Atlético domina, Mancini mexe mal e Galo acaba sendo derrotado em casa pelo Athletico-PR

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

Jéssica Silva
Do Fala Galo, em Montes Claros
25/11/2019 – 00h13

Jogando no Mineirão, o Galo recebeu o Athletico-PR, em jogo válido pela 34ª rodada do Brasileirão, em busca de vitória e distância da zona da degola. O time foi escalado de maneira mais ofensiva por Vagner Mancini, o que deu certo. No entanto, o próprio treinador foi o responsável pela derrota alvinegra, já que substituiu Cazares, o melhor em campo, e isso acabou culminando em mais um revés.

Foto: Cantini

Juan Cazares é dono de um talento raro, porém, o deslumbre por dinheiro e fama faz com que o jogador se desvie do bom futebol. Justamente por isso é necessário que o time se aproveite dos momentos em que o meia se empenha e faz a diferença. No jogo contra o Athletico-PR Cazares desequilibrou. Foi ele quem comandou as ações atleticanas, que foram muitas, e fez com que a torcida acreditasse que o gol do Galo poderia sair a qualquer momento.

Assim como na partida do primeiro turno, o goleiro Santos brilhou no gol do time paranaense. Em finalizações de Di Santo, Marquinhos e até Fábio Santos, o Atlético mostrava um grande volume de jogo e uma ofensividade que não víamos já há algum tempo. Como levava perigo ao gol do Athletico-PR constantemente, o Galo merecia ter aberto o placar já no primeiro tempo, mas não o fez.

Na etapa complementar, o domínio do Galo continuou sendo grande. Criando pelos lados e se mantendo com a bola, o time atleticano teve chances reais de balançar as redes e até o fez, com Patric, mas o gol do lateral foi anulado. Otero também passou perto de ser o responsável pelo grito de gol no Mineirão, mas perdeu sua grande chance.

Foto: Cantini

Marquinhos, que vem sendo o orgulho da base, e Cazares eram os melhores em campo. O domínio e a ofensividade do Atlético vinham dos pés dos dois, mas Mancini inacreditavelmente substituiu o equatoriano por Bruninho aos 22 minutos do segundo tempo.
A entrada do jovem Bruninho não é o problema, a questão é que um técnico que decide sacar do time seu melhor jogador, responsável pelas principais ações de sua equipe, deixa nítido seu despreparo para lidar com o trabalho que desempenha. Não é sempre que veremos um Cazares disposto, querendo jogo, e logo quando o camisa 10 resolve fazer sua função, Vagner Mancini o retira do campo, atrapalhando as ambições do Atlético na partida.

É impossível negar que a saída do camisa 10 fez com que o Galo perdesse ofensividade e domínio de jogo. Ao contrário do que disse Mancini na coletiva pós-jogo, a substituição não era algo que poderia realmente dar certo, já que Cazares era o principal nome da partida e sua ausência mudaria o rumo das ações atleticanas. Ao menos o treinador admitiu seu erro, que foi grotesco e nos rendeu mais uma derrota.

O Atlético teve grandes chances durante os 90 minutos, jogou muito melhor que o xará paranaense, mas não fez o principal: o gol. E no futebol, quase sem exceções, quem não faz, leva.
Aos 41 minutos, Vitinho acertou um belo chute de fora da área, sem chances para Cleiton, e marcou para os visitantes.

O erro amador de Vagner Mancini é o principal motivo da derrota do Atlético. Cazares vinha jogando muito bem nesta tarde de domingo, distribuía bem a bola e poderia nos presentear com um gol ou uma bela assistência a qualquer momento. A escolha do treinador atleticano mostra o quanto está distante de estar à altura do comando técnico do Galo. Felizmente, seu contrato vai somente até dezembro e não esperamos contar com ele na próxima temporada.

ATLÉTICO 0 X 1 ATHLETICO-PR

Atlético:
Cleiton; Patric, Leonardo Silva, Iago Maidana e Fábio Santos; Zé Welison e Luan (Vinicius, aos 38’ do 2ºT); Marquinhos, Cazares (Bruninho, aos 22’ do 2ºT) e Otero (Geuvânio, aos 31’ do 2ºT); Di Santo
Técnico: Vagner Mancini

Athletico-PR:
Santos; Madson, Pedro Henrique (Robson Bambu, aos 30’ do 2ºT), Leo Pereira e Abner Vinícius; Wellington e Bruno Guimarães (Erick, aos 27’ do 1ºT); Vitinho, Nikão e Thonny Anderson; Marco Ruben (Braian Romero, aos 21’ do 2ºT)
Técnico: Eduardo Barros

Gol: Vitinho, aos 41’ do 2ºT (ATH)
Cartão amarelo: Otero, aos 33’ do 1ºT, Zé Welison, aos 35’, e Geuvânio, aos 48′ do 2ºT (ATL); Thonny Anderson, aos 42’ do 1ºT, e Braian Romero, aos 34’ do 2ºT (ATH)

Motivo: 34ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Data e horário: domingo, 24 de novembro de 2019, às 16h

Público: 34.432 torcedores
Renda: R$ 209.440,00

Árbitro: Edina Alves Batista (FIFA/SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (FIFA/SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (MG)

 

 

GOSTOU? Siga nossas redes sociais. Clique nos links abaixo e fique por dentro dos bastidores do Atlético.

Facebook: facebook.com.br/falagalo13
Instagram: instagram.com.br/falagalo13
YouTube: youtube.com.br/falagalo13
Twitter: twitter.com.br/falagalo13
Site: falagalo.com.br
Edição: Jéssica Silva
Edição de imagem: André Cantini 
Edição de texto: Angel Baldo

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

5 comentários em “Atlético domina, Mancini mexe mal e Galo acaba sendo derrotado em casa pelo Athletico-PR

  • 25 de novembro de 2019 em 09:25
    Permalink

    O FALA GALO ESTÁ ESCONDENDO QUAL O VERDADEIRO PROBLEMA DO C.A.M. ??
    O NOSSO PROBLEMA É A DIRETORIA , E NÃO OS JOGADORES OU O TÉCNICO.
    QUEM CONTRATA ESSAS NULIDADES.??
    QUEM PAGA ESSES PERNAS DE PAU.??
    O CULPADO POR TODA A NOSSA CATÁSTROFE É A DIRETORIA , QUE SE NÃO FOR DEPOSTA E DEMITIDA VAI DESTRUIR POR COMPLETO O NOSSO GALO.
    SETTE CÂMARA CONTRATOU :
    ALEXANDRE gallo.
    MARQUES.
    RUI COSTA.
    ESSE TRIO DEU CONTA DE CONTRATAR OS PIORES JOGADORES E TÉCNICOS DO BRASIL.
    ESSA É A PURA VERDADE.
    E SE CONTINUAREM O NOSSO GLORIOSO GALO SERÁ DESTRUÍDO POR COMPLETO.

    Resposta
  • 25 de novembro de 2019 em 09:40
    Permalink

    Bom massa. vimos o galo fazer o jogo, atacando e virando a bola de pé em pé, e como sempre a falta de qualidade no acerto do ultimo passe. time que joga como jogamos tem que haver mais qualidade nas laterais, Fabio Santos passa e Otero tenta um drible a mais e não faz o simples assim vamos pela esquerda, mas quando chega em Cazares a boia rola simples e faceira como a alma atleticana, mas ai vem o lado direito torto, falta qualidade no trato da bola, Patric apanha da bola erra sempre o passe, Luan o mesmo de sempre se acha genial, domina e ai falta classe no toque e passe, cruzar na área um tormento, bola fácil sempre pra defesa, ai nosso maior erro na temporada as laterais com qualidade de definir e errar menos, Levir tentou Bruninho na lateral, como fez com Datolo algumas vezes, futebol e classe, arte e saber fazer o simples, coisa que os nossos jogadores não sabem ou não querem.erro ao substituir Cazares no jogo de ontem são os menores problemas do elenco e comissão técnica, vale refletir sobre as laterais fracas que erram tudo a vários jogos

    Resposta
  • 25 de novembro de 2019 em 10:35
    Permalink

    Concordo com a responsabilidade da diretoria, contudo, no jogo de ontem as medidas de um técnico conservador, covarde e sem leitura de jogo levaram a fazer alterações equivocadas. Apesar das críticas ao Luan, ele estava dando conta do recado na função de volante, Casares estava bem no jogo assim como Marquinhos. Para ficar dando mais uma oportunidade a Vinícius e Geovane porque este incompetente não deu oportunidade ao Guilherme Castilho.

    Resposta
  • 25 de novembro de 2019 em 13:45
    Permalink

    Primeiramente, essa diretoria inútil não deveria ter contratado esse péssimo Mancine. A pergunta que faço sobre isso é, porque até agora esse imbecil não foi demitido? Vão esperar afundar de vez o barco pra segundona pra só aí reparar esse erro grotesco desse monte de merda que se chama Rui Costa?
    Outra coisa, o que é que Fábio Santos, Elias (sei que não jogou ontem…na verdade nunca jogou por aqui) conquistaram para o Galo até hoje? Some-se a isso Patric. Meus caros, esse sujeito é o símbolo do fracasso e da derrota no Galo. 10 anos essa merda atrapalhando a vida do Galo.
    Outra coisa. Guga, seu cocô! Não sei como você é convocado pra seleção de base. Você é horroroso. Não sabe defender, não sabe atacar e não sabe cruzar uma bola sequer. Vai vibrar com o flamerda na pqp! Espero que você nunca mais ouse vestir uma camisa ou usar um artigo do Galo. Ofereça-se de graça pra urubuzada, mas você sabe que eles não estão interessados no seu futebolzinho ridículo. Some do Galo, seu merda!!!
    Se você não tem laterais, não tem ninguém que saiba cruzar ou alçar uma bola na área, porque perder tempo com centroavante? Vamos virar o disco seus treinadores inúteis! Mudem o esquema pra um time com um falso nove, porque esse argentino/paraguaio que só domina de canela e esse peso morto desse velho e ultrapassado Ricardo Oliveira não vão render nada mais pra o Galo.
    Sette, você só fez merda nesse tempo que está no Galo! Tenha hombridade, vergonha na cara, pede pra cagar e sai, seu cretino!!
    Rui, seu merda! Vai ficar atento a outros mercados e deixa o meu Galo, sua anta gosmenta!
    Mancine, você é um enganador e ludibriador de diretores imbecis. Você não serve pra o futebol! Some!!!!

    Resposta
  • 25 de novembro de 2019 em 21:23
    Permalink

    time foi bem ofensivamente? não fez gol…

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *