Cobertor curto – Libertadores sem reforços – Por Silas Gouveia

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Cobertor curto – Libertadores sem reforços

Há um dito popular que remete à dificuldade de sobreviver quando se tem poucos recursos e se encontra em situação desfavorável: “o cobertor é curto!”.
A expressão nos indica que, quando se está com frio, busca-se um cobertor para aplacar a falta de conforto e até mesmo por uma questão de sobrevivência. Acontece que nem sempre o cobertor disponível atende às necessidades do usuário que, por vezes, por falta de opção melhor, se satisfaz com um cobertor menor que sua estatura. Desta forma, há se se escolher quando está se utilizando desta peça, se você cobre a cabeça ou os pés. Os dois, definitivamente, não é possível.

Pois bem! Esta é a atual situação do Galo quando se pensa em reforços ou jogadores a serem contratados para completar seu elenco. Com os poucos recursos disponíveis, fruto das péssimas e até mesmo temerárias gestões anteriores que gastaram mais do que podiam e, na maioria das vezes, se utilizaram de recursos que sequer possuíam (antecipação de receita), ou de empréstimos bancários nem sempre insuspeitos, o clube se encontra hoje em uma situação que também pode ser remetida a outro dito popular: ”vender o almoço para pagar a janta”.

Com tudo isto e ainda pagando as contas de um primeiro ano de gestão com inúmeros erros e apostas equivocadas, em que vários jogadores foram trazidos para o clube, teoricamente sem custos, mas que ao longo dos meses se revelam altos investimentos fracassados, como tem sido o caso de atletas como Leandrinho, Nathan, Réa e Denilson dentre vários outros, o Galo vai agora atropelando o mais simples pilar de uma instituição que seria o planejamento estratégico, ter que correr ao mercado em busca de peças para compor seu limitado elenco. Estamos falando de buscar um lateral esquerdo, talvez mais um meia e de um atacante que atue pelos lados do campo.

Ao que parece se esqueceram que havia um prazo regulamentar para inscrição de novos atletas na Libertadores 2019. Mais precisamente, o Galo teria até o dia primeiro de março para apresentar os nomes e toda documentação destes atletas para que fossem viabilizadas as novas inscrições que, no caso do Galo, ainda poderiam ser de mais 5 atletas. Seria absurdamente impensável inscrever atletas como Leandrinho ou Martin Réa, sabendo que seus vínculos terminam no meio deste ano e que uma renovação seria como assinar um atestado de incompetência.

Os nomes de laterais esquerdos que ouvimos ventilar na imprensa ou nas redes sociais não empolgam em nada. Pelo contrário, a maioria seria melhor nem pensar em trazer, pois são muito mais próximos de casos como os citados anteriormente do que alguns que trouxeram este ano. Geferson e Ailton Ferreira foram descartados imediatamente após serem oferecidos, pois são fraquíssimos. Esta é uma posição onde há carência mundial e não haverá boas peças disponíveis no mercado, sem que haja um investimento relativamente alto. Esperar que um atleta desta posição seja oferecido e tenha baixos custos, imaginando ser uma boa aposta, é difícil de entender. Por isto há o receio de que seja apenas mais um, entre tantos, a ajudar na sangria dos cofres do clube, promovendo mais atrasos de salários sem, contudo, ajudar na solução de seus problemas naquela posição.

Felipe Jonathan do Ceará, custaria cerca de R$ 5 milhões (ou R$6 milhões de multa) mas o Santos chegou primeiro. O Galo chegou a oferecer pagamento à vista, o que poderia ajudar em sua decisão, mas o Santos teve bons argumentos e resolveu que iria pagar a multa para levar o atleta. Acontece que dois fatores poderão fazer com que este negócio entre Santos, Ceará e o atleta, acabe por não se concretizar.
O Santos está com problemas financeiros e o clube acabou sendo eliminado da disputa da Sulamericana, fazendo minguar ainda mais a já debilitada situação de arrecadação financeira do clube. Sem vitrine e sem o dinheiro que deveria ter sido pago há uma semana atrás, o Ceará busca na justiça o retorno do atleta, sendo assim, o Galo poderia ser beneficiado com isso.

O também lateral esquerdo, Santiago Arzamendia, que inclusive fez parte de uma lista de sugestões de bons atletas a serem negociados pelo Galo, redigida pela equipe do Fala Galo e enviada ao diretor de futebol do Galo, o Marques, também foi tentado pela direção do clube, que teria oferecido cerca de US$3 milhões para tentar compra-lo junto ao Cerro, coincidentemente nosso primeiro adversário da fase de grupos da Libertadores 2019. Entretanto, a oferta teria sido considerada pequena pelo clube paraguaio e o atleta, apesar de insatisfeito com o resultado da negociação, continua no clube.

O outro nome é do Júnior Tavares, ex- São Paulo e atualmente na Sampdoria que pretende devolvê-lo ao clube brasileiro por conta das seguidas lesões que tem sofrido. É também um nome comentado pela imprensa, contudo, um pouco menos provável pelos motivos citados. Além disso, o atleta tem histórico de confusões extra campo.

Ángel Romero teria acertado salários e tempo de contrato com o Galo, o Corinthians chegou até a providenciar sua inscrição na Sul-americana. Contudo, também por questões salariais (o atleta quer reajuste de salário em dólar), a diretoria do Corinthians mais uma vez se afastou dele. Mas não o libera para outro time antes do vencimento de seu vínculo com o time do Parque São Jorge, o que ocorre apenas em julho de 2019.

O volante Jobson é outro nome que foi ventilado para a fase de grupos, mas deverá chegar só após o Campeonato Paulista.

Enfim, apesar de concordar com a premissa de que devemos ter os pés no chão e não endividar ainda mais o já combalido caixa do clube, o que temos visto da atual administração tem sido um monte de vai-e-vem e um diz-que-disse e não disse, sem fazer nenhum jus ao discurso de austeridade tão fortemente apregoado pelos dirigentes. Há falta de dinheiro, claro. Mas há também um engessamento nas negociações e uma falta de visão de futuro. E não se trata de se endividar buscando nomes de peso, mas tão somente se reforçar para a mais importante competição do continente e a que mais retorno financeiro poderá trazer ao clube.

Iremos para a fase de grupos da Copa Libertadores com mais cinco inscritos. Todos eles que já estavam no clube; Hulk, Nathan, Neto, Daniel Penha e Rafael Papagaio tiveram seus nomes em uma lista enviada para a CBF que encaminha à Conmebol. Tomara que não atrasem novamente.

A verdade é que o Galo ainda gasta muito e mal. Não é este o princípio da austeridade e não há um horizonte mais firme e promissor à frente em curto ou médio prazo. Algumas escolhas da diretoria ainda não se justificaram e as contratações feitas até aqui, com exceções, é claro, ainda não mudaram muito o nível da equipe, fazendo a gente projetar um ano em que mais uma vez não devemos alimentar muitas esperanças de títulos, embora todos nós sempre sonhemos com eles. Talvez um torneio mata-mata possa nos salvar.

Mas quando o Galo precisa ir ao mercado para fazer frente aos grandes elencos de clubes brasileiros e ganhar ao menos uma chance de maior sobrevida nos torneios mais atrativos financeiramente falando, é que o dito popular logo faz seu efeito e a gente se reaproxima de nossa triste realidade: o cobertor é curto!

Por: Silas Gouveia
Acessem: www.falagalo.com.br

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

22 comentários em “Cobertor curto – Libertadores sem reforços – Por Silas Gouveia

  • 1 de março de 2019 em 09:15
    Permalink

    Não exagere. Os jogadores que o Galo tem, são iguais ou um pouco inferior por exemplo ao Palmeiras. Se compararmos ao Cruzeiro, o nosso time é superior. Ao grêmio é melhor, sendo que a diferença é Renato Gaucho que é melhor que Levir que parou no Tempo. Algum destes times tem um Cazares habilidoso? Não tem. Sobre as dívidas, essas ai vieram das décadas passadas. Agora sobre os erros da diretoria, é normal, todas as diretorias erram. Boa parte dos seus comentários te dou razão, mas sempre com interpretação duvidosas.

    Resposta
  • 1 de março de 2019 em 09:20
    Permalink

    Como diz o lema do esporte “o importante é competir” e torcer muito pra melhorar…Saudações.

    Resposta
  • 1 de março de 2019 em 09:54
    Permalink

    Bom dia!
    Nem entendo porque Nathan foi inscrito pra fase de grupos da Libertadores.

    Nem entendo porque se fala em renovação contratual com o caro e que nunca deu retorno algum, Elias.

    E o Marques, hein…alguém viu?

    Resposta
  • 1 de março de 2019 em 10:03
    Permalink

    Bom dia Silas e a todos os atleticanos!

    Triste realidade!!
    Será que a falta de grana não se soma ao amadorismo desta diretoria? Numa competição como a libertadores, o clube tem por obrigação qualificar o seu plantel antes, se almeja chegar a uma final. Desde o ano passado todos nós já sabíamos que o galo não tem time pra ganhar títulos, ainda mais uma libertadores sem fazer investimentos. As deficiências são conhecidas desde o ano passado, mas teimam, diretoria e comissão técnica,em não resolver. Será que eles não acreditavam que o galo chegaria a fase de grupos? A falta de grana não é um problema exclusivo do galo, mas o que se joga fora de dinheiro em contratações medíocres, justamente pelo amadorismo desta diretoria não é brincadeira. Soma-se a isto a insistência do treinador em manter no time peças que não correspondem, e que nunca deveriam ter vestido a camisa do galo, simplesmente porque se auto denomina um burro com sorte. Só que sorte acaba e no final só resta a competência de quem realmente se preparou para vencer a competição…!

    Resposta
    • 1 de março de 2019 em 21:07
      Permalink

      Boa noite Paulo e obrigado pelo comentário.

      Até acho que a diretoria tem mudado seu estilo e tentado acertar. Mas o fato é que os erros do ano passado está nos custando caro ainda. Temos um bom time, mas não temos elenco. Estamos tentando descobrir os motivos da inscrição do Nathan, tendo em vista que seu contrato vence em junho deste ano. Será que irão prorrogar ou renovar seu contrato?

      Resposta
  • 1 de março de 2019 em 10:04
    Permalink

    Bom dia massa. Para mim falta de profissionais na direção do galo. Se não tem dinheiro porque não fazer um troca do peladeiro do Elias por Romero do gambás. E estão querendo renovar com Elias está diretoria pensam muito pequeno. O marques como diretor está se saindo como o GALLO. Daqui a pouco renovam o contrato com patrick e Fábio Santos para fechar o amadorismo. Porque os gambás. Marias e Santos estão falidos e contratam jogadores com qualidades. E para piorar escrevem o péssimo Nathan na libertadores. Eu repito estamos no mesmo caminho de 2017.2018.aja amadores. Vai galooooooo.

    Resposta
    • 1 de março de 2019 em 13:00
      Permalink

      Pois é Joaquim, inscrevem o LIXO do Nathan e deixam Alessandro Vinícius de fora. Renovam com o LIXO do Patric, e agora vão renovar com o MERCENÁRIO do Elias. O Felipe Jonathan dando sopa, a multa era uma merreca comparado ao que pagaram no Chará ou mesmo no Igor Rabello, e deixam o Santos levar. Agora temos que aturar a AVENIDA Fábio Santos fingir que joga futebol. Agora é rezar pra contratarem o Arzamendia logo, ou pro Santos dar o calote no Ceará. Você está coberto de razão, falta profissionais em meio a um mar de amadores.

      Saudações Atleticanas!

      Resposta
  • 1 de março de 2019 em 10:19
    Permalink

    Bom dia Silas e amigos do Galo. Tem coisas que o torcedor não entende, como por exemplo, se não tem dinheiro, porque recusou propostas pelo Elias e está trabalhando para renovar o contrato deste jogador? Elias não deu e nem vai dar liga no Galo, porque da insistência?
    Quanto ao lateral, todos que acompanham o Galo sabem que o Fábio Santos está no pior momento de sua carreira, inseguro, falha com frequência e compromete todo sistema defensivo. Esta situação não é nova, em 2018 ele já estava comprometendo, mas só agora, recentemente, a nossa diretoria passou a admitir que precisa de um bom lateral esquerdo.
    Não entendo também a manutenção do Patric no time principal do NOSSO GALO, Guga já provou que é muito melhor, tem que ser o titular(será que já estão vendendo o Guga?). Não sei qual a justificativa para que o Levir mantenha o Guga na reserva, mas acho que é uma covardia muito grande manter o Guga na reserva.

    Resposta
  • 1 de março de 2019 em 12:25
    Permalink

    Renovar com Elias é crime! Crime contra o sentimento da maioria dos torcedores. Por que não trocá-lo pelo Angel Romero? Contrataram Guga pra reserva de Patric? O Galo tem um treinador que além de burro é também pirracento, com anuência de Marques e Éder. Contrato com a BWA-Independência merecia uma CPI. Time grande tem que jogar em estádio grande, e não ter sua torcida apequenada na marra, como foi feito. É lógico que a Conmebol iria concordar. Passou e muito da hora do Galo mandar seus jogos no Mineirão.

    Resposta
  • 1 de março de 2019 em 12:27
    Permalink

    Salve massa!

    Salve massa!

    No final do ano passado a diretoria foi massacrada pela torcida e imprensa por causa dos fracassos do time. Esta cobrança inclusive culminou na demissão do Alexandre Tadeu, e a substituição pelo Calango. Acontece que olhando o time titular, são os mesmos jogadores do ano passado, mudando somente o técnico. Que isso quer dizer? “Mudaram-se os mosquitos mas a m… continua a mesma”. Esta diretoria continua apostando que este time com 4 ou 5 jogadores já amplamente contestados vai de uma hora pra outra jogar futebol e dar resultado. Já vimos este filme antes… Vamos pagar pra ver de novo?
    Quero que a austeridade vá para o inferno! Quero é jogador, e se possível que o Burro com Sorte ajude um pouco na escalação.

    Té + e FORA triunvirato ELIAS, FÁBIO SANTOS E PATRIC!!!!

    Resposta
    • 1 de março de 2019 em 13:26
      Permalink

      Verdade jbhgalo é só reparar a escalação do time na pífia eliminação para o Jorge Welsterman em 2017,
      Victor, Rocha, Leo Silva, Gabriel, Fábio Santos, Adilson, Carioca, Elias, Luan, Cazares, Fred.
      Mudou muito:
      Saiu o Rocha entrou o Patric
      Saiu Leo Silva e Gabriel e entraram Réver e Igor Rabelo
      Saiu o Carioca e entrou o Zé Welison
      Saiu o Fred e entrou o Ricardo Oliveira
      Pode até ser coincidência mas depois que o Fábio Santos e o Elias chegaram não ganhamos mais nada.

      Resposta
      • 1 de março de 2019 em 16:37
        Permalink

        Pablo meu amigo a saída para o J. Wilsterman foi ano retrasado. O time que estou me referendo foi aquele que abandonou a sul americana, pprque não tivemos competência pra ficar em oitavo lugar no brasileiro de 2017. Lembra? De qualquer maneira seu comentário está correto

        Resposta
    • 1 de março de 2019 em 15:27
      Permalink

      Muito bem observado, Jbhgalo, os anos passam, as contratações são feitas, mas a panelinha continua a mesma. A impressão que fica é que os jogadores (ou os empresários dos mesmos) é que mandam no clube.

      Esse triunvirato dos infernos está afundando o Galo, só não vê quem não quer! Saudações Atleticanas!

      Resposta
  • 1 de março de 2019 em 12:27
    Permalink

    Mesmo com todos os sobressaltos e sem grana os objetivos até agora estão sendo alcançados. As vezes acontecem alguma situação ruim para nos dar algo melhor. Quem sabe Hulk, Daniel Penha, Papagaio não sejam as soluções pras carências do elenco. Vários times em situação financeira ruim lançaram garotos e se deram muito bem. Muitos criticavam o Alerrandro, mas taí mostrando seu valor. Quantos não criticaram o Jemerson que o próprio Levi bancou. Esse ano acho que as cobranças estão deveras exageradas, imaginem se fosse o GALO no lugar do São Paulo ou Santos a revolução sairia da Venezuela e viria pra cá. Só sei que Quarta Feira começa no Mineirão a fase de grupos. É com esse grupo com fé e coragem que estarei lá e você, que tanto reclama, estará?

    Resposta
    • 1 de março de 2019 em 21:20
      Permalink

      Obrigado pelo comentário Lugalo.

      Vou aproveitar pra tentar responder aqui, também alguns comentários anteriores. O time não é tão ruim assim. E me desculpem se, neste texto, eu tenha passado um pessimismo exagerado. Na verdade, tentei ser o mais realista possível, mas não queria passar uma imagem negativa. O time, como eu disse, não acho tão ruim ou pior que alguns outros. Mas nosso elenco é fraco, pois não temos peças de reposição com qualidade aproximada aos titulares. Na lateral esquerda, a verdade é que o Patric deverá se tonar o reserva imediato.

      Mas também é fato que, as escolhas e decisões do primeiro ano do mandato da atual gestão, estão pesando no bolso agora. E isto repercute nas dificuldades de contrações, até mesmo para atletas que teriam baixo custo no mercado, como foi o caso do lateral do Ceará. Mas temos outras posições que teremos dificuldades e não teremos peças de reposição.

      Não torço contra e não sou pessimista. Só não acho que teremos condições de almejar muita coisa este ano. Eu prefiro pensar assim e ser gratamente confrontado com um bom resultado mais pra gente. Este é o tipo de coisa que é bom ser contrariado. Mas se não conseguirmos, não serei surpreendido.

      Resposta
  • 1 de março de 2019 em 13:12
    Permalink

    Caros,
    O preocupa nem é o cobertor curto, calor da porra na capital, a apatia da direção e do comando técnico, sim. A diretoria se autointitulou “desentendida” e prá confirmar trouxe prá treinar o time um entregador de camisas das antigas. Cara legal, bonachão, do superbem e melhor ainda cristão, nem olha prá mulher do vizinho, paizão…enfim, a turma do pequenino e do portão 7 adora groselhas e eu ñ os culpo, acomodados para sempre.
    O Burro tem história no Galo? Sim, tem. Boas histórias. Só q tds sabem o epílogo delas, sempre. Jamais fez um GRANDE trabalho, MARCANTE, de montar um grande time prá nós, à Telê, À Cuca, À Barbatana. Pq? Pq ñ tem disposição, vontade de trabalhar, de brigar, esse querer q é dos grandes. Dá a impressão q chega e fica na retranca esperando a hr da homenagem da torcida, só pode. O ideal desse medíocre piadista é a conversa fiada do salário em dia, a repetição da pergunta profunda do jornalista sobre o questão das medidas do gramado q ele ñ entendeu, contar causos do “sofrimento da Massa” e da sorte q lhe sorri tendo como parceiro o nosso Galo…tem uma turma q vai a loucura com tais groselhas.
    Teremos um GRANDE time com Levir Culpi OU ñ estamos perdendo tempo…Gostaria de estar enganado e queimar a língua, mas a maneira como as coisas tão andando e o histórico do comédia ñ indicam outra direção.
    Vejo vontade e disposição apenas em alguns abnegados ALVINEGROS, q querem agir, apontar os equívocos, mudar a rota e ñ apenas acreditar…a maioria crentelha tá cooptada pela mediocridade, pelos “mitos” da vida, acreditando sinceros q Deus dá o frio conforme o cobertor. Êta saudosa maloca!
    Obs.: a se confirmar a volta ao MINEIRÃO, bola dentro da direção 7. VIVA O 7!
    GALO SEMPRE!

    Resposta
    • 1 de março de 2019 em 21:26
      Permalink

      Obrigado pelo retorno Viana. Confesso que não faço parte do Fã Clube do Levir. Não gosto do seu estilo de jogo e acho que seus métodos são antiquados. Mas não há como não admitir que ele costuma fazer bons trabalhos no Galo. Era o eterno Levice, mas com a conquista da CB principalmente, tirou este estigma. O Galo tem isto! Alguns técnicos e jogadores também, parecem que só dão certo aqui.

      Mas uma coisa a gente precisa, URGENTEMENTE acabar. Esta máxima de que “Se não for sofrido, não é Galo!” Isto, na verdade, serve pra esconder muita incompetência e falta de profissionalismo. Tudo se é jogado neste refrão. Chega! Temos de jogar e ganhar. Não tem de ser sofrido.

      Resposta
  • 1 de março de 2019 em 13:17
    Permalink

    De todos os nomes ventilados o que mais me agrada é o do Roger Guedes afinal o Chará foi contratado a peso de ouro e não estreou até hoje.

    Resposta
  • 1 de março de 2019 em 14:32
    Permalink

    DEPOIS QUE ELIAS CHEGOU , NÃO GANHAMOS MAIS NADA.
    TROCA LOGO PELO ROMERO DO CORINTHIANS.

    Resposta
  • 1 de março de 2019 em 14:49
    Permalink

    Esqueçam o Felipe Jonathan. Santos confirmou hoje o pagamento da multa rescisória e já anunciou a contratação.

    Resposta
  • 1 de março de 2019 em 17:57
    Permalink

    Boa tarde.
    Pelos comentários parece que fomos eliminados.
    Passamos por 2 testes jogando mal ou bem nós passamos. Agora e fase de grupo e tenho certeza que com esse time classificamos em primeiro. Cara, não entendo a torcida, tudo ta ruim, nada presta, parece que torce contra só pra poder reclamar. Não tem time bom cara, não tem garantia que jogador caro faz diferença. Eu acredito na união do time, e isso esse ta demonstrando ter. Quando perder, falam a vontade, mais agora não tem motivo pra terra arrasada.

    Resposta
  • 1 de março de 2019 em 21:04
    Permalink

    Olá Márcio,

    Obrigado pelo retorno. O time carece claramente de alguns reforços. Mas se dei a entender que o time está mal, peço desculpas. Queria, de fato, alertar para o fato de que não temos um elenco qualificado para encarar uma competição como a Libertadores, assim como acho que com este time, o brasileirão também é tarefa muito difícil. Uma opinião minha, mas que tem sido às vezes, demonstradas até por pessoas de dentro do Galo. E quanto aos dois testes, acho que jogamos bem, ganhamos e passamos de fase. Que isto não nos iluda. Como diz um ditado do futebol. Time bom ganha jogo. Elenco bom ganha campeonatos.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *