Adílson aposenta, mas deixa uma grande missão!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

Por Malu Precioso

Faltam palavras neste momento. Nosso volante, Adílson Warken, gaúcho, de apenas 32 anos, anunciou sua aposentadoria precoce devido a um problema no coração. Além da falta que ele vai fazer dentro das quatro linhas, é inimaginável a dor que o atleta está sentindo agora de ter que deixar sua carreira.

Adílson, meio brasileiro, meio alemão, começou como jogador do Caxias, ainda na juventude. Logo chamou a atenção do Grêmio, sendo considerado uma grande promessa daquele elenco de 2007. Quatro anos depois se transferiu para o futebol russo, no Terek Grozny, onde ficou por cinco anos.

Adílson atuando pelo Terez Grozny, da Rússia.

Chegou no Galo logo depois, em 2017, ano em que foi Campeão Mineiro com muitos méritos individuais, mesmo sendo expulso na final, teve um número impressionante de desarmes. Lembra quando a gente começou a chamá-lo de Toni Kroos alvinegro? Não era nenhum exagero.

O ano de 2018 já não foi tão tranquilo assim. Ele chegou a ser enviado para disputar a Flórida Cup com um time formado basicamente por juniores, por não estar nos planos de Oswaldo de Oliveira. Sem nenhuma reclamação nem cara feia, nosso Adílson fazia o que o treinador pedia, e, depois de muito treino, provou seu valor para equipe e retornou para o elenco principal, sendo um dos jogadores de confiança de Thiago Larghi.

Os 12 anos de carreira renderam três títulos, dois Campeonatos Gaúcho pelo Grêmio e o já mencionado Campeonato Mineiro pelo Atlético. Individualmente, esteve na seleção do estadual em 2010 e 2018 e foi considerado o melhor volante de 2018.

Adílson em sua última partida contra o São Paulo, no Horto.

Essa última informação, na minha opinião, é a que mais importa. Como já mencionei, o início de 2018 para o volante não foi nada confortável, sendo deixado de lado pelo treinador. Recebendo o prêmio de melhor do ano neste mesmo ano, nós temos uma ideia do potencial de recuperação do Adilson. Percebemos a força de vontade, a raça que nunca faltou e a determinação de superar uma situação que não é favorável.

Adílson encerra sua carreira dentro de campo com 99 jogos (e com a torcida pedindo muito nas redes sociais que ele faça o centésimo, jogando o último minuto de alguma partida). Rui Costa confirmou que nosso volante continua integrando a comissão técnica até o fim de 2019.

Em uma coletiva emocionante, acompanhada de perto por Luan, Alerrando, Uilson, Victor, Cazares, Rabello, o companheiro de volância Zé Welison e o querido Patric, que o presenteou com um abraço durante um momento de choro, Adílson fez o anúncio da aposentadoria. Será muito raro encontrar alguém que não chorou junto com nosso jogador em um dos momentos mais difíceis da vida dele.

Escrevo em lágrimas, em nome da Equipe Fala Galo, que sempre o acompanhou com muito carinho, e desejo que ele tenha forças para superar mais esse obstáculo. Ele não está sozinho. Tem a família, os amigos e os atleticanos, que tenho certeza que estão solidários e enviando muitas energias positivas. Sabemos que Adílson foi um jogador essencial no nosso elenco e o camisa 21 sempre será lembrado como um atleta que “jogava de terno”, que entregou tudo em campo e que nunca faltou raça.

Nenhuma luta é impossível para quem tem fé e acredita. Adílson, estamos com você! ObriGALO!

O jogador fez um pedido: “meus companheiros aqui são a última esperança que eu tenho de ganhar um troféu grande pelo Atlético”. Hoje, o Galo está em uma situação complicada na Copa do Brasil, precisando reverter 3 gols de desvantagem, enfrenta o Botafogo pela Sulamericana e está em quinto lugar, empatado com o quarto, no Brasileirão. Nós, da arquibancada, vamos fazer nossa parte. É importante ressaltar que não é um “troféu grande” que fará de Adilson um bom jogador, marcado na nossa história. A entrega em campo já fez dele muito mais do que isso.

#ForçaAdilson e VAMO, GALO!

CONFIRA A COLETIVA DE DESPEDIDA DO ATLETA

 

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS E FIQUE POR DENTRO DOS BASTIDORES DO ATLÉTICO
Instagram: instagram.com.br/falagalo13
Facebook: facebook.com.br/falagalo13
Twitter: twitter.com.br/falagalo13
Youtube: youtube.com.br/falagalo13

Angel Baldo

Mineiro de nascença, Paulista de criação! Fanático pelo Galo e pelo Fala Galo! Apaixonado pela minha família e Deus, o resto é mimimi!

5 comentários em “Adílson aposenta, mas deixa uma grande missão!

  • 13 de julho de 2019 em 07:29
    Permalink

    Bom dia galinhas monotitulo .
    Já pararam com a choradeira e a lapada no lombo que tomou do cabuloso ?
    Quarta feira tem mais kkkkk

    Resposta
  • 13 de julho de 2019 em 10:39
    Permalink

    Parabéns à equipe da coluna. O amor pelo time implica atenção e carinho pelo jogador correto, dedicado e raçudo.

    Resposta
  • 16 de julho de 2019 em 04:20
    Permalink

    Vamos, Galo! Texto sensacional!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *