A fé, a ciência e o Galo: toda semelhança é mera coincidência? Por Mateus Wallace

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Por Mateus Wallace
Nos tempos antigos entendia-se que a vida se resumia em uma estrutura que é o esqueleto. Os leitores e conhecedores da Bíblia irão se lembrar da fala do salmista: “as tuas calúnias me ardem nos OSSOS”. Ou então se lembrarão do pedido de José aos seus filhos: “Quando eu morrer, não deixem a minha estrutura no Egito. Transportem os meus OSSOS para onde Deus vos levar”.
Segundo a ciência, cada corpo humano possue 206 ossos na sua idade adulta. Os ossos formam o esqueleto e o esqueleto é a estrutura do corpo. Sem o esqueleto não existe corpo, pode até existir alma, mas corpo, de maneira nenhuma.
Estamos quase na metade do primeiro semestre e a impressão é que ainda não existe um esqueleto no time do Galo. Sendo assim, não existe estrutura. Com quase quatro meses de temporada ainda não temos antes dos jogos certeza de quem vai jogar. Nunca se sabe se vamos de Elias, Chará ou Terans. Patric ou Guga. Ou seja, não existe uma estrutura formada.
Estamos diante de um vale de estruturas. Nos tempos D. C. (depois de Cristo), três coisas se faziam para decretar o sepultamento de uma pessoa: em primeiro lugar queimava-se os ossos. Em segundo, quebrava-se os ossos, e em último lugar, espalhava-se os ossos.
Nesse vale do Atlético não há um osso quebrado, mas temos ossos espalhados. Quando se espalha os ossos automaticamente a estrutra está desmontada e sem estrutura não há time que aguente. Um time campeão não se faz com propaganda, marketing, camisa bonita e estádio novo; um time campeão se faz com estrutura.
A Bíblia, juntamente com a ciência, nos ensina que a aprendizagem não vem pelo falar, mas sim pelo ouvir. Coincidência ou não, Ezequiel viveu a mesma situação que Levir está vivendo, esteve diante de um vale de estruturas espalhadas e quando  questionado se poderiam restaurar, ele disse: “tu o sabes, ó Senhor”. Ou seja, Ezequiel mesmo sendo considerado o profeta mais inteligente da Bíblia, de maior cabedal e de maior conhecimento, preferiu ouvir do que arriscar, já Levir tem feito o inverso disso.
Fica o questionamento: ossos podem ouvir? Nós temos ossos que trabalham na audição, já que existem existem três tipos no aparelho auditivo: martelo, bigorna e estribo (esse último o menor osso do corpo. 2,5 mm). É perceptível por onde começa a restauração: antes de tudo, pelo OUVIR. A audição é o segredo dos vitoriosos.
Nós, que vivemos de atleticanidade, não andamos por vista, andamos por ver. E a fé é o firme fundamento daquilo que se espera e a prova daquilo que não se vê. E só se tem fé por que a fé vem pelo ouvir.
Mas para formar um time campeão é necessário juntar cada osso ao seu osso, cada um no seu devido lugar. Não se pode colocar testa de um em face de outro, nem braço desse no corpo daquele. “Time Frankenstein” não ganha títulos.
Junte cada osso ao seu osso. A torcida não quer saber se tem falange lá no norte e tem que se unir com a falanginha ou falangeta lá no sul. Não queremos saber se a tíbia tá no leste e fêmur e  perônio estão no oeste, queremos uma estrutura montada.
Cada ser humano possui em seu corpo duas caixas: a caixa craniana e a caixa torácica. A primeira caixa tem um propósito, a segunda caixa tem outro e os dois órgãos vitais do corpo estão protegidos por essas caixas. A primeira caixa protege o cérebro, a mente, a segunda protege o coração. Deus já fez as duas proteções para que o corpo tivesse vida.
“Penso mais que os outros, raciocino mais que os outros, a minha opinião é que interessa”. Isso é cérebro exposto e cérebro exposto corre risco de morte.

11 comentários em “A fé, a ciência e o Galo: toda semelhança é mera coincidência? Por Mateus Wallace

  • 6 de abril de 2019 em 09:19
    Permalink

    Caros,
    Antes de tudo: DEUS NO CÉU E GALO NA TERRA!
    Nem nós interferimos nas coisas de Deus, nem Deus vai perder tempo com time de futebol q ñ se dê ao respeito. Retórica barata, viu IRMÃO! Vc tá incorrendo em pecado ao tomar a Palavra em vão e enganar a vc mesmo. Ñ mexe com quem tá quieto, ñ. Ñ misture FUTEBOL E RELIGIÃO.
    Estrutura? Ce tá de brincadeira, IRMÃO, fazendo esse jg EM VÃO com a palavra eterna e com a ciência. Time de futebol dentro de campo agora é estrutura? Irmão, vamos ser diretos, ñ se esconda atrás de palavras q ñ são suas. O de q precisamos até Deus, q nunca jgou futebol na vida, pelo q se sabe, até Ele tá careca saber e já entregou nas mãos de SETTE CÂMARA (q é quem deve ser invocado): o q precisamos é de jogadores q saibam jogar futebol e honrem a camisa e o salário q recebem, e ñ esse amontoado de osso aí. O de q precisamos é de um entregador de camisas q saiba montar um time de futebol indicando as peças q funcionem. Tamos cansados de PIADAS E CHACOTAS e vc nós vem com mais uma. Tá osso, viu?
    Obs.: Presidente SETTE, monte um time de futebol, vc tá sendo ENGANADO pelos CRENTELHOS! O Br tá chegando SETTE, ainda dá tempo. Esse time aí ñ chega a lugar nenhum e vc tem q lutar prá ficar no panteão ao lado dos MELHORES. 7, mais ação e menos RAZÃO.
    Obs.:Oh Pastor PIPOQUEIRO, cê deu as caras por aqui, né? De vc nós queremos é gol, e gol DECISIVO, seu conversa mole ENGANADOR!
    GALO SEMPRE!

    Resposta
  • 6 de abril de 2019 em 09:22
    Permalink

    Bom dia massa. Ok sei entre ano sai ano eo galo continua com péssimas diretoria.treinadores e jogadores. Ok falta no galo é profissional não amadores. Desde 2015 vivemos iludidos com a diretoria do galo. Uma pergunta que não tem resposta porque várias equipe da série A estão falidas e contrata jogadores de qualidades e resolve jogos. Exemplo o Santos e Marias caloteiras devem até as calcinhas. Levir simplesmente está ultrapassado e burro sem sorte. Tem coragem de elogiar patrick. Fábio Santos e Elias eo cone 2.o alerrando estava numa ótima fase e era o artilheiro do mineiro aí o burro sem sorte queimou o garoto e continua com o cone 2 no time. Eo estagiário do Marques não tem tomates para cobrar do Levir e destes amontoados de peladeiros. A minha paciência com o Levir e jogadores acabou a 4 meses chega de burrice. Triste 2019.Vai galooo.

    Resposta
  • 6 de abril de 2019 em 09:55
    Permalink

    Caro amiGALO VIANA , não peça ao SETTE CÂMARA para contratar jogadores, pois ele não tem autonomia. PEÇA AOS VERDADEIROS DONOS DO GALO QUE SÃO OS EMPRESÁRIOS , pois eles é que mandam e desmandam , transformando o nosso GLORIOSO GALO , NESSA BADERNA QUE AÍ ESTÁ , envergonhando ano após ano a sua imensa e fiel torcida.
    VEJAM AS CATEGORIAS DE BASE LÁ SÓ ENTRA OS PUPILOS DOS EMPRESÁRIOS , E ESSA CATEGORIA É A CASA DE HORRORES QUE CONHECEMOS , HÁ MAIS DE 30 ANOS SEM REVELAR NINGUÉM.
    Portanto para o momento devemos cobrar do imcompetente e ultrapassado LEVIR CULPI QUE tire os Parasitas do time , como ELIAS E CAZARES, que ficam passeando em campo , vendo LUAN suar a camisa sozinho.
    QUEREMOS DE VOLTA O NOSSO GALO.

    Resposta
  • 6 de abril de 2019 em 10:00
    Permalink

    REALIDADE ATUAL DO FUTEBOL BRASILEIRO. :
    JOGADORES RICOS.
    EMPRESÁRIOS RICOS.
    E OS TIMES QUE PAGAM E
    SUSTENTAM A TODOS ELES
    COMPLETAMENTE
    QUEBRADOS E FALIDOS.

    Resposta
    • 6 de abril de 2019 em 13:53
      Permalink

      A UNICA COISA REAL E A TORCIDA.O AMOR DELA E A UNICA COISA VERDADEIRA ATUALMENTE.UMA PENA POIS IMAGINE UM TIME PELO MENOS CONFIAVEL,SERIA ESTADIO LOTADO EM TODOS OS JOGOS.COM ESTE TIME HORRIVEL A MEDIA E 40 MIL.

      Resposta
  • 6 de abril de 2019 em 11:32
    Permalink

    Poxa vida que coluna exdruxa, que materia horrível. Trocaram a coluna do Eduardo de Avila por essas besteiras mal escritas. Que horror.

    Resposta
    • 6 de abril de 2019 em 17:01
      Permalink

      Coluna do Eduardo continua, pesquisa que você acha!

      E detalhe, se vc acha isso besteira, imagina esse seu comentário! Abraços!

      Resposta
  • 6 de abril de 2019 em 19:39
    Permalink

    Matéria perfeita, parabéns ! Não se deixe levar por comentários feitos por analfabetos funcionais que podem até saber ler mas não conseguem entender. Quanto ao teor, basta lembrar com o Dorival Júnior de técnico o Bernard era escalado até de lateral, veio o Cuca e ele colocou em campo os 11 que julgava serem melhores. O time perdeu várias partidas no início, mas se encaixou e deu no que deu. Fica a lição, tem que pelo menos saber qual jogador é melhor e acreditar nas convicções, porém não estamos vendo isso acontecer com o Levir.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *