagem é toda movida a energia solar, o que transforma o processo ecossustentável. O Galo, como pioneiro que é, sai na frente, transforma essa sustentabilidade em pioneirismo e renda, sendo que, na parte de alimentação, todos os alimentos a serem consumidos pelos atletas da base e do profissional estão, agora, sendo produzidos dentro do próprio CT”, completou o CEO da EcoCidades.

Mais novidade

Na próxima semana o Atlético deve anunciar o lançamento do GaloEnergy. A ideia é montar uma plataforma em que empresários atleticanos possam inscrever suas empresas e terem até 15% de desconto na conta de luz sem a necessidade de realizar nenhum investimento prévio. Inicialmente o projeto atenderá 1.000 empresas, com a possibilidade de ser ampliado futuramente.

Troféu Telê Santana

Na última quarta-feira (13) a Alterosa promoveu a entrega do Troféu Telê Santana em uma cerimônia realizada no Mineirão. Seis jogadores do Atlético foram premiados na celebração: Emerson (seleção e revelação), Ricardo Oliveira (seleção e artilheiro da temporada), Adilson (seleção) e Cazares (seleção).

O Fala Galo esteve presente e acompanhou de perto a celebração. Veja abaixo entrevistas inéditas realizadas pela nossa equipe e confira também fotos do evento:

Lateral oferecido

O Fala Galo apurou que o lateral-esquerdo Aílton Ferreira, que está no Braga/POR, foi oferecido ao Atlético. Entretanto, o jogador de 23 anos teve o nome descartado pela cúpula alvinegra.

O Atlético segue no mercado em busca de um lateral-esquerdo. Alvo do clube, o lateral Felipe Jonathan, do Ceará, está próximo de ser anunciado como reforço do Santos.

Por Stéfano Bruno e Betinho Marques

Sigam o Fala Galo nas redes:
falagalo.com.br
@falagalo13

Um comentário em “Estádio, premiação e lateral oferecido: o resumo da semana

  • 17 de fevereiro de 2019 em 22:11
    Permalink

    Muito bacana este serviço prestado por todos do FalaGalo. Os cara trabalham com a verdade, sem especulação, pés no chão, estava faltando há muito tempo isso na mídia mineira e tbm nacional a palavra que resume bem esta equipe de jornalismo esportivo é SERIEDADE. TMJ

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *