Em uma rodada favorável, Galo faz sua parte e derrota o RB Bragantino

Foto: Flickr oficial do Atlético

 

 

Malu Precioso
14/09/2020 – 09h41
Clique e siga nosso Instagram
Clique e siga nosso Twitter
Clique e siga nosso YouTube

Clique e siga nosso Facebook

Foi no apagar das luzes, mas o que vale são os 3 pontos! Ah, e eles vieram. E que delícia! Mesmo sem Sampaoli na beirada de campo, suspenso pelo terceiro amarelo, o Sampaolismo foi presente em mais um jogo com uma escalação super atípica.

Hoje quem conversa comigo é a Amanda Sampaio, 22 anos, nascida em Capelinha, Vale do Jequitinhonha. Ela é estudante de Fisioterapia na PUC-MG. Apaixonada pelo Atlético desde pequena, respiro futebol e desenho meus caminhos em busca de estar cada vez mais presente dentro desse esporte que é minha paixão.

Malu: Começando pela escalação, o que você achou da formação com 3 zagueiros e 3 laterais? Em campo, você acha que funcionou?

Amanda: Tenho muito essa visão de que um time com três zagueiros não é uma formação, na prática, defensiva. Tendo em vista o potencial da nossa zaga, principalmente Alonso, que permite uma subida mais forte dos laterais e até mesmo com um homem surpresa. No caso do jogo de hoje, não vi muito positivo. Nossos jogadores mais centralizados não têm tanta qualidade de criação, pensando no setor ofensivo, senti falta desse fundamento. Na defesa, mesmo tomando o gol, achei estável.

Malu: O Galo começou o jogo meio lento, mas com o estilo de Sampaoli de valorizar a posse de bola. Como você avalia o jogo?

Amanda: O jogo em si não me agradou. Essa lentidão inicial, muito também pela formação que o técnico iniciou, valorizou a posse de bola, mas com o setor ofensivo atuando de forma mais tímida. O primeiro tempo foi de domínio do Galo, isso é inegável. As chances perdidas, foram cruciais na partida.

No segundo tempo, o RB voltou melhor, empatou bem no início e manteve essa constante. Keno entrou bem, ganhando no mano a mano, não atoa conseguiu a marcação do pênalti, muito mal batido pelo Sasha. As outras alterações não foram de muito impacto. O segundo gol saiu de uma jogada bem construída, o que deu um ânimo pensando no futebol que o time pode vir a propor. Acho que, no geral, o time poderia ter apresentado mais qualidade e terminado com um placar menos apertado.

Malu: Vamos falar de gols! O primeiro marcado por Réver com assistência de escanteio do Arana e o segundo de Savarino com assistência de Keno. Você acha que o Galo foi mais eficiente nas finalizações ou ainda precisa melhorar?

Amanda: No primeiro tempo tivemos chances de abrir o placar e, depois do gol, de aumentar a vantagem. Creio que é um fundamento que ainda tem muito a ser melhorado!

Malu: Nathan voltou e já ganhou alguns minutos. Como você avalia o retorno dele?

Amanda: Nathan com certeza é um jogador essencial! Fez bastante falta nesse tempo ausente. Foram minutos importantes até mesmo para sentir como o posicionamento dele ajuda o time na efetividade de algumas jogadas por ali, com seu domínio e giro de corpo para dar o passe ou tentar avançar. Mas expectativa para que seja uma volta próspera para ele e para o time!

O próximo desafio é contra o Atlético-GO, em Goiás. Para esse confronto, temos o retorno de Sampaoli, Jair e Rafael. Everson, que fez sua estreia contra o RB Braga, passou segurança no gol. A dúvida para saber qual o arqueiro será titular é boa!

A Equipe do Fala Galo agradece a Amanda pela disponibilidade de participar do nosso conteúdo. A Arquibancada Feminina é aberta para todas as mulheres atleticanas! Tem vontade de participar? Mande uma DM para nós!