30 dias de interinidade e um elenco carente

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Por: Silas Gouveia e Angel Baldo.

 

Hoje completam exatos 30 dias que o Atlético demitiu o técnico Levir Culpi após uma campanha vexatória na fase de Grupos da Libertadores e uma histórica goleada sofrida para o Cerro Porteño. Nada muito diferente daquilo que os críticos do Levir já vinham alertando há algum tempo. Um técnico de conceitos ultrapassados e de metodologia de trabalho já não aceita entre os profissionais em campo. Não respeitava sequer as análises de números feitas pela equipe de estatísticas e desenvolvimento do clube.

Após isso, vários nomes foram cogitados, inclusive havendo algumas negociações como nos casos de Thiago Nunes e Rogério Ceni. Talvez o nome de Thiago Nunes fosse o mais correto para se tentar modernizar o futebol apresentado dentro de campo.

Sem um técnico e com os bastidores entregues ao rumo, Rodrigo Santana foi chamado às pressas para repetir um filme visto por oito milhões de atleticanos na temporada passada, quando aconteceu a demissão de Oswaldo de Oliveira e Thiago Larghi assumiu.

Na partida contra o Palmeiras, neste domingo dia das mães, Rodrigo Santana vai para seu oitavo jogo no comando do Galo. Em sete partidas ele soma quatro vitórias, duas derrotas e um empate. Não é nenhum absurdo deixar que ele comande também este jogo contra o vice-líder do campeonato. Aliás, na briga do líder contra o vice-líder, nada mais justo que valorizar quem foi o responsável direto por estarmos à frente das demais equipes.

Entretanto, além da necessidade de um técnico com mais experiência (tomara que mantenham o Rodrigo como assistente fixo), a chegada de reforços é indispensável. A sequência é pesada e com “menos” de 30 jogos na temporada o Atlético já apresenta um quadro de desgaste físico altíssimo de seus atletas. A maior prova disso foi o jogo contra o Zamora, que valia classificação para a Copa Sul-Americana, mas o Atlético foi obrigado a segurar sete atletas pelo fato de os exames de CPK apresentarem índices elevados.

Além da questão da preparação física, o time atuou de forma desorganizada por mais de 20 partidas seguidas, sempre correndo atrás da bola, não havia um esquema tático bem definido e isso refletia diretamente no desempenho. Fazer esta correção ainda está sendo uma coisa muito difícil e desgastante.

Porém, a necessidade de reforços vem se tornando ainda maior e o Galo entra em mais uma sequência dura. Daqui para frente serão dez jogos seguidos até a parada para a Copa América. Jogos contra adversários diretos e as melhores equipes atualmente do Brasil. Vejamos:

 

Palmeiras, domingo (12/05) em casa.

Santos, quarta (15/05) em casa.

Flamengo, sábado (18/05) em casa.

SUL-AMERICANA, quarta (22/05) fora de casa.

Grêmio, domingo (26/05) fora de casa.

SUL-AMERICANA, quarta (29/05) em casa.

CSA, domingo (02/06) em casa.

Santos, quarta (06/06) fora de casa.

Santos, domingo (09/06) fora de casa.

São Paulo, quinta (13/06) em casa.

 

As competições estão aí e o planejamento já devia ter sido refeito. Espera-se agora que o time consiga mostrar o mínimo de entrosamento e uma capacidade de reatividade muito boa para assimilar o esquema tático proposto. Torcemos ainda para que um novo treinador já esteja chegando e que os frutos deste trabalho sejam colhidos ainda neste ano. Não importa qual o nome escolhido pela diretoria para ser o novo técnico do Galo,  o que importa é o grau de dedicação que teremos dos jogadores, diretoria e o apoio da torcida.

Qualquer nome de treinador especulado passa a ser válido se temos garantido que o Rodrigo Santana continue acompanhando o desempenho de toda equipe e relatando ao seu superior sobre as melhores opções disponíveis no elenco.

Vamos, Galo! Somo líderes! Seremos Campeões!

 

Revisado: Jéssica Silva

Angel Baldo

Mineiro de nascença, mas Paulista de criação. 30 anos, Administrador e Engenheiro Mecânico. Atualmente residindo na cidade de Uberlândia.

10 comentários em “30 dias de interinidade e um elenco carente

  • 11 de maio de 2019 em 08:12
    Permalink

    Os técnicos que passam pelo clube estão sendo tremendamente prejudicados em seus trabalhos pelo preparo físico da equipe, e em todos os jogos o time morre no segundo tempo. Aliás o time carece de bons profissionais não só na preparação física mas também no treinamento de goleiros, porque Victor é uma caricatura de goleiro, muito mal treinado e visivelmente seu tempo acabou.
    Reforços? Valter (goleiro Corinthians), Copete (Santos – joga até de lateral esquerdo) – Rodrigo Lindoso (Volante inter – troca por Elias) – Potker (Atacante inter) – Romero (Atacante Corinthians). 6 nomes que viriam pra ser titulares

    Resposta
    • 11 de maio de 2019 em 08:24
      Permalink

      Bom dia!

      Se você traz Pottker, Lindoso (ainda mais trocado por Elias, o melhor jogador dessa temporada) e Copete, a torcida causaria o maior pânico na Diretoria que já vem errando demais!

      Resposta
      • 11 de maio de 2019 em 13:36
        Permalink

        Vc pode achar o Elias o melhor jogador da temporada, mas não é isso que a maioria pensa. Já que criticas por que não sugere algum jogador dentro da realidade financeira do clube?

        Resposta
  • 11 de maio de 2019 em 08:15
    Permalink

    Bom dia!
    É muito triste na véspera de um grande jogo, ou seja, o líder Galo contra o vice líder, porco, no Mineirão e até ontem só 16 mil ingressos vendidos. Teria o puxadinho do horto encolhido da Massa?

    É muito triste você abrir o noticiário do Galo e em vez de ler que o interino tem a certeza que o garoto Alerrandro vai como titular, por razões óbvias, ou seja, números impressionantemente melhores que do velho e limitadíssimo Ricardo Oliveira, mas aí você lê que ele tem dúvidas entre J Welison e Adílson. Como que um treinador da base não consegue valorizar o que temos de melhor na base? É por essas e outras que as coisa$ não andam bem na Cidade do Galo!

    Tô cansado de MERDALHÕES endividando cada vez mais o Galo!
    Fora Elias!
    Fora Ricardo Oliveira!
    Fora Patric!
    Fora Fábio Santos!
    Fora Adilson!
    Chega de Victor!

    Resposta
    • 11 de maio de 2019 em 08:20
      Permalink

      Cláudio, bom dia!

      Esse é um dos nossos maiores erros, depositar culpa e jogador A ou B e passar o pano em diretoria incompetente! Me coloco nesse meio também pq fiz isso muito tempo; “fora fulano”, “fora cicrano”… Então Fulano e Cicrano arrebentam em outros clubes e nós chupando dedo, passando pano em diretoria incompetente e pegando outros para levantar o “fora”…

      Se não mudarmos, o clube jamais mudará! Fora jogador e I Love Diretoria é tudo que eles querem!

      Abraços, saudações atleticanas!

      Resposta
      • 11 de maio de 2019 em 10:23
        Permalink

        Meu amigo! Onde vc leu que “i love” essa diretoria incompetente?

        Vc não acha que passou da hora de Alessandro assumir a titularidade no lugar desse merdalhão Ricardo Oliveira?
        O que é que nós ganhamos de relevante até hoje com essas merdas que eu citei e quero fora do meu time?
        Que eles sejam felizes onde quiserem. Tô de saco cheio dessas merdas!
        SAN!

        Resposta
    • 11 de maio de 2019 em 11:10
      Permalink

      Bom dia. galo Roberto de Oliveira concordo com você. se não tirar da equipe os derruba treinadores não vamos ao lugar nenhum. Aliás vamos sim para o z4.amanhã temos de volta o cone 2.Elias. fabio Santos. cachazares.Adilson e Victor frangueiro. aja sofrimentos.

      Resposta
      • 11 de maio de 2019 em 19:33
        Permalink

        Meus caros amanha dia das maes, essa e a razao. Eu mesmo iria mas vou curtir minha mae e esposa e meus filhos. Se forem 30.000 ta de bom tamanho. Quanto aos jogadores citados nao so Alerrandro, Bruninho e Alessandro Vinicius tem que ter chances. Nunca vi tecnico de sub 20 nao dar chances a quem ele dirigiu talvez esse o maior erro do Rodrigo Santana e mostra pulso fraco com os medalhoes.Sou a favor da sua efetivação mas me preocupo com sua fraqueza quanto aos jovens em prol dos medalhoes.

        Resposta
  • 11 de maio de 2019 em 11:06
    Permalink

    Bom dia massa. repito não adianta vier treinador se a podridão continuar na equipe. tem que chegar um treinador que põe os peladeiros no banco de reservas e todos nós sabemos que são. Ok faz Rui Costa no galo para passar férias no SPA ja tem muitos. Aliás o vagalume do cachazares está de volta,temos 3 pedreiras pela frente e na minha opinião são candidatos ao titulo brasileiro. aliás não a jogos fácil. repito este time de peladeiros não me iluda ano passado com o Thiago foi mesma coisa aí veio os peladeiros eo derrubou. vai galooo.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *