Arena MRV – Licença de Implantação deve ser votada no fim de Setembro

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Por: Betinho Marques

O Fala Galo apurou que nos próximos dias haverá reunião interna, com os técnicos na PBH para discutir as medidas compensatórias finais que as secretarias proporão ao empreendedor.

“Há pendências no quesito interesse social, mas estamos levantando isso, e conversando com o pessoal da Arena Multiuso para que no fim setembro possamos colocar a LI (Licença de Implantação) em votação no COMAM. Haverá também as medidas do MP (Ministério Público) que são diferentes das nossas, ou seja, não estão vinculadas. Nossas compensações estão relacionadas à área da saúde, aspecto educacional ambiental e na criação de um parque linear da Mata dos Morcegos”, ponderou o Secretário do Meio Ambiente Mário Werneck.

Além disso, no fim de agosto deve ser votado o DAIA (Documento Autorizativo de Intervenção Ambiental) que é vital para intervir e executar a supressão arbórea no perímetro de projeção da edificação antes da movimentação de terra. O requisito será votado pelo estado através do IEF (Instituto Estadual de Florestas). Vale lembrar que todo o licenciamento para iniciar as obras passa pelo crivo da PBH e o atendimento às suas cinquenta condicionantes.

 

ATLÉTICO TEM INTERESSE EM YONY GONZÁLEZ, DO FLUMINENSE.

 

Siga o Fala Galo nas redes sociais, estamos no YouTube, no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

7 comentários em “Arena MRV – Licença de Implantação deve ser votada no fim de Setembro

  • 7 de agosto de 2019 em 11:12
    Permalink

    Vergonha desses sanguessugas vagabundos! Quando conseguirmos a licença já estará quase no momento do período chuvoso, atrapalhando a terraplanagem!! Estão fazendo de tudo pra atrasar a obra e prejudicar o time!!

    Resposta
    • 8 de agosto de 2019 em 14:41
      Permalink

      Esse judiciário de BH e um bando de hipócritas que gostam de olifotes.aginal com o galo vai aparecer na tv

      Resposta
  • 7 de agosto de 2019 em 15:34
    Permalink

    boa tarde massa. este estádio do galo esta igual uma novela que nunca acaba. aliás o estádio do galo não começa..Aff.espero eu quando voltar a Minas Gerais a arena galo esteja pronto mas pelo que estou vendo nem em 2050 vai estar pronto. eita processos demorados. vai galooo.

    Resposta
    • 8 de agosto de 2019 em 10:40
      Permalink

      Não vai ter estádio… Contentem-se

      Resposta
  • 7 de agosto de 2019 em 17:16
    Permalink

    Prova definitiva que sem interesse político ou ganho econômico por parte de órgãos e políticos nada anda em BH. Na copa do mundo as licenças levaram um mês para ser aprovadas em todos os estádios, independente de área de proteção ambiental, social, econômica ou educativa. Agora como é um empreendimento milionário e ninguém vai levar uma bolada, todos se juntaram para atrasar e vai saber se ainda não irão arrumar um jeitinho político de cancelar essa obra. Infelizmente o Brasil sempre foi e sempre será país de terceiro mundo. Aqui o importante é o bem financeiro individual e não o bem coletivo da população. Preocupam mais com um tal de capacetinho do pau oco do que com a destruição provocada pelas mineradoras.

    Resposta
  • 7 de agosto de 2019 em 17:25
    Permalink

    Boa tarde amigos do Galo. Temos que confiar e acreditar que a diretoria está fazendo o melhor e se empenhando para que o nosso estádio se torne realidade.
    Gostaria de saber, em relação a dívida do Cone, se o Galo pode recorrer a FIFA oferecendo denuncia pelo não pagamento da dívida e também pelo acionamento da justiça trabalhista pelo devedores.

    Resposta
  • 8 de agosto de 2019 em 19:19
    Permalink

    Olha é como um internauta frisou. Na reforma do Mineirão inúmeras árvores frondosas que ficavam no estacionamento e entorno do estádio foram suprimidas drasticamente é esse meio ambiente não travou nada, já que a licença foi liberada rapidinho. Agora como a arena do Galo é uma obra particular onde não há como meter a mão em verba pública, assim como ocorreu no Mineirão, esses órgãos vão travar essa obra sempre alegando uma falha qualquer. Esse é o nosso Brasil, só funciona na base da corrupção.

    Resposta

Deixe uma resposta para joao Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *