Atlético vence o Botafogo no Mineirão e se garante na Copa Sul-Americana de 2020

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Jéssica Silva
Do Fala Galo, em Montes Claros
04/12/2019 – 23h01
Siga nosso Instagram: @FalaGalo13

Foto: Bruno Cantini

Jogando no Mineirão e se despedindo da Massa em 2019, o Galo alcançou sua segunda vitória consecutiva no Brasileirão. Fazendo um jogo eficaz, a equipe atleticana venceu o Botafogo por 2 a 0, em jogo válido pela 37ª rodada da competição nacional, e se classificou para a Copa Sul-Americana do ano que vem.

Desde o início da partida, o Galo foi quem criou as melhores oportunidades e se mostrou capaz de construir um bom resultado. Assim como aconteceu contra o Corinthians, a equipe de Vagner Mancini soube se comportar até mesmo quando não estava com a bola e não deixou que o adversário gostasse do jogo. O problema do Atlético, no entanto, era a falta de qualidade para servir quem estava lá na frente e até ao dar o último toque na bola.

Assim como o Galo pecava ao construir boas chances, o Botafogo também tinha suas dificuldades para tentar alguma coisa, sendo assim, não levava perigo ao gol do Atlético. O Galo foi crescendo aos poucos durante a primeira etapa, mas foi somente aos 40 minutos que o time de Vagner Mancini conseguiu balançar as redes.

Guga, que indiscutivelmente desrespeitou a camisa que veste e a história que a mesma carrega, voltou a atuar pelo Atlético e contribuiu para que o primeiro gol atleticano acontecesse. Foi o lateral quem tocou a bola para Cazares fazer uma bela jogada, deixando Lucas Barros na saudade, e acionar Jair. Como de costume, o volante mostrou toda a sua qualidade e fez explodir o Mineirão marcando o gol do Galo.

Que a atitude de Guga, que é do conhecimento de todo atleticano, foi infeliz, não há dúvidas. Caso o jogador permaneça no plantel alvinegro, terá que demonstrar suas desculpas jogando bola e contribuindo para o bem da equipe, assim como fez contra o Botafogo, a fim de amenizar a “bronca” da torcida. Vídeo em rede social e cara de arrependido não convence torcedor, pelo menos não o que dedica sua vida ao Galo.

Como estava em vantagem, o Galo optou por apostar nos contra-ataques durante o segundo tempo. Mesmo assim, o Botafogo ainda tinha dificuldades em criar e pouco ameaçava. Assim como era esperado, o Atlético foi quem tratou de balançar as redes novamente.

Patric, atuando como lateral-esquerdo, cruzou a bola e Luan, que havia substituído Marquinhos no primeiro tempo, cabeceou firme para o gol. Galo 2 a 0, domínio de jogo, oportunidades criadas e triunfo diante da Massa.
A vitória deu ao Atlético uma vaga na Sul-Americana de 2020 e fez ser um pouco melhor o fim deste ano que foi tão sofrido para o torcedor.

Considerando a grandeza do Atlético, alcançar apenas uma vaga na Sul-Americana é muito pouco, mas levando em consideração a gestão, o plantel e as várias trocas de treinador durante a temporada, não disputar a segunda divisão no ano que vem e beliscar uma vaga em uma competição internacional não é de todo mal.

Pelos últimos jogos fica o prazer de ter visto Cazares jogando o que sabe (que não é pouco), a volta de Jair, que é um baita volante e eleva as atuações do Galo a um outro patamar, e a missão cumprida de Vagner Mancini, que tinha como objetivo manter o Atlético na série A. Como conseguiu, o treinador está livre para trilhar seu caminho bem longe da Cidade do Galo.

O que se espera para o ano que vem é um planejamento melhor traçado, mais respeito ao clube e dias melhores, mas antes disso, nos despedimos do Brasileirão 2019 no próximo domingo, no Beira-Rio, contra o Internacional, às 16H00.

Foto: Bruno Cantini

ATLÉTICO 2 X 0 BOTAFOGO

Atlético:
Cleiton; Guga, Igor Rabello, Réver e Patric; Zé Welison e Jair (Vinicius, aos 37’ do 2ºT); Marquinhos (Luan, aos 33’ do 1ºT), Cazares e Otero; Di Santo (Geuvânio, aos 26’ do 2ºT)
Técnico: Vagner Mancini

Botafogo:
Gatito Fernández; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Joel Carli e Lucas Barros; Cícero, João Paulo e Leo Valência (Luis Henrique, aos 11’ do 2ºT); Luiz Fernando (Vinícius Tanque, aos 26’ do 2ºT), Rhuan e Diego Souza
Técnico: Alberto Valentim

Gols: Jair, aos 40’ do 1ºT, e Luan, aos 23’ do 2ºT (ATL)
Cartões amarelos: Patric, aos 45′ do 2ºT (ATL); Cícero, aos 37’ do 1ºT, Luiz Fernando, a 1’, e Diego Souza, aos 43′ do 2ºT (BOT)

Motivo: 37ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Data e horário: quarta-feira, 4 de dezembro de 2019, às 19h30

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: José Eduardo Calza (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

 

COMENTÁRIOS AO VIVO DE ATLÉTICO 2 X 0 BOTAFOGO:

 

GOSTOU? Siga nossas redes sociais. Clique nos links abaixo e fique por dentro dos bastidores do Atlético.

Facebook: facebook.com.br/falagalo13
Instagram: instagram.com.br/falagalo13
YouTube: youtube.com.br/falagalo13
Twitter: twitter.com.br/falagalo13
Site: falagalo.com.br
Edição: Jéssica Silva
Edição de imagem: André Cantini 
Edição de texto: Angel Baldo

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

3 comentários em “Atlético vence o Botafogo no Mineirão e se garante na Copa Sul-Americana de 2020

  • 5 de dezembro de 2019 em 12:15
    Permalink

    Bom dia!
    Bela e consistente vitória, o que não apaga as muitas apresentações horrorosas durante toda a temporada e nem a gestão desastrosa dessa péssima diretoria, chefiada pelo pior presidente da história do glorioso Clube Atlético Mineiro.
    Cazares pode ser vagalume, mas é o único diferenciado em Minas. Portanto, que essa diretoria não cometa a imbecilidade de negociá-lo com times brasileiros, como fez o imbecil nepomusono em relação a Lucas Pratto. Dizem que o curica quer levá-lo, mas os gambás não tem dinheiro e nem jogador em seu quadro que sirva para o Galo.
    Que baita jogador é o Jair. Espero que tenha saúde no próximo ano, juntamente com Blanco. Que dupla de meio campo farão!
    Que grande contribuição Elias presta ao Galo, ficando de fora!
    Marquinhos joga muito e é titular absoluto nesse time. Espero que não seja passado no cobre.
    Luan, contestado por alguns, tem o merecido apoio e carinho da grande Massa!
    SAN!

    Resposta
  • 5 de dezembro de 2019 em 12:16
    Permalink

    Bom dia massa, vamos fazer um analise dos dois últimos segundos semestres do galo, foram pífios, jogamos como um bando em campo, este foi o maior erro de gestão do futebol do galo, que fizemos na parada do meio do ano “desaprendemos a fazer o jogo fluir coletivamente ou erramos muitos passes”, Temos que avaliar o elenco no segundo semestre.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *