Campeonato Mineiro: Galo vence Tupi – Por Jéssica Silva

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Campeonato Mineiro: Galo vence Tupi

Se no jogo da última terça-feira o time titular jogou bem no primeiro tempo e desacelerou na etapa complementar, ontem o time reserva fez exatamente o contrário.
Pensando no jogo contra o Defensor, na próxima quarta-feira, Levir mandou à campo sua equipe de suplentes e este jogo contra o Tupi nos fez enxergar mais uma vez a evolução de alguns atletas.
O primeiro tempo foi um tanto quanto passivo. O visitante, com sua equipe frágil, com certeza não ditaria o ritmo do jogo e o time B do Galo tinha tudo para alcançar mais uma vitória e proporcionar ao treinador atleticano mais alternativas para algumas posições durante a temporada. No entanto, apesar de dominar a partida, faltou ao Galo objetividade para converter a posse de bola que quase chegou aos 70% em gols. Maicon Bolt, Zé Welison, Vinícius… Foram muitos os sustos do goleiro Pilar durante as tentativas do Atlético no primeiro tempo, mas não passou disso.
Precisando vencer para dormir na liderança, o Galo (nosso Galo!) voltou para o segundo tempo disposto a mexer no placar. No primeiro minuto da etapa final, Terans deu um novo susto em Vilar, o obrigando a fazer boa defesa. Logo depois, Vinícius também fez o goleiro do Galo Carijó trabalhar. Seja lá o que os jogadores atleticanos tenham tomado no vestiário, surtiu muito efeito e finalmente o nosso placar começou a ser construído.
Aos 5 minutos, Maicon Bolt deu assistência para o menino Alerrandro que chutou cruzado e viu a bola morrer no fundo das redes: Galo 1×0 no Independência.
Muito mais animado que na primeira etapa e embalado pelo tento, o Galão da Massa insistiu em ampliar a vantagem e conseguiu. Aos 36, o meia Vinícius, que já havia tentado balançar as redes diversas vezes, recebeu um baita passe preciso de Guga e sacramentou a vitória do Galo, marcando seu primeiro gol com o manto alvinegro.
Utilizar uma equipe reserva no Campeonato Mineiro para priorizar a Copa Libertadores da América vem dando muito certo para Levir Culpi. Além disso, a cada partida do time B do Galo, fica claro quem deveria estar entre os titulares.
Não se trata de perseguição, implicância, nem nada do tipo. Sinceramente, até vejo Patric como um jogador esforçado, que joga pelo bem do time e que não faz pouco caso da camisa que veste. Mesmo assim, ignorar a qualidade que tem o Guga e seu merecimento em ser titular, seria displicência. Levir Culpi obviamente já percebeu a disparidade entre os dois laterais e como bom conhecedor de futebol que é, sabe que o ex-Avaí é a nossa melhor opção hoje. Não acredito que manter Patric como titular sirva para não “rachar o grupo”, como muitos dizem. Mesmo com pouco tempo de casa, Guga vem conquistando seu espaço quando pode mostrar serviço e isso também o faz merecer a confiança do treinador alvinegro.
Em tom descontraído na coletiva pós-jogo, Levir brincou que não gosta de Guga, por isso não o coloca de vez no time principal do Atlético. Também citou a dedicação de Patric, algo que devemos admitir. Mas brincadeiras à parte, já passou da hora de o professor dar o braço a torcer e fazer a vontade da torcida: Guga titular, visando o bem do Atlético.
Mais segurança, mais alternativas para gols e um time funcionando melhor. O lateral foi uma ótima contratação e isso não deve ser desperdiçado com Guga no banco e Patric em campo durante jogos decisivos.
Quarta-feira, no Uruguai, o que todo atleticano sonha em ver é um time que não passe por sufoco e muito disso só pode vir de uma mudança na lateral direita. Às 21:30, o Galo vai à campo contra o Defensor, para continuar buscando uma vaga na fase de grupos da Libertadores. Que o nosso treinador saiba utilizar o que tem de melhor no seu plantel e consiga um bom resultado fora de casa para não trazer sofrimento algum na bagagem.
Hoje, às 17 horas, o Galo fica de olho no clássico entre América x Cruzeiro, que acontece no Independência. Com um empate entre as equipes, a liderança que agora é provisória pode se tornar definitiva até a próxima rodada.

Jéssica Silva

Sigam o @falagalo13 nas redes sociais, inscrevam-se no canal do Fala Galo no YouTube e ativem o sininho: www.youtube.com/channel/UCTvyZuW5pOsz9q5wCefRsrg

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

15 comentários em “Campeonato Mineiro: Galo vence Tupi – Por Jéssica Silva

  • 17 de fevereiro de 2019 em 08:11
    Permalink

    Salve Massa!
    Quando vc explica para uma pessoa inúmeras vezes e ela teima em não entender, logo vem a célebre frase “quer que eu desenhe pra vc?” Pois, como não sei desenhar resolvi fazer uma fórmula matemática pra explicar. Então aqui vai meu recado pro piadista burro com sorte:
    (-ELIAS – F. SANTOS – PATRIC)+(GUGA + BOLT + J WELERSON) = TIME TITULAR
    Té +

    Resposta
  • 17 de fevereiro de 2019 em 09:24
    Permalink

    Bom dia amigos do Galo. Considero a questão da lateral direita resolvida, Guga é titular e pronto! Preocupa a insistência com o “ótimo” Fábio Santos, que é desde 2018 o pior jogador do elenco, finge que marca, vai recuando até o adversario chegar na nossa área . Mantidos no time titular Patric e Fábio Santos podem comprometer a participação do NOSSO GALO na Libertadores. Já o Elias, nunca justificou sua contração e seu salário, não honra a camisa do Galo.

    Resposta
  • 17 de fevereiro de 2019 em 09:58
    Permalink

    O Galo (tanto A quanto B) continua bipolar, jogando com posturas distintas no primeiro e no segundo tempo. Contra o Tupi, que briga pra não ser rebaixado, não fez diferença. Contra o Danúbio, o apagão do segundo tempo quase nos custou a classificação, e pode acontecer com o Defensor se aquele filme de terror voltar a se repetir.

    Muitos torcedores vêm criticando o Alerrandro, e com certa razão, mas eu ainda tenho fé no garoto. Afinal o cara é o maior artilheiro das categorias de base do Galo, deve ter algum talento. Está fazendo gols, ganhando ritmo e confiança. Acho que ele ainda vai desabrochar e jogar o futebol que se espera dele.

    Patric está fazendo hora extra nesse time, Guga já é o titular por direito. Só o burro com sorte que não quer enxergar. Maicon Bolt também está voando, Chará e Luan que se cuidem.

    Temos tudo pra classificar contra o Defensor. É só jogar com raça e responsabilidade, como foi no primeiro tempo com o Danúbio.

    PS: Ter que torcer pro Carlos César desbancar o Fábio Santos é F0d4!

    PS2: FORA PATRIC! FORA ELIAS! FORA FÁBIO SANTOS!

    Saudações Atleticanas!

    Resposta
  • 17 de fevereiro de 2019 em 10:58
    Permalink

    Bom dia, Jessica!

    “Quarta-feira, no Uruguai, o que todo atleticano sonha em ver é um time que não passe por sufoco e muito disso só pode vir de uma mudança na lateral direita.”
    Mas não é só isso. Se quiser evitar sustos tem que sacar FÁBIO SANTOS DA LE e ELIAS DA VOLÂNCIA!!

    Fora Patric!
    Fora Fábio Santos!
    Fora Elias!

    Resposta
  • 17 de fevereiro de 2019 em 11:01
    Permalink

    Se Carlos Cesar é melhor que Fábio Santos? COM CERTEZA!!!!!!!!!
    Isso significa que passou da hora de Marques se mexer e contratar um LE de verdade!

    Resposta
  • 17 de fevereiro de 2019 em 12:13
    Permalink

    Jogo do Mineiro serve pro Time principal ganhar novas opções, serve também pra dar condicionamento e motivação aos reservas. E, claro, para mostrar as carências do elenco. Apesar do Carlos César mostrar que é confiável também na LD, é gritante a necessidade de reforços da lateral ESQUERDA e no ataque.
    Em noite de Guga Show, os reservas mostraram evolução e, ao meu ver, jogaram assim:
    Cleiton – Foi um mero expectador, fato. Porém, mostrou segurança com os pés, sabe sair jogando ao estilo goleiro moderno. Gostei.
    Guga – Meu garoto! Um dos melhores (se não o melhor) em campo. Discreto no primeiro tempo, se preocupou mais em marcar. Cresceu muito na segunda etapa, principalmente no apoio. Deu assistência, mostrou muita técnica e personalidade. *Aplausos*
    Maidana – Pouco exigido. Mas mostrou firmeza.
    Chifre de Ouro – Foi bem no comando do sistema defensivo. Só apelou um pouco a mais pras faltas.
    Carlos César – Apesar de improvisado foi muito bem. Apareceu no apoio e muito mais na marcação. Mesmo destro, atualmente é o melhor reserva pro FS.
    Pai Véi – Mal na primeira etapa errando muitos passes. Pareceu outro no segundo tempo, sua saída de bola rápida ajudou o Time a atacar.
    Lucas Cândido – Foi muito bem na marcação e deu ótimos passes. Uma pena ter “canela de vidro”, tem talento pra mais. Lembrando que só assumiu a vaga porque o “baby craque” (perdão Drummond) Neto está na seleção.
    Terans – O pior em campo. Errou praticamente tudo. Diziam que a bola parada era o seu forte, porém suas cobranças foram pífias. Não por acaso era tido como o craque do Danubio. Mais uma herança do Gallo e cia que o Torcedor Atleticano vai ter que pagar a conta. 200mil/mês?!
    Vinicius – Caixa votou como o ‘melhor em campo’. Com todo o respeito, não sei onde ele viu isso. Em minha opinião, depois do Terans, foi o pior em campo. Nulo no primeiro tempo, apenas assistindo o jogo. Apresentou-se um pouco mais no segundo tempo ainda de maneira discreta. Displicente demais perdeu um gol sem goleiro. Marcou um gol num PRESENTE do Guga. Mesmo assim não vi DNA Atleticano, e está fora de forma.
    Bolt – Mal na etapa inicial, cresceu no segundo tempo. Ótima assistência para o primeiro gol. Tem qualidade, mas fisicamente ainda está abaixo dos companheiros. Pode e vai melhorar.
    Alerrandro – Uh, papai chegou 2. Igual ao Cazares, parece que a paternidade está lhe fazendo bem. É verdade que não tocou na bola no primeiro tempo e pouco se movimentou. No segundo tempo foi outro, fez gol, se movimentou bem e quase faz um golaço. Esse menino tem potencial, precisa ser mais trabalhado, em especial no aspecto emocional. Levir ajuda, mas não faz milagre, cadê a psicóloga do Time?
    Daniel Penha – Foi a melhor substituição. Foi bem, muito participativo, mostrou raça e habilidade.
    Por último – não menos importante -, Levir; Acertou na escalação e nas substituições, mas o principal foi, mais uma vez, demonstrar seu poder motivacional. Sem mudar peças, mudou toda a atitude do Time durante o intervalo. O Time voltou centrado e determinado, méritos exclusivos do Levir. Mudar um Time sem mudar peças é um predicado essencial de um bom treinador.
    Nunca escondi o meu amor pelo Levir (é amor mesmo), entretanto o meu AMOR pelo Galo é muito maior. Acorda Burro!
    Há uma diferença latente entre Guga e Patric. 99,9999% da Massa sabe, e Levir também sabe, que Guga está pedindo passagem. O quê o impede de fazer essa mudança?
    1) Está esperando o momento certo de mudar sem perder o Grupo que ama o Patric?
    2) Não deixar o Guga se deslumbrar, algo que é muito fácil na idade dele. Levir estaria sendo precavido pra preservar o próprio garoto?
    3) Não muda por pirraça mesmo?
    Precisamos reunir Jung e Lacan também, pois só Freud não explica essa questão.

    Resposta
    • 17 de fevereiro de 2019 em 12:57
      Permalink

      Nossa!
      Falou tudo, tudo!!

      Resposta
    • 17 de fevereiro de 2019 em 13:28
      Permalink

      Lucy brilhante… apenas achei que Lucas Candido errou muito no primeiro tempo e errou um pouco menos no segundo. Para mim ele, Terans e Vinícius não foram bem. Já Alerrandro ainda é uma incógnita.

      Resposta
    • 17 de fevereiro de 2019 em 14:13
      Permalink

      Boa tarde Lucy e amigos dos Galo. Penso que o Lucas Candido merece uma oportunidade na lateral esquerda. Bem instruído ele tem qualidades para ser o titular desta posição. Um jogador com as características e técnica dele não pôde ser desacreditado pelo próprio clube que o criou.

      Resposta
  • 17 de fevereiro de 2019 em 12:15
    Permalink

    Bom Dia,

    Vou utilizar meu lado positivo para tentar analisar a frase do 7C com relação a qualidade do nosso lateral esquerdo.
    Primeiramente não é normal ninguém desfazer das suas coisas, por pior que seja, quantas vezes ouso amigos meu falarem que seu carro é o melhor, econômico e tudo mais, no respeito não retruco, porém, sei que é mentira.
    A atitude do Atlético em não contratar jogadores meia boca (Geferson e um outro aí que foi oferecido) já dá indício que não querem reserva para a esquerda, nem a promessa do Ceará serviu, pelo mesmo motivo, acho que estão querendo colocar o burrinho na parede, igualmente com a lateral direita.
    Temos que enxergar que este ano temos um segundo time.
    Grande evolução para os outros anos, tendo bons resultados os jogadores se mantem com a alto estima elevada, pressiona os titulares, coloca duvida no burrinho, e quando são utilizados no time titular não se sentem fora de ritmo.
    Podem treinar contra o time titular de igual para igual e evitar sustos quando algum jogador for suspenso ou se machucar.
    Ontem mais uma vez se provou que alguns jogadores estão pedindo passagem, até incluo o Carlos César nesta lista, mais devido ao titular está jogando muito menos do que ele.
    O Guga está me fazendo destinar elogios aos olheiros e ao Marques, sua qualidade no passe é realmente incrível, neste momento o melhor do elenco, não levanta nem uma bola perdida, procurando por jogador, todas são direcionadas para o jogador melhor posicionado, volto a dizer, ele é infinitamente superior ao Emerson, e me recuso a compará-lo com o Patric.

    Resposta
  • 17 de fevereiro de 2019 em 13:58
    Permalink

    Muito bom comentario da Lucy. Entende demais de futebol e mais ainda do Galo. Parabens.

    Resposta
  • 17 de fevereiro de 2019 em 15:23
    Permalink

    Boa Tarde, lembram do Levi em 2001 com Baiano e Cicinho. Esse negócio de ganhar o Grupo joga quem esta nelhor e GUGA é 1009 vezes melhor que Patric. Tudo bem que seja esforçado eu tambem sou, então tambem posso ser titular do GALO? E mais uma coisa, tem um filho com problemas realmente e dificil, mas o GALO nao e APAE. Se fosse assim mandava todos que tem problemas e lutam e vivenciam com muito amor suas vidas pra Sede do GALO. Se amanhã entrega um jogo a torcida vem em cima e isso ta pra acontecer com Patric, F.Santos e Elias em campo. Ai o Clube perde milhoes por burrice,teimosia,caridade ou sei mais oque e vem reclamar. Sejam mais profissionais e menos racionais o GALO ta mostrando que esta melhor esse ano mas continuamos com a mesma filosofia derrotista com Patric e outros. Que o teimoso com sorte veja isso, senao mais um ano pra se lamentar la em dezembro.

    Resposta
  • 17 de fevereiro de 2019 em 16:14
    Permalink

    Boa tarde massa.eu e 8 milhões de torcedores pedem o Guga. José welison para serem titulares do maior de Minas. Mas o Levir é teimoso é cego. Eu e 8 milhões pedimos que Fábio Santos. Elias e patrick mofam no banco de reservas mas o teimoso do Levir não colocam.ontem simplesmente o time do 1 tempo estava a dormir mas no segundo tempo entrou bem melhor. Vai galooo.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *