Apático e sem vibração, Atlético perde mais uma no Brasileirão

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Jéssica Silva
Do Fala Galo, em Montes
27/10/2019 – 22h27

Jogando de maneira apática, o Galo assistiu ao São Paulo no Morumbi e foi derrotado mais uma vez. Após boa vitória contra o Santos, no Independência, a expectativa era de que o alvinegro pelo menos ameaçasse o tricolor paulista, mas não foi o que aconteceu e o time atleticano conheceu sua 13° derrota no Campeonato Brasileiro.

Com Vinícius na vaga do suspenso Elias, a ideia de Mancini parecia ser jogar de maneira mais ofensiva, mas não foi o que aconteceu no Morumbi. O Galo apenas se defendeu, conseguiu segurar a pressão do tricolor no primeiro tempo, mas sucumbiu à pressão do São Paulo na etapa complementar.

Otero foi um dos poucos que tentaram algo na partida – Foto: Bruno Cantini / Atlético

Mesmo com maior posse de bola, o São Paulo não conseguia infiltrar a área alvinegra, já que os comandados de Vagner Mancini estavam no campo defensivo. O Galo sequer esboçava alguma reação, apenas assistia ao time de Fernando Diniz criando oportunidades e buscando o jogo a todo momento.

Olhando o time que entrou em campo contra o São Paulo, a vitória contra o Santos parece ter sido um golpe de sorte, tamanha a diferença na postura da semana passada para cá. Na partida do Morumbi, o Atlético não demonstrou vontade de vencer, mal criou oportunidades e não parecia a equipe que derrotou o bom time do Peixe.

No segundo tempo o São Paulo conseguiu converter seu domínio em gols e construiu a boa vantagem de dois a zero. O Galo, que já não conseguia demonstrar alguma reação antes da desvantagem, seguiu sem ameaçar e apenas viu o tricolor administrar o resultado. Jogando sem intensidade, o Atlético mereceu a derrota por não se impor em momento algum.

A ideia do time do Atlético, independente do comando técnico, deve ser pontuar o máximo possível. No jogo contra o São Paulo, por se tratar de uma partida fora de casa, era de se esperar no máximo um empate, mas a derrota traz a velha preocupação com a colocação na tabela.

O Atlético tem a missão de pontuar tanto quanto for possível, apesar de suas limitações técnicas, para tentar fazer um restante de campeonato o mais digno possível. Conquistar pontos contra as equipes de menor expressão é o caminho mais fácil, já que contra outros times grandes a dificuldade é maior, assim como foi hoje e é necessário que o Atlético tenha isso em mente a cada vez que entrar em campo.

SÃO PAULO 2 X 0 ATLÉTICO

São Paulo
Tiago Volpi; Igor Vinícius, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê e Liziero (Hudson, aos 21/2°T); Antony (Marcos Calazans, aos 33/2°T), Igor Gomes (Hernanes, aos 16/2°T) e Vitor Bueno; Alexandre Pato
Técnico: Fernando Diniz

Atlético
Cleiton; Guga, Igor Rabello, Leonardo Silva e Fábio Santos; Réver; Luan (Geuvânio, aos 36/2°T), Nathan, Vinícius (Marquinhos, aos 10/2°T) e Otero; Franco Di Santo (Ricardo Oliveira, aos 10/2°T)
Técnico: Vagner Mancini

Gols: Igor Gomes, aos 5/2°T; Vitor Bueno, aos 12/2°T

Motivo: 28ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: estádio Morumbi, em São Paulo
Data e horário: domingo, 27 de outubro, às 16h

Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa/RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ)
VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)

 

Arena MRV – Falta pouco para o sonho ser real. Saiba mais…

 

GOSTOU? Siga nossas redes sociais. Clique nos links abaixo e fique por dentro dos bastidores do Atlético.

Facebook: facebook.com.br/falagalo13
Instagram: instagram.com.br/falagalo13
YouTube: youtube.com.br/falagalo13
Twitter: twitter.com.br/falagalo13
Site: falagalo.com.br
Edição: Jéssica Silva
Edição de imagem: André Cantini 
Edição de texto: Angel Baldo

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

7 comentários em “Apático e sem vibração, Atlético perde mais uma no Brasileirão

  • 27 de outubro de 2019 em 23:57
    Permalink

    Ver as reposições do goleiro, os erros de passe no meio campo, o Luan pisando literalmente na bola, o Rever como volante/ meia, o Fábio Santos de sempre; é rezar para não cair.

    O time é horroroso!!!!!

    Resposta
  • 28 de outubro de 2019 em 00:47
    Permalink

    Fora Mancine!
    Vai recuperar a pqp, seu fdp!!!

    Resposta
  • 28 de outubro de 2019 em 08:05
    Permalink

    Bom dia amigos do Galo. A diretoria segue envergonhado e apequenando NOSSO GALO. Cadê a oposição?
    Como um jogador como o FINGE QUE MARCA se mantém titular do NOSSO GALO durante 4 anos?
    Quanto descaso, quanta indiferença, seguem DESTRUINDO o CAM.

    Resposta
  • 28 de outubro de 2019 em 08:45
    Permalink

    Realmente nâo dà para entender certas coisas!Como escreveu o Ricardo acima,o galinha pintadinha titular,um beque de 40 anos(o segundo gol do sp foi culpa dele),um meio de campo onde o mais velho sai e o mais novo fica plantado,vina igual barata tonta,guga,sem comentàrios.o Di Santo nunca vai fazer gols jogando do jeito que està.Nâo aparece ninguèm para tabelar.E DEVEMOS REVER O CONCEITO SOBRE O LUAN.HÀ MUITO TEMPO ESTA MAL,JOGANDO SEM MOTIVAÇÂO E DANDO DECLARAÇÔES APOS OS JOGOS COMO SE FOSSE O UNICO CRAQUE DO TIME.ONTEM PISOU,LITERALMENTE,NA BOLA.E O rICARDO ONTEM ESCREVEU:SE FOR MANTIDA ESTA DIRETORIA EM 2020,SERÀ PIOR DO QUE 2019.PRINCIPALMENTE CONTRATANDO TÈCNICOS AMIGOS DE DIRETOR.E VCS NOTARAM DIFERENÇA DE IDADE ENTRE O GALO E O SÂO PAULO?

    Resposta
  • 28 de outubro de 2019 em 21:10
    Permalink

    Time gastou toda energia contra o Santos. O mais de sempre, time velho demora de 15 a 20 dias para recuperar do desgaste dos velhinhos e os mais jovens são fracos tecnicamente

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *