Atlético tentou goleiro do Botafogo, do Santos e do Palmeiras antes de fechar com Wilson

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Por Lucas Tanaka e Angel Baldo
Do Fala Galo, em Uberlândia
05/09/2019 – 08h25

O goleiro Wilson de 35 anos foi anunciado na tarde da última quarta-feira (04) pelo Atlético, porém, antes da contratação do ídolo do Coritiba, o Atlético tentou outras opções, mas o curto tempo de contrato acabou travando as investidas.

O primeiro goleiro procurado pela Diretoria foi João Paulo de 24 anos, atualmente terceiro goleiro do Santos. Como anunciado pelo jornalista Lucas Musetti, o tempo curto de contrato inviabilizou um acerto.

Os outros nomes procurados foram Diego Cavalieri do Botafogo e Jaílson do Palmeiras.

Diego Cavalieri tem 36 anos e é reserva no Botafogo, com apenas 6 jogos pelo clube carioca na temporada, Cavalieri não aceitou um contrato de apenas 4 meses.
Em contato com pessoas ligadas ao clube da Estrela Solitária, tivemos a informação que o goleiro vai renovar com a equipe alvinegra.

Como informado pelo setorista Thiago Fernandes, Jaílson de 38 anos também recusou a proposta do Atlético por conta do baixo tempo de contrato.

Wilson já foi registrado no BID e deve fazer sua estreia neste fim de semana, contra o Botafogo no Rio de Janeiro.

 

Siga nossas redes sociais e fique por dentro dos bastidores do Atlético.

Facebook: facebook.com.br/falagalo13
Instagram: instagram.com.br/falagalo13
YouTube: youtube.com.br/falagalo13
Twitter: twitter.com.br/falagalo13
Site: falagalo.com.br

Edição de imagem: André Cantini

 

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

4 comentários em “Atlético tentou goleiro do Botafogo, do Santos e do Palmeiras antes de fechar com Wilson

  • 5 de setembro de 2019 em 09:30
    Permalink

    Bom dia amigos do Galo. Na minha opinião, contratar um goleiro para chegar, treinar e jogar, é fruto de má gestão. O NOSSO GALO é um clube profissional, as condições físicas de cada atleta devem ser acompanhadas diariamente pelo gestor de futebol junto ao departamento médico do clube. Deixar chegar ao ponto de ter que sair ” caçando goleiro a laço” é injustificável.

    Resposta
    • 5 de setembro de 2019 em 11:20
      Permalink

      Pelo contrário, muito pelo contrário. Vc pode discordar da escolha pelo Wilson, como eu faço, pois julgo um goleiro fraco, agora considerar má gestão de jeito nenhum!! Como a gestão do clube poderia prever que Victor, Michael e Uílson iam se contundir?? No futebol existe o imponderável. Eu teria colocado o Fernando pra jogar. Tá no grupo é porque tem condições, agora, chamar de má gestão, com todo respeito, é erro grotesco de análise. SAN

      Resposta
      • 5 de setembro de 2019 em 13:26
        Permalink

        Concordo contigo, Barros. Em relação aos nomes, o Atlético poderia ter tentado o Valter (Corinthians) que está no último ano de contrato. Esse cara tem plenas condições de ser titular do Galão da Massa.

        Resposta
        • 5 de setembro de 2019 em 15:09
          Permalink

          “Vale lembrar que, em 2016, ocorreu algo parecido e o Atlético não se deu bem. Na ocasião, Victor machucou o joelho e Giovanni, então reserva do ídolo alvinegro, sofreu uma lesão na face. O Galo, então, contratou Lauro, que tinha disputado o Campeonato Gaúcho pela Lajeadense. Sem disputar uma partida sequer, ele deixou o time mineiro três meses depois.” Jornal O Tempo

          Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *