Enfim fase de grupos, e agora?

Enfim fase de grupos, e agora?

Salve, Massa!

Aqui estou eu pela primeira vez escrevendo sobre o Atlético, agora junto a essa turma fera do FalaGalo.

O Atlético chegou à fase de grupos da Libertadores, então me sinto na obrigação de fazer uma breve análise sobre esse mini mata-mata e também sobre o que esperar para a fase de grupos da competição continental.

Nas fases de mata-mata, seja antes ou depois da fase de grupos, existe um critério fundamental de seleção da espécie; o da disputa!
Antes da parte tática, técnica, esquema de jogo ou entrosamento, o fato fundamental para qualquer equipe que queira seguir adiante é igualar a vontade. Chego à conclusão, principalmente depois do jogo do meio de semana, que o Atlético parece finalmente ter aprendido como se joga esse tipo de competição. A vitória fora de casa e a formação adotada por Levir no jogo da volta contra o Defensor mostraram que jogar utilizando o regulamento com inteligência vale mais do que qualquer critério para seguir adiante.
Dois volantes marcadores, Luan municiando o ataque e ajudando a defesa com Elias e Cazares com papéis quase que exclusivamente ofensivos mostraram que o importante era se classificar e não dar espetáculo.

O Atlético não fez um jogo que agradasse aos olhos, mas não sofreu sustos, mesmo com um a menos, e alcançou o objetivo de forma competente.

Na próxima fase se faz necessária muita inteligência e sangue frio nos jogos contra os tradicionais Serro Porteño e Nacional do Uruguai e imposição agressiva da parte técnica contra o fiel da balança, Zamora. A torcida precisa entender que para passar à segunda fase não é necessário melhor campanha ou performance absurda, haja visto os times argentinos que, via de regra, passam apuros nesse momento da competição e crescem absurdamente por saber exatamente do que se trata jogar uma Libertadores. Eles não perdem o foco durante um minuto sequer dos jogos e suas torcidas alentam sem qualquer restrição os onze que estão em campo, nos momentos bons ou ruins!

Libertadores, meus amigos, se trata de raça, entrega e vontade! Só quando estes três fatores estão enraizados nos escudos, chuteiras e gargantas, a parte técnica e tática podem prevalecer!

Lio Cardoso

12 comentários em “Enfim fase de grupos, e agora?

  • 2 de março de 2019 em 06:47
    Permalink

    Bom dia massa,enfim estamos na fases de grupo.e agora a diretoria dormiu no ponto e não contratou um lateral esquerdo,um camisa 10 e atacante de lado. Como sempre a diretoria do galo não se aprende com erros. Deixou um goleiro e um lateral esquerdo ir embora para o Santos que seria titular no galo.agora que a onça vai beber água. Rs.e para piorar já falam em renovar com o peladeiro do Elias,diretoria do galo se sonham ser campeão da libertadores não é com Nathan,Elias,Fábio Santos e patrick que vamos ganhar títulos. Vai galooooooo.

    Resposta
  • 2 de março de 2019 em 08:26
    Permalink

    Salve Massa!
    Como assim meu cara pálida? “Dois volantes marcadores, Luan municiando o ataque e ajudando a defesa com Elias e Cazares com papéis quase que exclusivamente ofensivos”, vc viu outro jogo? só pode. Os 2 volantes foram péssimo e se juntaram a Elias que é “Hors concours” em termo de futebol medíocre. Estávamos jogando contra quem? O Barça? Não, jogamos contra um time que nas últimas 6 partidas perdeu as 6, ou seja uma baba. Tomamos 4 cartões amarelos e 1 vermelho num jogo que deveríamos estar passeando. Isto mostra que não tomamos sustos?
    Valeu a classificação? Claro, mas não devemos ser míopes, pois o futebol foi abaixo da crítica, graças ao piadista Burro com Sorte. Aliás, não contente em fazer as merdas fora de campo resolveu também agir fora. Qual foi o critério que ele usou para inscrever Natan que é terceiro reserva do expressinho em detrimento de Alessando Vinicius que está sendo mais aproveitado?
    Estas bizarrices do entregador de camisa, aliada a inoperância de nossa diretoria podem comprometer nosso começo de ano. Espero que não.
    Té + e fora triunvirato(Elias, F. Santos e Patric)

    Resposta
  • 2 de março de 2019 em 08:29
    Permalink

    SE O ATLÉTICO RENOVAR COM O PÉSSIMO E JÁ APOSENTADO ELIAS , SERÁ A MAIOR IRRESPONSABILIDADE E INCOMPETÊNCIA DE UMA DIRETORIA , POIS SERÁ UM GRANDE PREJUÍZO PARA O CLUBE , COM ESSE PSEUDO JOGADOR QUE NADA PRODUZ EM CAMPO.
    O CARÍSSIMO CHARÁ ATÉ O MOMENTO ESTÁ SENDO UMA DECEPÇÃO EM CAMPO. TEM QUE MELHORAR MUITO.
    MAS , OS NOSSOS PONTOS MAIS FRACOS E VULNERÁVEIS SÃO PATRIC , ELIAS E F. SANTOS. , TIRANDO ESSES TRÊS JÁ SERÁ UMA MELHORA ACENTUADA.

    Resposta
  • 2 de março de 2019 em 09:22
    Permalink

    Bom dia, Lio! Eu li-o, mas cá pra nós, se você estivesse falando de Boca, River ou outro time desse naipe, eu até concordaria com essa tal estratégia do Levir, mas estamos falando de times (Danúbio e Defensor) piores que URT E TUPI. Me ajuda aí!

    Resposta
  • 2 de março de 2019 em 09:36
    Permalink

    Caros,
    Irmão, todos vemos com lupas diferentes, graças a Deus, né?
    Otimismo nonsense, ok, mas sejamos honestos, pelo menos. Cê comparando a fase pré-LA com o mata pós grupo? Cê é brincalhão até dizer chega, hein, irmão? Mas absurdo mesmo é a precisão de time argentino prá ensinar jogar Libertadores. Nós mesmos somos nosso próprio exemplo, irmão, é daquele jeito q se ganha uma LA ou onde vc estava em 13? Nós, O Clube Atlético Mineiro…No período da doutrinação, da Argentina ao México, o Galo tinha um dos times mais técnicos q vimos em todos os tempos. FATO. Tdos craques? Longe disso? Tinha dois ignorantes na cabeça de área q ñ aliviava nem prá R10, q cansou de receber bola quadrada do Pierre. FATO. O time foi campeão pq tinha MUITA técnica envolvida, bons e eficientes jogadores em várias posições e, óbvio, aliaram a isso raça. Nada prevalece sobre nada. É a soma de tudo: técnica, vontade, compreensão tática, saber o q quer na competição.
    SE Ñ MONTAR TIME, Ñ COMPETE! SEM COMPETIÇÃO, SEM TÍTULOS!
    Obs.: Vc faz certo em botar a bronca prá torcida, principalmente a parte TORNADA vaidosa q ñ exige nem propõe nada, tanto faz, q só sabe ver tempestade imaginárias em luta contra o vento ou mandar o copo no chão prá atrair curiosos, além de curtir comédia nonsense.
    Obs.: pt positivo. 7 inicia fase de transição do pequenino a acanhado horto pro Mineirão. Pt pro 7…VIVA O 7!
    QUEREMOS O BR19!
    GALO SEMPRE!

    Resposta
  • 2 de março de 2019 em 11:25
    Permalink

    Bom dia amigos do Galo. Mesmo que seja apenas por 4 jogos, parabenizo o presidente Sette pelo retorno ao Mineirão. Por outro lado, é preocupante a decisão da diretoria de jogar a fase de grupos sem a contratação de um lateral esquerdo, nada justifica a manutenção de Fábio Santos e Patric no time titular, ambos podem ser no máximo reservas de qualquer equipe da série A.
    Já em relação ao Elias, já está mais que provado que foi uma contratação aqui vocada, não deu e nem vai dar liga.
    A manutenção de Elias, Fábio Santos e Patric no NOSSO GALO, parece pirraça da diretoria e do Levir com o torcedor. I

    Resposta
  • 2 de março de 2019 em 11:27
    Permalink

    Bom dia, Massa!
    Infelizmente, não temos time, elenco e futebol para seguir adiante na Libertadores.
    Na maioria das jogos, o futebol do Galo no segundo tempo se apaga. Não sei se é o preparo físico ou estratégia para segurar o resultado.
    Saudações Alvinegras,

    Resposta
  • 2 de março de 2019 em 15:00
    Permalink

    E agora? é parar com o mimimi e empurrar o time com tudo. Quem fez esse papel em 2013, os craques ajudaram mas a torcida acreditava e empurrava o time pras viradas. Uma pergunta, os choroes ja adquiriram os ingressos pra gritar e empurrar o time na quarta? talvez nao, reclamar e chorar e mais facil.

    Resposta
  • 2 de março de 2019 em 15:18
    Permalink

    Fora Elias!
    Fora Patric!
    Fora Fábio Santos!

    Resposta
  • 2 de março de 2019 em 16:11
    Permalink

    Discordo do escriba. O Galo não passou da pré Libertadores tranquilo não. Futebol medíocre contra dois adversários fraquíssimo. Levir continua burro e teimoso. Diretoria lenta para contratar. Com esse time, repito, esse time não vai dar. 3 reforços no mínimo. Aí dá.

    Resposta
  • 2 de março de 2019 em 16:44
    Permalink

    Se o Sette renovar com Elias será um atentado a sua palavra de austeridade.,.
    Imagine como Guga deve se sentir como reserva do Patrick?
    Se não reforçar o time , pode esquecer …

    Resposta
  • 2 de março de 2019 em 22:29
    Permalink

    Já que não temos nenhum craque , teremos que jogar com muita RACA , DETERMINAÇÃO E CONSCIÊNCIA TÁTICA. Ir na bola como se fosse num prato de comida , com muita fome.
    EVIDENTEMENTE , É CLARO , NOS LIVRANDO PRIMEIRO DE PATRIC , ELIAS E F.SANTOS.
    RAÇA E DETERMINAÇÃO É O QUE NOS RESTA.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *