Convenceu: de virada, Galo vence e avança na Copa do Brasil

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Por: Jéssica Silva

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS
Instagram: instagram.com.br/falagalo13
Facebook: facebook.com.br/falagalo13
Twitter: twitter.com.br/falagalo13
Youtube: youtube.com.br/falagalo13

 

PÓS-JOGO FALA GALO: www.youtube.com/watch?v=-X3k8o-GmRc
DE CARONA COM O FALA GALO: www.youtube.com/watch?v=TCqOmAaUB8g

 

Para quem disse que o Galo venceu jogando muita bola no último domingo apenas por ter medido forças com uma equipe inferior, faltará argumentos para contestar a grande vitória atleticana em solo paulista.

Ontem, frente ao bom time do Santos, o Galo fez a sua melhor partida fora de casa até então e venceu com total merecimento. Ao contrário do que muitos esperavam, o Atlético não se absteve de jogar e alcançou a vitória, que foi o que o time buscou durante os 90 minutos.

Se no jogo da ida, em Belo Horizonte, nos faltou gols e atitude, ontem tanto o Atlético quanto o Santos se dispuseram a fazer uma partida franca, a fim de decidir tudo no tempo normal.

A equipe de Jorge Sampaoli saiu na frente rapidamente, aos cinco minutos do primeiro tempo. Seria normal e era até esperado que o time atleticano sentisse o golpe do tento tão precoce, no entanto, a equipe de Rodrigo Santana não se abateu e passou a pressionar o Santos.

Dizer que há uma grande evolução atleticana sob o comando de Rodrigo Santana é desnecessário, mas vale ressaltar a maturidade com que a equipe se comporta hoje em dia, algo que nem de longe acontecia há alguns meses, quando o comandante ainda era Levir Culpi.

Nos primeiros minutos da partida de ontem, o Santos foi ligeiramente melhor. Apostando na marcação alta para impedir as chegadas atleticanas, o time de Sampaoli fez com que o Atlético levasse um certo tempo para entrar de fato no jogo, mas o Galo conseguiu se organizar e se impor, criando mais oportunidades e passando a comandar as ações de quase todo o primeiro tempo.

A bola aérea ainda é um problema para a defesa do Atlético, já que essa é alternativa que os adversários ainda utilizam para tentar nos superar, mas o Galo tem conseguido fazer com que os seus pontos positivos se sobressaiam às suas falhas, construindo bons resultados.

Quando tudo era igual no Pacaembu, exceto o placar, o Galo tratou de fazer justiça com Chará. Mais um gol do colombiano, com uma brilhante participação de Cazares, e o Atlético ia garantindo no mínimo a ida aos pênaltis com o empate.

Encarar o Santos de Sampaoli em seus domínios, mesmo que não se trate da Vila Belmiro, requer muita atenção. O objetivo inicial do Peixe é pressionar o adversário ao máximo, sem permitir que os jogadores rivais sequer respirem.
Tamanha dificuldade abrilhanta ainda mais o que foi feito pelo Galo na noite de quinta-feira.

 

Rodrigo Santana passou muito perto de ter que enfrentar todo o segundo tempo com um homem a menos, após uma falta de Zé Welison render um cartão vermelho para o jogador. Felizmente, o lance foi revisado pelo VAR e o volante foi apenas amarelado.

Controlando o jogo também na etapa complementar, o Galo ia se mostrando insatisfeito com o empate. Levando em consideração a vontade demonstrada pelos jogadores atleticanos, um placar em igualdade e uma disputa de pênaltis parecia inaceitável.

O Santos, não muito diferente do Atlético, não estava no jogo para buscar somente um empate. Apesar de não ter tido um domínio como o dos primeiros minutos da partida, permitia um jogo aberto no Pacaembu.
Com algumas chegadas ineficazes, o dono da casa viu a classificação do adversário ser alcançada porque o Galo fez o que o time de Sampaoli não foi capaz de fazer: aproveitar as oportunidades.

Em bom contra-ataque, Elias lançou Cazares que, mais uma vez, serviu Chará o deixando livre para marcar seu segundo gol no jogo, o segundo do Galo, o da classificação.

A sintonia entre dois dos “gringos” do Galo contra o Santos foi a protagonista dessa noite de classificação merecida.
Cazares, inclusive, além de servir Chará, dominou o meio de campo e deixou outros companheiros na cara do gol em outras oportunidades.

Se a bela atuação de Chará no ataque tem como ponto positivo a responsabilidade pela nossa vitória, tem também o ônus de nos mostrar que quem deveria assumir a postura de homem de frente destoou mais uma vez do restante da equipe.

Ricardo Oliveira foi mal novamente. Qualidade não falta ao Bom Pastor, porém, o jejum de gols e as oportunidades perdidas fazem com que toda a Massa Atleticana queira vê-lo no banco, para dar lugar a Alerrandro.

Quando ainda precisávamos do gol da virada, o camisa 9 perdeu uma bela oportunidade cara a cara com o goleiro, ao chutar a bola em cima do arqueiro santista. Lances como esse me fazem pensar onde Ricardo Oliveira esconde toda a sua experiência no futebol, já que às vezes demonstra não ter maturidade alguma em momentos decisivos.

Alerrandro pede passagem justamente por agir com a atitude e a esperteza que um centroavante precisa ter, brigando pela bola e não deixando de balançar as redes quando é bem servido.

Insatisfação individual à parte, a vitória com “V” maiúsculo construída pelo Galo deve ser muito comemorada. Vencer o Santos em São Paulo ontem não serviu apenas para nos classificar, o triunfo representou com louvor a grande mudança que acontece no Atlético dentro das quatro linhas.

O Galo era uma equipe desorganizada, imatura, sem vontade de vencer e até acomodada há pouco tempo. Hoje podemos esperar entrega, organização e um time se postando da melhor maneira que pode, da defesa ao ataque.
Ainda temos limitações, é verdade, mas este é um problema que pode ser facilmente resolvido com a provável vinda de reforços.

Rodrigo Santana demonstra a cada partida que seu futuro como técnico (e quem sabe o presente) certamente será brilhante. Com paciência, sabedoria para trabalhar com o que tem e uma visão privilegiada de futebol, o jovem treinador fez com que o Galo mudasse da água para o vinho, mesmo com pouco tempo de treinamento efetivo.

Pela primeira vez na história, o Galo eliminou o Santos em um mata-mata, com a ressalva de ter encarado uma formação ofensiva do time da Vila, que joga um bom futebol hoje em dia, sob o olhar atento de Jorge Sampaoli.

Aos poucos o Galo vai recuperando o respeito que vinha sendo deixado para trás. Daqui para frente, muito dificilmente o Atlético não será visto como uma equipe cascuda, que traz reais dificuldades aos adversários e isso se deve ao trabalho do nosso jovem professor, Rodrigo Santana.

No fim das contas, enfrentar de cara um adversário difícil pela Copa do Brasil fez com que o Atlético mostrasse a que veio. Hoje estamos no caminho certo e a temporada 2019 pode não estar perdida.
É no aperto que o Galo canta mais alto, nos fazendo cantar também, com a crista riscando o céu e o peito cheio de orgulho não só por vencer, mas por convencer a quem quer que duvidasse.

 

FICHA TÉCNICA: Santos 1 x 2 Atlético

Data: 06 de junho de 2019 (quinta-feira)
Horário: 20h (de Brasília)
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo (SP) Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ) Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Michael Correia (RJ)
Gols: Gustavo Henrique, aos 5 minutos do primeiro tempo, Chará, aos 37 minutos do primeiro tempo e aos 38 do segundo. Amarelos: José Welison, Adilson e Fábio Santos, do Atlético-MG; Lucas Veríssimo e Soteldo, do Santos.

SANTOS: Éverson; Lucas Veríssimo, Aguilar (Jean Mota) e Gustavo Henrique; Victor Ferraz, Jean Lucas, Diego Pituca e Jorge; Sánchez (Soteldo), Marinho e Uribe (Eduardo Sasha).
Técnico: Jorge Sampaoli.

ATLÉTICO: Victor; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison (Adilson, aos 17/2°T), Elias, Luan (Geuvânio, aos 30/2°T), Cazares e Chará; Ricardo Oliveira (Alerrandro, aos 21/2°T)
Técnico: Rodrigo Santana

 

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS
Instagram: instagram.com.br/falagalo13
Facebook: facebook.com.br/falagalo13
Twitter: twitter.com.br/falagalo13
Youtube: youtube.com.br/falagalo13

 

PÓS-JOGO FALA GALO: www.youtube.com/watch?v=-X3k8o-GmRc
DE CARONA COM O FALA GALO: www.youtube.com/watch?v=TCqOmAaUB8g

Angel Baldo

Mineiro de nascença, Paulista de criação! Fanático pelo Galo e pelo Fala Galo! Apaixonado pela minha família e Deus, o resto é mimimi!

12 comentários em “Convenceu: de virada, Galo vence e avança na Copa do Brasil

  • 7 de junho de 2019 em 07:58
    Permalink

    Meu Galão voltou, meu Galão voltou!!! vamos curtir muito essa vitória!!
    Estamos nas oitavas da Sul Americana, nas quartas da Copa do Brasil e vice líder no Brasileirão estamos vivos em tudo, vem a parada da Copa oportunidade de treinamento e trazer reforços podemos ter um ano maravilhoso se a diretoria acreditar e investir nesse time.
    É fechar com esse time e apoiar 100% até o final do ano, eu não critico mais o time até o final do ano é uma trégua aos pipoqueiros e ontem o Cazares fez o que esperamos dele não pipocou e jogou demais, o cara é diferenciado se ele colocar a cabeça no lugar e focar nos títulos ele pode nos ajudar muito.
    Vai Galão, te amo Galão!!

    Resposta
  • 7 de junho de 2019 em 08:54
    Permalink

    É hora do grupo fechar e não subir no salto alto. O galo tem tudo para bater qualquer time brasileiro ou estrangeiro se jogar o que jogou ontem contra o Santos. Ricardo Oliveira é uma peça que precisa se enquadrar no esquema. Vai Galoooo!

    Resposta
  • 7 de junho de 2019 em 09:00
    Permalink

    Galãoooooooo da massa!
    Rodrigo Santana arrebentou, o Patricão arrebentou, o time todo arregassou!

    Resposta
  • 7 de junho de 2019 em 09:38
    Permalink

    Bom dia!
    Muito feliz coma vitória do galo ontem! A esperança voltou, mas com os dois pés firmes no chão. Pela primeira vez ontem, caso o galo tivesse perdido o jogo, eu não lamentaria muito, pois houve entrega de todo o time, e é isto que somos: raça e coração! Há um longo caminho pela frente e mudanças ainda precisam ocorrer, estejamos vigilantes e cobrando desta diretoria atitude. Faltam reforços para qualificar o elenco, pois as competições são muitas e se tornam mais difíceis a cada rodada. Sobre o técnico, antes achava que precisávamos de um cara mais cascudo, mais experiente, hoje não tenho tanta certeza, pois o Rodrigo Santana tem feito um bom trabalho até aqui.

    Resposta
  • 7 de junho de 2019 em 10:16
    Permalink

    Bom dia Jessica e demais colegas. É interessante como uma boa vitoria muda a opinião dos cornetas de plantão. Outro dia voce só ouvia, o Rodrigo não tem pulso, precisamos de alguem experiente, como se os que por aqui passaram não fosse, fora Cazares, fora Patrick, Fora Elias , o time não corre, não tem raça e por ai vai. Nada como um time organizado e determinado para ver que organização e determinação são tudo na vida. Voce consegue muitas coisas com isso. No caso do futebol, para se ter isso, voce precisa de alguem que seja capaz de fazer isso e de um grupo que compre a idéia. E nessa toada estamos vendo o Rodrigo se transformar num verdadeiro Alquimista e ver que não faltava raça e nem que o que temos era tão ruim assim, até o Patrick se transformou e esse em particular merece todos os loros pela força mental que tem. O Unico senão é nossas peças de reposição que não temos e nessa parada se a diretoria quiser algo mais, sera hora perfeita para ajudar o Rodrigo em seu processo de transformar metais pesados em Ouro.

    Resposta
  • 7 de junho de 2019 em 10:25
    Permalink

    Não pude assistir o jogo ontem, mas ante aos comentários, volto a ter esperança nesse time, coisa que havia perdido. Estou ansioso por ver a reprise do jogo, a fim de constatar a evolução do meu Galão querido.

    Resposta
  • 7 de junho de 2019 em 10:32
    Permalink

    bom dia Jéssica silva e massa. meu coração quase parou aqui ontem em Portugal. rsrs.que Vitória épica do nosso galo. de tantas vezes critiquei o Patrick ontem jogou muito. mas continua nas críticas ao pastor pipoqueiro e Fábio Santos que falham muitos. o pastor pipoqueiro falhou um gol na cara do goleiro. mas vamos reforçar diretoria urgente. parabéns ao cazares e chara Grande jogos fez. direto de Lisboa. vai galooo.

    Resposta
    • 7 de junho de 2019 em 15:09
      Permalink

      Já bati demais na coluna.
      Eu dizia que temos time. Sou fã do Levir mas ele errou demais dessa vez.
      Agora vou mudar minhas críticas à torcida chata. Nos precisamos de volantes que não deixem a zaga tão exposta. Se chegarem eu acredito no título do Brasileirão

      Resposta
  • 7 de junho de 2019 em 16:35
    Permalink

    Boa Tarde.o problema nao e contratar mais volantes e sim posicionar os volantes.temos dois,ze e Adilson mas eles tem que ficar guarnecendo as subidas dos laterais.com isto ganhamos em ataque pois o atacante,exemplo Chara, nao precisa voltar tanto para marcar.e a formula que todos os times usam.mas tem que tirar o pastor.revolta a sua apatia.e quqnto a elias e fs eu continuo com a mesma opiniao,eles tem que sair.

    Resposta
  • 7 de junho de 2019 em 17:09
    Permalink

    CAMaradas,

    Matei aula para ver o Galo.
    Esperançoso, aproveitei o tempo chuvoso e a ventania que atacou Salvador, Bahia, para sentar de frente para TV, ouvir o chato do Bob Faria e sua turma. 🙁
    Na escalação do nosso Telê Santana, digo Rodrigo Santana, lá estava o pastor! 🙁
    Não deu tempo nem de abrir a primeira lata de cerveja e o gol do Santos! 🙁
    Logo passei a criticar os de sempre, ou seja, o Fábio Santos, Patric e o pastor. 🙁
    Fabio Santos tem que sair do time, sim!
    Patric irrigou sua horta com humildade e já colhe frutos.
    Ao pastor, um abraço e até nunca mais!
    E o jogo rolando, eu já armado com o copo cheio e esperando…esperando e esperando…….
    Contentava-me com o empate,uai! Quem tem Victor é garantia de pelo menos uma defesa. 🙂
    E o jogo rolava…… Correria do Santos e a cara do San Paoli passou a não assustar mais e o Galo tomando corpo.
    Ronaldinho Gaúcho fez um lançamento mágico para Chara!
    Não foi Ronaldinho?
    É, o bruxo não joga mais no Galo.
    Então, foi Casares????
    Que passe! 🙂 Que belo lançamento! 🙂 Que visão de jogo! 🙂 Que magia! 🙂
    Mas, já vi Reinaldo fazer isso tudo e muito mais com nossa camisa, amigos!
    Chara o nosso Paulo Isidoro de 2019! 🙂
    Abro outra lata de cerveja, pois, nas penalidades temos vantagem! 🙂
    Para o segundo tempo os LOUCOtores anunciaram que o Santos estava mudando um jogador no time.
    pensei, Alerrandro vai entrar! 🙂
    Não! 🙁 🙁
    Rodrigo Santana nada mudou e Galo era o mesmo. 🙁 Logo comecei a reclamar pelas redes sociais! 🙁
    Cartão Vermelho! 🙁 Vermelho que o VARgabundo corrigiu, amém!
    Fico imaginando se fosse contra o Palmeiras, Corinthians, Flamengo, Fluminense e os de sempre, se o VARganbundo teria chamado o José Robei o Galo para rever.
    Não era o José Roubei o Galo que apitava ?
    Mas era mais um dos atores plim…plim… no papel de juiz, sô!. 🙁
    A trama é a mesma e a novela é interminável desde 1977. 🙁
    No frigir dos ovos, logo vi que o Santos está sem moral com a CBF, TJD e a Globo e justiça foi feita. Bom sinal, já que nas penalidades máximas a vitória do Galo é certa, esperançoso! 🙂
    Bola rolando e o Santos faz mais uma troca e o Rodrigo Santana faz a sua, mas não é o Alerrandro que entra é o fraco Adilson. 🙁
    De repente, Ronaldinho Gaúcho faz mais um primoroso lançamento para o Jô! 🙂
    Meu coração disparou e Jô chutou nas mãos do goleiro Everson! 🙁 🙁 🙁
    Comecei a xingar o pastor de tudo quanto é nome! 🙁 🙁
    Pera! 🙁
    O Jô não é pastor e quem deu o dízimo para ele fazer foi o Casares, sô!
    Vou parar de beber durante os jogos do Galo, uai! 🙁
    Logo vi Telê Santana conversando com o Dario na beira do gramado! 🙂
    Ops! Não é Telê Santana e nem é o Dario? 🙂
    Mas é tudo igual, sô!
    E eu nem estava na terceira lata!
    Vou parar de beber nos jogos do Galo!
    Imaginando, estou em Salvador e deve ser por isso que a saudade com cerveja deixa o atleticano mais tonto! 🙂
    Finalmente, Alerrandro entra, amém! 🙂 🙂 🙂
    O Santos estava igual a Neymar no quarto, afobado.
    O jogo rolando e…e….e…e…e… Ronaldinho Gaúcho recebe, olhadinha mágica para quem e lança para Paulo Isidoro que faz e o meu grito de Goooooooooooooooool, Pimmm (censura), saiu como um berro! Deve ter sido ouvido até no último andar! 🙂 🙂 🙂
    Achando pouco, corri para a janela e gritei bem aaaaaalto!
    Gaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaalo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! 🙂 🙂 🙂 🙂 ) 🙂
    Até as luzes lá das ruas piscaram como resposta!! 🙂 🙂
    Amor, o Galo virou!
    Ela já estava dormindo. Não percebi que todas as minhas mulheres já estavam no sono e eu gritando pelo apartamento, no prédio e acordando toda salvador! 🙁 🙁
    Amanhã a síndica vai reclamar! 🙁
    Mas e daí! 🙂
    Não foi o Ronaldinho Gaúcho?
    Foi Casares Gaúcho!!!
    Não foi Paulo Isidoro?
    Foi o Chara Isidoro! 🙂 🙂
    Não foi o Olímpia?
    Foi o Santos!
    Para o atleticano tudo debaixo do sol é uma só História! 🙂

    Obrigado, Senhor!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *