Após mais um vexame, Rodrigo Santana é demitido

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Jéssica Silva
Do Fala Galo, em Montes Claros
13/10/2019 – 22h22

Recebendo o bom time do Grêmio no Independência, o Galo voltou a jogar mal e perdeu mais uma vez no Campeonato Brasileiro. Dos últimos 33 pontos disputados na competição nacional, o Atlético conquistou apenas quatro. A ineficiência do time comandado por Rodrigo Santana mostra que o péssimo aproveitamento nos coloca cara a cara com uma realidade que vem sendo ignorada por comissão técnica e jogadores há algum tempo: a nossa luta é contra o rebaixamento.

Enquanto Réver lamenta, os atletas do Grêmio comemoram / foto: Bruno Cantini

Nos primeiros momentos da partida o Atlético chegou a se apresentar bem, fez boas jogadas e até criou algumas oportunidades. Porém, não surpreendendo a absolutamente ninguém, o Galo foi infeliz em um lance individual do goleiro Wilson e o Grêmio abriu a porteira para a goleada humilhante no Independência com Galhardo. Maicon, Pepê e Alisson completaram o massacre e Di Santo, de pênalti, foi quem diminuiu para o Atlético.

Jogar bola por pouquíssimos minutos e logo depois dar total liberdade aos adversários é comum para o Atlético de hoje em dia. Derrotas, desempenho pífio e literalmente andar em campo enquanto os rivais correm não é algo que incomode o plantel do Galo. A falta de respeito com a instituição já passou dos limites e nos faz lembrar de tempos difíceis, mas com uma ressalva: nem em anos de brigas constantes contra o rebaixamento e poucos recursos houve um Galo tão covarde e omisso.

Seja armado para atacar ou jogando defensivamente o Atlético não consegue encaixar um padrão. Qualquer adversário, seja ele um dos líderes do campeonato ou um habitante da zona de rebaixamento, será capaz de superar o Galo pelo simples fato de saber que em nenhum jogador atleticano há o incômodo com a derrota nem a vontade de vencer. O discurso de “fazer diferente” na próxima partida já está batido, pois de derrota em derrota nós nos aproximamos cada vez mais da parte de baixo da tabela e nos afastamos cada vez mais do respeito.

Defesa composta por jogadores que vivem levando bolas nas costas, meio de campo inútil e ataque que não funciona são ingredientes de um time sem perspectiva, respeito pelo trabalho e chances de fazer uma temporada digna. Sendo comandado por quem é, o Atlético já anunciava um 2019 vexatório desde o início. Os poucos bons momentos vividos por esse time neste ano serviram apenas para iludir o torcedor por poucos meses, mas a situação atual é a cara do comando atleticano.

Não é surpreendente que um jogador como Cazares faça o que quiser e dê declarações de desrespeito ao Atlético, além de protagonizar lances infantis e deixar a equipe na mão quando seria necessária sua presença em campo. É normal que os jogadores andem dentro das quatro linhas e o comando técnico aja como se o esquema tático do time (mesmo após uma série derrotas) seja o ideal para alcançar alguma coisa. O presidente do Clube Atlético Mineiro não dá a cara para bater, não tem pulso firme e não há hierarquia que seja respeitada assim.

A demissão de Rodrigo Santana não surpreende e a culpa dele também não deve ser ignorada, porém, é muito difícil acreditar que quem quer que chegue ao Atlético hoje vá fazer alguma diferença. A verdade é que o treinador não deveria sair sozinho, muito pelo contrário, pois quase ninguém ali se salva. Quando uma equipe se acostuma com o fracasso é difícil reencontrar o caminho das vitórias e independente de quem assuma o time, o grupo de preguiçosos ainda estará lá para dificultar qualquer trabalho. Há a chance de o fato novo nos fazer conquistar um ponto ou outro, mas nada que apague essa temporada deprimente, e isso mesmo que não haja rebaixamento.

Jogadores “acampando” no centro de treinamento e trabalhando duro não deveria ser promessa de um pós-jogo, deveria ser a intenção desde o início. Buscar um desempenho melhor não é favor para a torcida, é obrigação. O Galo está onde está graças aos erros recorrentes de diretoria, comissão técnica e de quem entra em campo para representar a instituição. Um time como o Atlético deveria decidir campeonatos, lutar por classificações importantes, não contra o fantasma do rebaixamento. O alto padrão que Alexandre Kalil devolveu ao Galo há alguns anos está indo pelo ralo graças a um comando medíocre e isso contagia o torcedor, que já não aguenta mais do mesmo.

Nunca houve um Galo tão covarde, nunca houve tanta falta de esperança. Mais uma vez o Atlético estará com um novo treinador, provando que seu mau planejamento é seu pior adversário. Qualquer trabalho implantado no clube vem sendo inoperante, seguimos com um grupo de jogadores que jamais deveria ter cruzado a porta de entrada e tudo isso é um círculo vicioso que só nos traz derrotas e desânimo.
É quase impossível ser otimista, mas cabe a nós torcer para que quem tiver coragem de encarar essa “furada” que se tornou o Atlético nos livre de um novo rebaixamento e nos dê a chance de pensar em dias melhores.

 

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 1 X 4 GRÊMIO
Data: 13/10/2019 (Domingo)
Local: estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira
Auxiliares: Danilo Simon Manis e Neuza Inês Back
Cartões amarelos: Cazares, Geuvânio, Luan, Natan (CAM);
Cartões vermelhos: Cazares (CAM)
Gols: Galhardo, do Grêmio, aos 33 minutos do primeiro tempo; Maicon, do Grêmio, aos 43 minutos do primeiro tempo; Di Santos, do Atlético-MG, aos 48 minutos do primeiro tempo; Pepê, do Grêmio, com um minuto de segundo tempo; Alisson, do Grêmio, aos 50 minutos do segundo tempo;

ATLÉTICO-MG
Wilson; Patrick, Réver, Igor Rabello e Hulk; Natan, Elias (Geuvânio), Marquinhos (Vinícius), Cazares e Luan; Di Santo (Alerrandro).
Técnico: Rodrigo Santana

GRÊMIO
Paulo Victor; Galhardo (Paulo Miranda), David Braz, Geromel e Cortez; Michel, Maicon (Luciano), Alisson, Luan e Pepê; André (Thaciano).
Técnico: Renato Gaúcho

 

GOSTOU? Siga nossas redes sociais. Clique nos links abaixo e fique por dentro dos bastidores do Atlético.

Facebook: facebook.com.br/falagalo13
Instagram: instagram.com.br/falagalo13
YouTube: youtube.com.br/falagalo13
Twitter: twitter.com.br/falagalo13
Site: falagalo.com.br
Edição: Jéssica Silva
Edição de imagem: André Cantini 

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

10 comentários em “Após mais um vexame, Rodrigo Santana é demitido

  • 13 de outubro de 2019 em 22:49
    Permalink

    E que venha Felipão
    Nada de Hellman no galo ,vide a final da copa do Brasil.
    Aqui é Galoooo.
    Desistir é a saída dos fracos .
    Persistir é a certeza dos Fortes.

    Resposta
  • 13 de outubro de 2019 em 23:39
    Permalink

    Mais um burro que morreu abraçado a Elias, Fábio Santos, Patric….
    Se o próximo treinador não colocar esses merdas pra fora, vai ser mais do mesmo.
    Será que o Rui Bosta ainda pensa em renovar com o exterminador de volantes?

    Resposta
  • 14 de outubro de 2019 em 00:01
    Permalink

    Se tivessem ouvido a maioria dos torcedores là atràs,com certeza nâo estariamos nesta situaçâo.A falta de critèrio nas escolhas de titulares com rendimento abaixo do esperado-elias,pastor,fsantos,bolt,nathan,lsilva entre outros,aliada a total falta de esquema tàtico,contribuiu em muito para uma campanha pelo menos regular em todos os torneios que participamos.fomos eliminados por equipes medianas para baixo e mesmo assim nâo houve mudanças.e houve momentos inexplicaveis,que denotaram falta de comando tècnico:O Alerrandro estava em boa fase e saiu para o pastor;o Neto fez uma boa partida e voltou para sub20 ou juniores;e o Geuvanio estava bem melhor que a maioria dos atacantes e sò entrava no meio do segundo tempo;do patrick nem vou comentar.ERA SÒ AMEAÇAR OS DONOS DE VESTIÀRIO QUE SUMIAM RÀPIDO!O ANTECESSOR TAMBÈM TINHA A MESMA MANEIRA DE AGIR:COINCIDENÇIA?DUVIDO!

    Resposta
  • 14 de outubro de 2019 em 03:23
    Permalink

    Agora me contem a novidade…
    Todo mundo sabia que depois dessa sequência contra palmeiras, Flamengo e Grêmio, aconteceria o que já deveria ter acontecido há muito tempo: a demissão do Banana!
    A questão é que perdemos semanas que poderiam ser utilizadas para treinamentos, por um técnico de verdade. E não esse pau mandado, lambe bolas do 7, além de tudo incompetente, frouxo. Eterno treinador de URT

    Ainda vem o incompetente do Rui Costa falar que tentou fazer diferente…
    vai pra PQP. Dirigente pilantra, sem vergonha. Explicação pra contratação do Uruguaio que pegou reserva para o hulk, e custou 13 milhões, isso vc não quer dar né?! Vagabundo!!

    E cadê o covarde do presidente? Playboyzinho de merda! Bundao! Frouxo! Sem vergonha!

    #largaoosso7

    Resposta
  • 14 de outubro de 2019 em 07:58
    Permalink

    O retrato dessa diretoria péssima e incompetente é o Wilson, se na base não tiver um goleiro melhor que o Wilson pode fechar as portas.
    E contratações como essa joga dinheiro fora e o time continua péssimo, a primeira coisa que esses incompetentes tem que fazer é aprender a contratar e parar de torrar dinheiro com perebas.
    Aprender a contratar um bom técnico de parar de gastar dinheiro com estagiários ou técnicos dim de carreira.
    Aprender a colocar os meninos da base na hora certa e não coloca-los na fogueira, mas vindo dessa diretoria aprender com os erros não existe.
    E para finalizar mais uma péssima entrevista do RUI BOSTA que tá me saindo pior que o Alexanddre Gallo, pelo menos algumas contratações do Alexandre Gallo deram retorno financeiro ao Galo mas e esse RUI BOSTA SÓ PREJUÍZO!!!!
    FORA SETTE CAMARA!!! FORA RUI BOSTA!!!

    Resposta
  • 14 de outubro de 2019 em 09:07
    Permalink

    ESSA TURMA DE KALIL É UM CÂNCER QUE PRECISA SER EXTIRPADA PARA SEMPRE DO ATLÉTICO.
    SETTE CÂMARA É O PIOR DELES . ESSE SUJEITO CONTRATOU ALEXANDRE gallo , QUE AQUI CHEGOU COM O PROPÓSITO DE “”VENDER”” TODO O PATRIMÔNIO DO GALO . ESSE NEFASTO ELEMENTO DEIXOU UM RASTRO DE DESTRUIÇÃO.
    COMO SE NÃO BASTASSE SETTE CÂMARA CONTRATOU O RUIM “”COMISSÃO”” COSTA , PARA TERMINAR DE FAZER O SERVIÇO.
    RUIM COSTA PAGOU 24 MILHÕES EM HERNANDES E MARTINEZ E 27 MILHÕES EM CHARÁ , SÓ POR ESSAS CONTRATAÇÕES SE MOSTRA A SUA MÁ INTENÇÃO , COMO SE NÃO BASTASSE RUIM COSTA E SEU COMANDADO JÚNIOR CHAVARE ESTÃO FAZENDO UM ESTRAGO NA CATEGORIA DE BASE , SÓ LÁ JÁ CONTRATARAM 21 JOGADORES . VÃO DEIXAR UMA VERDADEIRA TERRA ARRASADA.
    FORA SETTE CÂMARA.
    FORA SETTE CÂMARA.
    FORA RUIM COSTA.
    DENTRO DE CAMPO “ELIAS” É A MAIOR MALDIÇÃO DO ATLÉTICO NOS ÚLTIMOS TRÊS ANOS. ELIAS É O PRINCIPAL CULPADO PELOS PÉSSIMOS RESULTADOS .
    “”ELIAS , R.OLIVEIRA , PATRIC , F.SANTOS , NUNCA MAIS””.

    Resposta
  • 14 de outubro de 2019 em 09:19
    Permalink

    Bom dia a todos !!!! O Atlético hoje é o retrato fiel do seu comandante: Incompetente, negligente, arrogante, desacreditado perante todos. Qualquer treinador que venha comandar o time neste momento ou vem pelo dinheiro fácil ou está sem trabalho. Que técnico colocaria seu nome em jogo nas mão de uma diretoria sem a menor credibilidade, quem acredita em promessas dessa gestão do Galo, é só ver quantos técnicos e mesmo os menos experientes recusaram-se a trabalhar no Galo. O que possuímos hoje de qualidade: estrutura física e torcida únicos patrimônios que a atual gestão não colocou a mão, ainda. É aquele negócio: como esperar resultados diferentes cometendo os mesmos erros, a diretoria é a única responsável pelo fracasso do time nos últimos anos, estamos ladeira abaixo sem freios, ou mudamos algo (é não falo apenas de treinador) ou o resultado será inevitável: REBAIXAMENTO. Patric, Fábio Santos, Elias, Pastor, Cazares, Chará, dentre tantos outros recebem, e recebem muito bem para fazer o básico: correr e jogar o mínimo de futebol, hoje nem isso fazem, devem ser afastados e vendidos o mais rápido possível, na primeira oportunidade.

    Resposta
  • 14 de outubro de 2019 em 09:36
    Permalink

    E ninguem fala do Cachazares. Esse, junto c o lerdo do Elias são os verdadeiros cancer do Atlético. O cara anda em campo, fica dando aqueles pulinhos. Não produz, só bola pra atras ou pro lado. Não temos volante. Esse tal de cavalo de Ze Weliison nem dá pra falar. E laterais. Só bola nas costas. Na frente não dão chance pro Alerrandro firmar. Fora as contratações horrorosas e caríssimas que cheiram a sujeira.
    Enquanto não mudar a mentalidade não adianta. Nenhum técnico vai fazer milagre com essa cambada de come e dorme.
    Enquanto isso a massa passando vergonha.
    A única alegria esse ano é o quase certo rebaixamento das marias.

    Resposta
  • 14 de outubro de 2019 em 10:15
    Permalink

    Vem aí mais um interino. Auxiliar do Rodrigo Santana. Se como auxiliar do y não ajudava em nada, não vai mudar nada, vamos continuar improvisando o Nathan de primeiro volante, enquanto o Guilherme Castilho que é de origem não terá uma oportunidade, sem falar do Neto, Alexandre Vinícius. Vamos sofrer muito até ficarmos livre do risco da segunda.

    Resposta
  • 14 de outubro de 2019 em 11:15
    Permalink

    Não tem mais nada mais pra comentar , só resta lamentar a situação horrorosa que se encontra nosso Galo!
    #salvemoClubeAtleticoMineiro, fora esta corja tanto de jogadores como os que ficam nos bastidores.

    Triste . muito triste isso!!!!!!!!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *