Atlético cresce sob o comando do técnico Rodrigo Santana

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Angel Baldo
12/08/2019 – 4h

No dia 11 de abril, logo após a goleada sofrida para o Cerro Porteño e a demissão do técnico Levir Culpi, Rodrigo Santana foi chamado às pressas para apagar um incêndio que parecia sem fim. Quatro meses depois, Santana mostra em campo que a escolha da diretoria atleticana foi correta.

A vitória contra o Fluminense no último sábado (10) foi a terceira vitória consecutiva do Atlético e o oitavo jogo de invencibilidade na temporada. São 6 vitórias e 2 empates.

Se analisarmos além do resultado, hoje vemos um Atlético organizado em campo e que atua conforme o seu adversário. Na coletiva pós-jogo, Santana enfatizou isso: “Nós treinamos muito o adversário. Todo treino que montamos é com base nas características do adversário e procuramos fazer com que eles (jogadores) entendam as fases do jogo.”

Comparando com o Atlético do início da temporada, quando o time era comandado por Levir Culpi, a evolução tática é gigantesca. Podemos dizer que o Atlético se tornou uma equipe competitiva, que vem tomando poucos gols (4 gols nos últimos 8 jogos), que sabe o que fazer com a bola e que muda sua forma de jogar conforme o adversário.

Um ponto importante que precisamos enfatizar é a evolução técnica de algumas peças. O crescimento de Elias, Jair, Igor Rabello, Réver, Patric, Vinícius Vina e Fábio Santos se dá muito pela organização que o técnico Rodrigo Santana implantou no grupo.

Para finalizar, é importante reforçar que o futebol é uma roda gigante que gira constantemente e os resultados são o que mantém um técnico no comando. Hoje, após um G4 no Brasileirão e uma classificação para as quartas de final da Copa Sul-Americana, essa roda gira favorável ao Santana, porém, uma série de resultados negativos poderá mudar tudo, mesmo com uma equipe taticamente bem superior à que vimos no início desta temporada.

E não é isso que queremos!

 

Texto revisado por Ruth Martins 

 

Siga nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece nos bastidores do Atlético: Facebook, Twitter, YouTube e Instagram

 

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

3 comentários em “Atlético cresce sob o comando do técnico Rodrigo Santana

  • 12 de agosto de 2019 em 08:06
    Permalink

    Cara, tem que dar os parabens para o Rodrigo. Sereno, do jeito dele sem estardalhaços vem fazendo do Galo um time organizado e competitivo e um time quando esta organizado, corre menos e quem sabe jogar aparece. Algumas peças ainda pecam, mas ai é pela deficiencia tecnica do jogador mesmo, o time como um todo tem se mostrado muito consistente e isso é merito do treinador que esta sabendo trabalhar com o que tem e é estudioso, ve como o adversario se porta e tenta passar isso para os atletas, Parabens Rodrigo…tem que manter isso heim…e deixa o Cleyton quieto no Gol, o momento é do garoto.

    Resposta
  • 12 de agosto de 2019 em 08:51
    Permalink

    Bom dia!
    Já critiquei bastante, Rodrigo Santana. Achei fraco para o cargo e sem poder pra barrar os medalhões. No entanto, ele vem provando o contrário. Barrou RO e só voltou com ele porque Alerrandro também entrou numa fase ruim. Além disso barrou Luan em baixa, barrou Victor e fez o futebol de FS, Elias, Patric e Jair crescer, especialmente esse último que cresceu assustadoramente. Portanto, na minha bipolaridade, momentaneamente, me rendo ao jovem treinador. Embora eu ache ainda que Jair e qualquer outro volante fica sobrecarregado jogando ao lado de Elias quando atua como volante.

    Resposta
    • 12 de agosto de 2019 em 21:26
      Permalink

      Haja visto que JAIR também já contundiu. Qualquer VOLANTE fica sobrecarregado ao lado de ELIAS. Os Fatos não se cansam de demonstrar essa realidade.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *