Derrota na Vila gera dúvidas para a próxima rodada

Foto: Flickr oficial Atlético

 

Malu Precioso
10/09/2020 – 22h53
Clique e siga nosso Instagram
Clique e siga nosso Twitter
Clique e siga nosso YouTube

Clique e siga nosso Facebook

A derrota na Vila Belmiro teve um sabor amargo. Não foram apenas os três pontos, mas a sensação de entregá-los após um início frenético e uma expulsão que dividiu opiniões de jornalistas e torcedores.

Hoje eu chamei a Angélica para comentar comigo esse jogo entre Peixe e Galo.

Malu: Angélica, Sampaoli entrou em campo com uma formação diferente mais uma vez, o que você acha desse rodízio de elenco?

Angélica: Fazer rodízio de jogadores sou a favor quanto ao desgaste, mas se o jogador tiver apto tem que estar em campo. Tem que ter uma formação padrão, ou pelo menos um estilo de jogo em que todos que entrem em campo mantenham o aproveitamento. O estilo de jogo do Sampaoli mesmo com alterações é o mesmo, time “pra frente”, porém tem que ter o mesmo estilo de marcação.

Aqui no Fala Galo a gente já falou sobre a importância de ter mais de 11 jogadores titulares. As contratações que o Galo fez e ainda fará são exatamente para isso: time vence jogo, elenco vence campeonato. Precisamos ter em média 18 jogadores muito prontos para entrar a qualquer momento!

Malu: A janela internacional abre novamente em outubro. Você traria mais algum jogador? Pra que posição?

Angélica: O Galo necessita de um meio-armador, que pense jogadas, que crie laços com a defesa e o ataque, contratar seria bom.

Acho que é uma pedida geral da massa. Nosso meio de campo ainda carece da função de um meio-armador, já que Nathan é o único que faz essa função e sem ele o time perdeu muito. Apesar da evolução de Hyoran, ainda não foi o suficiente para equiparar o nível do camisa 23.

Sobre o jogo, começou eletrizante. O Atlético finalizou algumas vezes com bastante perigo antes mesmo dos 15 minutos, e foi a partir daí que o jogo virou. Tudo começou com Arana sendo empurrado dentro da área santista e nada foi assinalado. No contrataque seguinte, Rafael, numa saída desajeitada e num lance de muita esperteza de Marinho, cometeu falta e foi expulso. O VAR nem analisou, assim como no primeiro lance, e a expulsão do nosso goleiro foi confirmada.

Victor entrou nervoso, sem ritmo e pouco inspirado: foi assim que o Santos encontrou o primeiro gol. Alan Franco, com uma assistência de Sasha, marcou mais um gol pra essa dupla inspirada e empatou a partida, mas não demorou muito para a estrela do alvinegro praiano aparecer novamente: Marinho marcou o segundo e o terceiro gol, de pênalti, fechando a derrota do Galo.

Malu: O desempenho de alguns jogadores foi bem abaixo do que já haviam apresentado. Pra você, quais foram os melhores e os piores em campo?

Angélica: Os piores foram Mariano (muito abaixo do que vinha apresentando, cometeu erros cruciais). Rafael (pelo erro ocasionado também pela falha de Mariano, que acarretou sua expulsão). Victor (falhou no gol, estava mostrando despreparo para jogar, porém, não concordo de colocar a culpa da derrota nele). Keno e Marquinhos (muita dança, muito drible e pouco efetividade) e não é só nesse jogo.

Os melhores foram Alan Franco (tem evoluído bastante, e vem marcando gols) e Guilherme Arana (seguro na sua posição).

Nós sabíamos a dificuldade de jogar na Vila Belmiro antes mesmo de entrar em campo, o que não esperávamos eram condições tendenciosas da arbitragem, uma expulsão logo de cara e o desempenho individual muito abaixo de alguns jogadores.

Para o próximo domingo, contra o Red Bull Bragantino, além do expulso Rafael, perdemos Jair e Sampaoli suspenso. O auxiliar do Galo e preparador de goleiros também foi expulso. Portanto, fica a expectativa de regularização do Everson no BID e de quem comandará a equipe nesse jogo que só nos interessa a vitória!