Desafio dos 10 anos e do elenco desequilibrado – Por: Stéfano Bruno

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

 

O que o ano de 2009 do Atlético tem em comum com o 2019? Entramos na onda do #challenge10years para pontuarmos um ponto genérico do atual elenco alvinegro em relação ao de 10 anos atrás: o desequilíbrio.

Nessa quarta-feira o Atlético entrou em campo contra o Tombense e foi derrotado por 1 a 0. Em campo, o considerado terceiro time do Galo não demonstrou muita força e alguns nomes demonstraram ser abaixo do esperado.

As “estrelas” do time que perdeu para o Boa Esporte eram Nathan e Leandrinho, heranças do ex-diretor de futebol do Atlético, Alexandre Gallo. Não pela atuação da partida dessa quarta-feira, mas pelo que já apresentaram com a camisa alvinegra, são nomes que agregam pouco ao atual elenco.

2009

Em 2009 o Atlético chegou ao fim de janeiro com as seguintes contratações: Júnior Carioca, Carlos Alberto, Lopes, Diego Tardelli Júnior e Renan. Na ocasião o clube alvinegro iniciou a temporada sob forte desconfiança dos torcedores, que se frustraram com a temporada irregular no ano do centenário do clube. O oásis para os atleticanos era Alexandre Kalil, que assumira a presidência da agremiação em outubro de 2008.

A primeira contratação da “era Kalil” foi o técnico Emerson Leão, anunciado pelo Atlético no dia 14 de dezembro de 2008. Já o primeiro jogador anunciado foi o Júnior Carioca, que se destacou pelo Flamengo entre 2004 e 2007 antes de ser anunciado pelo Grêmio, onde não estava sendo aproveitado.

Júnior Carioca não vingaria no Atlético e deixaria o clube pouco mais de quatro meses depois, para defender o Náutico. Se teve dificuldade para contratar em dezembro, no dia 9 de janeiro de 2009 o Galo anunciou quatro contratações: o lateral-esquerdo Júnior, ex-São Paulo, o volante Renan, que pertencia ao São Paulo, mas estava emprestado ao Vitória, o meia Lopes, que estava no Yokohama Marinos/JAP, e o atacante Diego Tardelli, que estava no Flamengo.

Ainda sobre contratações, o Atlético ainda faria mais 20 anúncios. Listamos todos eles abaixo e, entre parênteses, deixamos o ex-clube do atleta antes de se transferir ao Galo em 2009:

Goleiro: Aranha (Ponte Preta) e Carini (Real Murcia/ESP)
Lateral-direito: Élder Granja (Palmeiras) e Coelho (Bologna/ITA)
Lateral-esquerdo: Wellington Saci (Corinthians)
Zagueiro: Alex Bruno (Portuguesa), Jorge Luiz (Suwon Bluewings/COR) e Benítez (Tigres/MEX)
Volante: Fabiano (Puebla/MEX), Jonílson (Botafogo-SP) e Corrêa (Dinamo Kiev/UCR)
Meia: Carlos Júnior (União São João-SP), Hugo (Tupi), Evandro (Palmeiras) e Ricardinho (Al-Rayyan/QAT)
Atacante: Alessandro (Cruzeiro), Trípodi (Vitória), Júlio César (Atlético-PR), Rentería (Braga/POR) e Pedro Oldoni (Valladolid/ESP)

Além dos jogadores, houve também a troca do treinador. Emerson Leão foi desligado do clube no dia 4 de maio, mesmo dia em que Celso Roth foi anunciado como novo técnico do Atlético.

Sobre a temporada, a equipe alvinegra estreou no Torneio de Verão, uma competição amistosa disputada no Uruguai. Logo no primeiro duelo, derrota por 4 a 2 para o Cruzeiro. Na disputa pelo terceiro lugar o Atlético venceu o Peñarol/URU, por 4 a 1.

O Atlético não ficou com o título do Campeonato Mineiro, competição em que fez 17 jogos, venceu 12, empatou três e perdeu duas partidas – aproveitamento de 76,5%. O certame, porém, serviu para iniciar a trajetória de um novo ídolo dos atleticanos: Diego Tardelli. O atacante foi o artilheiro do Mineiro, no qual fez 16 gols nas 16 vezes que entrou em campo.

Curioso é que, quando chegou ao clube, Diego Tardelli pediu ao Emerson Leão para usar a camisa 11, enquanto Éder Luís tinha preferência pelo número 9, que utilizou no São Paulo na temporada anterior. Entretanto, Leão inverteu a preferência dos jogadores e acabou consagrando mais um camisa 9 na história do Atlético.

Na Copa do Brasil o Atlético quase conseguiu uma virada histórica. Após eliminar o Itabaiana-BA e o Guaratinguetá-SP, o Galo foi derrotado pelo Vitória por 3 a 0, nas oitavas de final da competição. No duelo de volta a equipe alvinegra conseguiu devolver o placar, mas acabou sendo eliminada nos pênaltis após um revés por 5 a 4.

No segundo semestre o Atlético sofreu nova eliminação na disputa de pênaltis. Após dois empates em 1 a 1 com o Goiás, pela Copa Sul-Americana, o time alvinegro foi derrotado por 6 a 5 nas penalidades e deu adeus à competição logo na primeira fase.

No Campeonato Brasileiro o Atlético surpreendeu a maior parte dos torcedores ao chegar e assegurar a liderança da competição por algumas rodadas. Nas 13 primeiras partidas do Brasileirão o time alvinegro somou oito vitórias, quatro empates e uma derrota. Entretanto, nos nove jogos seguintes o Galo conseguiu apenas um triunfo, o que inviabilizou a briga pelo título.

Pior, o Atlético perdeu as últimas cinco partidas do Brasileirão e acabou saindo até mesmo da zona de classificação à Copa Libertadores. Em toda a temporada de 2009 o Atlético entrou em campo em 64 partidas, vencendo 32, empatando 14 e perdendo 18 duelos. Foram 110 gols marcados, 84 sofridos e um aproveitamento de 57,3%.

Um dos grandes motivos para a queda de rendimento do Atlético em 2009 foi o desequilíbrio no elenco. Quando o time comandado pelo técnico Celso Roth necessitou dos reservas, o desnível ficou evidente e a equipe alvinegra acabou não conseguindo somar pontos que foram essenciais para o clube ficar fora até do grupo que se classificaria para a Copa Libertadores do ano seguinte.

O grande destaque, não somente do Atlético, mas também nacional, foi Diego Tardelli, que marcou 42 gols em 56 partidas naquela temporada.

Dez anos depois…

O Atlético inicia 2019 com desconfiança por parte dos torcedores. Até o momento o clube anunciou seis reforços: os zagueiros Réver e Igor Rabello, o lateral-direito Guga, o volante Jair, o meia Vinicius e o atacante Maicon. Além deles, Papagaio, atacante do Palmeiras, certamente vestirá a camisa alvinegra nesta temporada.

Assim como 2008, a temporada de 2018 do Atlético foi de altos e baixos, mas o momento vivenciado pelo clube é outro. Classificado para a Copa Libertadores, o atleticano tem o torneio continental como o maior sonho para este ano.

Aliado a Copa Libertadores aparecem a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro, sendo este último o maior desejo para a maior parte dos atleticanos.

Entretanto, para alcançar qualquer um destes títulos o Atlético precisará contar com mais do que um time competitivo, e sim um elenco equilibrado. Na derrota para o Tombense ficou evidente que tal equiparação inexiste atualmente.

Dois exemplos que podemos citar para tornar este raciocínio mais claro são as “disputas” na lateral esquerda e pela camisa 9. Fábio Santos e Ricardo Oliveira são soberanos em suas posições, independente da qualidade e constância de suas atuações.

Hulk e Patric (este atuando improvisado) são as opções para atuarem na vaga de Fábio Santos, enquanto Alerrandro e Papagaio (este a confirmar a contratação) devem ser à sombra do Ricardo Oliveira no decorrer desta temporada.

Se o Leonardo Silva confirmar a aposentadoria após o Campeonato Mineiro e o Iago Maidana for vendido, Matheus Mancini e Matheus Stockl serão as únicas opções para o banco de reservas, uma vez que Martín Rea ficará sem contrato com o Atlético em junho e não deverá ter os direitos econômicos adquiridos pelo clube.

Na lateral direita, com a iminente venda do Emerson, Guga deve assumir a posição e ter Carlos César e Patric como suplentes. Um equilíbrio é perceptível com os volantes: José Welison, Adilson, Elias, Gustavo Blanco, Jair e Lucas Cândido, além de Neto, jovem promessa. Porém, se o Elias for negociado deixará um espaço a ser ocupado.

Jogador de velocidade? Somente Luan, Chará e Maicon, uma vez que Leandrinho é mais um a ficar sem contrato em junho e que também não deve permanecer no clube. Isso também se o Luan não for negociado pelo Atlético.

Preparem o coração e iniciem as orações. O ano nos reserva forte emoções.

Saudações alvinegras!
Stéfano Bruno / @StefanoBruno07

 

Sigam o Fala Galo nas redes:
falagalo.com.br
@falagalo13

29 comentários em “Desafio dos 10 anos e do elenco desequilibrado – Por: Stéfano Bruno

  • 24 de janeiro de 2019 em 07:43
    Permalink

    Bom dia Atleticanos, ontem o show de horrores voltou com força total e demonstrou que alguns jogadores, por já serem experientes não tem a menor condição de figurar no elenco do Atlético. Como disse o autor do texto de hoje o time não demonstra equilíbrio, os reservas são de uma mediocridade ímpar. Com esse nível de jogadores, nem com reza brava. Enfim, estamos colhendo os frutos das péssimas administrações que tomaram conta do Galo desde 2014 para cá. O que esperar de 2019?

    Resposta
    • 24 de janeiro de 2019 em 09:23
      Permalink

      Bom dia Afrânio!
      Comentário lúcido como sempre!

      Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 08:17
    Permalink

    Bom dia a todos os atleticanos e atleticanas de todos os matizes!
    A copa São Paulo de futebol Júnior nos mostrou o que temos na base. Ontem os Alerrandro e Bruninho “estrelas” que a torcida sempre pede, mostraram tudo que são capazes. Não vou fazer uma análise de cada jogador. É desnecessário. Vivemos os reflexos das péssimas administrações.
    Com esse elenco será possível sonhar com algum título? Vamos nos contentar com um mero sexto lugar no brasileirão novamente?
    TÍTULOS trazem patrocínio forte e valorização da marca.
    Foi RIDÍCULO o que foi visto ontem.
    TORCER SEMPRE SEM NUNCA PERDER A CAPACIDADE DE JULGAR!

    Resposta
    • 24 de janeiro de 2019 em 12:43
      Permalink

      bom dia Alberto , espero que tenha tido um bom natal e entrada de 2019. Como antes estamos antenados e com as opiniões concordantes sobre o nosso Clube Atletico Mineiro. grande abraço

      Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 08:47
    Permalink

    Está precisando de macho que manda naquele clube,porque com aquelas perebas comendo do bom e melhor e jogar daquele jeito que infelizmente perdi meu tempo assistindo foi dificil,e o Goleiro rídiculo errou tudo.

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 08:49
    Permalink

    Bom dia!
    Péssima a escolha de Levir Culpi ontem à noite. No início do ano passado mesmo vimos esse filme de time C. O problema é que o Galo, ou quem trabalha lá, não consegue aprender com os erros. O treinador poderia ter feito uma mescla pra tentar um time mais competitivo. Ele poderia ter colocado por exemplo, Jair e um outro volante mais qualificado, já que parece, estamos bem servidos numérica e qualitativamente nesse setor. Além de Terans e o tal do Bolt, pra vermos se vai sair caldo dessa cana.
    O que não pode é entrar em campo com um amontoado de perna de pau, que já demonstrou não servir para o Galo. Cito, Leandrinho e Nathan, por exemplo.
    Outra coisa, garotos da base tem que entrar esporadicamente no time titular. Se colocar todos juntos num cata cata, queima todo mundo.

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 08:59
    Permalink

    Bom dia colegas ATLETICANOS.
    Um show de horrores ontem da equipe reserva. Está comprovado que a nossa categoria de BASE é fraquíssima e não revela ninguém.
    QUANTO AO TIME PRINCIPAL PRECISAMOS DE UM CENTRO AVANTE E MAIS UM VELOCISTA , ALÉM DE UM LATERAL ESQUERDO.
    O BRASILEIRÃO É OBRIGAÇÃO. ALÉM DE ENTRAR PARA VENCER A LIBERTADORES E COPA DO BRASIL.

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 09:00
    Permalink

    Espero que Sette tenha pulso firme e não se deixe intimidar por pressão do pai de Elias. Afinal o jogador tem contrato até o fim do ano. Ele tem que cumprir e fim de papo. A não ser que o Inter ou outro clube interessado venha e coloque a grana pedida pelo Galo, na mesa, o que eu torço pra que aconteça logo, pois não suporto mais ver esse preguiçoso em campo.
    Não sei se os senhores se lembram, mas quando o Galo tentava a contratação desse engodo, o Pai dele fez declarações dizendo que Elias não vinha para o Galo. Era jogada pra que o Galo desembolsasse uma grana que não tinha, fazendo assim, uma das piores contratações. E agora quer fazer pressão pra o Galo renovar o contrato com um ano de antecedência…faça-me o favor! Se quer sair, que saia e tomara que saia, mas que o Galo recupere pelo menos uma parte da grana jogada fora nesse traste inútil!

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 09:13
    Permalink

    Ate qdo a diretoria vai tratr o galo com tanto amadorismo da vergonha de ver as mesmas burrices todo ano.jogou tres pontos no ralo novamente comprometendo o resultado final do campeonato perdendo as vantagens.decisao idiota e inconsequente.

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 09:32
    Permalink

    Caros,
    É putaria o q vimos ontem. Será q querem mesmo o apoio incondicional da torcida? Aliás, prá quê a torcida? Poizé, queremos muito ser “verdadeiros”, enxergar o céu cor de rosa, as águas do Arrudas cristalinas e os peixinhos respirando sorridentes, enfim quase LULLUzero, dizer q o viés tá certo, tá ôkey, outras mitologias e etc…o texto de hj, prolixo e redundante, quer dizer seguinte resumindo. Q merda q é nossa regra três. De fato, eu q critico o de fato Pipoqueiro Pastor, o cerca cerca Fabíola menina e cia, fico sem moral numa dessa. A pergunta é: e aí? É possível ser “otimista” vendo o q vimos? Tenho a impressão q a lua de mel com o burrinho vai ser tipo “rapidinha”, ejaculação precoce ou punheta mal batida. O q vi ontem foi putaria com o torcedor. Nós ñ merecemos e ñ podemos de forma alguma entrar nos torneios pra ser motivo de chacota. E ñ me venham dizer q o Mineiro ñ vale nada. EU SOU MINEIRO…Sinto muito ser sincero.
    Cara, quem mantem aqueles contratos no nosso Galo, pq esses caras tem q jogar se ñ são dignos?
    Obs.: aí vem aquela turma dizer q é só o começo, q é tudo pro AnoQVem, prá ter paciência, q Levir ñ conhece o elenco e groselhas mil.
    QUEREMOS O BR19. Queremos time. Vamos cobrar desses come quietos esculhambados.
    GALO SEMPRE!

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 09:43
    Permalink

    Não me preocupo com resultado de ontem. Jogamos com o time C ou alguém acha que esses que jogaram ontem são reservas? Talvez Cleiton os demais atualmente nem figuram como reservas nos treinamentos. Discordo do Levi no sentido de que deveria sim levar os reservas para essa partida para termos uma verdadeira noção do que poderiam apresentar os novos contratados. Cleiton, Guga, Maidana, Léo Silva, Lucas Candido, J. Wellisson, Jair, Vinicius, Chará, Alerrandro, Leandrinho. Seria uma forma de treinar os reservas e não colocar os meninos na fogueira. Fala-se muito em usar o Mineiro para Laboratório mas quando ha o primeiro insucesso aparecem os reclamões para cornetar. Só pra citar minha opinião viram ontem, Flamerda, Curica e os demais jogos? Alguns ganharam mais em função de arbitragem que por méritos. Concordo que ainda faltam, LE, Centro Avante, Velocista, que poderiam ser o Lateral do Ceará bom jogador e ainda barato, se vier o Romero e um 9 de preferencia Gigliotti ou Blandi ai sim teriamos uma chance maior de grande titulo esse ano. Quanto ao Elias se o Inter chegar com a grana ou com Potcker passa o rodo se não que cumpra o contrato até o fim. Agora se fizer pirracinha que ele pague ao GALO e assine com quem quiser. Saudações Alvinegras.

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 09:52
    Permalink

    Bom dia. Também não aguento mais esta conversa de que estamos no início do campeonato, o tempo passa e continuam com esta balela. Porque não colocou os reservas, está preservando eles de que, no segundo jogo do ano ? Pode dispensar todo mundo daquele time, exceto o Hélio Jr. Bruninho e o fraquíssimo Alerrandro são muito ruins. Também não temos base p aproveitar.

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 10:00
    Permalink

    Salve massa

    É isso ai Bruno, foram feitas contratações não impactantes porém pontuais. Acredito que a diretoria ainda está procurando um lateral esquerdo (coisa rara hoje no brasil), um centroavante para fazer sombra ao RO, e um velocista para compor o elenco. Certo é que muito se cobra do aproveitamento da base, mas sinceramente este Alejandro é sofrível, e a base não tem correspondido às nossas expectativas. Aliás este é um tema sempre abordado e de difícil explicação. Como pode um clube com a maior e melhor infraestrutura do Brasil revelar tão pouco ou quase nada? Mas o sucesso do trabalho só poderá ocorrer se tivermos continuidade, ou seja, chega da troca de técnicos a cada momento de crise.
    FORA ELIAS!!!!!!!
    Té +

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 10:41
    Permalink

    Entra Ano e Sai Ano, temos de volta ao plantel: Carlos Cesar e Patrick, parece praga. como um time do tamanho do atlético mantém dois laterais de nível tao baixo.

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 10:51
    Permalink

    Embora concorde com todos sobre a atuação de ontem, ouvi todo o ano passado que devíamos colocar os meninos pra serem testados no Mineiro. No primeiro teste já tem corneta. Ô torcida chata.

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 11:10
    Permalink

    Bom Dia! No meu entendimento, o Levir – mesmo sendo defensor do seu trabalho -, foi no mínimo irresponsável, pela escalação do 3º time do CAM no jogo de ontem. Tem alguns jogadores, que não tem as minimas condições técnicas de vestirem a camisa do CAM, como por exemplo Mancini, Nathan, Alerrando, entre outros. Entendo que com a escalação de ontem, Levir transferiu a responsabilidade para o time principal ter que vencer o clássico de Domingo.

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 11:25
    Permalink

    Vira e mexe pedíamos oportunidades para estes jogadores, ontem devia dar para os reservas imediatos, mas tudo bem, valeu o teste agora sabemos que amebas temos no Galo, ontem foi time C, mas para ganhar do Tombense até o time D teria obrigação de fazê-lo, estou bem decepcionado com estes jogadores que tiveram a chance e não souberam aproveitar

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 11:59
    Permalink

    Bom dia a todos!
    Até agora não entendi escalar o time C para essa partida, pois afinal de contas temos um título em disputa e não adianta vir aqui falar que não vale nada, pois é pura balela e com isto as Marias agradecem, uma vez que chegam sempre à frente do Galo neste rural e levam vantagem nas finais e papam o título e ainda zoam o nosso time. Poupar os reservas imediatos pra que? Eles também precisam jogar para adquirir rítimo, uma vez que na hora de substituir os considerados titulares estejam aptos. Infelizmente a nossa diretoria não aprende com os erros, assim como o nosso treinador que também repetiu o mesmo erro do Oswaldo de Oliveira ano passado. Já colocam um time totalmente desfigurado e sabedores que será derrotado com certeza. Ontem se não fosse a pontaria ruim dos atacantes da Tombense, tinha o Galo amargado uma acachapante derrota ainda no primeiro tempo. O que eu vi foi um junta junta, com a maioria de jogadores desqualificados e que não merece sequer fazer parte do elenco. Aposto com quem quiser que de agora em diante não colocam este time mais para jogar e vão correr atrás para recuperar estes pontos perdidos, que vão com certeza fazer falta lá na frente, na hora de levar vantagens nos mata matas. É incrível como consegue repetir o mesmo erro do início do rural do ano passado. Tínhamos tudo para vencer e continuar no topo da tabela, mas eles fazem de tudo para ser sempre o contrário, para depois jogar o clássico pressionado e não podendo perder e o rival disparar. Tenha paciência e pra mim já começou tudo errado mais uma vez botando time C para jogar. Agora aguentam e vão jogar pressionados no clássico, não podendo perder e a diferença aumentar, assim como a pressão. Sou totalmente contra e não venham me dizer que o rural é para fazer teste de jogadores que sequer vão figurar no banco de reservas, com raras exceções. Saudações atleticanas a todos!!!

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 13:12
    Permalink

    Até concordaria botar os jogadores da BASE para jogar , caso eles tivessem algum futuro. A NOSSA BASE A CONTINUAR DESSE JEITO PODE FECHAR , POIS NÃO PRESTA PARA NADA a não ser dar despesa aos cofres alvinegros.
    PRECISAMOS COM URGÊNCIA DE UM CENTROAVANTE , UM VELOCISTA E UM L. ESQUERDO.
    Quem é o responsável por selecionar esses PERNAS DE PAU da BASE.????? DEMITA LOGO.
    Mais um detalhe , com o inútil ELIAS NÃO ganharemos nada esse ano.
    FORA ELIAS JÁ.

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 13:25
    Permalink

    Literalmente.show de horrores.
    Leandrinho, Nathan o Alerrando não são jogadores para o Galo
    Mas o que mais me incomoda, é a diretoria e diretores que trabalham no Galo e não vêem os problemas se repetindo: estão totalmente alienados, apenas preocupados em ganhar seu próprio dinheiro.
    O Levir também falhou em escalar o time, não treinou essa formação e vai direto pro jogo. Com esse elenco de baixíssimo nível, mas espero que aprenda com o que aconteceu ontem, senão fica difícil de apoiar
    Se tem alguém com pulso firme no Galo, pode começar dispensando o time inteiro de ontem, salvo Matheus Mancini e Neto (que estreou ontem), e olhe lá!!!!

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 13:29
    Permalink

    Literalmente.show de horrores.
    Leandrinho, Nathan o Alerrando não são jogadores para o Galo
    Mas o que mais me incomoda, é a diretoria e diretores que trabalham no Galo e não vêem os problemas se repetindo: estão totalmente alienados, apenas preocupados em ganhar seu próprio dinheiro.
    O Levir também falhou em escalar o time, não treinou essa formação e vai direto pro jogo. Com esse elenco de baixíssimo nível, mas espero que aprenda com o que aconteceu ontem, senão fica difícil de apoiar
    Se tem alguém com pulso firme no Galo, pode começar dispensando o time inteiro de ontem, salvo Matheus Mancini e Neto (que estreou ontem), e olhe lá!!!!

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 13:52
    Permalink

    Há tempos eu não via um centroavante tão ruim como este Alerrandro. E ainda se mostra desinteressado pelo joga, não corre , não faz nada.
    Pode fechar a base, não tem nada saindo de lá mesmo.
    Deve ter muita influência de empresário lá na base.

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 13:54
    Permalink

    Boa tarde a todos.
    Sei que a derrota para nós torcedor e muito complicado, alias praticamente impossível de engolir. Então compreendo a razão de tantos comentários, até porque geralmente são de pessoas que costumo acompanhar as postagens e geralmente são assim mesmo, até quando ganha alguns reclama imagina quando perde e da forma que foi. Eu resolvi que não ia criticar e daria um voto de confiança não ao Sette, mais ao Levir pois acredito que é uma pessoa competente e inteligente suficiente pra saber o que ta fazendo, além de tudo e um ” burro com sorte “. Então, ele é o diferencial desse ano para o ano passado. Acredito que teremos uma visão realmente do time no jogo do final de semana. Esse sim é importante e jamais podemos perder assim como primeiro jogo da libertadores. Temos que lembrar que do outro lado também tem trabalho, tem quem quer mostrar serviços e treina junto. Perder com time reserva faz parte e vai acontecer. Isso não é o fim do mundo. Tenho certeza que estaremos na final do mineiro. Não adianta ganhar tudo agora e perder na final. Que seja feito o processo reverso, perder quando poder perder e ganhar quando tiver que ganhar.
    GALOOOO

    Resposta
    • 24 de janeiro de 2019 em 16:39
      Permalink

      Eu não tenho dúvidas que estaremos na final do mineiro. O problema é que vamos entrar em desvantagem, como ano passado, e isso por causa da burrice de ontem em entrar com um amontoado de pernas de pau.

      Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 15:04
    Permalink

    Boa tarde amigos do Galo. É só o que faltava, o pai do Elias botando pressão para o Galo liberar o filho para o Inter. Vejam o que ele diz “Não se trata um jogador do nível do Elias dessa forma. Hoje o que eu diria para o torcedor colorado é de que o jogador quer negociar com o Inter”. Parece que este jogador já acertou com o Inter, por isto o pai está querendo forçar a saída do jogador, tudo bem, é só pagar o que está previsto no contrato e vai com Deus.

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 16:43
    Permalink

    Boa Tarde,

    Excelente o testo e quanto aos comentários, fico com o do LUGALO foi o mais coerente e sem o tal da bipolaridade.
    Ontem tivemos dois momentos inusitados no futebol, o primeiro foi o lançamento de um jovem de 16 anos como o primeiro da sua idade a se tornar profissional, mais cedo, jogou como se tivesse seus 20 e poucos anos, substituiria o Elias e ainda daria de lambuja no bunda gorda.
    E a segunda inédita é uma equipe com 1 jogo na temporada, poupando os reservas.
    Fico pensando… será para o que?
    Será para não se cansarem e depois não querer se levantar do banco no domingo, se precisar de uns 3 deles. É difícil achar explicação, será a viajem ou o treinamento de quarta que são mais importante do que os três pontos.
    Bom esperamos até o domingo.
    Elias, dois anos de infelicidade da massa atleticana, seria muito justo então ficar este ano por aqui bem infeliz na reserva do Blanco, talvez seja este o motivo, o faro do seu agente está sentido cheirinho (Flamenguista) de banco, desvalorização…
    Não concordo com quem falou mal do goleiro Clayton, além de muito seguro ainda demonstrou boa reposição de bola e defesas seguras.
    Quanto ao badalado Bruninho, tome cuidado que o Hélio jogou muito bem nos poucos minutos e ao Alerrandro idem com relação ao Felipe.
    Bom, pada desesperar um pouco os que querem ver o pastor longe, vimos o futebolzinho mais uma vez do Alerrandro e hoje a notícia é de contusão do Papagaio.
    Pois é, “TORCER SEMPRE SEM NUNCA PERDER A CAPACIDADE DE JULGAR!” conforme o Alberto e com nosso matiz de otimismo.

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 21:10
    Permalink

    Acho que é necessário um grande esforço, podendo utilizar até o Marques e o Léo Silva pra tentar convencer o Diego Tardelli a voltar pro Galo. Com essa “cereja do bolo” melhoraria o time e muito. Ele é muito diferenciado e está sem contrato, mas deve ter outras propostas pra permanecer na China, mas era a hora do Marques mostrar pra ele a necessidade que o time do Galo tem da presença dele. Esse time precisa demais de um cara diferenciado como ele.
    Outra sugestão: Oferece ao Ceará, podendo ser por empréstimo, com passe fixado ou não, uma troca entre Dodô e Hulk por Felipe Jonathan, lateral esquerdo deles. Hulk não faz sombra pro Fábio Santos, precisa de experiência e rodagem e o Ceará queria o Dodô por empréstimo. Acredito que seria uma bela troca.
    Galo sempre

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2019 em 21:25
    Permalink

    O MENINO NETO É MUITO SUPERIOR AO BUNDA DE TANAJURA ELIAS.
    PODE COLOCAR O NETO PRÁ JOGAR E MANDAR O BUNDA EMBORA. ESSE PAI DELE É MUITO ENCRENQUEIRO.

    Resposta
  • 25 de janeiro de 2019 em 15:44
    Permalink

    Gosto de seus artigos são bem informativos, vendo que muitas pessoas buscam alguma informações relevantes assim. parabéns.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *