Alterações na equipe e homenagens a Adílson: Galo recebe o Fortaleza no Horto

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

Por Jéssica Silva

Neste domingo, às 16 horas, o Galo recebe o Fortaleza. A partida é válida pela décima primeira rodada do Campeonato Brasileiro e será disputada na Arena Independência.
A fim de seguir com o bom aproveitamento na competição e se manter na parte de cima da tabela, conquistar os três pontos é mais que obrigação para Rodrigo Santana e seus comandados.

Vindo de uma vitória com gosto amargo de derrota (o placar de 2 a 0 não foi suficiente para classificar o Galo na Copa do Brasil), o time atleticano tem como objetivo virar a página e focar suas energias em vencer o Fortaleza, time comandado pelo ex-goleiro Rogério Ceni.

O Atlético vem de uma partida intensa pela Copa do Brasil e já encara o Botafogo pela Copa Sul-Americana na próxima quarta-feira (24). Sendo assim, Rodrigo Santana deverá mesclar a equipe que entrará em campo para medir forças com o time cearense.

Jair, que fez bela partida no meio de semana e organizou o meio de campo atleticano, deverá perder a posição para Zé Welison, já que Rodrigo Santana quer poupá-lo. Otero, que voltou ao time titular há pouco, deverá ser substituído por Luan ou Geuvânio.
O lateral esquerdo Lucas Hernández, recente contratação do alvinegro, também pede passagem e pode assumir a posição de Fábio Santos. Levando em consideração a má fase do camisa 06, trazer o novato à campo com certeza não fará mal ao Atlético. Inclusive, em partidas decisivas como a da próxima quarta-feira, contra o Botafogo, ter a presença de Fábio Santos em campo também seria uma preocupação, já que suas falhas vêm comprometendo e prejudicando o resultado de toda a equipe.

A necessidade de ter um elenco competitivo fica explícita em momentos como este. O ideal é que uma grande equipe como o Atlético dispute mais de uma competição ao mesmo tempo e tenha sempre o objetivo de vencer, chegando entre os primeiros. Hoje, nem mesmo os onze titulares podem ser considerados como os melhores nomes disponíveis para suas posições, justamente por isso o Galo deu adeus à Copa Libertadores precocemente este ano e acaba de deixar também a Copa do Brasil.

Focar no que ainda nos resta é o caminho para tentar fazer com que esta temporada não seja mais uma perdida. As reais chances de título do Atlético estão na Sul-Americana, o que não quer dizer que a equipe deve deixar de lado o Campeonato Brasileiro. Até então, o time de Rodrigo Santana vem fazendo um bom trabalho na competição nacional, tirando pontos de quem deve tirar e conseguindo se manter próximo aos líderes. Contra o Fortaleza, time limitado tecnicamente, o único resultado aceitável é a vitória.

O Galo se encontra em 4° lugar na tabela de classificação, com 19 pontos. Já o Fortaleza está em 13°, com 13. Ambos vêm de vitória no Brasileirão, mas considerando a colocação das duas equipes no campeonato, o campo onde será disputada a partida e a qualidade técnica de ambos os plantéis, o Atlético é franco favorito e deverá se comportar como tal, sem dar espaços ao visitante para surpreender ou sequer gostar do jogo. Um empate em uma partida em tais circunstâncias é tão inaceitável quando uma derrota, portanto, é necessário que quem quer que entre em campo saiba da importância de se impor diante do Fortaleza.

Em entrevista coletiva, o próprio Rogério Ceni admitiu não ter como o Fortaleza surpreender o Atlético jogando no Independência. O treinador ressaltou que o clube cearense sofre com a falta de opções para o setor ofensivo, dessa maneira, fica claro que qualquer surpresa na partida só poderá vir de algum vacilo atleticano e é exatamente isso o que o Galo deve evitar, a fim de não deixar escapar os três pontos que são importantíssimos para a a sequência da equipe no Brasileirão.

A partida também marcará uma série de homenagens que serão feitas ao volante Adilson, que se aposentou precocemente do futebol devido a um problema cardíaco. Todos os jogadores atleticanos usarão o nome de Adilson em suas camisas e o volante, que disputou 99 partidas com o manto alvinegro, receberá uma camisa personalizada e uma placa de agradecimento aos serviços prestados ao clube e o comprometimento do atleta ao longo do seu contrato.
Hoje Adilson integra a comissão técnica atleticana e será o responsável por dar o pontapé inicial na partida, além de entrar com toda a equipe em campo para a execução do hino nacional.
Baita atitude do Galo, condizente com a equipe gigante que é!

Que o desempenho em campo e o resultado construído pela equipe contra o Fortaleza sejam tão bonitos quanto a atitude do Atlético em relação ao Adilson. Conquistando os três pontos, o Galo seguirá bem no Brasileirão e pode até assumir a terceira colocação na tabela, caso o Flamengo, que visita o Corinthians, não vença.

FICHA TÉCNICA: ATLÉTICO X FORTALEZA

Local: Estádio Independência, Belo Horizonte (MG)
Data: 21 de Julho de 2019, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Edina Alves Batista (SP)
Auxiliar: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Neuza Ines Back (SP)
VAR: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)

ATLÉTICO: Victor; Patric, Rever, Igor Rabello e Fábio Santos; José Welison, Elias e Cazares, Geuvânio, Chará e Alerrandro
Técnico: Rodrigo Santana

Fortaleza: Felipe Alves; Gabriel Dias, Quintero, Roger Carvalho e Carlinhos; Juninho, Araruna e Marlon; Romarinho, Wellington Paulista e André Luís.
Técnico: Rogério Ceni

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

13 comentários em “Alterações na equipe e homenagens a Adílson: Galo recebe o Fortaleza no Horto

  • 21 de julho de 2019 em 08:46
    Permalink

    O INDEPENDÊNCIA é pequeno demais para o GALO. É estádio de time pequeno. APEQUENA e elitiza a nossa imensa torcida.
    PRECISAMOS VOLTAR DEFINITIVAMENTE AO MINEIRÃO , É LÁ QUE SEMPRE FOI A NOSSA CASA.
    No jogo de hoje só a Vitória interessa.
    PORQUÊ VAI POUPAR JAIR ??
    PORQUÊ O PÉSSIMO ELIAS NUNCA É POUPADO.??? É SIMPLES ELIAS NUNCA MACHUCA E NUNCA É POUPADO , PORQUE NÃO DIVIDE BOLA , NÃO CORRE , NÃO MARCA E NÃO ARMA. MAS , CONTINUA INTOCÁVEL , TITULARÍSSIMO , MAS , O GALO SÓ VAI AFUNDANDO , SENDO ELIMINADO DE TODOS OS TORNEIOS.
    R.OLIVEIRA JÁ SAIU , FALTA ELIAS . SE OS DOIS TIVESSEM SAÍDO DO TIME , TERÍAMOS ELIMINADO AS MARIAS.
    MAS NÃO, ELIAS MANDA E DESMANDA NOS TÉCNICOS , JÁ DERRUBOU VÁRIOS , E VEM DERRUBANDO O GALO TAMBÉM . SÓ NÃO VÊ QUEM NÃO QUER.

    Resposta
    • 21 de julho de 2019 em 10:15
      Permalink

      Há muitos anos que falo que o Galo tem que jogar no Mineirão esta história de jogar no Horto é ridículo, coisas de diretorias de pensamentos e atitudes incompetentes. Volto a dizer que NUNCA em nossa história tivemos um gestão descente, SEMPRE gestores meia boca.

      Resposta
  • 21 de julho de 2019 em 10:13
    Permalink

    Não acredito nesta escalação, o Rodrigo Santana é inteligente e vai escalar o melhor para o galo.
    Cazares vai jogar no meio com função de 10. Pelos lados Geovane e Chara, Luan titular do banco.
    O volante paraguaio Ramon Martinez deve jogar, foi bem contra a chape.
    E se quiser pode descansar os dopis laterais e escalar Guga e Lucas lateral Uruguaio.

    Resposta
  • 21 de julho de 2019 em 12:23
    Permalink

    Desisto de ser atleticano! Casado da mediocridade!!! Goleiro medíocre, laterais medíocres, volantes, meias, atacantes… Cansado de ser humilhado pelo Cruzeiro!

    Resposta
  • 21 de julho de 2019 em 12:45
    Permalink

    O atacante Luciano certamente viria para ser titular e encorpado muito o time do Galo. Será que a diretoria deixará o infame e mal intencionado Renato, furar nossa barriga de novo?porque o Galo tem que perder todo jogador chamado de sonho antigo de Renato? É preciso agir Rui Costa

    Resposta
  • 21 de julho de 2019 em 13:36
    Permalink

    Diretor fraco! não vi nada ainda com ele no Galo ! Mais um para ficar de mimi ! Não contratou ninguem ainda, não vi nenhum salto de qualidade com ele ainda ! Vai perder outro jogador já contratado.

    Resposta
  • 21 de julho de 2019 em 17:27
    Permalink

    E SEGUE A SINA :
    MAIS UM VOLANTE MACHUCADO , AGORA FOI JAIR.
    ELIAS , SEGUE NO TIME.

    Resposta
  • 21 de julho de 2019 em 17:36
    Permalink

    FOI SÓ JAIR MACHUCAR E SAIR TOMAMOS DOIS GOLS.

    ELIAS , O INTOCÁVEL , EXTERMINADOR DE VOLANTES ,
    SEGUE NO TIME , TITULARÍSSIMO.

    Resposta
  • 21 de julho de 2019 em 18:06
    Permalink

    POE NA CONTA DO PAU MANDADO,ENTREGADOR DE CAMISAS.O FORTALEZA È UM TIME BEM TREINADO PORQUE TEM TREINADOR.DESFEZ DO FORTALEZA ESCALANDO JOGADORES RIDICULOS E DEU NO QUE DEU.JÀ DISSE,E MUITOS TAMBÈM,COM ESTE TREINADOR E ELIAS NO TIME EU NÂO VOU AO CAMPO.CHEGA!

    Resposta
  • 21 de julho de 2019 em 21:59
    Permalink

    Esse diretorzinho de merda, não consegue trazer nem um jogador meia boca como esse Luciano, e ainda vai renovar com esse inútil Elias, que tem sido sinônimo de fracassos do time dentro de campo. Só os cegos não enxergam que esse Elias em campo sempre leva o Galo a resultados desastrosos, além de sobrecarregar seus companheiros de meio campo: Blanco, Adilson, Jair e qualquer um outro que jogue com vontade ao lado dele.

    Resposta
  • 21 de julho de 2019 em 22:02
    Permalink

    Alexandre Tadel como diretor, um bosta!
    Marques como diretor, um bosta!
    Rui…Bosta!
    Que merda, hein!?

    Resposta
  • 21 de julho de 2019 em 23:07
    Permalink

    Time frouxo …certos jogadores só jogam quando querem…só pressão pra essa turma…bora voltar com os protestos….

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *