Eliminados – A base que não revela – Por: Cris Bastos

Spread the love

 

 

 

O atleticano está contando nos dedos os dias para o primeiro jogo do ano. A expectativa por um 2019 melhor que a última temporada é grande. Por conta da maneira que terminamos o último ano, muitos querem avaliar as escolhas da diretoria que cometeu muitos erros em 2018. Porém, já tem gente trabalhando forte dentro do Atlético, não só em prol do time principal.

A categoria de base estreou o ano no dia 03 de janeiro, na disputa da 50ª Copa São Paulo de Futebol Junior. Com placares pequenos e um futebol simples, o Galinho seguiu invicto na competição até as oitavas de final, sendo então eliminado pelo time do Volta Redonda.

Uma eliminação que acende na cabeça dos atleticanos vários questionamentos. Hora de avaliar o trabalho feito onde deveria ser nossa “fábrica de talentos”. Quem já teve a oportunidade de conhecer a estrutura da base do futebol do Atlético, certamente se pergunta sobre o tamanho do investimento feito ali. A estrutura física e também os profissionais que trabalham em nossa base são com certeza melhores que de vários times profissionais no Brasil. Algumas perguntas precisam ser respondidas:
– Qual foi a última grande revelação da nossa base?
– A transição desses atletas para o time profissional tem sido feita da maneira correta?
Na Copa SP, no time do Galinho, havia atletas que já foram integrados ao elenco principal e, durante a competição, não conseguiram se destacar. Apesar de vermos atletas jovens com aquela banca de boleiro, vemos também um time fraco, com erros de fundamentos básicos e pouca qualidade na troca de passes.

A base do Atlético vem sofrendo sérias críticas em sua política interna nos últimos 10 anos. Acusações graves sobre a pessoa de um já substituído diretor eram feitas e, com isso, veio o rótulo de uma base fraca e sem perspectivas de grandes revelações. Quando Marques assumiu o departamento da base, começaram relatos de uma mudança interna positiva e que certamente a colheita de bons resultados seria consequência. Será que agora, depois de assumir como diretor de futebol do time principal, mais uma vez a base do Galo perdeu sua referência de qualidade? Muitos ex-atletas foram incorporados ao grupo de profissionais que trabalham na base, e algumas pessoas até questionam essa decisão da diretoria.

São muitas perguntas, muitos questionamentos feitos diante de uma eliminação. Mais preocupante que a falta de títulos na base, é a não revelação de novos atletas. As opiniões são diversas, há quem defenda até a extinção da base com a alegação de que, sem revelar, o clube acumula prejuízos. A torcida, muitas vezes acompanhando jogos do time profissional, questiona a qualidade técnica de alguns atletas e pensa: ”não é possível que na base não tenha um menino melhor que esse cabeça de bagre”. Vendo os jogos da Copinha, essa pergunta foi facilmente respondida.
Reestruturar é preciso. Um clube forte, futuramente, precisa ter uma base forte. Que a diretoria, a comissão técnica e os atletas encontrem o caminho de acertos. O Galo é gigante e precisa ser forte e vingador em qualquer categoria. Que os jovens atletas que estiveram na Copinha, mesmo já integrados ao grupo principal do clube, tenham a força e a sabedoria de se reencontrar no caminho do sucesso.

E que o futebol da base do Atlético encontre o caminho certo para revelar nossos futuros craques.

Cris Bastos

Sigam o Fala Galo nas redes sociais:

@FalaGalo13 e falagalo.com.br

33 comentários em “Eliminados – A base que não revela – Por: Cris Bastos

  • 18 de janeiro de 2019 em 07:16
    Permalink

    É Cris, foi no ponto forte! Essa base nossa é fraquíssima.

    Reformulação total é necessária!

    Parabéns pelo texto!

    Resposta
    • 18 de janeiro de 2019 em 09:01
      Permalink

      Obrigada Michel, um forte abraço e viva o Galo.

      Resposta
    • 18 de janeiro de 2019 em 16:53
      Permalink

      Grande Cris Bastos!
      Como é bom ler seu texto, sempre aprendendo e se interessando mais por assuntos que antes pra mim não eram tão relevantes ( sou sincera em assumir isso).

      Desejo todo sucesso , fico feliz pelo Fala Galo estar aqui neste espaço, mesmo sabendo que o Eduardo Ávila e insubstituível .
      Forte abraço guria linda!

      Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 07:49
    Permalink

    1 – Depois da Copinha, alguém realmente acredita que Alerrandro é opção para o time titular?
    2 – Dificilmente entender a renovação de Lucas Cândido . 63 partidas em 6 anos… não é terceira nem quarta opção para a posição .qual o sentido? não seria melhor emprestá-lo ?
    Qual a sua função no Elenco ? Pago só para treinar ?
    3 – o que dizer de Patrick…
    4 – Hulk e Bruninho precisam ganhar rodagem, emprestem e depois de uma temporada deem outra chance .
    5 – por que não negociar Elias? Maior salário e pouca contrapartida. Alivia a folha. Já temos o Blanco.
    6 – Mais um centroavante, lateral esquerdo e um atacante de velocidade .
    7 – Nathan e Leandrinho não deveriam permanecer. Fracos.

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 07:57
    Permalink

    Time de empresários. O Galo deve e é obrigado aceitar esses pernas de pau! Infelizmente não temos o que fazer.

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 08:00
    Permalink

    Bom dia Cris. A base do Galo e pela sua estrutura, deve por obrigação revelar 1 jogador por ano e que possa não só integrar o elenco principal, mas figura entre os titulares. Não acho que a base tem que ganhar títulos, mas não há como negar que eles são importantes, porém, não pode dar vexame contra Voltas Redondas da vida, porque pela nossa estrutura, é no mínimo obrigação passar por times que mal mal tem uma categoria de base. Perder pra clubes grandes e tradicionais que tem estrutura parecidas com a nossa, a gente aí releva, mas passar vexame atrás de vexame não dá. Sobre os Bruninho, Alerrandro, Hulk. O primeiro citado acima, Larghi mesmo falava: nunca decidiu 1 jogo em sua categoria, o segundo, já vive uma vida boêmia (tomara que não acabe igual outros exemplos que tivemos no passado) e o Hulk, quando entrou no profissional , meio estabanado, não a toa Levir o deixou de fora depois do jogo do Ceará. Enfim, se não se reestruturarem o modo de trabalhar com esses moleques, é melhor fechar a porta, destrói o CT e transforma no nosso estádio.

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 08:05
    Permalink

    Bom dia Cris, assisti a todos os jogos do Galo na Copa SP e posso afirmar sem medo de errar, daquele time não vamos aproveitar ninguém, jogadores comuns e sem nenhuma técnica. O Tal Alerrandro só pode ser piada. Hulk e Kevin mostraram porque não tem condição de jogar no time principal, e olha que esse Kevin veio cheio de expectativa. Na saída do André Fiqueiredo, o presidente disse que tudo na base precisaria mudar, e, pelo que se viu nada mudou. No ano de 2018 foram só decepções. Algo muito estranho acontece na base do Galo, é preciso rever urgentemente as “indicações” dos jogadores….. Depois ficamos sustentando jogadores sem nenhum retorno para o clube. Eron e o tal Leleu são casos clássicos, mas existem outros…. Outra coisa que precisa ser explicada é a renovação do Patric, esse “jogador”, não marca, não se posiciona, não passa, não chuta a gol, não faz nada direito e já vai para 10 ANOS de Galo. Foi emprestado para 7 times e sempre devolvido. O que existe por trás disso?
    um abraço

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 08:32
    Permalink

    Bom dia!
    Até que enfim um texto tocando nas feridas.
    Assisti aos jogos do Galinho e o que vi é que Alerrandro é um Carlos bem piorado, esse Bruninho é muita marra pra pouca coisa, e o resto eu nem vou perder meu tempo em comentar. Esses garotos foram empurrados por empresários e o Galo tem que se virar com eles.
    Ah…o tal do Kevin que foi a primeira contratação de Sette há um ano atrás. Eu passei o ano de 2018 todo sem entender porque ele não era acionado no time principal…nessa copinha entendi. Ele é simplesmente horroroso. Cruzcredo nesses moleques!!!

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 09:28
    Permalink

    Concordo 100%.
    O último jogador de frente que subiu e conseguiu marcar um gol foi Carlos, em 2014.
    O último craque de verdade revelado pelo Galo foi Reinaldo/Cerezo nos anos 70 ainda!! (Não falo de bons jogadores, falo de craque, jogador “world class”, tipo Neymar, Marcelo, Thiago Silva!

    Não tem como defender essa base gerida de forma porca! Tem que proibir certos empresários de entrar no CT, tem que transformar em persona non grata! Certo, sr. Helcio??

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 09:38
    Permalink

    Excelente texto, mas se é difícil explicar a falta de êxito tanto nas competições quanto nas “revelações” penso que os empresários comandam tb as bases de futebol. Mas é muito investimento e muito bla bla bla de diretoria. Quando o Marques chegou lá até achei que ia mudar alguma coisa, o que não ocorreu, por alta de tempo ou sei lá o que? Qual a solução????? Bem , pega exemplos de clubes que vem dando certo. Tipo Santos e/ outros fora do Brasil. Não tenho números, mas em termos de estrutura(campos, etc) e $$$ o Santos não deve está acima do Galo. Vi dois jogos do Galinho, tinha jogador que não sabia dominar uma bola no peito cara. Aí não.. Os caras estão ali junto com os profissionais, para né.

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 09:39
    Permalink

    Excelente texto, mas se é difícil explicar a falta de êxito tanto nas competições quanto nas “revelações” penso que os empresários comandam tb as bases de futebol. Mas é muito investimento e muito bla bla bla de diretoria. Quando o Marques chegou lá até achei que ia mudar alguma coisa, o que não ocorreu, por alta de tempo ou sei lá o que? Qual a solução????? Bem , pega exemplos de clubes que vem dado certo. Tipo Santos e/ outros fora do Brasil. Não tenho números, mas em termos de estrutura(campos, etc) e $$$ o santos não deve está acima do Galo. Vi dois jogos do Galinho, tinha jogador que não sabia dominar uma bola no peito cara. Aí não.. Os caras estão ali junto com os profissionais. para né.

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 09:39
    Permalink

    Excelente texto, mas se é difícil explicar a falta de êxito tanto nas competições quanto nas “revelações” penso que os empresários comandam tb as bases de futebol. Mas é muito investimento e muito bla bla bla de diretoria. Quando o Marques chegou lá até achei que ia mudar alguma coisa, o que não ocorreu, por alta de tempo ou sei lá o que? Qual a solução????? Bem , pega exemplos de clubes que vem dado certo. Tipo Santos e/ outros fora do Brasil. Não tenho números, mas em termos de estrutura(campos, etc) e $$$ o santos não deve está acima do Galo. Vi dois jogos do Galinho, tinha jogador que não sabia dominar uma bola no peito cara. Aí não.. Os caras estão ali junto com os profissionais. para né.

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 10:04
    Permalink

    Infelizmente, falta transparência em tudo no Galo. Até na base. Os poucos jogadores que demonstram potencial, se “perdem” no extra campo. isso é falta de acompanhamento psicológico, falta de interação entre o clube e a familia do jogador e por aí vai…..

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 10:06
    Permalink

    Geração REINALDO / TONINHO CEREZO foram os últimos CRAQUES revelados pela base a mais de 40 anos.
    Portanto pode fechar essa Base , pois ela ajudou a Quebrar o C.A.M. Gastar dinheiro para manter uma legião de PERNAS DE PAU não dá. Os empresários é quem mandam e desmanda na Base e lá só fica quem eles determinam.
    FECHA LOGO ESSA HORROROSA DIVISÃO DE BASE. Uma fábrica de prejuízo.

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 10:08
    Permalink

    Bom dia Cris e muito alvinegra ! Para uma equipe que se gaba de ter um dos melhores Centros de Treinamento do mundo, realmente muito pouco. Jeferson foi a nossa última grande revelação, lá se vão cinco anos. Porém penso que esses jovens precisam de minutos em campo. Contratar jogadores como Leandrinho e Nathan (apenas dois exemplos) é tirar um espaço que deveria ser destinado aos jovens como Bruninho. Aí cabe a torcida ter paciência e apoiar, pois alguns nomes como o Nikão foram queimados precocemente. No mais, quero crer em uma temporada produtiva e com um grande título. Saudações atleticanas!

    Resposta
    • 18 de janeiro de 2019 em 15:18
      Permalink

      *Jemerson e não Jeferson. Maldito corretor rs

      Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 10:10
    Permalink

    Bom dia a todos os atleticanos e atleticanas de todos os matizes!
    Ano passado a torcida pedia Alerrandro, Bruninho dentre outros, para jogarem ni time principal! Depois da copa São Paulo de futebol Júnior, alguém terá coragem de gritar seus nomes? Alguém acredita que da base atual virá alguma solução? Quen assistiy ais jogos tem a resposta. Quando encontrou pela frente um “time melhorzinho” perdeu.
    Infelizmente para nós pobres torcedores, que desconhecemos os bastidores do clube, fica muito difícil apontar soluções. Muuras vezes achamos que sabemos o que acontece. Não sabemos. Alguém sabe porque o Patrick esta há 10 anos no GALO? Alguém sabe porque ele foi dispensado do Cruzeiro e o mesmo diretor o contratou no GALO?
    A caixa preta do GALO é hermeticamente fechada. Não sabemos nada e, da atual base não virá nada!
    Torcer sempre mas sem perder a capacidade de julgar!

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 10:22
    Permalink

    Perfeita sua análise! Foi no ponto!
    Com certeza a forma de seleção dos garotos para a base está errada. Recentemente não tenho acompanhado mas há mais tempo acompanhei pessoalmente algumas peneiras. E foi decepcionante!
    Desinteresse dos responsáveis, seleção duvidosa, dispensa de jovens promissores.
    Mudanças na base levam tempo para gerar frutos. Não sei se a turma que lá está agora providenciou as mudanças necessárias. Espero que sim! Há muitos anos que a base do Galo não serve para nada. As ditas “promessas” são normalmente um engodo, fruto de propaganda. Muita marra e pouquíssimo futebol (para não dizer nenhum).

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 10:26
    Permalink

    Excelente texto. Gostaria de ver a diretoria dar uma coletiva e explicar esse fiasco. É certo que poderiam ter ido mais longe, o que não garantiria um time com bons valores, Talvez no máximo um time bem aplicado tecnicamente; e a base tem um bom técnico, então a qualidade dos que vestem nossa camisa deixa muito a desejar. Por isso entendo que nada foi feito.

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 10:39
    Permalink

    Tanto na base como no time titular “existem razões que a própria razão desconhece”. Alerrandro mostrou que é um blefe. Lucas Cândido não existe. Elias, de bom só tem o salário. O Pastor (ou seria Padreco?) não tem qualquer condição de jogar no time do Galo. Patrick? Ora, Patrick. O time do Galinho me lembrou do time que fazíamos na hora para jogar uma pelada de domingo. Rever? 33 anos. É nisso que dá usar empresários e CDs para contratar.

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 10:50
    Permalink

    Está aí o motivo de quase não vermos jogos da base, corre tudo em circuito fechado. Parece que estão escondendo os negócios escabrosos que devem ser realizados com empresários . Afinal qual a última vez que vocês viram um jogo da base na preliminar de um jogo profissional??
    Antigamente conhecíamos e acompanhavamos toda a base, sabíamos quem tinha futuro, e para o jovem atleta já ia se acostumando com a raça tão exigida pela massa.
    Hoje tudo debaixo dos panos. Vergonha.

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 11:34
    Permalink

    Bom dia amigos Atleticanos!!

    Com relação ao texto de nossa colega, sinto-me em condições de fazer algumas observações com relação ao time d copinha, só não assisti ao primeiro jogo:
    – Esse Alerrandro não tem nem cacoete de jogador de futebol, lamento muito não ter a muito tempo mais idade para tentar uma peneira no Galo do coração, se esse cara foi aprovado, eu e muitos outros teriam chances com certeza;
    – O dois laterais esquerdos também não têm a menor condição de jogarem no Galo, isso explica a tranquilidade do Fábio Santos para não produzir nada;
    – Bruninho tem talento e uma preguiça inacreditável para quem quer ser profissional de futebol.
    Os demais não merecem nem análise, grato pela participação, um grande abraço a todos os amigos que têm o Galo no coração!

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 12:56
    Permalink

    Caros,
    ‘NÃO TEM SENTIDO OU A TORCIDA PAGANDO BEM Q MAL TEM?”
    Da incrível competência dos “imprezárus liberais” e EU ACREDITO. Tem um Pablo atacante aí (fim de linha). Ñ é cria, o Galo contratou novo e manteve até 26 anos…Meus caros irmãos, o lendário, último e único gol q o protótipo de atacante marcou nem é registrado. Mas Viana, q tem a ver? Ñ é sério, pega caso isolado ñ. Vc ñ é sério…Patrick, LALAU do bom futebol, contrato renovado, assim como o canastrão Pastor Pipoqueiro, Lucas cintura dura Cândido , cerca cerca Fabíola Santa, etc. Ora, isso é q ñ é sério, vão acrescentar o q?…Pablo era aposta/novo, a idiotice de mantê-lo sob contrato tinha relevância. Mas esses aí e mais uma 6 dúzia do atual plantel?…Quem ñ se lembra do Leleu?..aquele sans-cullotte na foto campeão da LA13. Como foi possível manter um Leleu tanto tempo no NOSSO GALO? Leleu foi campeão da Libertadores, valoriza. Mas o patrick LALAU da Massa, o Pastor PIPOCA, o cerca cerca Fabíola Santa, o cintura dura L Cândido? Ñ tem sentido. Ou, tem sentido manter uma categoria de base q ñ revela ninguém, pelo menos prá colocar pressão nesses sanguessugas q empanturram nosso Galo? Ñ são casos isolados..
    Obs.: A defensiva quase pronta, Douglas Santos tá de bobeira Alemanha.
    Obs.: 7, pela linha de raciocínio desse “Fala Galo”, todo mundo já percebeu q a ligação é direta. Então 7, contrate um centroavante de verdade, manda esse PIPOQUEIRO prego pregar na PQP…Vai ficar faltando pouco.
    Obs.:7, ñ deixe LEVIR CULPI tomar conta, ñ sabe montar time: Patrick é Pé Frio, ñ importa seja cristão, bom sujeito, a situação particular, pai de família, todo grupo. Manda embora presidente…Olha o histórico da enconha…sempre atrasa nosso lado…
    Obs.: Levir, pode ser q vc seja competente, nunca vi…Pegou time de Cuca. Prove sua competência, piadista vc é excelente.
    Vixe Maria? Tem FAMIGLIA Menin bancando, é? Cuidado 7, cuidado, Galo! Entrega tudo, ñ.
    QUEREMOS O BR19, PRÁ CIMA, GALO!
    GALO SEMPRE, ACIMA DE TUDO E DE TODOS!

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 12:58
    Permalink

    Boa Tarde,

    Ontem me adiantei ao tema de hoje e reeditei um desabafo do eis treinador da base do Santos F.C.,
    fiz também no tardar da noite, então, estou reescrevendo hoje.

    “Gostaria de Colar o texto editado no feecebook do treinador do sub 20 do Santos onde ele expõem parte do que acontece dentro das categorias de base das equipes, fazendo assim os leitores poderem ter uma visão da real da situação atual das categorias de base das equipes brasileiras.

    Santos F.C.
    “Último técnico a ter sucesso no sub-20, Aarão desabafa
    Por Eder Traskini| 12 de janeiro de 2019, 18:00

    Sob o comando de Aarão Alves o Peixe chegou até as quartas de final da Copinha do ano passado (Crédito: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)

    O time sub-20 do Santos há mais de um ano não sabe o que é se classificar para a segunda fase de alguma competição. Foram cinco eliminações consecutivas para a equipe: Campeonato Paulista, Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Copa Ipiranga RS e Copa São Paulo de Futebol Júnior. Nesse período, quatro técnicos dirigiram a equipe: Aarão Alves, Rodrigo Leitão, Leandro Mehlich e Emerson Ballio.

    O último treinador a conseguir classificar a categoria para, ao menos, uma segunda fase foi Aarão Alves, na Copinha de 2018, quando chegou nas quartas de final do certame. Filho do craque Manoel Maria, Aarão esteve pressionado desde quando o presidente José Carlos Peres venceu as eleições, que chegou a dizer publicamente que a permanência do treinador dependeria do desempenho na Copinha.

    Entre os oito melhores da maior competição de base do país, Aarão ganhou sobrevida, mas não resistiu muito. Logo em seguida o Peixe acabou eliminado da Copa do Brasil da categoria pelo Figueirense, dentro da Vila Belmiro, e Aarão foi demitido. Desde então nunca mais o sub-20 do Peixe conseguiu uma classificação.

    Após a eliminação do Peixe na Copinha desse ano, Aarão Alves desabafou em uma rede social. Confira abaixo o relato na íntegra:

    “Apesar de tudo fico muito triste, pois ao contrário de muitos que estão no clube eu nasci santista e morrerei santista. Fui ano passado para a Copinha pressionado com declarações do presidente de que minha permanência dependeria dos resultados. Me tiraram seis jogadores titulares da lista no último dia de inscrições. Levei três jogadores sub-15 e alguns sub-17 que não eram badalados e ficamos entre os oito (melhores). Como profissional e santista que sou, não cai e não deixei me envolver em falcatruas. Fui chamado pelo digníssimo gerente de futebol que pedia para eu assinar aprovações de atletas que eu já havia reprovado e eu neguei. Não assinei pois não tinham condições de estar no Santos. Ele me disse que nossa situação estava insustentável e me demitiu. Disse que eu não tinha bons resultados e que ninguém que eu trabalhei subiu ao profissional. No sub-17 cheguei em três finais do Campeonato Paulista consecutivas (13/14/15) e fiquei em terceiro lugar em 2016. Nunca tive vida fácil no Santos. Revelar Rodrygo Goes qualquer um revela, o garoto sempre foi diferenciado. Meu pai já dizia quando o perguntavam sobre o Robinho: quem revelou o Robinho foi Deus, que o deu esse talento, meu pai apenas teve a oportunidade de trabalhar com ele. Vários atletas que trabalhei chegaram ao profissional, mas vida que segue. Sou santista e amarei o nosso clube até o último dia de minha vida.”
    Senhores nossos clubes são refém dos agentes e empresários de jogadores que sem talento são impostos a custas de gordas quantias de propinas, são pessoas periculosas, pois os tais sem talentos tomam as vagas dos prováveis jogadores talentosos, daí, ouvirmos falar sobre uns e outro jogadores que foram dispensados várias vezes até conseguir sobressair, quando não desistem, e assim temos categorias de base horríveis que só são de custo elevado e não revelam ninguém, ou então, vemos jogadores medíocres contratados a peso de ouro, sem nunca ter mostrado por que vieram.

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 13:14
    Permalink

    Boa Tarde,

    Para hoje gostaria de saber o que os Atleticanos acharam do patrocínio de 47 milhões do banco BMG para o Corinthians com o adiantamento a vista de 30 milhões.
    E o nosso galo???

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 13:44
    Permalink

    Quando li no site o titulo da matéria pensei: Show, agora vou abrir a caixa de ferramenta!

    Ai fui ler o texto. Sobrou nada pra eu falar aqui,
    Você falou tudo! Vou deixar esse comentário aqui apenas pra não ficar engasgado!

    A unica coisa que posso acrescentar é: Acho que chegou a hora de se colocar o povo na rua para acompanhar futebol amador pelo estado ou pelo Brasil!
    Tem muita gente por ai que tem bola, mas não tem condições ou até mesmo não considera viável ir ao clube fazer um teste. Ninguém em sã consciência acredita nesses testes de clubes de futebol!
    Todos nós sabemos que esses testes não servem pra coisa nenhuma! 15 min em campo não da pra se fazer nada, e alem disso sabemos que SIM, As peixadas são mais fortes que a qualidade de cada um!
    No campão de terra batida você encontra gente muito melhor! Essas peneiradas você só vai encontrar filhos de pais sonhadores que acreditam que o filho pode ser a salvação da família! Com é claro, algumas exceções!
    Estive uma vez na peneirada do Vasco da Gama no São Januário uma vez. Sem condições nenhuma de se tirar proveito de uma coisa daquela la!
    Milhares de jovens, entrando e saindo do time em campos diferentes onde ficam pouquíssimo tempo no gramado.
    Vale lembrar, quantos craques de futebol passaram pelas peneiras do galo e só foram explodir pro mundo em outros clubes!
    Faça ai o levantamento e assuste você mesmo com a quantidade de CAFÚ que já passaram por aqui!

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 13:50
    Permalink

    Vou dar um exemplo do porquê (um dos motivos) de não se revelar nada da base. Há uma década atrás, tentei marcar testes para dois garotos que haviam sido campeões da copa Itatiaia. Depois de ouvir a engraçada recomendação do Vila Nova (Nova Lima) que eu deveria procurar um time de menor expressão (kkkk é pra rir né), também recebi negativas de Cruzeiro, Atlético (este porque realmente só recebia garotos empresariados) e América (este porque não tinha data). E sabe onde eu consegui marcar os testes? No Grêmio de Porto Alegre, uma semana de testes, com relatório ao final, profissionais ao extremo. E tudo por telefone e e-mail, sem o menor estresse. Talvez seja aí um dos motivos, muito salto alto e pouca bola. Hoje, pra ver perna de pau treinar na base não se consegue, imagina testes. E assim vamos.

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 14:24
    Permalink

    Boa tarde Cris e Fala Galo

    Foi só mudar a postura do blog e vejam só o número de postagens. Parabéns Cris por abordar temas que realmente merecem ser postados. Não queremos saber de sócio torcedor, Atleticaniedade e outros assuntos de encher linguiça qualquer. Queremos debate, queremos discussões (no bom sentido é claro). Sobre a nossa base, a pior pergunta é: como pode um time de séria A com o melhor CT do Brasil e um dos melhores do mundo com vários campos de primeira linha, perder para um time em que os moleques treinam em campo de terra? Futebol não tem lógica é fato, mas salta aos olhos a incompetência reinante na categoria de base, que virou um cabide de emprego de ex-jogadores. Cadê o retorno de tanto investimento? Agora está explicado porque estamos indo ao mercado buscar jogadores, mesmo que as vezes quebramos a cara. Não me preocupou a desclassificação por não ter ganho ou chegado as finais da copa SP, mas me preocupou foi a não revelação de sequer um jogador. Categoria de base é feita para formar jogadores, então a nossa não presta pra nada, manda fechar. O resto é balela. E tenho dito!!!!

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 15:11
    Permalink

    Oi Cris e Amigos, boa tarde!
    Gente, o Galo acabou. As últimas gestões destruíram a Instituição Clube Atlético Mineiro.
    Dentro de campo, não temos mais jogadores diferenciados. Aqueles capazes de decidirem jogos.
    Fora de campo, só dívidas e mais dívidas. Sempre pensando pequeno. E agora virou moda em trazer refugos e apostas.
    Sinto que a temporada 2018, continuará em 2019.
    Finalizando, como um Clube dessa grandeza pode ficar a quase 50 anos sem um título do Brasileirao?
    Saudações Atleticanas,

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 15:50
    Permalink

    Acompanhei os jogos do galinho na copinha…. pelo amor de Deus! Aquele tal de Hulk, que alguns torcedores pedem para ter mais oportunidades é simplesmente horrível. Outra coisa, todos os pseudos talentos da base são marcha lentas (vide- Tchô, Renan Oliveira, Dodô, Bruninho etc.). Porque insistem com jogadores desde o infantil até os seus 20, 21 anos? Essa base do Galo não revela ninguem, e o que é pior, virou cabide de emprego…. Lamentável….
    SAN
    William.

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 18:45
    Permalink

    FECHA A BASE LOGO. SÃO MAIS DE 30 ANOS DE PREJUÍZO E SEM REVELAR NINGUÉM.
    QUANTO À EQUIPE PRINCIPAL , NÃO TEMOS NENHUM CRAQUE , PORTANTO O PREPARO FÍSICO , A APLICAÇÃO TÁTICA , UMA FORTE PEGADA E MUITA RAÇA SERÁ NECESSÁRIO , SOB PENA DE NÃO GANHARMOS NADA NOVAMENTE ESSE ANO.

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2019 em 21:31
    Permalink

    Sinceramente, o atlético deveria fechar toda a estrutura de base!
    Simplesmente fechar, nesse grupo da copinha não vai vingar 1… tds eles irão se tornar atletas que vão rodar clubes da 3 divisão ou pior…
    O alerrandro! Esse infeliz fez birra ano passado p renovar e ter aumento de salário, ok, se fosse um jogador de verdade merecia… mas o abençoado não acertou 1 chute no gol o ano inteiro…
    o atlético tem que ir na Ponte Preta contratar um lateral de 19 anos pq a nossa base não tem 1 lateral descente p subir e ser pelo menos reserva…
    Não quero que revele um Reinaldo, Eder, cerezo, Luizinho… mas pelo menos jogadores que possam subir e ser reservas imediatos.
    É triste falar isso mas a base tem que FECHAR!

    Resposta
  • 19 de janeiro de 2019 em 01:19
    Permalink

    Boa noite… lendo o texto da Cris e os comentários dos amigos fico feliz em saber que meus questionamentos não estão em vão… porém vejo que o grande problema em revelar talentos está justamente na maneira que são feita essas peneiradas e avaliações dos jogadores ….. a centralização dos profissionais dentro do CY onde noventa por cento dos jogadores são de empresários e que dificilmente um garoto oriundo da Várzea ou dos pequenos times do interior realmente tem chance… a nossa Várzea foi esquecida e se pegar o passado é justamente na Várzea que estão os grandes craques… antigamente tinha olheiros espalhados por todos os cantos e hj temos analistas de mercado infiltrados dentro de salas vendo dvd…. antes a mulecada de nariz escorrendo dava trabalhão e esbanjava talento e hoje os meninos de gel no cabelo esbanjam arrogância e não jogam nada… simples… saiam das salas e vão pra beira dos Campos de terra.. lá estão os talentos e não nas academias de futebol geralmente gerida pelos empresários ou investidores do futebol… simples… porém tem que ter coragem!!! Muda futebol brasileiro!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *