De virada, Galo perde para o Colón na Argentina

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Jéssica Silva
Do Fala Galo, em Montes Claros
20/09/2019 – 1h10

O Galo iniciou sua busca por uma vaga na final da Copa Sul-Americana jogando em Santa Fé, na Argentina. O adversário era o Colón e buscar no mínimo um empate fora de casa era o objetivo da equipe atleticana. O time de Rodrigo Santana saiu na frente, controlou as ações do jogo no primeiro tempo, mas se perdeu na etapa complementar e proporcionou ao adversário a vitória de virada, acumulando mais um revés na temporada.

No primeiro tempo o Atlético foi seguro. Era de se esperar que o time da casa fosse ousado nos primeiros momentos da partida, já que jogava em seus domínios. No entanto, o fato de o Galo ter o controle da situação e jogar com cautela fez com que o ímpeto do Colón fosse quase nulo e qualquer tentativa do time da casa era facilmente impedida pelos comandados de Rodrigo Santana.

Ver o Colón com suas ações anuladas pela frieza atleticana e impossibilitado de jogar a todo vapor fez com que imaginar o Atlético vencendo a partida não fosse algo difícil para o atleticano. O Galo vinha controlando bem o jogo e parecia saber exatamente o que fazer para trazer um bom resultado para casa, chegando até a sair na frente no placar.

Foto: Cantini

Aos 36 minutos, Chará acreditou no que parecia ser um lance perdido e foi premiado com o gol. Elias errou o passe na entrada da área, a bola pareceu voltar ao domínio dos argentinos, mas o camisa 08 do Galo apareceu para mandar a redonda para o fundo das redes do goleiro Burián.

O Atlético era quem controlava o jogo, foi quem saiu na frente e tinha tudo para manter o bom resultado fora de casa. Porém, o time alvinegro se esqueceu de voltar do intervalo e viu o Colón mudar a cara da disputa no segundo tempo.

Na etapa complementar o time argentino era todo pressão. O Colón voltou mais aceso para o restante da partida e chegava com perigo pelo seu lado direito. A melhora dos donos da casa coincidiu com uma caída considerável no desempenho do Galo e daí para frente foi só prejuízo.

Logo aos seis minutos do segundo tempo o Colón igualou o marcador, se aproveitando da bola parada. Quando não se trata de um lance com a bola rolando, prever o que pode acontecer é quase impossível, mas vale ressaltar a falta de atenção do time atleticano no momento do gol de empate e durante todo a etapa complementar, o que com certeza premiou os argentinos com a facilidade em sair para o jogo. Se o Atlético tivesse sido maduro o suficiente para se aproveitar do “susto” de sofrer o empate tão cedo para acordar e voltar a controlar as ações do jogo a história poderia ter sido diferente, mas não foi o caso.

Ver o desempenho de Zé Welison no meio de campo só serviu para fazer a saudade de Jair aumentar. Erros bobos do volante, por limitação técnica ou falta de atenção, proporcionaram ao adversário boas chegadas à área do Galo e a chance de gostar do jogo. Cazares, que deveria ser o diferencial no meio de campo atleticano, fez mais uma partida apagada e também colaborou para o baixo rendimento da equipe.

O Atlético foi recuado ao seu campo de defesa quando o dono da casa decidiu jogar. Relaxar na etapa complementar mesmo após ver sua vantagem ser igualada fez com que o Galo se perdesse na partida enquanto o Colón se encontrava e buscava o resultado positivo, o que não demorou a chegar para os argentinos.

Considerando as circunstâncias da partida até então, o gol marcado fora de casa e a queda de rendimento da equipe no segundo tempo, trazer um empate para Minas Gerais não seria um resultado ruim. Precisávamos da vitória, mas ela foi desconstruída com a melhora do Colón no segundo tempo. Passamos a valorizar o empate, mas ele também não foi o resultado final da partida. Quando parecia não haver tempo para mais nada, Otero, que havia substituído Cazares, foi facilmente superado pelos argentinos e Luis Rodríguez deu a vitória aos donos da casa, marcando aos 40 minutos do 2° tempo. O Galo ainda encontrou tempo para ser sufocado, mas a vantagem de vencer por 2 a 1 era só o que cabia ao Colón na noite de ontem.

LEIA TAMBÉM:
Atlético recusa e Yony González fica distante em 2020

 

Atlético acerta com meia-atacante do Figueirense

 

Atlético contrata meia do São Paulo para o Sub-20

 

Jogar somente durante os primeiros 45 minutos não é o bastante, obviamente. Talvez por ter marcado o gol na primeira etapa e conseguir uma vantagem importante o Galo tenha relaxado no 2° tempo e isso foi o suficiente para que o Colón melhorasse na partida e mudasse a cara do jogo, deixando claro que não existe adversário fácil quando o assunto é futebol. Olhar para o banco e não ver tantas alternativas que possam mudar o rumo da história já é comum por aqui, mas ver que Geuvânio, um jogador que poderia dar mais velocidade a uma partida apagada, não vem sendo utilizado, nem mesmo cogitado, faz com que seja difícil imaginar quais são os objetivos do técnico Rodrigo Santana com suas alterações.

Não é de hoje que a equipe atleticana deixa seu rendimento cair durante as partidas, e essa oscilação não poderia ter chegado em um momento pior, já que estamos cara a cara com a nossa única chance de salvar a temporada e ela parece cada vez mais distante, escapando aos poucos graças a uma série de erros que são cometidos e inacreditavelmente repetidos.

Valorizando o gol marcado fora de casa e o fato de a vaga na final da Sul-Americana ser decidida em BH, o resultado de ontem é ruim, mas não impossível de ser revertido. É claro que acreditar em viradas emocionantes já foi mais fácil para quem veste preto e branco, mas apesar de o desempenho do time merecer o contrário, apoio para que o Galo faça uma partida melhor e alcance a classificação não vai faltar.

Na próxima quinta-feira, também às 21:30, o Galo terá a chance de mostrar um melhor desempenho. Olhando o adversário de igual para igual e enxergando de uma vez por todas que ter um coletivo bem treinado e preparado para compensar as limitações técnicas individuais que ainda temos é o caminho para alcançar bons resultados, o Atlético pode perfeitamente superar o Colón, desfazer a vantagem dos argentinos e chegar à final da competição continental.

Desafogo financeiro, prestígio, vaga na próxima Copa Libertadores e salvação da temporada: o título da Copa Sul-Americana vale muito para o Atlético e para toda a sua torcida, falta apenas que jogadores e comissão técnica demonstrem saber disso através de bons resultados conquistados dentro das quatro linhas. Considerando tudo isso, jogar a toalha nunca foi e jamais será uma opção.

COLÓN 2 X 1 ATLÉTICO

Colón-ARG: Leonardo Burián; Alex Vigo, Guillermo Ortiz, Emanuel Olivera e Gonzalo Escobar; Rodrigo Aliendro, Federico Lértora, Fernando Zuqui e Marcelo Estigarribia; Luis Rodríguez e Wilson Morelo
Técnico: Pablo Lavallén

Atlético: Cleiton; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison; Chará, Elias, Vinicius e Cazares (Otero, aos 21/2°T); Di Santo (Alerrandro, aos 27/2°)
Técnico: Rodrigo Santana

Gols: Chará, aos 35/1°T (Atlético); Morelo, aos 6/2°T, Luis Rodríguez, aos 40/2ºT (Colón)
Cartões amarelos: Franco Di Santo, aos 15/1°T
Motivo: jogo de ida da semifinal da Copa Sul-Americana
Data/ Hora: quinta-feira, 19 de setembro de 2019, às 21:30
Local: Estádio Brigadier General Estanislao López, ou ‘Cemitério dos Elefantes’, em Santa Fé, na Argentina
Árbitro: Alexis Herrera (VEN)
Assistentes: Carlos López (VEN) e Luis Murillo (VEN)
VAR: Nicolas Gallo (COL)

 

LIVE COM ALESSANDRO VINICIUS, MEIA DO ATLÉTICO:

 

GOSTOU? Siga nossas redes sociais. Clique nos links abaixo e fique por dentro dos bastidores do Atlético.

Facebook: facebook.com.br/falagalo13
Instagram: instagram.com.br/falagalo13
YouTube: youtube.com.br/falagalo13
Twitter: twitter.com.br/falagalo13
Site: falagalo.com.br
Edição: 
Edição de imagem: André Cantini 

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

22 comentários em “De virada, Galo perde para o Colón na Argentina

    • 20 de setembro de 2019 em 07:32
      Permalink

      Pior de todos os tempos…
      Se welisson!

      Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 07:19
    Permalink

    Zé welisson, Patric, Fábio Santos, Ricardo Oliveira, Elias, e todos os outros lixos têm que sumir do galo. Bando de medíocres.
    Levem junto o treinador bundão pau mandado, e o presidente desgraçado, esse que vá pro quinto dos infernos. Omisso fdp

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 07:45
    Permalink

    O patrick voltouuuuu ptqp até quando vamos tolerar peste igual ao Cazares de novo andando em campo e o treinador brigou com os melhores reservas Geovane e Luan

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 08:46
    Permalink

    Achei engraçado o aprendiz de técnico falar que estão preparados para qualquer retranca…kkk. É rir pra não chorar. A combinação de jogadores medíocres com um técnico também medíocre (medíocre sim porque vem da base e não da chance a ninguém, e chance que digo é a mesma sequência que dá ha esses medalhões de bosta) da isso que a gente está vendo.
    Abs.

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 09:30
    Permalink

    O pior está por vir, time alternativo contra o Havaí, vão cavar outra derrota. O técnico Rodrigo Santana irá cavar sua própria saída. Falta ousadia ao jovem treinador.

    Resposta
    • 20 de setembro de 2019 em 10:24
      Permalink

      Não vi o jogo. Sexta derrota. Vi os gols. Lance de sorte da bruxa colombiana no gol que fizemos. Já nos dois que levamos pude ver a presença dele…o Patricão da Massa ..sem contar a presença “salvadora” do peladeiro Otero, o intocável Elias, etc, etc, etc…ladeira abaixo…
      Bom dia!!!

      Resposta
    • 20 de setembro de 2019 em 12:39
      Permalink

      Concordo, pois aposto que a intenção de escalar time reserva contra o Avaí deve ter sido tomada há tempos e esse tal time reserva não deve ter treinado junto uma única vez sequer.

      Resposta
      • 20 de setembro de 2019 em 12:54
        Permalink

        O TIME DITO TITULAR JÁ SERIA RESERVA.

        Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 09:35
    Permalink

    Geovânio e Luan descartados por teimosia, logo será demitido como aconteceu com o Levir.

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 10:04
    Permalink

    Concordo. O Luan pelo menos mostra raça. O Geuvaneo não vem tendo uma sequência.

    Resposta
    • 20 de setembro de 2019 em 10:44
      Permalink

      Ontem vi mais uma vez o Galo cometer os mesmos erros. Jogadores sem repertório, Patric sem a menor condição, não consegue fazer uma jogada na linha de fundo, Fábio Santos erra demais e não consegue marcar o adversário de forma efetiva, Zé Welirson coitado, sem comentários. A defesa em geral marca a bola, pois os jogadores do outro time fazem gol totalmente livres. Aliás no segundo gol o Partição corre junto com o Pulga e na pequena área deixa ele sozinho para marcar e vai pra dentro do gol. Uma vergonha. O técnico sem alma, fica ali à beira do campo assistindo ao show de horror. O cazares realmente não brilhou, mas deve ser difícil pra ele jogar com esses caras sem o mínimo de posicionamento campo, onde a bola chega a área adversária e volta para o meio campo do galo sem nenhuma agressividade. Ainda vemos o chara lutando pela a bola, mas quando ganha e corre pra frente, a bola volta pra trás. Infelizmente como atleticano venho aqui dizer mais do mesmo, time medíocre e sem vontade. Tenho esperança que o Galo consiga passar, mas na verdade este time aí não está fazendo por onde merecer nada.

      Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 10:21
    Permalink

    O Resultado é reversível isso é fato, mas esse elenco medíocre e pipoqueiro terá essa capacidade??? a esperança é a última que morre vou torcer muito mas estou puto com essa austeridade BURRA ESSE TIME MEDÍOCRE ESSA DIRETORIA INCOMPETENTE.
    Tá parecendo saco de pancadas só perde PQP!!

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 10:46
    Permalink

    É inaceitável um time de futebol profissional da Série A do brasileiro não dar nenhum, digo nenhum, chute ao gol do adversário em 90 minutos. Este time do Colón jogaria a Série B no Brasil.

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 11:20
    Permalink

    Um time que perde 6 seguidas , tem que cair Presidente, Diretoria , Treinador ( porque técnico não tem a muitos anos).

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 12:47
    Permalink

    Bom dia !

    é por isso que o Luan faz o que quer no Galo ! O cara jogo merda nenhuma, joga 03 partidas boas e já fica fazendo ondinha,biquinho,lob para ir para outro clube ! Vai para o inferno ele toda diretoria e um bando de vagabundo que joga no Galo ! Para os puxa sacos do luan, vão também para o inferno ! A instituição é ! E sempre vais ser maior que qualquer chutador de bunda de vaca que passe por qui ! O cara que ir deixa ir ! Quero ver ser ídolo em outro clube como aqui ! Ps. Não é e nunca foi meu ídolo

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 12:55
    Permalink

    Ontem houve vàrios comentarios,inclusive o meu,de que o colon joga em velocidade pelas pontas e com o fsantos seria uma festa.e nâo deu outra.colocar este cazares depois de tudo que aprontou e deixar Geuvânio no banco è crime!o elias andando em campo e o luan,mesmo fora de forma,nem viajou?eu escrevi aqui que nâo acreditava em vitoria porque:1-com elias e cazares em campo argentino era suicidio;2-a lateral esquerda nao tem ninguèm;3- o pau mandado nâo escalaria dois volantes de contençâo porque o elias nâo sai;3-O GALO SIMPLESMENTE NÂO TEM ESQUEMA TÀTICO!NA MINHA OPINIÂO NÂO È O PAU MANDADO QUE ESCALA O TIME!querem um exemplo?o jair vai jogar duas partidas e voltar a sentir a contusâo ou vai ser suspenso,pois o elias nâo ajuda em nada.e oDi Santo,que a mim deixou boa imprensâo,volta para o banco.vou tornar a repetir:”TROCA DE TÈCNICO QUE AINDA DA TEMPO”(de escapar da serie b).

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 12:56
    Permalink

    OS PRINCIPAIS CULPADOS POR APEQUENAR O GALO SÃO. :
    SETTE CÂMARA FURADA.
    RUIM COSTA FALA MANSA.
    R.SANTANA FALA MANSA.
    DENTRO DAS 4 LINHAS :
    O INSUBSTITUÍVEL “ELIAS” , O EXTERMINADOR DE VOLANTES E TÉCNICOS.
    F.SANTOS , O PERNA LISA.
    R.OLIVEIRA , O BRILHANTINA.
    ISSO PARA CITAR OS TRÊS PRINCIPAIS CULPADOS.
    MAS , É BOM LEMBRAR QUE AS PÉSSIMAS CONTRATAÇÕES DE :
    CHARÁ , O CARANGUEIJO.
    VINÍCIUS , ISSO É JOGADOR DE FUTEBOL.???
    CAZARES , O BOÊMIO.
    M.BOLT , O BARRICHELLO.
    NATAN .
    E OUTRAS PÉSSIMAS CONTRATAÇÕES.
    MUITO AQUI PEDEM JOGAGORES DA BASE , MAS EXISTEM PROBLEMAS :
    1 – OS DONOS DA BASE SÃO EMPRESÁRIOS.
    2- A NOSSA BASE É MUITO RUIM E NÃO REVELA NINGUÉM.
    ESSA É A TRISTE VERDADE DA BASE , NÃO ADIANTA QUERER TAPAR O SOL COM A PENEIRA.
    PORTANTO AS MUDANÇAS NO C.A.M TERÃO QUE SER PROFUNDAS , SE NÃO A TENDÊNCIA É CONTINUAR DESCENDO A LADEIRA DA MEDIOCRIDADE.

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 13:51
    Permalink

    boa tarde massa. os amigalos já disse tudo aqui no blog. e eu vou repetir. fora presidente omisso. fora ruim costa. fora aprendiz de treinador e burro. fora bandos de peladeiros. Elias. patrick. Fábio Santos. pastor pipoqueiro. cachazares. Otero. Nathan. therans.bandos de pipoqueiros. 6 derrotas seguidas e ninguém fala nada. acabou com nosso galo. aff.

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 13:52
    Permalink

    7 CÂMERA está esperando a 7ª DERROTA CONSECUTIVA….

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 20:51
    Permalink

    Boa noite , sobre o Atlético de hoje somente resta a seguinte conclusão: apenas a torcida se salva. Para se ter alguma melhora somente com a faxina generalizada , colocando para fora diretoria, elenco e comissão técnica . Não dá para aproveitar o que está podre

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *