Atlético insiste em contratos longos e se vê preso a jogadores com baixo rendimento

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Lucas Tanaka
Do Fala Galo, em Viçosa
08/10/2019 – 14h

Chegamos ao mês de outubro, ou seja, falta menos de três meses para o fim da temporada. Já é hora de planejar a próxima temporada e, além disso, ver o que a diretoria fez de errado na temporada atual.

A palavra “austeridade” foi uma das mais usadas pelo presidente Sérgio Sette Câmara desde quando ele assumiu a presidência do clube, no início do ano passado. Já vimos que, na prática, não foi bem assim, como mostrado anteriormente aqui neste espaço.

Neste texto quero mostrar outra situação, que vai além de altos salários e altos investimentos em contratações. Quero tratar aqui da situação de cinco jogadores do atual elenco que tem salários altos, tempo de contrato considerado longo e desempenho ruim.

Começo pela renovação com Ricardo Oliveira. Na minha opinião, foi totalmente sem sentido terem renovado com ele naquele momento, já que nem pré contrato ele podia assinar e ainda tinha contrato até o final deste ano. A diretoria se precipitou. Além de ter prorrogado por mais um ano o contrato de um jogador com idade elevada, com a prorrogação automaticamente o salário dele, que já não era baixo, ganhou um “up”. Resultado: hoje Ricardo Oliveira está em má fase, com contrato com mais de um ano para cumprir, sem mercado e com salário maior do que quando veio. Não tivesse renovado, O Galo poderia se ver “livre” de um jogador caro, com custo benefício baixo e com idade elevada ao final do ano.

Os outros quatro jogadores são Zé Welison, David Terans, Edinho e Maicon Bolt. O primeiro citado veio no ano passado, quando Alexandre Gallo ainda era o diretor de futebol. Zé Welison veio inexplicavelmente com um contrato de cinco anos que vence em dezembro de 2023. Algo surreal para um jogador que nunca mostrou um futebol extraordinário por onde passou.

David Terans segue o mesmo exemplo e também veio na época do Gallo. A diferença é que seu contrato vai até junho de 2023. É um jogador que estava jogando um campeonato de nível bem abaixo do nosso e mesmo assim veio com um contrato longo de cinco anos.

Edinho é outro que se enquadra no mesmo perfil dos dois acima citados. Veio com tempo de contrato longo, mesmo que nunca tenha apresentado um futebol “vistoso” a ponto de justificar um contrato de cinco anos. Outro resquício de Alexandre Gallo.

E, por último, destaco a contratação de Maicon Bolt, que tem contrato com o Atlético até dezembro de 2021, ou seja, quando veio fechou um contrato de três anos.

Maicon “Bolt” tem um dos maiores salários do elenco e, desde que chegou, nunca mostrou um futebol ao menos parecido com o que praticou na melhor fase da sua carreira, quando jogava no Fluminense. É um jogador que, até aqui, teve mais custos que benefícios. Para que os leitores tenham uma ideia do problema, quando Maicon foi pretendido por outras equipes, o Atlético encontrou dificuldades na hora de liberar o atleta, pois ele recebe um salário alto e não condizente com o que as equipes que o sondaram pudessem pagar, mesmo que fosse apenas uma parte. Isso para um jogador que estava na Rússia há tempos e em final de contrato. Ao buscá-lo, o Atlético poderia ter oferecido um contrato de um ano, com cláusulas de minutos em campo, partidas disputadas, gols e assistências, etc… Cláusulas que permitiriam ou não a renovação automática desse contrato por mais um ano, caso fossem cumpridas.

É óbvio que vir aqui e criticar as contratações soa como aproveitador da minha parte, mas o ponto nem é esse. O ponto é: por que fazer contratos longos com jogadores desconhecidos e até mesmo esquecidos, vindos de mercados de pouco destaque, onde o futebol jogado é muito abaixo do que é apresentado aqui? Não existe uma análise ou um estudo, mesmo que apenas por vídeos de jogos? O treinador, seja ele qual for, foi ao menos consultado para falar se o jogador se encaixaria ou não no elenco, se realmente iria agregar? Essas são algumas das perguntas que faço.

Só de salários o Atlético tem um gasto aproximado de mais de 1 milhão e 200 mil reais por mês com estes jogadores. Cinco jogadores que hoje pouco agregam ao elenco. Edinho já nem está no clube, mas, mesmo assim, o Atlético tem custos com o jogador, pois o Fortaleza não arca com 100% do seu salário. E é isso que acontece em muitos desses casos. Muitas vezes os jogadores chegam, logo em seguida um novo técnico assume o time e o clube fica preso a um contrato mal amarrado, uma vez que não pode apenas dispensar o jogador na hora que quer, pois tem que arcar com a multa.

São situações que precisam ser observadas para que no ano que vem não se cometa os mesmos erros. Num clube que já se encontra há anos com dificuldades financeiras, o problema nem é não ter o que gastar, mas sim gastar mal o pouco que se tem!

 

GOSTOU? Siga nossas redes sociais. Clique nos links abaixo e fique por dentro dos bastidores do Atlético.

Facebook: facebook.com.br/falagalo13
Instagram: instagram.com.br/falagalo13
YouTube: youtube.com.br/falagalo13
Twitter: twitter.com.br/falagalo13
Site: falagalo.com.br
Edição: Ruth Martins
Edição de imagem: André Cantini  

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

20 comentários em “Atlético insiste em contratos longos e se vê preso a jogadores com baixo rendimento

  • 8 de outubro de 2019 em 15:47
    Permalink

    Quem contratou, arque com a multa rescisória.
    Isso tem cheiro e gosto de MUTRETA.
    jogador assina por 100. E recebe 20. 80. Ninguém sabe pra onde vai, sem falar na compra; Alguém acredita que um Bosta de um Chará custou 27.000.000,00???
    Haaaaaa porquê futebol pra isso, ele nunca teve e nem mostrou.
    Pergunto: cadê a lei trabalhista, não produziu, justa causa nele.
    E o Elias, será se vai assinar um contrato de 10 anos com ele??? Kkkkkk

    Resposta
    • 8 de outubro de 2019 em 16:49
      Permalink

      Infelizmente o Atlético tem este erro grave contratos longos para uns jogadores que não está rendendo nada,este tal de bolt nunca vi um jogo dele pelo atlético que fosse de chamar atenção este outro que está no Fortaleza nunca vi falar,o Ricardo Oliveira o Santos estava querendo ele porque não deixou ir? Agora aguenta estes motes de vistas, fora os que já passou da hora de parar de jogar e o galo insistem neles ainda. O Atlético sempre foi um plano de aposentadoria para muitos jogadores,isso não é de hoje.

      Resposta
    • 8 de outubro de 2019 em 21:56
      Permalink

      TODOS GANHAM ENCIMA DE JOGADORES A DIREÇÃO NÃO ESTA NEM AI PARA O CLUBE QUEREM E ENRIQUECER .
      E SE GANHAR ALGUMA COISA VIRA POLITICO ELEITO PELA GALERA E A TORCIDA QUE SE DANE.

      Resposta
  • 8 de outubro de 2019 em 16:41
    Permalink

    Concordo com o articulista em tudo. Parece que a administração financeira de um clube de futebol é terra de ninguem. No caso do Atletico existem algumas contratações do ano passado e outros jogadores velhos de casa, que não justifica a permanencia de nenhum deles. Por exemplo: Zé Welerson pois está dando dó o que este rapaz não joga. Outro é o tal de Bold que de Bold não tem nada. Como pode um jogador destes ser tão incompetente. Segue a lista o tal do Elias, que vem enganando há várias gerações. Parem de contratar bondes e por longo prazo, e coloca a base para jogar que com certeza não ficaria abaixo da colocação atual.

    Resposta
  • 8 de outubro de 2019 em 16:43
    Permalink

    3 coisas na minha opinião talvez responda sua pergunta:

    1- Quem senta na cadeira mais importante do clube não deveria nem ser aceito como torcedor.Pior que Ziza. O Problema começou aí meu caro. O resto é conseqüência.
    2- O Gallo nunca foi diretor em lugar algum e esses contratos longos foram claramente pra encher seu bolso. Simples assim. Só de exemplo o R Gaúcho veio com baixo salário e aumentou por produção. Então não precisar de mais nenhum exemplo concorda. Até as maluquices do Nepomuceno não chegam aos pés dessa atual gestão 7.
    3- Não temos gestores e conselheiros a altura do clube. Infelizmente pode colocar 3 anos perdidos..
    Muita raiva desse advogado que não sabe nem se a bola é redonda ou quadrada….

    Resposta
    • 9 de outubro de 2019 em 00:15
      Permalink

      O Galo tem a maior dívida dentre todos os demais clubes do Brasil. Disparado! Algo em torno de 600 milhões de reais. Todas diretorias que passaram têm sua parte de responsabilidade nisso. Dá muita raiva na gente. Eu poderia ser sócio ‘Galo Na Veia’. Mas não sou. Penso que vou fazer papel de bobo. Dar dinheiro para diretores sem escrúpulos. Essa análise do blogueiro diz tudo. Pena que quando se trata de mulher e futebol a paixão sempre fala mais alto. E os corruptos sabem disso.

      Resposta
  • 8 de outubro de 2019 em 16:54
    Permalink

    MAS È LÒGICO QUE TEM MUTRETA NISTO!ESTÂO ROUBANDO O GALO NA CARA DURA E O TAL CONSELHO FINGE QUE NAO VE OU TAMBÈM TÀ ENFIADO NISTO.SINCERAMENTE ESTOU COM MEDO DE TEREM METIDO A MAO NO DINHEIRO DO ESTÀDIO!POR ISTO INSISTEM EM MANTER O ESTÀGIARIO ENTREGADOR DE CAMISAS.O ACORDO COM O EMPRESÀRIOS TEM QUE SER MANTIDO OU VCS ACHAM QUE UM TÈCNICO DE VERDADE VAI COLOCAR UM CENTROAVANTE DE 40 ANOS,CONTRA O PALMEIRAS EM SÂO PAULO PARA “ARMAR CONTRA ATAQUES”?E AINDA TEM ATLETICANO QUE ACREDITA NESTE ENTREGADOR DE CAMISAS;

    Resposta
    • 8 de outubro de 2019 em 19:01
      Permalink

      Nesse elenco atual do galo só o entregador de camisas é que se salva, conseguir montar um time meia boca com um elenco muito ruim não é fácil

      Resposta
    • 9 de outubro de 2019 em 18:06
      Permalink

      Por isso o galo e um time medíocre, sem diretoria e com esses jogadores saque suga, que não tem amor ao time, nunca vai ganhar nada com esse timeco

      Resposta
  • 8 de outubro de 2019 em 16:59
    Permalink

    420 mil por 3 anos de contrato com um cara que tinha jogado bem em 2009 e ninguem sabia da real situação dele, será que ninguem ali dentro pensou que era barca furada, nenhum filho da puta viu isso. Estamos igual as Marias, muita gente mamando no clube.

    Resposta
  • 8 de outubro de 2019 em 22:27
    Permalink

    Amiguinho,
    Tentei mandar esta matéria para grupo de amigos do Whatsapp e jagunço tudo!
    Que m*** é esta de Whatsapp Business???

    Resposta
  • 8 de outubro de 2019 em 23:42
    Permalink

    Ninguém fala do Emerson que o Gallo trouxe e rendeu uma grana que dá pra pagar esses 5 e mais uns 50 e ainda sobra! Isso é Brasil. Não

    Resposta
  • 9 de outubro de 2019 em 09:13
    Permalink

    1) O Galo é gerido por pessoas totalmente despreparadas para os cargos que exercem.

    2) O Galo foi dominada por uma ORCRIM.

    Qual das duas alternativas está correta?🤔
    Vou chutar com convicção na 2

    Resposta
    • 9 de outubro de 2019 em 09:15
      Permalink

      *dominado (ele não é raposa pra ser DOMINADA)

      Resposta
  • 9 de outubro de 2019 em 09:36
    Permalink

    O que mais entristece além de ter certeza das mutretas nesses contratos, ver a péssima qualidade da gestão atual, e ver o time despencar no Brasileirão, não ganhar nada e envergonhar o nome a cada jogo.
    Esse equipe que vemos em campo não merece vestir a camisa do galo!!!

    Resposta
  • 9 de outubro de 2019 em 10:43
    Permalink

    Quando se fala em decisões ruins os torcedores falam em mutreta, ganhos ilícitos, vantagens pra um ou outro e etc. Pode até ter acontecido em algum caso, mas o importante é avaliar a política de contratações!! A política de contratações não foi boa com o Gallo e isso tem um preço a ser pago a longo prazo.

    O Maluf foi um dos primeiros a montar time com contratos longos. Ele dizia que o jogador precisava de tranquilidade pra trabalhar e que não era fácil ficar REMONTANDO time a cada temporada. Porque ninguém questionava isso na época?? simples, porque DAVA CERTO. As contratações, em sua maioria, TROUXERAM RESULTADOS EM CAMPO. Portanto, o ponto crítico não é o tempo de contrato, mas a qualidade do jogador que se contrata.

    Mas vejo que as políticas de contratação, base, renovação contratual, mudança de técnico e etc, estão mudando ao longo da gestão do Sette Câmara. Na minha opinião estão mudando para melhor. O problema é que o time não demonstra resultado em campo e isso PREJUDICA muito o trabalho da diretoria, mas acredito no trabalho que vem sendo feito. Se a torcida tiver paciência (algo que os protestos já mostraram que a paciência acabou), podemos colher frutos no futuro.

    Resposta
    • 9 de outubro de 2019 em 13:51
      Permalink

      Concordo com seu ponto de vista, talvez o problema não seja o tempo de contrato mas a qualidade de quem vem jogar no CAM. Por outro lado, acho arriscado demais quando se trata de jogadores de nível mediano pra baixo, desconhecidos da torcida e imprensa em geral.
      Esses 5 cinco jogadores citados no texto são piada de mau gosto com a torcida do GALO. Tem até mais, né?! O texto cita “apenas” cinco.
      O que me preocupa muito é que ano que vem e no outro e no outro ainda teremos que “aguentar” esses peladeiros na Cidade do GALO.
      Esse ano foi um fiasco e vamos torcer muito para que os 45 pontos cheguem logo!!!

      Resposta
  • 9 de outubro de 2019 em 10:47
    Permalink

    Cidade do Galo virou núcleo assistencial casa do menor….
    Entra adolescente e sai adulto sem ter participado de um jogo profissional..

    Ilusão de pais e irmãos e amigos… Nao acreditem nessa farsa chamada de Base. Clube virou creche e casa do menor.. A unica coisa que presta nessa cidade do Menor (cidade do Galo) e somente para nao deixar as criancas nas ruas roubando e fumo pedra.

    Parabens ao Nucleo assistencial casa do Menor ( FEBEM-CRECHE- ABRIGO)

    Resposta
  • 9 de outubro de 2019 em 11:31
    Permalink

    Boa tarde amigos do Galo. Acrescento a todos estes “erros” ao contratar jogadores inúteis e pó tempo de contrato pouco usual, as inexplicáveis recusas das propostas feitas pelo Santos para levar o R.O., do Inter para nos livrar do Elias e a contratação do Hernandez Sombra.
    Com tanta burrada qualquer instituição quebra. Estão apequenando NOSSO GALO.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *